terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Americano Faz Lista de Coisas que Odeia no Brasil



          Recentemente uma lista está causando buxixo na internet. Um americano casado com uma brasileira colocou na Internet uma lista de 20 coisas que ele detesta no Brasil. Logicamente, depois do buxixo, a lista foi tirada do ar. Mas como acontece na internet, uma vez publicado, o conteúdo perde a patente, mesmo os mais idiotas sabem disso. É um tal de copia e cola que não acaba mais. Dando-se o crédito, claro que não há problema de ser acusado de plágio.
     E essa lista? A lista começou com esta infeliz pessoa só escrevendo sobre suas infelicidades. Depois, o grupo "Gringões.com", criado por estrangeiros que moram no Brasil e trocam dicas e venenos entre si, continuou a lista, que me parece, está no número 60.
Eu lí a lista... 
         Querido leitor, hoje faz exatamente 4 anos que cheguei aos EUA. Se eu tivesse lido essa lista a 4 anos atrás, eu concordaria com tudo, porque, naquela época eu estava muito magoado com o Brasil. Alguns anos antes eu tive que vender minha linda casa porque a vizinha abriu um bar na garagem que não me deixava dormir por 4 anos. Prefeitura, polícia, psiu e o Diabo a quatro resolveu porcaria nenhuma. Perdi muito dinheiro e fiquei muito amargo com a situação. Hoje eu penso um pouco diferente.
          Talvez o sujeito, quando escreveu a lista, estava em um estado de espírito como o meu naquela época. Percebe-se que o fulano chegou a um ponto onde não consegue ver mais beleza ou sabor em nada que haja a etiqueta "made in Brazil", por isso, depois de uns itens, o texto se mostra "afetado".
             No entanto é interessante ler. Saber o que estrangeiros vêm no nosso país, na nossa cultura. 
          Por favor, não generalize ou tome dores. Não faça da mesma maneira que ele fez "Brasileiros são..." Sabemos que algumas coisas, a maioria pode ser assim, mas nenhuma generalização é verídica. Eu em nenhum minuto pensei em escrever uma resposta "Americanos são..." Em todo país há o bom e há o ruim. O que importa é respeitar a opinião do outro, mesmo que este tenha escrito em um momento de desilusão, como parece o caso.


Um Feliz Final de Ano para todos vocês e suas famílias!
************************************************************************************


