segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Donald Trump, Hillary, Democratas e Republicanos

         



           Após um ano de governo Trump, nunca antes na história de um mandato houve tanta polêmica a respeito de um presidente dos EUA. Donald Trump é amado por uns e odiado por outros. O mesmo se dá com Hillary Clinton e a família Clinton como um todo. E qual é a minha opinião sobre o assunto? Na verdade nem eu sei direito. Estou em cima do muro. Uma coisa é certa, se alguém não gosta do PT no Brasil, não tem afinidades também com os democratas dos EUA. Mas há uma diferença entre esses dois países. Aqui a corrupção é infinitamente menor, mas engana-se quem pensa que não há sujeira dos dois lados. 

            Eu fico triste quando penso que no Brasil as opções seriam Lula ou Bolsonaro. Da mesma maneira foi muito triste aqui ter que escolher entre Trump e Hillary Clinton. No final das contas eu acredito por tudo que vi, li e assisti na televisão que os americanos estavam cansados do Obama, dos democratas, da mesmisse e acabaram por votar na mudança, mesmo que ela fosse nas mãos de alguém que não tem filtro nenhum no que fala e no que posta no Twitter, a saber, Donald Trump.

            Essa briga pela política é claro que foi parar nas redes sociais, principalmente no Facebook que, tem uma grande influência na formação da opinião das pessoas. Essa briga é muito cansativa. Algumas coisas são horríveis como por exemplo:

- O desrespeito à opinião que é diferente da sua. Os democratas e também os esquerdistas tanto aqui como no Brasil são muito agressivos. Defenda o Trump ou o Bolsonaro. Imediatamente você é bombardeado com palavrões, xingamentos vindo de pessoas que conhece e de pessoas que nunca ouviu falar. Leia um post defendendo o Trump e veja os comentários. Iguais aos brasileiros. Ofensas até mesmo à foto que a pessoa colocou no perfil do Facebook. Por esse motivo Hillary ganhava nas pesquisas pois as pessoas tinham medo de dizer que apoiavam Donald Trump. Diziam que não tinham chegado a uma posição, mas secretamente já tinham decidido votar em Trump. Se você defende Donald Trump você é diabólico e tem parte com o capeta. Se defende Hillary, é cego pois as evidências de que essa mulher tem pactos sinistros é abundante.



- A parcialidade dos meios de comunicação. A midia que deveria ter como objetivo informar a população e ser imparcial é controlada por forças além do nosso conhecimento. Um exemplo típico é a censura no Facebook. Eu tentei postar uma vez um assunto que não vem ao caso sobre o ex-presidente Obama e o post foi censurado e deletado. O mesmo aconteceu quando tentei postar sobre as evidências de que Hillary havia recebido dinheiro para sua campanha de países que apóiam, escondem e financiam terroristas. A mesma coisa, foi censurado. Qualquer post contra Trump era prontamente aceito. Eu me pergunto por quê? Depois dessas eleições ficou difícil acreditar no que se diz na televisão. 

65% dos entrevistados acreditam que que há notícias
fabricadas na mídia

- O interesse individual acima do bem comum. Os brasileiros documentados defendem Trump e querem ilegais fora do páis. Os indocumentados favorecem Hillary pois desejam receber o cobiçado Green Card. Aqueles que têm plano de saúde pagos pelo governo (Obamacare) queriam a Hillary como presidente enquanto os que têm que pagar do bolso, queriam o Trump. Nesta questão eu vejo inclusive amigos e pessoas conhecidas, que tem possibilidade de pagar um plano de saúde, mas gastam o dinheiro trocando de carro ou em outras coisas como viagens, querendo os democratas no poder indefinidamente. Em um dia postam o quão contrariados se sentem de que seus benefícios serão cortados e no outro postam as fotos do cruzeiro nas Bahamas ou esquiando em Aspen. 

