sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Advogado Brasileiro na Flórida



          No último post eu escrevi sobre como imigrar aos EUA. Na verdade, eu não sei muito sobre o assunto e escrevi o que sei que é bem mais do que sabia quando pesquisei o assunto no Brasil. Minha caixa choveu de emails, então resolvi falar com um advogado brasileiro para tentar esclarecer mais a respeito de algumas questões levantadas que não soube responder. 

           Segue abaixo a entrevista que o advogado brasileiro na Flórida Sérgio Munguba concedeu ao blog Um Brasileiro na Terra do Tio Sam.

1 - Sérgio, quando foi que você chegou aos EUA e há quantos anos você é advogado na Flórida?

Cheguei aqui em agosto de 2003. Trabalhava como chefe de gabinete de um Conselheiro do Tribunal de Contas na Paraíba e ganhava um bom salário, mas sempre quis vir para os EUA…Era um sonho de criança.
Eu sou advogado no Brasil, e aqui nos EUA exerço a função de Assistente Legal para o escritório do advogado Robert S. Kleinnman que está localizado em Deerfield Beach, no sul da Flórida a 40 minutos de Miami e 3 horas de Orlando.

2 - Você cursou direito no Brasil ou nos EUA?

No Brasil. Aqui, logo que cheguei, fiz um curso na Florida Atlantic University, em Boca Raton, para Assistentes legais/Paralegals, onde é ensinado o funcionamento do sistema legal Americano que, por sinal, é bem diferente do brasileiro, uma vez que o nosso sistema é oriundo do Direito Romano enquanto o sistema Americano tem suas raízes no Direito Costumeiro ou Consuetudinário Anglo-Saxônico.

3 - Porque resolveu exercer a função nos EUA? Como foi sua adaptação ao chegar?

Bem, foram dois os motivos de minha mudança para os EUA: o primeiro foi a possibilidade de viver com mais segurança e realizar um sonho de minha adolescência; o segundo foi que minha esposa estava grávida de minha primeira filha e, como os pais dela já moravam aqui, decidimos que as nossas filhas (tenho 3 hoje) nasceriam aqui nos EUA.
Porém, antes de vir de vez, eu já havia deixado meu currículo quando de minha última visita à casa de um parente meu que já morava aqui e trabalhava em uma empresa de contabilidade. O dono dessa empresa havia contratado um advogado de imigração e iriam abrir um escritório para atender a comunidade brasileira que estava crescendo. Resumindo, eu fui chamado para trabalhar no escritório que eles tinha recém-aberto e desde então venho ajudando as pessoas de varias nacionalidades a percorrerem o labirinto da legislação imigratória Americana.
Minha adaptação não foi tão difícil assim. Tive um momento inicial de dificuldade com a língua e alguns costumes, mas com um pouco de força de vontade e ajuda dos familiares a coisa engrenou. Eu havia estudado Inglês no Brasil, achava que falava bem, mas nos primeiros meses tive que reeducar o ouvido para o ritmo dos americanos.

4 - Muitas pessoas me escrevem e perguntam se é impossível imigrar para os EUA, como você vê esta questão?

Não é fácil, mas também não é impossível, claro. Tudo depende de você ter as qualificações certas para o que pretende fazer e das oportunidades de emprego, ou seja, ter um empregador disposto a assinar um pedido de visto de trabalho. Mas a primeira coisa que se deve ter em mente para que você possa voar mais alto, em minha opinião, eh saber falar e escrever Inglês; em segundo lugar, uma boa pesquisada de informações e a leitura de blogs como esse seu possibilita uma “aterrissagem” mais tranquila nas terras de tio Sam.

5 - Quais são as maneiras mais comuns que os brasileiros estão vindo para os EUA e quais vistos para brasileiros, há mais entrada no serviço de imigração?