1. Os brasileiros não têm consideração com as pessoas fora do seu círculo de amizades e muitas vezes são simplesmente rudes. Por exemplo, um vizinho que toca música alta durante toda a noite… E mesmo se você vá pedir-lhe educadamente para abaixar o volume, ele diz-lhe para você “ir se fud**”. E educação básica? Um simples “desculpe-me “, quando alguém esbarra com tudo em você na rua simplesmente não existe.
2. Os brasileiros são agressivos e oportunistas, e, geralmente, à custa de outras pessoas. É como um “instinto de sobrevivência” em alta velocidade, o tempo todo. O melhor exemplo é o transporte público. Se eles vêem uma maneira de passar por você e furar a fila, eles o farão, mesmo que isso signifique quase matá-lo, e mesmo se eles não estiverem com pressa. Então, por que eles fazem isso? É só porque eles podem, porque eles vêem a oportunidade, por que eles querem ganhar vantagem em tudo. Eles sentem que precisam sempre de tomar tudo o que podem, sempre que possível, independentemente de quem é prejudicado como resultado.
3. Os brasileiros não têm respeito por seu ambiente. Eles despejam grandes cargas de lixo em qualquer lugar e em todos os lugares, e o lixo é inacreditável. As ruas são muito sujas. Os recursos naturais abundantes, como são, estão sendo desperdiçados em uma velocidade surpreendente, com pouco ou nenhum recurso.
4. Brasileiros toleram uma quantidade incrível de corrupção nos negócios e governo. Enquanto todos os governos têm funcionários corruptos, é mais comum e desenfreado no Brasil do que na maioria dos outros países, e ainda assim a população continua a reeleger as mesmas pessoas.
5. As mulheres brasileiras são excessivamente obcecadas com seus corpos e são muito críticas (e competitivas com) as outras.
6. Os brasileiros, principalmente os homens, são altamente propensos a casos extraconjugais. A menos que o homem nunca saia de casa, as chances de que ele tenha uma amante são enormes.
7. Os brasileiros são muito expressivos de suas opiniões negativas a respeito de outras pessoas, com total desrespeito sobre a possibilidade de ferir os sentimentos de alguém.
8. Brasileiros, especialmente as pessoas que realizam serviços, são geralmente malandras, preguiçosas e quase sempre atrasadas.
9. Os brasileiros têm um sistema de classes muito proeminente. Os ricos têm um senso de direito que está além do imaginável. Eles acham que as regras não se aplicam a eles, que eles estão acima do sistema, e são muito arrogantes e insensíveis, especialmente com o próximo.
10. Brasileiros constantemente interrompem o outro para poder falar. Tentar ter uma conversa é como uma competição para ser ouvido, uma competição de gritos.
11. A polícia brasileira é essencialmente inexistente quando se trata de fazer cumprir as leis para proteger a população, como fazer cumprir as leis de trânsito, encontrar e prender os ladrões, etc. Existem Leis, mas ninguém as aplica, o sistema judicial é uma piada e não há normalmente nenhum recurso para o cidadão que é roubado, enganado ou prejudicado. As pessoas vivem com medo e constroem muros em torno de suas casas ou pagam taxas elevadas para viver em comunidades fechadas.
12. Os brasileiros fazem tudo inconveniente e difícil. Nada é simplificado ou concebido com a conveniência do cliente em mente, e os brasileiros têm uma alta tolerância para níveis surpreendentes de burocracia desnecessária e redundante. Brasileiros pagam impostos altos e taxas de importação que fazem tudo, especialmente produtos para o lar, eletrônicos e carros, incrivelmente caros. E para os empresários, seguindo as regras e pagando todos os seus impostos faz com que seja quase impossível de ser rentável. Como resultado, a corrupção e subornos em empresas e governo são comuns.
14. Está quente como o inferno durante nove meses do ano, e ar condicionado nas casas não existe aqui, porque as casas não são construídas para ser herméticamente isoladas ou incluir dutos de ar.
15. A comida pode ser mais fresca, menos processada e, geralmente, mais saudável do que o alimento americano ou europeu, mas é sem graça, repetitivo e muito inconveniente. Alimentos processados, congelados ou prontos no supermercado são poucos, caros e geralmente terríveis.
16. Os brasileiros são super sociais e raramente passam algum tempo sozinho, especialmente nas refeições e fins de semana. Isso não é necessariamente uma má qualidade, mas, pessoalmente, eu odeio isso porque eu gosto do meu espaço e privacidade, mas a expectativa cultural é que você vai assistir (ou pior, convidar amigos e família) para cada refeição e você é criticado por não se comportar “normalmente” se você optar por ficar sozinho.
17. Brasileiros ficam muito perto, emocionalmente e geograficamente, de suas famílias de origem durante toda a vida. Como no #16, isso não é necessariamente uma má qualidade, mas pessoalmente eu odeio porque me deixa desconfortável e afeta meu casamento. Adultos brasileiros nunca “cortam o cordão” emocional e sua família de origem (especialmente as mães) continuam a se envolvido em suas vidas diariamente, nos problemas, decisões, atividades, etc. Como você pode imaginar, este é um item difícil para o cônjuge de outra cultura onde geralmente vivemos em famílias nucleares e temos uma dinâmica diferente com as nossas famílias de origem.
18. Eletricidade e serviços de internet são absurdamente caros e ruins.
19. A qualidade da água é questionável. Os brasileiros bebem, mas não morrem, com certeza, mas com base na total falta de aplicação de leis e a abundância de corrupção, eu não confio no governo que diz que é totalmente seguro e não vai te fazer mal a longo prazo.
20. E, finalmente, os brasileiros só tem um tipo de cerveja (aguada) e realmente é uma porcaria, e claro, cervejas importadas são extremamente caras.
— Do Fórum —
21. A maioria dos motoristas de ônibus dirigem como se eles estivessem tentando quebrar o ônibus e todos dentro dele.
22. Calçadas no meu bairro são cobertos com mijo e coco de cães que latem dia e noite.
23. Engarrafamentos de Três horas e meia toda vez que chove .
24. Raramente as coisas são feitas corretamente da primeira vez. Você tem que voltar para o banco, consulado, escritório, mandar e-mail ou telefonar 2-10 vezes para as pessoas a fazerem o seu trabalho.
25. Qualidade do ar muito ruim. O ar muitas vezes cheira a plástico queimado.
26. Ir a Shoppings e restaurantes são as principais atividades. Não há nada pra fazer se você não gastar. Há um parque principal e está horrivelmente lotado.
27. O acabamento das casas é péssimo. Janelas, portas , dobradiças , tubos, energia elétrica, calçadas, são todos construídos com o menor esforço possível.
28. Árvores, postes, telefones, plantas e caixas de lixo são colocados no centro das calçadas, tornando-as intransitáveis.
29. Você paga o triplo para os produtos que vão quebrar dentro de 1-2 anos, talvez mais.
30. Os brasileiros amam estar bem no seu caminho. Eles não dão espaço para você passar.
31. A melhor maneira de inspirar ódio no Brasil? Educadamente recusar-se a comer alimentos oferecidos a você. Não importa o quão válida é a sua razão, este é considerado um pecado imperdoável aos olhos dos brasileiros e eles vão continuar agressivamente incomodando você para comê-lo.
32. As pessoas vão apertar e empurrar você sem pedir desculpas. No transporte público você vai tão apertado que você é incapaz de mover qualquer coisa, além da sua cabeça.
33 . O Brasil é um país de 3° mundo com preços ridiculamente inflacionados para itens de qualidade. Para se ter uma idéia, São Paulo é classificada como a 10ª cidade mais cara do mundo. (New York é a 32ª).
34. A infidelidade galopante. Este não é apenas um estereótipo, tanto quanto eu gostaria que fosse. Homens na sociedade brasileira são condicionados a acreditar que eles são mais ” virís ” por sairem com várias mulheres .
35. Zero respeito aos pedestres. Sim, eles não param para você passar. Na melhor das hipóteses, eles vão buzinar.
36. Quando calçadas estão em construção espera-se que você ande na rua. Alguns motoristas se recusam a fazer o menor desvio a sua presença, acelerando a poucos centímetros de você, mesmo quando a pista ao lado está livre.
37. Nem pense em dizer a alguém quando você estiver viajando para o EUA. Todo mundo vai pedir para você trazer iPods, X-Box, laptops, roupas, itens de mercearia, etc. em sua mala, porque eles são muito caros ou não disponíveis no Brasil.
38. A menos que você goste muito de futebol ou reality shows (ou seja, do Big Brother), não há nada muito o que conversar com os brasileiros em geral. Você pode aprender fluentemente Português, mas no final, a conversa fica muito limitada, muito rapidamente.
39. Tudo é construído para carros e motoristas, mesmo os carros sendo 3x o preço de qualquer outro país. Os ônibus intermunicipais de luxo são eficientes, mas o transporte público é inconveniente, caro e desconfortável para andar. Consequentemente, o tráfego em São Paulo e Rio é hoje considerado um dos piores da Terra (SP, possivelmente, o pior). Mesmo ao meio-dia podem ter engarrafamentos enormes que torna impossível você andar mesmo em um pequeno trajeto limitado, a menos que você tenha uma motocicleta.
40. Todas as cidades brasileiras (com exceção talvez do Rio e o antigo bairro do Pelourinho em Salvador), são feias, cheias de concreto, hiper-modernas e desprovidas de arquitetura, árvores ou charme. A maioria é monótona e completamente idênticas na aparência. Qualquer história colonial ou bela mansão antiga é rapidamente demolida para dar lugar a um estacionamento ou um shopping center.

domingo, 8 de dezembro de 2013

Pedido de Casamento Americano

          



            Eu mesmo nunca havia me dado conta que o pedido de casamento Americano era feito desta maneira. Eu vi em alguns filmes, o homem se ajoelhando perante a noiva e fazendo o pedido de casamento, mas não sabia que isso era muito comum nos EUA e que a grande maioria dos homens faz o pedido desta maneira. Eu me recordo de que a primeira vez que realmente prestei atenção a isso foi assistindo ao filme "Razão e Sensibilidade em um cinema no Brasil. Mas como é feito o pedido de casamento nos EUA?