- Usar como defesa o ataque ao outro candito. A Hillary desapareceu com 100 milhões de dólares que foram doados à sua ONG para auxílio das vítimas do Haiti. Mas o Trump usou mão de obra escrava para construir a Trump Tower em Nova Iorque. E assim vai, parece que quem descobrir mais sujeira do outro ganha a discussão. E a discussão é infinita. Não se defende alguém com argumentos à outro. O Lula é ladrão mas o fulano vendeu blá, blá, blá...O fulano ter vendido o Brasil é a desculpa para o Lula ser ladrão. Isso é muito cansativo e eu já até dei um "unfollow" no Facebook nas pessoas que fazem isso. Defenda a pessoa e se o fato não tem defesa, não defenda simplesmente aceite. 




- A infindável questão da imigração. Os EUA é um país de imigrantes e ponto final. Mas não é por isso que deve abrir às portas para quem quer que seja, qualquer país ou qualquer indivíduo. Se selecionamos as pessoas que entram na nossa casa, da mesma maneira um governo, em qualquer país, tem o direito de dizer não a alguém SEJA QUEM FOR. No entanto e aqueles que já estão aqui há muitos anos? E as vítimas de cruéis governos que precisam fugir para proteger sua família? E as crianças que foram trazidas ilegalmente e agora são adultos? Estas, passaram a maior parte de suas vidas nos EUA, como agora irão voltar aos países de seus pais sendo que a maioria nem mesmo a língua materna têm capacidade de falar? É preciso encontrar um ponto onde isso seja resolvido sem prejudicar os americanos pois o país é deles e eles tem o direito de querer que haja um pouco mais de filtro na questão da imigração. 



          Eu tenho a impressão (eu sei que é fato) de que é impossível agradar a todos. Sempre vai haver alguém que não concorda. Eu espero que a democracia prevaleça pois a vontade da maioria, em tese, é alcançada pela eleição daquele que parece que trará benefícios à maioria da população. Ou talvez eu seja mesmo é ingênuo pois pode ser que tudo isso já seja um jogo de cartas marcadas. Porém, em um ano de governo, Donald Trump realizou algumas coisas que muitos tentaram e não conseguiram. Eu não gosto dele. Acho que é uma pessoa arrogante e preconceituosa. No entanto tenho que admitir que a economia está avançando a passos que não se via por mais de uma década. A reforma tributária parece que ainda vai dar uma injeção na economia diminuindo impostos da maioria e proporcionando as empresas a investirem bilhões em melhorias e empregos. O índice de desemprego é o mais baixo em décadas e pelo jeito ainda vai cair mais. 

           No final das contas temos mesmo é que esperar pra ver se a decisão e escolha dele foi melhor para o bem do país como um todo. Eu tinha muito medo que a Hillary entrasse na presidência. A impressão que eu tinha era de que, a ruína econômica e uma crise pior do que a de 2008 viria aos EUA antes mesmo do final de seu mandato, assim como aconteceu ao Brasil depois de 12 anos de PT. A similaridade nas campanhas (Democratas e PT), inclusive artistas americanos seguindo o exemplo dos brasileiros e as promessas que não foram cumpridas mesmo no governo Obama davam a impressão que tudo iria ficar do mesmo jeito ou então piorar de vez. 

          A guerra santa contra o anti-cristo está a todo vapor. Se o homem vai aguentar tanta oposição eu não sei dizer. Ele já se mostrou duro na queda e não parece que irão conseguir um impeachment para ele. Se ele será re-eleito, isso é outra história, mas uma coisa é certa. Eu estou fora das discussões seja aqui seja no Facebook. Se tivesse podido votar nas eleições passadas eu teria votado nele pois votar na Hillary, pra mim, seria o mesmo que votar no PT do Brasil. A situação ideal, utópica seria ter 2 candidatos excelentes para escolher. Não ter que escolher entre o menos pior, entre a criminosa mentirosa e o bilionário arrogante. 

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Na America Tudo Funciona

          Muitos tem a impressão de que nos EUA tudo é perfeito. Em comparação com alguns países realmente pode parecer um paraíso. Ainda mais se a ideia que se faz da America é aquela que vemos nos seriados de TV americanos. O American Dream realmente parece um sonho. As casas, os jardins, os carros, as pessoas, etc. Já ouvi inúmeras vezes que nos EUA "as coisas funcionam". Paga-se os impostos e tem-se retorno daquilo que se paga. 

               Realmente, em muitos pontos, as coisas funcionam melhor que no Brasil, é inquestionável. Não me leve a mal, não estou reclamando, mas se alguém acha que aqui "tudo funciona", da missa esse não sabe um terço.

