domingo, 28 de outubro de 2018

Ser Imigrante



- Ser imigrante é diferente de ser refugiado. Imigrar é algo que a gente escolhe, refugiado é algo que acontece com você.

- Porém ser imigrante é também ser refugiado. É desbravar uma terra perto ou distante em busca de uma vida melhor ou de outras experiências. 

- Ser imigrante é sentir saudades. Mas a saudade não é da terra e sim de um tempo que não volta mais. Pois a terra que existe lá hoje não é a terra que se sente saudades. Essa terra só existe agora na memória. 

- Ser imigrante é sentir falta dos amigos e da família. É sentir vontade de comer a comida da avó na companhia da família, dos tios, dos primos, do pai, da mãe. 

- Ser imigrante é não entender as piadas dos nativos. É morrer de rir das nossas piadas que não faz sentido para os aqui em volta.
- Ser imigrante é tentar traduzir uma piada sem sucesso algum. 

- Ser imigrante é ter um paladar diferente. É cozinhar com os ingredientes deles, a nossa comida. 

- Ser imigrante é aprender todo o dia com eles coisas novas e ensinar a eles como fazíamos na nossa terra. 

- Ser imigrante é ter sotaque. Sotaque falando a língua deles e a sua também. 

- Ser imigrante é pensar em línguas diferentes e esquecer as palavras. É ficar frustradro quando não consegue dizer o que quer nem na sua língua nem na língua deles. 

- Ser imigrante é pertencer e não pertencer ao mesmo tempo. É morar na casa dos outros. É sentir acolhimento e discriminação. 

- Ser imigrante é se preocupar com o futuro da sua terra, mesmo que você não pense em voltar. 

- Ser imigrante é pensar em voltar de vez em quando. 

- Ser imgrante é sentir orgulho das coisas que conquistou e que não conseguiu conquistar na sua terra. 

- Ser imigrante é sentir culpa de ter deixado outros para trás. 

- Ser imigrante é querer trazer todos pra perto de você. 

- Ser imigrante é trabalhar duro, mais que em sua própria terra. 

- Ser imgrante é olhar fotografias, muitas vezes.

- Ser imigrante é ouvir música que toca seu coração, mas não é a música daqui.

- Ser imigrante é assistir programas da sua terra na TV à cabo. 

- Ser imigrante é não saber o que o futuro reserva.  

- Ser imigrante é encontrar outros como você aqui e sentir-se imediatamente conectado com eles. 

- Ser imigrante é comemorar um feriado que não faz parte da sua história.

- Ser imigrante é ter medo de falar ao telefone.

- Ser imigrante é passar frio ou muito calor.

- Ser imigrante é muitas vezes dormir com alguém que não fala a sua língua. É sonhar na sua língua e na língua deles. 

- Ser imigrante é querer que seus filhos, que não têm a sua nacionalidade, tenha a infância que você teve porém na terra deles. 

- Ser imigrante é ter um conflito de emoções. Saudades, aversão, amor e ódio, confiança e insegurança e uma certeza de quase nada. 

- Ser imigrante é para poucos. Embora quase nossa totalidade vem de famílias de imigrantes. 

- Ser imigrante é sentir um vazio quando a família e os amigos, em visita, têm que partir. 

- Ser imigrante é tentar esquecer e tocar a vida na nova terra. 

- Ser imigrante é querer ter a vida que você tem agora, na terra natal, no tempo em que se era feliz por lá. 

- Ser imigrante é adotar a nova terra como lar mesmo sabendo que será sempre um imigrante. 

- Na nova terra, pode-se deixar de ser pobre, de ser rico, de sofrer, de ter medo e uma porção de outras coisas. Mas nunca se deixa de ser imigrante...



17 comentários:

  1. Perfeito !!!!!!

    Vou ter que compartilhar...

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Renato. Nossa , isto não é um texto , é um verdadeiro poema , escrito com a alma de só quem imigrou sabe, e isto voce faz como ninguem. Lembrei de seus primeiros blogs , 6, 7 anos atras . Parece que estavamos la com voce , na America, tamanha a riqueza de detalhes... Nunca vi um imigrante definir o que é ser imigrante tão bem. Parabens. Deus sabe de tudo, e se botou você aí , é porque era para ser assim . It was meant to be, como dizem os gringos. Muito legal.

    ResponderExcluir
  3. Rapaz que texto lindo! Apesar de morar no Brasil e ser brasileiro sempre me pego pensando em sair e ir morar no EUA e na mesma hora me pego pensando em tudo isso que descrevestes tão bem. Parabéns!! Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Renato, o que acha da Austrália? Moraria lá?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, não sei...nunca me atraiu, mas quem já morou gostou. Eu gostaria de morar em algum país da Europa que não houvesse terrorismo

      Excluir
  5. Muito bem colocado Renato.

    Este país, antes de te carregar nos ombros, te coloca de joelhos... Só os fortes sobrevivem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Também acho que todo imigrante passa por essas coisas...Abs!

      Excluir
  6. Good blog post....very informative....thanks for sharing with us..
    Book online bus ticket from Redbus

    ResponderExcluir
  7. Tenho te acompanhado há algum tempo. Quietinho e bebendo das suas lições. Mas essa, faz-se necessário comentar. Como a nossa terra e seus inúmeros filhos tem que lamentar a sua já longínqua partida. Bjs e muito obrigado. Agradeço também ao Paternes pela felicidade de tê-lo apresentado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cleber pelo seu comentário
      Trouxe sorriso para os meus lábios
      ;-)
      Abração

      Excluir
  8. Olá Renato! Muito bom, gosto demais do seu blog. Vc tá meio sumido... Volte a publicar!

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...