            Existe tanta matéria disponível na internet que fica até mesmo difícil filtrar para o leitor. Mas eu vou tentar fazer um pequeno resumo. Segundo as "regras", a mulher (ela só passa a ser noiva após o pedido) tem que estar em pé (mas eu já vi a mulher sentada em uma cadeira, por exemplo, em um restaurante). O homem ajoelha-se em um joelho apenas e em primeiro lugar diz o motivo do pedido. Por exemplo: "Fulana, você fez a minha vida mudar, blá blá blá..." e em seguida pega o anel e solta a frase "Will You Marry Me?" (Quer casar-se comigo?). Daí a mulher coloca as duas mãos no rosto (não é regra, mas 99% faz) e começa a chorar e diz "YESSSSSSSSSS"!





            As origens desse pedido de casamento ninguém sabe ao certo. É um costume que veio com os imigrantes ingleses e irlandeses. Eu encontrei em um site que provavelmente há três outros costumes relacionados que provavelmente deram origem ao pedido de casamento americano, a saber:

- Religião: Ajoelhar-se é comum em várias religiões onde quem se ajoelha mostra respeito à pessoa ou entidade a que se ajoelha. O homem mostra que respeita a mulher ajoelhando-se perante ela.

- A Realeza: Cavaleiros ajoelhavam-se para receber honras de reis e rainhas. O fato de o homem ajoelhar-se perante à mulher, mostra que ele se sente honrado de entrar em tal relacionamento com ela.

- Rendição: Antigamente era comum o vencido ajoelhar-se para render-se a um inimigo poderoso. Quando o homem ajoelha-se, rende-se ao amor da mulher amada.

Origens ingleasas e irlandesas

            Há inclusive os "Dos and Dont's" (o que fazer e o que não fazer) do pedido de casamento. É claro que em um tipo de coisa como essas, alguns estrapolam na criatividade e fazem inclusive coisas meio bizarras. Alguns deles são:

(SIM)
- Faça do pedido uma "surpresa".
- Fale com os pais dela primeiro.
- Ache um lugar especial.
- Ajoelhe-se.
No website há mais alguns...

(NÃO)
- Não faça em público (embora pelo que vejo é o que mais gostam por aqui)
- Não esconda o anel na comida (em um muffim, por exemplo). Quem pensaria em uma estupidez dessas? Já pensou se a noiva quebra os dentes mastigando o anel? E se ela engole o anel? 
- Não faça o pedido em um jogo esportivo. (Já vi, feio mesmo, nada romântico)

Hummm :/
- Não faça o pedido muito cedo no relacionamento, entre outros.

Veja que ele tem um revólver apontado para o pescoço.
Ele pergunta "Que tal agora?" E ela diz não.

            E a mulher não pode fazer o pedido de casamento? Eu fico aqui pensando com meus botões se eu sou antiquado, se a sociedade machista moldou meu pensamento sobre isso ou que raio de mundo estamos vivendo. Diz a "lenda" que a cada ano bisexto, no dia 29 de fevereiro é permitido à mulher fazer o pedido de casamento. Eu realmente não sei o que eu penso disso. Eu sempre faço o exercício de me colocar no lugar do outro sabe? Se eu fosse mulher, eu ia querer que fizesse comigo (acho...). Se eu tivesse uma noiva, não acredito que gostaria que ela fizesse comigo, eu ia querer fazer o pedido! Eu também tenho a impressão de, corrija-me se estiver errado, que se o homem ainda não fez o pedido é porque não quer casar-se (ainda). Se a mulher se adiantar há grande possibilidade de ouvir um "não"como resposta. E você o que acha disso?

E nesse caso o anel é de Diamantes?? 



Esse filme é sensacional :)
            Outra curiosidade é com respeito ao anel. No Brasil, homem e mulher usam alianças de ouro. Aqui nos EUA é diferente. O homem usa uma aliança de ouro e a mulher usa um anel de diamantes. Esses aneis podem custar muito caro, até mesmo 1 milhão de dólares ou mais. E olha, quem ganhou um exibe sem pudor...logicamente. Por esse motivo há também leis que protegem a "transação". Claro que você deve concordar comigo que onde há pessoas, há problemas. Romper o noivado não é nada incomum e se isso acontecer o que acontece com o anel, principalmente se ele custou 50 mil dólares ou 250 mil dólares?


            A lei diz: Se o homem rompeu o noivado, a noiva fica com o anel e faz dele o que bem entender. Se a noiva rompeu o noivado ela está obrigada a devolver o anel ao noivo. Se os dois chegaram a um acordo e decidiram terminar o noivado, o anel é vendido e o dinheiro é dividido entre os dois. Interessante não?

Quem tem exibe sem pudor. A controversa Kim Kardashian exibindo o "anelzinho"
            Se você tem um, já vai treinando o gesto estratégico de arrumar os cabelos com a mão esquerda, afinal não é todo dia que se ganha uma pedra preciosa e a concorrência "tem que saber".

Mariah Carey em gesto estratégico de arrumar o cabelo e mostrar a "pedra"

Cantora Country e vencedora do American Idol Carry Underwood

Catherine Zeta Jones

Demi Moore

Beyonce

Penelope Cruz

Jennifer Aniston


            No Youtube, você pode passar o dia inteiro assistindo a esses pedidos, visto que, quem faz, geralmente gosta de filmar. Tem uns muito legais, tem outros "fail" (falhou). Inclusive eu vi um em que foi feito em um jogo de futebol americano e as cameras focalizaram o casal e o estádio inteiro assitia. A noiva disse NÃO!! Mico total...Outros são bem criativos. 

           Abaixo deixo um deles que é bem interessante. A música do Bruno Mars "Marry You" virou o hino nacional do Pedido de Casamento nos EUA. Preste atenção na reação da noiva, sensacional! Assista com lençol às mãos...