No nosso escritório temos feito muito pedidos de visto L1. Trata-se da transferência de um gerente de uma empresa no Brasil para uma filial ou subsidiária que foi estabelecida ou comprada aqui nos EUA. Esse visto é muito bem aceito pelo governo americano porque através dele empregos são criados. Assim, normalmente depois de 1 ano fazendo negócios e gerando empregos, a pessoa já qualifica para a renovação do visto e mais na frente para o pedido do para o Green Card, o tal cartão de residência permanente.
Outro visto bem procurado é o H1B. Neste caso, trata-se de um visto para pessoas formadas (bacharel) ou que tenham no mínimo 12 anos de experiência em alguma área do conhecimento humano e que tenham uma empresa aqui nos EUA disposta a contrata-las como profissional.
Há uma porta para o Green Card que não era muita explorada pelos brasileiros, mas que agora está sendo bem usada. Estou falando do processo do PERM (Permanent Labor Certification). Esse processo é perante o Departamento de Trabalho e exige que a empresa que quer contratar o estrangeiro coloque alguns anúncios em jornais e sites a fim de provar que tentou contratar um americano e não achou ninguém qualificado. Depois que esse processo for aprovado pelo Departamento de Trabalho, o beneficiário pode aplicar direto para o Green Card. Esse processo do PERM pode durar entre 6 meses a 1 ano e pode ser feito enquanto o beneficiário está aqui como turista, estudante etc ou pode ser feito enquanto o beneficiário estiver no Brasil. Para qualificar a pessoa tem que ter mestrado ou bacharelado e mais 5 anos de experiência após a formatura. Se não for formado a pessoa também pode fazer, bastando ter apenas 2 anos de experiência. Nesse casso o green card demora uns 5 anos para ser emitido.
Outro visto também bem comum usado pelos brasileiros é o visto de estudante, seja para estudar inglês ou fazer uma faculdade. Esse é o mais simples, mas não dá o direito de trabalhar.

6 - Se uma pessoa resolve imigrar aos EUA e esta tem condições, quanto tempo em média dura o processo? É muito burocrático?

Para os dois vistos mais comuns, H1B e L1, a resposta pode sair em ate 15 dias. Para o green card pode demorar entre 1 a 2 anos. Não é muito burocrático, basta atender aos requisitos. Para o estudante entre 2 a 3 meses se estiver aqui dentro e em uma ou duas semanas se a pessoa estiver for a dos EUA.

7 - Sabemos que o limite de entrada de dinheiro no país é de dez mil dólares por pessoa. Como os brasileiros transferem o dinheiro vindo dos bens que venderam no Brasil? Há imposto sobre essa transferência?

Muita gente faz confusão a respeito desse tema. Na realidade esse limite de $10,000.00 é apenas para que a pessoa que está trazendo uma quantia em espécie acima daquele valor seja obrigada a declará-lo às autoridades alfandegárias americanas. Não há limite para entrada de dinheiro nos EUA. O que existe é a obrigatoriedade de informar a origem e o destino do dinheiro que entra nos EUA cuja quantia exceda o valor de $10,000.00. Caso uma pessoa, por exemplo, não informe que está trazendo $100,000.00 e a alfândega porventura descubra, ela pode ser presa.
Também não há imposto sobre a transferência de dinheiro vindo do Brasil, seja em espécie ou através de bancos ou casas de câmbio. Basta informar no Brasil que a transferência é para disponibilidade de investimento (compra de imóveis, de empresa etc) aqui nos EUA.

8 - No caso de alguém que venha fazer faculdade nos EUA, é possível a pessoa ficar depois da faculdade? O que é necessário? É um processo difícil?

Sim, normalmente você pode ficar por um período de 12 meses e trabalhar com uma autorização de trabalho concedida pelo governo, mediante recomendação da faculdade para um treinamento chamado Optional Program Training (OPT). Também muitos aplicam direto para um visto de trabalho, sendo o mais comum o H1B.
Não é difícil. Como falei antes, é necessário que haja um “sponsor” (empresa) aqui nos EUA para fazer o pedido, no caso do H1B. Também pode-se trocar o visto de estudante para o H1B se a pessoa qualifica mesmo antes de terminar o curso.

9 - Na sua opinião, quais são as profissões que se, cursadas em uma universidade nos EUA, há mais probabilidade (ou é mais fácil) de a pessoa ficar depois do curso?