                Por um acaso você já viu esses programas de TV de reformas, design e decoração, como os "irmãos à obra", que aqui se chama "Property Brothers"? Pois é, reformas feitas em pouco tempo, com pouco dinheiro e no final BAM a casa vira casa de revista. Nesses programas, problemas aparecem em meio à "reforma". E não é de admirar, pois quem já passou por reformas sabe, atrás das paredes e eu diria, debaixo do piso há muito mais do que os olhos podem ver. Pois bem, multiplique esses problemas por 3 na vida real. Afinal eu posso dizer pois essa é a minha profissão. Eu pego casas, estragadas, acabadas e transformo em casa de revista. Claro, dependendo do orçamento. 





               Eu já disse uma vez no blog e vou repetir. Os brasileiros pensam que nos EUA tudo custa o preço de uma banana. Caem do cavalo quando vêem o quanto custa mão de obra especializada e a infalível lei de "o barato sai caro" se aplica aqui também, principalmente se "o anjo que caiu dos céus" cobra a metade do preço. Vai dar merda, pode escrever (desculpe a linguagem).

                   Sabe o que parece? Que a missão da próxima pessoa que vem é o de estragar com o que o último fez. Se você não ficar em cima, se arrepende profundamente pois não há remédio pra "estupidez" nem mesmo antídoto que eleve o bom senso. Vou contar umas histórias hilárias agora, mas na hora dá vontade de bater na cara do indivíduo.

                    Ontem mesmo eu cheguei à conclusão de que na Best Buy eu não ponho mais meus pés. Ontem eu fiquei à espera de uma máquina de lavar e secar para o apartamento do meu cliente. Olha só que maravilha. Três dias antes da entrega a loja manda mensagens de texto e mensagens por telefone confirmando a entrega, o endereço, os ítems e o horário em que serão entregues. Super conveniente! Se funcionasse... Não caia nessa, esteja lá 1 hora antes da entrega pois eles podem chegar no local com horas de antecedência, sem aviso e se você não estiver lá, eles vão embora. Tem que re-agendar e pode levar 10 dias para você entrar na fila e ser atendido novamente. A não ser que você dê um pití no telefone (em inglês) senão não tem conversa. 

                  Os "fulanos" chegaram, olharam o local da entrega e desceram para pegar os ítems. Eu avisei para tomar cuidado com o carpete branco e limpar os pés antes de entrarem. Muito bem, um deles sequer entendia YES, não falava absolutamente uma palavra de inglês. Instalaram a secadora e a lavadora. Na hora de testar, a lavadora começou a jorrar àgua por todos os lados. Em uma lavanderia de PISO DE MADEIRA! Com o apartamento vazio, não havia sequer um pano ou toalha para secar. Eu pensei em tirar a minha própria roupa! Sabe quanto custa para repor um piso de madeira? No final ficou constatado que a máquina não veio com a braçadeira que aperta a mangueira que escoa a água. MESMO SABENDO DISSO, o fulano n. 2 que não falava inglês, colocou a mangueira no bocal, viu que estava solta e mesmo assim ligou a água. Foi um fuá para tirar toda a água da lavadora e secar o chão em segundos com a minha blusa de lã que eu desci correndo para pegar no carro. A loja informou que vai enviar a braçadeira em até 15 dias úteis. Que ótimo. Era só o que me faltava. Claro que vou comprar na loja de material de construção e instalar eu mesmo, com as minhas próprias mãos, pois alguém vai cobrar 50 só pra sair de casa. Final da história, paredes manchadas e carpete imundo que vai ter que ser lavado novamente. 

Custa 195 dólares para mandar lavar o carpete.
Não sai com escovinha e produtos, já tentei.