Se quiser ver o vídeo maior, clique no link abaixo:


Fontes:

sábado, 16 de novembro de 2013

Como se Tornar Corretor de Imóveis nos EUA



            Eu não tenho o  número exato, mas deve ser por volta de 50 emails que eu recebi desde que comecei a escrever o blog perguntando como se tornar um corretor de imóveis nos EUA. Não basta ser um corretor de imóveis no Brasil que já é possível ser um corretor na Flórida. Eu vou contar a minha experiência, porque agora eu sou corretor em Orlando (além de designer).

            O site do DBPR (Department of Business Professional Regulation) é o lugar para se começar, se alguém deseja trabalhar em uma profissão específica nos EUA. Quase todas as profissões que envolvem o público, precisam de licença nos EUA. Por exemplo, um "contractor" (empreiteiro), tem que comprovar 4 anos de trabalho com um empreiteiro licenciado, fazer o curso obrigatório (para aprender as leis, códigos e normas nos EUA) e prestar o exame. 

Site do DBPR

            No site do DBPR existe o link para aplicar para licença de corretor de imóveis. 

Quais são os requisitos? Vamos lá:    

1- Ter SSN (Social Security Number), que seria o CPF dos EUA. Não precisa ser cidadão americano, o SSN é suficiente, mas tem que ter um endereço e viver na Flórida. Hoje só se consegue o SSN casando com cidadão americano (ou com alguém que tenha Green Card, fazendo faculdade nos EUA, ser contratado "do Brasil" para vir como trabalhardor estrangeiro, abrindo uma empresa nos EUA ou investindo 500 mil dólares em um negócio americano. Se a pessoa não se encaixa em nenhuma destas, será muito difícil ou quase impossível conseguir um SSN. A profissão de Corretor de imóveis não consta da lista de profissões que podem adquirir um Sponsor nos EUA, pois não é uma profissão que exija Bacharel.

2- Completar 63 horas obrigatórias de curso em qualquer das escolas credenciadas. Eu fiz o curso na Climer School e foi o inferno na Terra. Aula das 8 às 18, com uma hora de almoço, e o dia inteiro falando de leis durante 6 dias consecutivos. O livro que estudamos em 6 dias tem 500 páginas. O curso custou 220 dólares + 65 dólares para o FBI investigar minhas digitais.

Livro de 500 páginas preparatório para o exame

3- Passar no exame da escola com nota mínima de 70 (em uma prova de 100 questões). Quer saber minha nota? Eu tirei 71 o que foi uma surpresa porque eu achei "que tinha ido muito bem!"

4- Ser aprovado pelo DBPR para fazer a prova estadual. O DBPR e o FBI investigam os antecedentes da pessoa. Se a pessoa teve qualquer envolvimento em qualquer tipo de fraude, mesmo que tenha sido há 40 anos, a petição vai ser negada. Se a pessoa foi condenada por assassinato, cumpriu pena e saiu, isso pode. Mas ter se envolvido em fraude não... (pode isso?)

5- Agendar e passar no exame estadual. Uma vez aprovado, pode-se agendar a prova onde somente 40% dos que prestam passam a primeira vez. A prova custa 31.50 e é feita no computador. Tem que levar o certificado e prova que passou no teste do curso de 63 horas. A prova é composta de 100 questões no computador. Você só entra com a roupa do corpo e a nota de corte é 75. 74, bombou já era...tem que agendar, pagar e fazer novamente.

6- Ser registrado por um Broker. Uma vez que que alguém passou no curso, a licença chega pelo correio. Daí é preciso que se tenha um "broker" que registre a licença junto ao DBPR. A licença passa de inativa para ativa, somente após o registro do broker. Daí, pode-se começar a trabalhar.

            Mas o que é um Broker? Broker é a única pessoa que pode ter uma imobiliária nos EUA. E como se faz para ser um Broker? É preciso ter a licença de corretor por 2 anos, frequentar um curso de 2 semanas, passar na prova do curso, agendar a prova estadual e passar na prova estadual para Brokers. Uma vez Broker, a pessoa pode ter corretores registrados debaixo da sua licença e ganhar comissão das vendas deles, mas também é responsável por qualquer coisa de errado que os corretores fizerem. Mesmo durante o curso eu recebi telefonemas e cartas de imobiliárias nos EUA. Acontece que a lista de novos aplicantes para a prova estadual com telefone, etc pode ser acessada pelos brokers.

            Renato, entendi. Então como eu faço pra ter um SSN? Além do que eu já falei acima, informações adicionais podem ser conseguidas aqui neste post. O site da Seguridade Social nos EUA diz quem pode e quem não pode ter o SSN. 



           A escola onde eu fiz o curso. Mudou de dono e não recomendo. O curso de broker que eu fiz ano passado, fiz na Cameron Academy e gostei bastante. 

Escola onde fiz o curso com mais 54 pessoas.

            O curso terminou, eu passei na prova da escola agora tinha que agendar online a minha prova estadual. A matemática pra mim não é difícil (pra quem não sabe fui professor de matemática por 13 anos), mas os problemas eram atrelados à números de impostos atrelados novamente a leis diferentes. Então não era só questão de matemática, mas também lembrar que lei que se aplicava e qual taxa de impostos, etc. No dia anterior à prova estudei das 2 da tarde às 2 da manhã e me danei pro centro de exames fazer a prova estadual onde somente 40% passam na primeira vez.

              Graças a Deus deu tudo certo e eu passei no exame estadual.

Minha licença!!!!!!!!

            Recebi depois de duas semanas a minha licença de corretor de imóveis nos EUA. Agora eu posso trabalhar como corretor, receber comissões, etc. E na mesma semana eu comecei a trabalhar. Até agora tudo tem dado muito certo. Estou trabalhando com 27 clientes que eu adquiri em 3 semanas de trabalho (e trabalhando como designer também!). Nunca imaginei que havia tantos brasileiros interessados em adquirir um imóvel na Flórida! O estudo ajudou muito e confesso que sem ele não daria para atuar como corretor nos EUA. É bem complexo e envolve muitas coisas, principalmente a ética e o que se diz ao cliente. Agora quero contar algumas curiosidades que aprendi no curso:

Alguns ditados americanos que eles falaram:

"Mind your own business, you'll be busy all the time" Tome conta da sua vida, você estará ocupado o tempo todo.