Tendo em vista que quem se forma em MBA ou no bacharelado de Administração de Empresas, Economia e Contabilidade tem mais opções de empresas para aplicar para ele, acredito que esses cursos possibilitam um leque maior de oportunidades pois se encaixam facilmente em várias posições. Já quem se forma em Farmácia, por exemplo, tem o campo de atuação limitado.

10 - Muitos leitores me escrevem e dizem que querem arrumar um visto de trabalho e vir morar nos EUA sem ter faculdade. Isso é possível? Quais os tipos de visto de trabalho?

Sim é possível. Falei rapidamente acima sobre isso. Se a pessoa não tem faculdade mas possui experiência de no mínimo 12 anos, também é possível aplicar para o H1B, por exemplo. Isso porque o Departamento de Imigração, para efeito de qualificação para o H1B, aceita cada 3 anos de experiência como se fosse 1 ano de faculdade. Assim uma pessoa com 12 anos de experiência tem o equivalente a 4 anos de estudo. A experiência pode ser comprovada apenas com uma declaração do empregador no Brasil.
O L1, como disse acima, só exige que a pessoa tenha sido um gerente da empresa no Brasil por pelo 1 anos, nos últimos 3 anos. Não ha a exigência de diploma.
Existem outros vistos menos interessantes como o H2B que é sazonal. É o caso de uma empresa de construção que precisa de mão de obra estrangeira por um período curto (6 meses, 1 ano) ou até a obra acabar. Não e um visto interessante pois a pessoa não pode trocá-lo e não dá direito a green card.
Também existe a possibilidade do PERM, que também já foi mencionado acima.
No frigir dos ovos, o H1B e L1 são também os mais procurados por quem não tem faculdade e quer vir trabalhar aqui.

11 - Quais são os serviços que seu escritório presta nos EUA? É somente imigração? Onde é localizado?

Nosso escritório além dos processos de imigração presta serviços de revisão de contratos; representação nos casos de compra e venda de imóveis, desde a elaboração dos contratos e acompanhamento no dia do fechamento; preparação de testamentos; e representação em processos de inventário e herança.
Estamos localizados no seguinte endereço:

Sergio Munguba,
Robert S. Kleinmna P.A
1701 W. Hillsboro Blvd, suite 207
Deerfield Beach, FL 33442
Tel: 561-6991793
Skype: Luiz.Munguba

12 - Se uma pessoa quiser vir morar em Miami, Orlando ou em outro estado, pode mesmo assim contratar seus serviços ou é melhor um advogado dessas áreas?

A imigração é administrada por um órgão federal, “Department of Homeland Security” (Departamento de Segurança Interna) assim podemos fazer o processo para qualquer pessoa em qualquer região dos EUA.

13 - Como é possível alguém fazer uma consulta com você? Quanto custa uma consulta?

Pessoalmente, no endereço acima, por telefone, skype ou email. Não há custos para as consultas.


*************************************************************

Agora vamos às perguntas feitas pelos leitores do blog na página do Facebook:

Simone Polesi perguntou: Como posso transferir dinheiro para comprar um imóvel nos EUA? Qual seria a média de honorários cobrados nos EUA (ou pelo seu escritório) por esse serviço?

Leia resposta a pergunta 7 acima.
Não precisa de Advogado para transferir dinheiro do Brasil para os EUA.
Eloise Menhard perguntou: Como você fez para validar seu diploma nos EUA?
O diploma de Direito só é validado aqui como Bacharel para efeito de matrícula no curso de Direito que aqui é a nível de “mestrado”. Ou seja, para estudar Direito aqui nos EUA primeiro o candidato tem que ser formado em qualquer outro curso superior. Você não vai do “High School” direto para a faculdade. Assim, depois de mais 3 anos (2 anos se for formado em Direito no Brasil) de Faculdade aqui no curso de Direito a pessoa recebe o titulo de “Juris Doctor”e depois que for aprovado no exame da “OAB” daqui (Amercian Bar Association) pode advogar.
Portanto não se trata de validação de diploma mas de equivalência. Essa equivalência é aceita para o processo de H1B e para efeito ou matrícula para um mestrado, por exemplo. Existem várias empresas de equivalência de diplomas aqui nos EUA. Repito: não é validação do curso, e sim equivalência para um objetivo específico. Quanto a honorários é preciso consultar, varia muito.