Mesmo sabendo que a mangueira estava solta ele ligou a água na
lavandeira de piso de madeira
              No mês passado fazendo na casa de um cliente em Celebration, a mesma loja entregou a geladeira 3 vezes riscada e amassada. A mesma nem passou pela porta de entrada. Como eu já sou macaco velho, peço pra tirar da caixa na rua mesmo. Três vezes! Três vezes eu saí da minha casa e fui a Celebration (40km distante) pra receber essa maldita geladeira. Na quarta tentativa a própria loja tirou da caixa antes de entrar no caminhão. Claro que não tinha um risco sequer, mas a porta dessa geladeira abria para o lado contrário do que a que eu pedi originalmente. "Ah, mas liga pra loja e amanhã mesmo um técnico vem e muda a porta de lado pra vc", disse o entregador. Quinze dias se passaram e mais de 10 ligações para a loja não resolveram o problema. Tive que contratar alguém que cobrou 120 dólares pelo serviço. 

            Se você compra os móveis e entregam antes da pintura, o pintor suja os móveis de tinta. Se você pinta a casa antes, os entregadores sujam, riscam e furam as paredes com a passagem dos móveis. Não tem jeito. Não tem como ganhar. Você tem que estar presente e dar uma de louco. Compre 15 cortinas na Bed Bath and Beyond e verá que cada uma tem um tamanho diferente. Eu acho que na China não deve ter régua ou fita métrica porque é impossível conseguir cortinas do mesmo tamanho...Mandar fazer? Claro, custa 20 vezes mais. Um orçamento que eu recebi para cortinas feitas sob encomenda para uma casa de 5 quartos foi 17 mil dólares contra 3 mil na Bed Bath and Beyond.


Cortinas são um elemento excencial no design. Sob encomenda custam
uma pequena fortuna

                 Eu vendi uma casa outro dia e o Mortgage Broker disse que era preciso fazer uma carta para um certo procedimento. Eu perguntei "Você pode me enviar um modelo da carta?" Ele disse que não precisava, era só escrever com as minhas palavras mesmo isso e aquilo. Eu fiz e mandei para as partes assinarem eletronicamente. Todos assinaram e enviei pra ele. Ele me ligou dizendo que o Underwriter não aceitou a carta pois estava escrito isso e aquilo. Eu pedi o modelo ao que ele disse "Não precisa, só tire isso que está bom" Refiz, re-enviei para as partes assinarem e enviei a ele. Com medo de falar comigo ao telefone ele enviou um email dizendo que o Undewriter não aceitou a carta pois faltava ainda isso e aquilo. "Pede pra ESSE underwriter mandar um modelo de carta? "Não se preocupe, acrescente essa frase que está bom". Refiz, re-enviei para assinatura, re-enviei para ele e foi negado de novo. Dessa vez ele envia o email com a carta modelo. E eu fico com cara de palhaço incompetente perante meus clientes, o outro corretor e os proprietários. É toda vez assim. Pedem uma carta? Vai por mim, não envie antes de receber o modelo. Vai voltar. A sensação que dá é a mesma quando você vê um anúncio "Siga me no Instagram" e você clica e dá de cara com uma conta privada. Gente, porque??

           A farmácia manda uma mensagem de texto perguntando se é para colocar comprimidos no frasco para você. Pelo telefone mesmo você digita YES. A farmácia manda uma msg de texto dizendo que seu medicamento já está disponível para pegar pelo drive-thru. Que ótimo! Você chega lá e a atendente diz. Vai demorar uns 30 minutos. Really?? E  outro medicamento? "Não recebemos autorização do seu médico para encher os frascos" Você liga no consultório e a resposta é: "Você precisa ver o médico pessoalmente." diz a pessoa. "E quando é que eu posso ir?" pergunto eu. "O próximo horário é só no mês que vem". Você tem a opção de marcar uma consulta de urgência e ir no mesmo dia com outro médico. Mas o co-pay do meu convênio é 100 dólares porque eu não escondo o que ganho e não tenho direito ao Obamacare. E nem vou falar sobre o Obamacare porque é uma piada. 

O texto diz que a medicação está "esperando" por você
mas ao chegar lá a atendente diz "Vai demorar mais 15-30 minutos"

                 Terminamos no mês passado uma casa em Celebration. Para as salas de entrada eu escolhi um lindo papel de parede. Segundo o cálculo do vendedor eu precisaria de 10 rolos. Comprei 11 só para não perder a viagem. Contratei um dos melhores instaladores. Quando ele chegou lá me disse: "O papel de parede não vai dar, eu preciso de 13 rolos". A loja me disse que demoraria mais 1 mês para chegar. Aff! Vou trocar de papel. Fui na loja, mandei a foto ao instalador: "Esse não dá, as paredes são muito irregulares e vai aparecer"...Mandei outra foto "E esse?". Ao que ele disse: "Esse também não", "E esse?" Também não. Olha, é melhor você vir aqui então. Esperei 1 hora para ele aparecer na loja. Deixei 5 separados em ordem de preferência. Qual ele escolheu segundo sua opinião de que ficaria bom? Claro, o último em ordem de preferência. Comprei os 13 rolos como ele pediu. 