"If you pay in advance they forget your address" Se pagar adiantado eles esquecem seu endereço.

"A bird in the hand is worth two in the bush" Um pássaro nas mãos vale dois nos arbustos (É melhor um na mão que dois voando - esse é a nossa versão)

"Bear budget and champain taste" Orçamento de cerveja e gosto de champanhe. (minha mãe dizia: Come frango e arrota perú. Mas eu acho que é diferente. Nesse caso a pessoa come o frango e diz que vive de peru. No ditado americano, a pessoa tem um orçamento de cerveja, mas na hora de comprar coisas, só gosta mesmo é de champanhe.
Gosta das casas de 1 milhão, mas só pode comprar as de 200 mil. Aliás, esse sou eu...

"Keep up with the Joneses" Acompanhe os Joneses (refere-se a acompanhar as concecuções do vizinho, no caso os Joneses. Se eles compram um carro novo, você também deve comprar. Esse ditado tem até na wikipedia!)

"Every seller thinks his house worths more than everybody else's" Todo vendedor pensa que sua casa vale mais que todas as outras. (pra pensar não é?!)

Curiosidades:

- De acordo com o Civil Rights Act de 1866 e de 1968 é proibido para um corretor mencionar ao cliente que um certo bairro é composto de minorias protegidas pela lei americana (raça, cor, religião, sexo, nacionalidade) e é proibido também negar alugar sua casa para os citados acima e também a pessoas com necessidades especiais, status de família (se o casal não é casado, por ex) ou orientação sexual.

- Jones x Mayer foi um caso que chegou à suprema corte americana em 1965. O Sr. Mayer se recusou a vender uma casa ao casal Jones por estes se tratarem de afro-americanos. Baseado neste caso foi que saiu o Civil Rights Act de 1968.

- Um corretor, por lei, tem que romper o contrato imediatamente com um cliente que peça para comprar uma casa em um bairro "só de americanos brancos" ou "só de brasileiros" ou "um bairro não hispânico" ou "um bairro que não seja afro-americano", ou seja, qualquer citação referente à raça, cor, religião, sexo, etc...

- 1000 dólares de prestação de carro é considerado pelos americanos "uma loucura"! Algo inimaginável... (meu último carro no Brasil a prestação era 1640?!)

- 51% do IPTU das residências de um bairro vai diretamente para as escolas do bairro. Por esse motivo, quanto melhor o bairro, melhor as escolas.

- Tudo o que é vendido em Downtown Disney em Orlando, 43% tem que ser pago à Disney World! (não adimira os preços então, certo?)

- Nos EUA, imóveis financiados é obrigatório a compra de um "tile insurance" (seguro de escritura). Se algo acontecer no futuro, como por exemplo, o vendedor tinha uma dívida com o governo e a casa não podia ser vendida, o comprador recebe, do seguro, o valor que pagou pela casa corrigido no mercado imobiliário.

- O vizinho tem direito, por lei, de comer os frutos da árvore do seu quintal, mas cujos frutos caem no quintal dele (caso a árvore atravesse a cerca divisória).

- Se alguém mudar a cerca divisória de lugar e você não reclamar por 7 anos, a parte do terreno que era sua, passa por lei a ser de direito da pessoa que mudou a cerca.

- Se alguém provar que cruza uma propriedade pelos últimos 20 anos para cortar caminho, o proprietário da propriedade não pode impedir que as pessoas continuem usando o caminho. E se alguém se machucar dentro dessa propriedade por descuido do caminho, o culpado é o proprietário! E este pode ser processado por isso!

- Um vendedor pode colocar uma "contengency fee" (uma cláusula) "estúpida" em qualquer contrato de venda. Por exemplo "não é permitida jamais que se pinte a casa de vermelho" ou "a casa não poderá jamais ser demolida" ou "certa árvore jamais poderá ser cortada" ou seja, o que a pessoa quiser. É por isso que ao comprar um imóvel, uma Tile Company (empresa especializada em examinar escrituras) tem que certificar que não há esse tipo de cláusulas na escritura ou se houver, que essa cláusula não representa um problema para o comprador.

- Qualquer pessoa que executou um trabalho em um imóvel e não recebeu o dinheiro do proprietário (sofreu CALOTE) pode colocar uma "lien" na escritura do imóvel no valor do serviço. Uma vez que essa propriedade for vendida, para a escritura ser transferida, é preciso pagar o credor. E se o credor morreu ou desapareceu o problema é do proprietário!

- As casas de 120 anos de idade do centro histórico de Orlando (do ladinho aqui de casa) têm escritura de 600 páginas!

- Devido a trabalho de lobistas dos hotéis, a cidade de Orlando conseguiu proibir a locação de imóveis para temporadas na cidade. Só é permitido a locação de longo prazo. Locações para férias só é permitido nos arredores de Orlando e dos parques temáticos.

- Trabalhar como corretor sem ter licença é crime de 1 grau com multa de 5 mil dólares e prisão por 5 anos. 

- Dar qualquer comissão, presente ou o que quer que seja (pode ser até mesmo levar pra jantar) para alguém que indicou um cliente é proibido por lei e o corretor pode ter a licença suspensa ou até mesmo perder a licença.

Se quiser adquirir um imóvel em Orlando e região fale comigo. Será um prazer ajudar


rs_alves@hotmail.com


domingo, 3 de novembro de 2013

A Comunidade Amish



            A primeira vez que eu ouvi falar da comunidade Amish foi no seriado (em desenho animado) "The Family Guy". No episódeo que eu assisti a filha da família se apaixona por um rapaz Amish e uma guerra entre a família do rapaz e a família "americana" começa para impedir a união dos jovens de mundos diferentes. Eu até perguntei pra minha família americana "isso existe mesmo?" e eles disseram que sim.

The family guy

            Ontem à noite, assistindo ao canal DIY (do it yourself), o Vanila Ice, que agora trabalha reformando residências, passa um tempo em uma comunidade Amish em Ohio. O episódeo foi muito interessante e foi a primeira vez que eu vi os Amish na TV, pelo fato de que, ser filmado ou fotografado, é contra as regras da comunidade.