Michelle Depenbrock perguntou: Na sua opinião, quando é que alguém deveria consultar um advogado? É sempre necessário ou tem coisas que dá para fazer sozinho?

Todo processo de imigração é administrativo. Você não precisa de advogado. Só que existem tantos detalhes, código e regulamentos envolvidos em um processo de legalização que não vale a pena se aventurar sem auxílio de um profissional experiente.

Michel Shallom Yunes perguntou: Qual a vantagem de se fazer um JD em relação a um LLM na árae de contratos e negócios internacionais?

Depende do que a pessoa quer fazer com os dois títulos. Com o JD (Juris Doctor) você pode atuar como advogado depois que passar no exame do ABA (American Bar Association, o equivalente a OAB do Brasil). Já com o LLM, que é um Mestrado de apenas 1 ano em uma área específica do direito, você tem apenas um título para enfeitar o currículo. Claro que ajuda e muito em seus conhecimentos e na vida profissional, mas em termos práticos, não te qualifica para o exercício da profissão na maioria dos estados americanos. Pode te ajudar na área de contratos e negócios internacionais se você quiser se especializar nesse campo, e ser um consultor jurídico internacional. Assim, resumindo, se você não quiser advogar o LLM pode ser a solução.
*************************************************************

Agradeço imensamente a disponibilidade do Advogado Sérgio em responder todas as perguntas. Perguntas adicionais podem ser feitas mediante uma consulta sem custo com o Sérgio nos contatos acima.
Abs a todos.


O Advogado brasileiro na Flórida Sérgio Munguba
**********************************************************************
                                 LEIA IMPORTANTE ESCLARECIMENTO

           Quando escrevi este post, tinha em mente ajudar aqueles que desejam vir legamente aos EUA fornecendo o contato de um profissional que entende do processo e fala português. No entanto, me parece que eu tenho que vir aqui falar sobre coisas que eu acho que não precisaria. Bom senso é fundamental nos dias de hoje e é disso que eu venho falar.

         Felizmente o Sérgio tem recebido centenas de emails de pessoas interessadas em contratar os serviços dele. No entanto, dessas centenas de emails, somente uma pessoa relamente chegou a contratação. 90% dos emails, são de pessoas curiosas querendo saber "como é que faz". Para estas eu aconselho ler este post aqui.

         O Sérgio também comentou comigo que ele responde perguntas referentes ao processo de imigração e abertura de empresa. Não perguntas do tipo:

"O que é melhor? Nova Iorque ou Miami?"
"Você sabe se a escola "tal" é boa? Sabe o método de ensino??"
"Quanto que eu gastaria por mes com compras e eletricidade?"

         E por ai vai...Esse tipo de informacao 'e facil conseguir pesquisando na internet. O melhor eh cada um fazer uma pesquisa na internet ou se associar aos grupos do facebook de brasileiros nos EUA para questoes do tipo. Pergunte ao Sergio coisas referentes "ao processo". 

Obrigado

111 comentários:

  1. Parabens pela entrevista ! Mtt legal e esclarecedora ...

    ResponderExcluir
  2. Poxa Renato, você sempre pensando na frente ! Te agradeço imensamente por este post!
    Sou advogada e trabalho na area de fechamento de contratos de uma holding aqui no Nordeste. Depois de começar a acompanhar seu blog sempre quis saber como poderia exercer, de alguma forma, a minha profissao nos Estados Unidos, pois, como o Sérgio, tenho o sonho de ir morar nos Estados Unidos por toda a questao de segurança, qualidade de vida que a gente já conhecce.
    Seu post tirou 70% das minhas dúvidas. Os outros 30% eu vou atrás. Quem sabe consultando o proprio Sérgio.
    Muito, muito, muito obrigada mesmo!
    Grande abraço.
    Ana Luiza Oliveira

    ResponderExcluir
  3. Muito bom post Renato! Imagino que o dr. Sergio esteja com a caixa postal lotada graças a ele!