                   Demorou 2 semanas para instalar porque toda hora era um problema diferente e orçamento, em vista desses problemas, subia e subia. Depois de colocado pela bagatela de 1500 dólares de instalação ele me disse: "Sobrou um pouco". Fui lá ver...2 rolos!! Quer dizer, o primeiro papel de parede que eu tinha escolhido ao qual eu comprei 11 rolos teria dado certo! Eu acabei com o papel que eu não queria por causa desse instalador que NUNCA mais trabalha pra mim.


Cada coisa, cada detalhe, cada material é um parto para sair


             E a história não acabou aí. Na hora de dar o retoque nas molduras que você vê em meia parede o pintor prende o papel que protegia a parede com uma fita-tape no papel de parede e na hora de tirar arranca um pedaço do papel de parede. Tá brincando né? *&$##^#%#$%@$!!!!!!!!!!!!

            Eu tenho uma centena de histórias como estas, mas acredito que o post seria imenso se eu descrevesse cada uma. Acho que deu pra ter uma ideia. A America não é perfeita, há muitos problemas. Mesmo assim eu agradeço a Deus por viver aqui, por ter mais segurança, mais respeito, maior qualidade de vida em comparação com a que eu tinha no Brasil. E embora eu reclame às vezes, é aqui que eu quero e vou ficar. Abração!

E pra quem gosta de trasnformação aqui vai as cenas do próximo post Transformação em Celebration:










                 



                    

                   

sábado, 7 de outubro de 2017

O Furacão Irma em Orlando

          No dia 10 de Setembro de 2017 o furacão Irma passou em Orlando. Já 15 dias antes disso, no final de Agosto, os olhos atentos das autoridades já estavam sobre os monitores que mostravam esta tempestade, 5 vezes maior em extensão comparada com o Matthew que também passou pela Flórida em 2016. Eu fiquei em casa tanto no Mathew como no Irma. 

          O Matthew passou a 40 milhas da costa leste e embora os ventos foram muito fortes aqui em Orlando, nada se compara a este último. Aqui na Florida central estava previsto o impacto no domingo à partir das 18 horas. Porém já uma semana antes não se encontrava mais água nos supermercados, gasolina nos postos e muitas outras coisas como velas, lamparinas e o que for de material de "acampamento".

           A gente sente um pouco de raiva do estado de euforia que as pessoas ficam. Gente que nunca bebe água e só bebe refrigerantes foi ao supermercado e comprou 4 engradados de 36 garrafas de água e pra quê? Vai passar o furacão bebendo água? Talvez alguém diga: É água para cozinhar. Oras, água pra cozinhar pode ser estocada da água da torneira dias antes da tempestade. Pode se usar água da piscina, encher a banheira de água também. Na televisão explica tudo, até como tratar a água antes de beber. Mas não, o povo que nunca bebe água "ouve" dizendo na TV que a água está acabando e sai correndo comprar. Gente é tudo igual em qualquer lugar. Principalmente na Flórida é bem parecido ao jeito "levar vantagem" e o "eu em primeiro lugar" que as pessoas reclamam no Brasil. 

          O Irma chegou em Orlando na categoria 2. E eu posso te dizer que é tão assustador, que se um categoria 3 vier eu cato meus 3 cachorros, ponho dentro do carro e me dano daqui. É um desgaste emocional muito grande. Não consegue-se fazer nada, o barulho é terrível, você não sabe se uma árvore vai cair em cima da sua casa e você vai se machucar ou seus cachorros. Não podia dormir no quarto pois eu tenho uma Magnolia de 80 anos em frente dele e se ela caísse (especialmente por volta das 3 da manhã quando os ventos viriam do sul para o norte) eu acordava já no paraíso.