Vanila Ice com a família Amish

            Os Amish imigraram da Europa há quase 300 anos atrás. Eles vivem de maneira simples, totalmente tradicional e rejeitam a maioria das modernidades como eletricidade, TV, internet e automóveis. As casas não possuem luz elétrica, nenhum tipo de eletrodoméstico, pode imaginar? Eles esquentam a água para o banho, cozinham comida fresca todos os dias. Os homens trabalham na lavoura ou no comércio e as mulheres cuidam da casa e criam os filhos. No domingo, nenhum trabalho é permitido, somente trabalhos espirituais, ir à igreja e passar tempo com a família.




            O casamento só é permitido dentro da comunidade, o que explica, em parte o alto índice de problemas genéticos. O fato de toda a comunidade pertencer basicamente às mesmas origens, criou os defeitos genéticos, sendo o maior deles, o nanismo. Hoje, nos EUA, existem por volta, um milhão de Amish.

            Outro fato interessante é que, assim como alguns crentes no Brasil, os Amishs se vestem de maneira humilde, usando basicamente algumas cores como preto, cinza, azul, verde e branco. As roupas cobrem a maior parte do corpo, mesmo que eles estejam trabalhando na lavoura ou na praia! Os homens, assim que se casam são obrigados a deixar a barba crescer e não usar bigode.




A barba indica que o homem é casado

            O "automóvel" típico de uma família Amish é o Buggy. Uma carroça/carroagem puxada por um cavalo. No episódeo do Vanila Ice, ele ganha um Buggy em uma aposta e transforma o interior da carroça em um night clube theme. Uma espécie de "gangster buggy".





            A educação secular do Amish termina à idade de 13-14 anos. Eles estudam em escolas Amish ou mesmo em casa com a mãe. Depois disso os meninos vão trabalhar com o pai e as meninas ficam com a mãe esperando o casamento. A língua materna é o alemão e o inglês é a segunda língua.

            Outro fato interessante que descobri a respeito dos Amish é que o índice de doenças (com exeção das genéticas) é menor na comunidade. Alcool e tabaco é quase inexistente entre eles. O índice de câncer também é menor, comparado com a média americana.

            Como em todo tipo de comunidade desse tipo, há os totalmente radicais e há os mais liberais. No vídeo que eu recomendo assistir sobre uma família Amish, mostra bem isso. Embora os Amishes não se deixem ser filmados ou fotografados, essa família permitiu a filmagem e, assistindo ao vídeo, dá pra ver que eles não têm eletricidade, mas possuem algum tipo de tecnologia. Os rebeldes são excomungados e não é permitido convívio com eles, mesmos que sejam parentes. Soa familiar?

A comunidade constroe suas casas e igrejas. Eles são considerados como
sendo um povo muito trabalhador


Quase tudo que consomem é produzido por eles mesmos

            Eu fico me perguntando até que ponto esse tipo de vida é saudável ou não. É óbvio que essas crianças terão uma estrutura maior em termos de família do que crianças deixadas à frente da TV ou brincando com seus vídeo games violentos, celulares e internet. Um pouco parecido com a infância que eu tive o privilégio de ter no interior de São Paulo. Brincavamos com as coisas da natureza, quase nunca assistíamos TV, inventavamos brinquedos e brincadeiras e minha mãe cozinhava tudo fresco, inclusive pão. Tínhamos uma horta e nossa salada e alguns legumes vinham dela. Eu vejo uma grande diferença na maneira em que fui criado e na maneira como meus sobrinhos são. Não que eu tenha alguma crítica a respeito, mas é uma geração totalmente voltada para a tecnologia onde a interação com outras crianças e o contato com a natureza é mínimo. Mas como fazer diferente morando em São Paulo?


            Por outro lado, qualquer radicalismo é também prejudicial, na minha humilde opinião. Se os Amish prezam tanto o tempo com a família, uma máquina de lavar e uma lava louças e aspirador de pó fariam a mãe ter mais tempo para os filhos não concorda? No final das contas, eu agradeço a Deus pela diversidade e enquanto alguém esteja feliz no seu modo de vida, isso é o que importa. A menos que faça mal a si próprio e ao próximo. Porque anular-se para fazer a vontade de outros e viver em negação dá câncer...

Há material de sobra disponível para a pesquisa. Livros, filmes, documentários, etc

Esse vídeo é excelente. Mostra uma família Amish em conflito com as regras restritas da igreja


domingo, 27 de outubro de 2013

Comprar um imóvel nos EUA


               Outro dia visitando um condomínio de casas o corretor me disse: "Os basileiros são os que mais compraram imóveis aqui no ano passado". Fiquei contente de saber que brasileiros estão tendo o poder aquisitivo e a coragem de comprar um imóvel nos EUA. Para minha surpresa ele ainda completementou: "Alguns compram mais que um. Um cliente comprou 10 casas!" Por curiosidade acabei fazendo muitas outras perguntas. Mas por quê comprar um imóvel nos EUA? É seguro? Dá pra financiar? Como mandar o dinheiro? São muitas questões a considerear.

               Deixe-me primeiro, contar uma pequena história. Em junho de 2010, depois de assistir ao filme Julia & Julia, eu decidi escrever um blog sobre a minha experiência nos EUA. Achei que seria uma boa idéia, porque já estava cansado de escrever o mesmo email para todos os familiares e amigos que perguntavam como as coisas estavam por aqui. Hoje, 3 anos e meio depois, eu nunca poderia imaginar nos números e nas coisas que aconteceram por causa do blog. O começo humilde de 15 visitas por dia (que me deixaram espantado na época), tornaram-se 3 mil por dia, quase 100 mil por mês e chegando agora aos 2 milhões de visitas! Como pode uma coisa dessas? Conheci diversas pessoas fantásticas pelo mundo. Desenvolvi amizade virtual com muitos leitores. Tomei café e almocei com vários deles aqui em Orlando. Enquanto em alguns blogs, os escritores morrem de medo de mostrar a cara, porque eu mostrei a minha ganhei uma grande quantidade de amigos. Todos vocês leitores, se tornaram especiais para mim.