    ResponderExcluir
  4. Caí aqui de paraquedas... acho que foi um bom negócio porque sou uma pessoa que ama os EU. desde pequena tive a curiosidade da língua, dos lugares, óbvio que meu sonho de adolescente se concretizou com a ida à Disney. Sempre amei o jeito americano discreto e educado e essa coisa deles de se incomodar se acham que estão incomodando os outros. Entrar num Mc Donald´s e assistir as pessoas catarem da mesa os próprios farelos e secar com guardanapo caso sujem de coca. Aquela coisa de estar parado numa farmácia e o sujeito ser incapaz de passar na sua frente e, se for inevitável, um pedido de desculpas quase constrangido.
    Estava lendo um post antigo sobre o preconceito, se ele existe, e concordo porque um povo educado jamais permite a desordem em seu ambiente.
    E, como vc muito bem disse, o comportamento deles reflete o nosso comportamento. quais os sujeitos que tem cara fechada e seca que aqueles que carimbam seu passaporte na imigração dos aeroportos? Pois eu e meu marido já fizemos amizade com eles e um deles (ex-mariner) até se convidou pra vir ao Rio e ficar na minha casa.
    O fato de tentar se comunicar com eles num ingles compreensível é visto com bastante simpatia pois acho que eles (tá, nem digo na FL porque são mais amigáveis até pela mistura do povo mas lá para o Norte) não tem a boa vontade de entender o ingles sofrível de gente que acha que sabe... enfim.
    Gostei do blog e vou segui-lo. parabéns pela conquista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiana
      Interessante as coisas que você falou! Muito obrigado pelo seu comentário!
      Abração!!

      Excluir
    2. Fabiana, esse jeito americano que voce descreveu se chama educação. È que no Brasil, não estamos muito acostumados, entãõ estranhamos.

      Excluir
  5. Olá,

    meu nome é Marcelo Abinajm. Tenho vontade de abrir uma empresa nos EUA. É claro que o primeiro de tudo é o capital. Mas, uma vez tendo o capital, qual é o procedimento? Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Renato,

    já sou leitor do Blog a um ano e nesse período pesquisei bastante sobre a minha ida para Orlando (estudar).

    Ontem dei entrada junto ao Valencia para a retirada do I20.

    Me dá uma dica, Sou Eng Mecânico há 3 anos aqui no Rio o melhor seria uma outra Engenharia ou Pós na área, minha dúvida seria no termino de desses cursos. Sei que na Graduação eu poderia ficar até 2 anos trabalhando e na pós como seria. Quando eu faço uma Pós meu Diploma brasileiro é validado.

    Mais uma dúvida, no meu caso de formado há 3 anos e com experiência posso solicitar o Visto H1B mesmo sem proposta e estudando.

    Conto com sua ajuda mais uma vez Renato.

    Fica com Deus.

    Paulo Ney.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo
      Com seu bacharel em engenharia vc pode trabalhar aqui. Quem pede o H1-B é a empresa não você. Tanto na graduação como no mestrado, o tempo de trabalho permitido é o mesmo, que no seu caso é 17 meses. Depois a empresa provalvemente te patrocina com o H1-B
      Meu conselho é: Vc gosta da sua profissão? Faça o mestrado. Com o mestrado, não precisará validar seu diploma porque a empresa te contratará baseado no seu mestrado. Quem tem mestrado consegue Green Card em metade do tempo
      Não gosta da profissão? Então faça outra graduação em uma área de necessidade nos EUA
      ABs

      Excluir
    2. Boa tarde Renato, desculpa não ter agradecido sua resposta antes, pois não recebi nenhum email acusando.
      Eu já estou em Orlando desde Janeiro, estou no Valencia estudando English até fazer a prova do TOELF. O que vc falou é o melhor caso mesmo, vou fazer um Mestrado na minha área, assim que eu estiver dominando o English eu tento. Mais uma vez obrigado pela atenção. Abrços.