          Fiquei na sala a maioria do tempo até que a luz acabou e por volta das 5am melhorou um pouco, foi quando eu consegui dormir. Não se pode tomar nada pra dormir porque se tiver que sair correndo, você não vai querer estar bêbado correndo na rua no meio da tempestade. O barulho não te deixa dormir, melhora um pouco e de repente BOOOOOOOMMMMM e você se assuta. E é assim por horas, na verdade das 18hs até 4 da manhã. 

          O pior é que no domingo durante o dia Tampa seria a maior afetada pelo furacão. Já 9 da noite ele mudou de rota e nós estávamos na rota do olho. Que ótimo...

        Os cachorros ficaram curiosos com o barulho dos ventos e a chuva. O Dexter ficou apavorado. Já as duas fêmeas levaram na boa. Quando melhorava bem eu levava eles pra fora pra fazer xixi. Mas o Dexter não saiu de jeito nenhum, segurou o xixi por 16 horas - coitado :(

Aqui vão alguns videos que eu fiz. Não se ouve 1/3 do barulho mas só por curiosidade





Aqui já estávamos sem luz

         
Olha só o barulho dos sapos!




          Eu fiz um video no dia seguinte de manhã. Uma pena esta plataforma não permite videos maiores que 100MB
Aqui vão agumas fotos




















Depois de 1/2 dia de limpeza, mas só no dia seguinte quando os ventos pararam:






Nos dias seguintes essa pilha cresceu pois ainda cortamos as árvores que ficaram penduradas e até hoje, 7 de Outubro, não foram retiradas das ruas no nosso bairro. 

           Como eu disse anteriormente, no próximo, tô fora. Eu tinha curiosidade, já vi e sei como é. Na próxima eu tiro férias...
Abs!

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Minha Casa em Orlando



               Acredite quando eu digo que reduzir uma vida inteira em 3 malas, assinar a declaração de saída definitiva do país (para o imposto de renda) e se dirigir ao aeroporto internacional de Guarulhos não é uma coisa fácil. Eu estava aterrorizado com a incerteza de tamanha mudança. Logicamente, como todo imigrante, aterrizei nos EUA com a mente e coração cheio de sonhos a realizar. Entre eles, claro, a legalidade, bom emprego, saúde, amigos e uma casa própria. Alguns dizem que isso tudo junto é o American Dream

                Já faz alguns anos que os leitores me pedem para mostrar a minha casa e eu sempre estou esperando por alguma coisa. Esperando que a casa fosse totalmente minha, esperando arrumar aquele quarto, esperando a reforma do piso, esperando a reforma da cozinha e por aí vai. Cheguei à conclusão que eu nunca vou mostrar minha casa porque acredito que ela nunca vai chegar no ponto que eu quero, a saber, a perfeição. Virginiano é assim, perfeccionista. No entanto, uma coisa que aprendi com a "idade" é que casa de revista é para revista. Aquelas casas modernas que tem salas amplas, um sofá e uma pêra no canto é só pra mostrar. Não é uma casa para se viver. 

              A sua casa tem que ser confortável, funcional, segura e por último bonita. E a minha casa é assim, confortável, segura, funcional mas não a casa que talvez as pessoas imaginassem que eu vivo, sendo designer de interiores. No fim das contas, a casa é pra mim, não fiz a minha casa para mostrar aos outros e ela não tem que parecer uma loja ou um show room de móveis. Mas vou mostrar para vocês pois os leitores merecem. 

Na época que a reforma terminou eu entrava e fica horas
dentro da casa sem saber se ia poder voltar. A casa ainda não era minha


O Master Bedroom (suíte principal)

A sala




      

O piso é uma cerâmica que imita madeira
                Outro detalhe é que eu tenho 3 cachorros. Entre a casa que eu gostaria de ter em contraste com a casa que se é possível manter com 3 cachorros vivendo dentro dela, há um abismo. Eu gosto de cores claras. Por mim quase tudo seria mais claro e com tecidos aconchegantes. No entanto, sofá de tecido, com cachorro cheira mal depois de alguns meses e não há quem tire o cheiro dele. Até existe nos EUA sprays que tiram o cheiro dos animais da mobília, mas convenhamos, se está cheirando é porque está sujo. Por isso o couro. E nas camas, claro, toda semana tudo é lavado e sanitarizado. Inclusive os cachorros, sim toda semana e eu quem faço tudo sozinho, pois nos EUA, a não ser que você seja muito rico, você mesmo é quem faz tudo pois uma empregada custa os olhos da cara. Todo mundo que vêm à minha casa se espanta e diz: "Nossa, sua casa não tem cheiro de cachorro!" Ué e tinha que ter??