               Na minha última aula de psicologia da faculdade, a professora pediu para apresentarmos uma mídea que gostamos e contar para a classe o por quê que gostamos e como seria nossa vida sem ela. Falei do blog, é claro. Eu realmente não acredito que minha vida seria tão abençoada e tão interessante se não fosse pelo blog. O blog me surpreende sempre. Quando eu penso que mais nada pode acontecer, algo acontece, uma porta é aberta e lá vou eu desvendar mais este caminho. Quer um exemplo?

               Por causa do blog eu conheci a Daniela Esteves (esposa do Diogo Esteves). Depois conheci o Diogo que como todos os brasileiros que vieram atrás de um sonho nos EUA, se esforçava muito para manter um status legal no país, sustentar a família e a Daniela na faculdade de Design. Comentando comigo como as coisas estavam difíceis eu disse para a Daniela que eu poderia ajudar, colocando um post sobre o Diogo que estava começando o trabalho como corretor de imóveis. A partir daquele post, a vida deles mudou completamente. Várias pessoas contataram o Diogo e adquiriram imóveis nos EUA com ele. Tudo melhorou para a família. Por causa do post (e principalmente de vocês leitores), o Diogo abriu a empresa dele (a Drim Properties) e hoje, com menos de 2 anos de existência, a empresa cresceu vertiginosamente e já conta como uma equipe de pessoas bem treinadas para atender brasileiros e outros interessados em adquirir um imóvel de férias/locação ou mesmo para morar. Isso tudo desenvolveu entre nós, uma bela amizade que não seria possível se não fosse pelo blog, pelos leitores e amigos.

               O Diogo sempre tentou me levar para trabalhar com eles, mas como eu estava muito ocupado com a faculdade de Design de Interiores, sempre disse não. Assim que a faculdade terminou eu já estava trabalhando com 3 clientes brasileiros (que conheci através do blog!!). Graças ao blog e aos cliente, abri minha empresa de Design aqui nos EUA. Espero que cresça assim como a empresa do Diogo! Logo logo sai o website com fotos dos trabalhos que já fiz aqui nos EUA.

               Durante uma visita ao escritório da Drim Properties (que já está abrindo o segundo escritório!), o Diogo me disse: "Renato, todo mundo sabe quem você é..." e eu perguntei "todo mundo quem?" E ele respondeu "Todo mundo que vem ao escritório! Você tem que vir trabalhar aqui" Aí eu pensei..."não sei..." Naquela mesma hora, um casal sentado atrás de mim disse para um dos corretores do Diogo "Ah, eu leio um blog fantástico sobre Orlando, você já viu? Quem escreve é um rapaz chamado Renato Alves" O corretor disse "Olhe pra trás ele está sentado alí" E eu me senti a própria ce-le-bri-da-de...a moça ficou até emocionada e o marido dela disse "pede um autógrafo com ele!". Eu fiquei VERMELHO! Depois dos ânimos acalmados a moça me agradeceu muito. Disse que se não fosse pelo blog jamais teria conhecido o pessoal da Drim e eles jamais teriam comprado um imóvel nos EUA. Eles estavam realizando um sonho muito antigo que eu fiz parte integrante na realização. Naquela hora me deu um nó na garganta. Como pode um blog ajudar as pessoas a realizar sonhos?

               Eu não sei se você me conhece (se lê o blog, deve conhecer), mas eu fui educador por 13 anos no Brasil e sempre defendi a ética, a luta pelo o que é correto, o empenho no trabalho e a dedicação ao que for que tenha que ser feito. Sempre ajudei ao próximo porque acredito que é mais feliz aquele que dá (nas palavras de Jesus) do que aquele que recebe. Fiz trabalho voluntário no Brasil por 18 anos. Eu ainda tenho um probleminha de me irritar com coisa errada e, às vezes, solto os cachorros. Mas é raro...Então foi aí que o Diogo lançou o anzol e me fisgou. Ele disse: "Eu acho que você pode fazer as duas coisas. Trabalhar com o design e também como corretor" E lá fui eu me matricular no curso de 63 horas obrigatório para a prova Estadual da Flórida para novos corretores. Depois de tomar café da manhã, almoçar e jantar o livro de 500 páginas de leis e códigos referentes aos processos de aquisição e locação de imóveis na Florida, fui fazer a prova estadual onde somente 40% das pessoas passam na primeira vez. Senti vertigem quando a mulher me disse no final da prova de 100 questões (feita no computador e nota de corte 75!) "você passou, parabéns..." (depois vou escrever mais sobre isso, porque é enorme o número de emails que eu recebo de pessoas perguntando como fazer pra ser corretor nos EUA).

               Liguei imediatamente para o Diogo para dar a boa notícia. E já na semana seguinte comecei a trabalhar no escritório da Drim Properties. Eu não tinha dúvidas de que o Diogo estaria rodeado de pessoas de bem. É incrível como gente do bem está rodeada de gente do bem. Eu já trabalhei com gente do mau (em 3 empresas no Brasil) e os locais de trabalho eram um ninho de cobras...

               E hoje eu estou muito feliz. Sei que envolveu muito trabalho da minha parte, mas como diz a Bíblia "semeia de manhã até a noitinha, porque não sabes onde é que vai dar o broto". Eu não esperava nada disso, mas fico muito contente que aconteceu. Eu vim para os EUA em 2009 com muito medo, muitas incertezas mas no fim, tudo deu certo (e está melhorando cada vez mais) e uma parte muito grande disso deve-se a você leitor amigo e querido. Sem vocês não acredito que nada disso seria possível. Eu contei essa história porque tenho certeza que as pessoas irão se perguntar, porque depois de fazer a faculdade de Design e estou trabalhando também como corretor. Estou fazendo os dois! :)

               Como um corretor dedicado ao "meu cliente" vou então explicar um pouco sobre a aquisição de um imóvel nos EUA. Quero dizer também que não irei usar o blog para me promover e promover a minha empresa, mas como o blog é sobre as minhas experiências nos EUA, não podia ficar de lado, certo?