      Excluir
    3. estou na mesma situaçao, sou eng mec e queria saber quanto adaptaçao.
      No caso é so eu passar no TOELF com uma nota minima ? esse mestrado que voce diz pode ser feito no brasil mesmo ?
      se possivel responder tambem no meu email guicampoy1@gmail.com

      Excluir
  7. Prezado Sr. Sérgio Munguba

    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo blog e agradecer por estas informações.

    Estou me graduando em Direito na PUC-Rio.
    Sou estagiário da CVM, reguladora do Mercado de Capitais, mais especificamente sobre Apuração de Irregularidades de Fundos de Investimentos.
    Faço disciplinas específicas extra curriculares na faculdade de minha grade básica para:
    - "Contratos e Comércio Internacional";
    - "Arbitragem Comercial Internacional", e;
    - "Mercado de Capitais".
    Com a conclusão da minha graduação e aquisição de minha carteira OAB pretendo fazer um curso nos USA para tirar carteira de advogado nos USA também.
    Interesso atuar nas 3 áreas mencionadas e apenas, com o tempo lapidarei exatamente qual, aqui no Brasil e também USA. Mas no caso dos USA, ainda estou em dúvida em trabalhar na Flórida ou Califórnia inicialmente (conheço os 2 estados como turista).
    Portanto, gostaria de algumas dicas iniciais acerca deste meu projeto de carreira futura e o que preciso estudar nos USA para ser adv. nos USA também.

    Meu e-mail:
    neoams@hotmail.com

    Atenciosamente, com grande estima.

    Alau Moreira.


    ResponderExcluir
  8. Olá Renato, parabéns pelo post.

    Já acompanho seu blog há algum tempo, mas hoje pesquisando no google sobre advogados que trabalham nos estados unidos acabei caindo aqui. Adorei a entrevista com o Dr. Sergio, foi super esclarecedora, tirou algumas de minhas dúvidas.

    Abraços

    Cynthia

    ResponderExcluir
  9. Amei essa entrevista. Sou aluna do 8 período do curso de Direito no Brasil, quero tirar minha OAB o mais rápido possível, para ir pros EUA estudar inglês. Meus pais tem uma empresa em MIAMI com mais de 4 anos de funcionamento. Mas pretendo após aprender a lingua inglesa nos EUA, fazer uma pós. Você me esclareceu algumas coisas que estavam bem obscuras pra mim. Muito obrigado pelas palavras sinceras.

    ResponderExcluir
  10. Como vai? Meu nome e claudia e gostaria muito de saber da sua opiniao. Estou casada com um cidadao americano a 31 anos, tenho o green card e filhos americanos menores de idade.Meu marido tem empresa na florida a 16 anos.Eu quero voltar para o Brasil e ele quer ficar nos EUA. Caso eu tenha que me separar como fica a minha situacao em relacao a empresa, a pensao dos filhos,o dinheiro para eu poder voltar com seguranca com meus filhos ja que ele nao quer nos deixar voltar.Ele tem 41de porcentagem da empresa e tem um socio com 59 por cento. Estou desesperada me sentindo prisioneira sem saber como sair dessa situacao. Me ajude por favor.Obrigado.

    ResponderExcluir
  11. Claudia
    Você pediu a minha opinião então vou dar.
    Você não sabe a quantidade de emails que eu recebo toda semana de gente pedindo pra ajudar pra vir pra cá dizendo que está muito difícil criar os filhos no Brasil por causa do alto custo e principalmente da violência.
    É o que eles (seus filhos) querem? Você não está pensando em você primeiramente? Qual futuro seria melhor para seus filhos, aqui ou no Brasil?
    De qualquer modo, você precisa consultar um advogado de divórcio porque eu não sei dizer nada sobre o assunto.
    Consulte o Sérgio Munguba anunciado no blog, ou peça a ele, se ele conhece algum advogado que faça divórcio
    Abs e boa sorte
    R