Annabelle é a preta e branca, Dexter é o preto e Elsa é a Boston Terrier adotada

Os cachorros tem livre acesso à casa. Nunca fazem as necessidades dentro de casa mesmo que
eu fique 9 horas ausente. Eles só fazem no quintal.
Na Flórida é proibido POR LEI deixar um cachorro sozinho sem supervisão
no quintal por mais de 2 horas. Cachorro, pra quem quer ter, tem ficar dentro de casa por causa
das altas temperaturas, tempestades e bichos.
Meus cachorros não só ficam dentro de casa, mas dormem também comigo na minha cama
e é assim que eu sou feliz. 
                Em 2009 quando eu mudei para cá, já vim para morar com o Robert, que era o dono desta casa. A primeira vez que eu entrei nesta casa foi em 2007, quando passei férias com ele e sua família. Em 2016 resolvemos nos separar e ele disse que iria vender a casa. A princípio mudei com os cachorros para uma casa em Winter Park para que esta fosse reformada. Uma vez reformada senti o desejo de comprar e fiz aplicação com o Banco para conseguir o financiamento de 335,000 mil dólares com 10% de entrada. 

                  Muitas vezes eu entrei nesta casa vazia quando ainda aguardava a decisão do banco e pedia a Deus para que desse certo e eu conseguisse comprá-la. E Deus atendeu as minhas preces e o banco anunciou o dia do fechamento no cartório. Só me restava mudar de volta para ela. O Robert estava muito contente que eu ia ficar com a casa, afinal ele viveu aqui por 20 anos e não queria ver a casa nas mãos de estranhos. Queria que ficasse "em família". Sim, continuamos amigos e eu os considero (ele e a Louise) como família. 

O dia da mudança chegou

Dexter veio comigo porque ele sente ansiedade se ficar longe do pai.
Atrás 3 carros + o caminhão, meu irmão e meus melhores amigos que vieram me ajudar
Obrigado André, Denise, Daniela, Nataly e Gustavo. Em poucas horas colocamos
a casa inteira em ordem. Nenhuma caixa ficou pra trás!!

               Chega de muita história e vamos à casa. As fotos falam por si mesmas, em algumas colocarei legendas. 

Janela do meu quarto antes das cortinas


















Minha casa fica em Audubon Park, um dos bairros mais desejados de Orlando.
Uma casa à venda aqui dura poucas semanas no mercado quando não é
vendida no mesmo dia. 
























"A grama do vizinho é sempre mais verde" diz o ditado
Eu sou o tal vizinho...mas dá um trabalho...

























O lustre é da década de 70 e foi adquirido na Alemanha pela mãe do Alex

A Back Porch - A varanda atrás da casa











Banheiro do Master

Meu quarto. Antes que alguém pergunte, sim eu abro as cortinas para ver a paisagem todas as manhãs



Hóspedes

Banheiro do quarto de hóspedes

Escritório. Minha mesa é a da direita, a do Alex a esquerda
Aqui funciona (por enquanto) a
Uno Realty Group e Studio R Interior Deisgn

Cozinha de 1 piloto só





Eu gosto do contraste de paredes escuras com guarnições brancas por isso
pedi ajuda para meu irmão para pintar alguns cômodos antes de
entrar na casa novamente. 



Os cachorros adoram o quintal




;-)

            E aí que as 3 malas se transformaram em uma casa inteira que mal coube em um grande caminhão. Eu posso dizer que realizei todos os sonhos que tinha quando cheguei nos EUA porém nada foi de mãos beijadas. Tudo foi e continua sendo com muito esforço, como parece ser a história da grande maioria dos imigrantes. Ano que vem me torno cidadão e depois? Boa pergunta...
Abraços a todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...