               Muitas pessoas estão preferindo investir nos EUA por três motivos:

1- O primeiro porque gostam dos EUA. Gostam de passar férias aqui na Flórida, gostam do clima, da organização, dos preços, das diversões, etc. 

2- O segundo motivo é porque, no Brasil, os imóveis estão inflacionados então, segundo os economistas e experts não é boa hora para comprar.

3- Em terceiro e último lugar, os imóveis aqui estão desvalorizados por causa da crise econômica que teve início em 2008. Em 2011 os imóveis atingiram desvalorização de 60% e a partir do ano passado o mercado imobiliário dos EUA começou a se recuperar. Então há a possibilidade de ganhar dinheiro investindo nos EUA. E o país está facilitando essas transações internacionais para aquecer a economia (porque de trouxa o americano não tem nada!).

           Ainda poderíamos citar mais um motivo. A possibilidade de ter uma renda anual vinda desses imóveis e financiar as férias da família duas, três, quatro vezes ao ano. Vamos aos números...

               No site do Orlando Sentinel, o maior jornal de Orlando, entre abril e junho a Flórida recebeu 23.2 milhões de visitantes. A maior taxa da história do estado. Você pode ver este artigo aqui. O site Visit Orlando mostra a quantidade de turistas desde 2008 na Florida e de 2010-2012 a taxa de turistas da América Latina aumentou em 45%! Veja aqui as tabelas. 


Nesta tabela, na última coluna, na linha onde mostra 14,2%, volte a leitura e veja que
os turistas internacionais aumentaram de 2.433 milhões em 2008 para 3.184 milhões em 2012
E 2013 já está batendo muitos records.


               Tendo em vista esses números, muitos decidem comprar um imóvel para locar em Orlando. Além de ter seu próprio local de férias nos EUA, ainda podem fazer um bom dinheiro com a locação do imóvel. Mas quais seriam as despesas do imóvel? Consultando uma empresa de administração e locação de imóveis em Orlando (sim, quem compra deixa nas mãos dessas empresas, assim não precisa se preocupar com nada, só mesmo recolher os lucros), eles me enviaram uma planilha de um condomínio conhecido em Orlando, o Paradise Palms, para uma casa de 5 quartos. Veja abaixo:

Paradise Palms
Despesas e lucro
5 quartos townhome c/ piscina (casas gemiadas)

Despesas Mensais


Taxa do clube                                             $238                                                                                
Condomínio                                                $200
Administração                                            $150
Eletricidade                                                $190
Limpeza da Piscina                                      $90
Limpeza da casa após locações                    $50 
Água                                                              $40
Controle de pragas                                        $20
Manutenções                                                 $30
Telefone                                          incluso no condomínio
TV à Cabo                                       incluso no condomínio
Internet                                            incluso no condomínio

                                         $1008.00   despesas mensais
                                                                         X12
                                                                  $ 12,096    despesas anuais



Aluguéis

5 quartos ($90   a $160)   media por noite   ($ 125.00 líquido depois de todas as taxas e comissões)
5 quartos ($630 a $1085) media por semana  ($ 875.00 líquido depois de todas as taxas e comissões)
15 semanas de aluguel    $13,125.00
25 semanas de aluguel    $21,875.00
35 semanas de aluguel    $30,625.00

Aproximadamente é necessária a locação de 14 semanas para cobrir as despesas anuais.

As despesas e taxas de locação são baseadas em médias do condomínio.

               É lógico que algumas casas alugam mais que outras e não irei entrar neste mérito agora. Alguns anunciantes aqui do blog já me disseram que a taxa de locação deles é de 80-90%, ou seja 80% das 52 semanas do ano estão sendo alugadas. No exemplo acima, 41 semanas (80%) daria uma renda anual de USD 36,400 líquido após despesas e comissão da empresa administradora. É claro que não é tão simples assim, há ainda IR a ser pago sobre esse dinheiro, que se a pessoa abrir uma empresa aqui, pode ser entre 15-20%. Há também muita coisa que pode ser abatida na declaração. É por isso que é preciso uma empresa como a Drim Properties para desvendar todo esse caminho para o cliente brasileiro e prestar uma consultoria certeira.


                 E quanto custaria uma casa dessas? Tem fotos pra gente ver? Claro... No site do condomínio há o preço e algumas fotos. O valor é dessa casa é 276.490 mil dólares. Esse valor pode ser financiado para brasileiros que comprovarem rendimentos e derem 30% de entrada. O financiamento pode ser feito em até 30 anos com juros menores que 6% ao ano. Os custos totais para fechar o negócio giram em torno de 5-6% do valor do imóvel (escritura, impostos, etc).


condomínio Paradise Palms
Veja as fotos de uma casa de um dos nossos anunciantes aqui

               Há opções mais baratas como o Serenity que eu coloquei no facebook. Há opções mais luxuosas, com até 9 quartos que geram aluguéis semanais de 4 mil dólares! E há também imóveis de revenda por toda Orlando. Lembrando que na cidade mesmo de Orlando, não é possível comprar para locação devido a acordos feitos entre a população, hotéis e a prefeitura. Geralmente, os brasileiros compram nas áreas próximas aos parques temáticos, que é possível a locação.


O Serenity é um condomínio novo. As casas estão a partir de 149.900. Por se tratar
de um condomínio novo, com club house para inaugurar ainda em abril 2014, as
casas têm valor reduzido. Mas certamente aumentarão até o ano que vem.






               Eu sei que para quem deseja comprar e é a primeira vez, há pelo menos, muitas outras perguntas a serem feitas. No site da DRIM PROPERTIES há uma seção de dúvidas com muitas perguntas e respostas. Vale a pena ler. E lembre-se, se estiver interessado em saber mais ou mesmo em adquirir um imóvel aqui em Orlando, agora pode falar diretamente comigo. Vai ser um prazer imenso pode ajudá-lo a concretizar esse desejo. Envie-me um email para renato@drimproperties.com

                   Em um post futuro irei falar mais sobre o assunto e sobre a Drim Properties. Mas não se preocupe, o blog sempre terá todos os tipos de assuntos interessantes sobre os EUA

                     Abs a todos!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...