    ResponderExcluir
  12. Para você que mandou o último comentário
    Lendo seu comentário, não acho que a informação do Sergio esteja ERRADA como você disse. Ele não entrou em detalhes sobre L1-A e B, mas dizer que a informação está errada, não está não.
    Não vou poder publicar seu comentário por alguns motivos
    -Não acredito que a informaçãao do Sergio está errada
    -Ele é advogado, você não. O escritório dele ja atendeu dezenas de brasileiros muitos dos quais já teem green card então ele não está "desinformado" como você disse.
    - Por último, não sei qual é sua "agenda", visto que além de tudo, comentou anonimamente
    abs

    ResponderExcluir
  13. A opção de comentar anonimamente é dada pela plataforma blogger, não por mim, e é utilizada por aqueles que, por alguma razão, não querem se identificar e preferem atacar o outro usando a máscara do anonimato.
    O Sérgio não representa niguém, quem representa é o escritório Robert S. Kleinman, PA onde ele trabalha como paralegal. Como te disse, ele não entrou na especificidade do L1-A e L1-B, mas em uma coisa você tem razão. Não há liberdade nos comentários, porque o blog é meu e eu faço o que quiser com ele. Especialmente comentários mal educados e com "agendas" ocultas. Se tem alguma coisa contra o Sérgio, escreve um email pra ele ou ligue diretamente e fale com ele...seria mais bonito da sua parte
    Passar bem

    ResponderExcluir
  14. Olá Renato, muito bom o seu post. Iniciei uma empresa de Consultoria para estudantes estrangeiros interessados em estudar direito nos EUA. Sou advogada no Brasil com LL.M. da OSU. Caso alguém tenha interesse sério em estudar direito nos EUA, pode entrar em contato através do meu blog, http://comparandodireito.wordpress.com !

    ResponderExcluir
  15. caro colega, sou advogado no rio de janeiro e tenho uma cliente cujo pai faleceu em julho. há um imóvel em aventura, perto de miami. a convivente colocou o imóvel à venda, usando uma procuração (não sei se ela tem outra feita em miami). a procuração cessou com a morte dele. além disso, temos o inventário do imóvel em si, com uma única herdeira, minha cliente. gostaria de saber de seu interesse para: 1 - tentarmos vedar a possível venda do bem, pois o dono está morto. 2 - processar o inventário desse imóvel. aguardo seu contato. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo
      Entre em contato com o Diogo Esteves, ele poderá te ajudar
      diogo@drimproperties.com

      abs

      Excluir
  16. Ola, meu nome é Fernanda e gostaria de saber.. Curso Direito aqui no Brasil e quando me formar pretendo fazer mestrado nos EUA. E depois retornar ao BRasil, porém li que aqui é quase impossivel validar o mestrato feito la pois o daqui dura normalmente 1 ano e meio e la apenas 1 ano e me aconselharam fazer doutorado. Isso é verdade? Qual seria melhor e mais reconhecido aqui?? Pois se for assim nao compensa para mim. Se for tem alguma outra especializaçao que posso fazer ai na area de DIreito que seja aceita no BRasil como o Doutorado por exemplo?. Meu pai mora na Florida, tem green card, ja fui a passeio, e depois que me formar pretendo ir para la passar um tempo mas nesse tempo quero aproveitar para me especializar mais ja que tenho essa oportunidade. Mas ainda tenho duvida o que seria melhor. Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda
      Não tenho conhecimento nenhum na área de direito. Eu acho que se sua intenção é ficar no Brasil, faça mestrado no Brasil. Um mestrado nos EUA em uma faculdade mediana (pq as tops é quase impossível entrar), nunca será melhor que um mestrado em uma PUC ou USP.
      Abs

      Excluir
  17. Renato, sensacional seu blog, a transparência e a riqueza de informações. Além da confiabilidade que transmite! Parabéns!
    Meu nome é Miller, sou advogado no Brasil, interior de São Paulo, me formei em 2010. Atraído pela qualidade de vida tomei a decisão de ir para os EUA, e estou pesquisando muito como fazer isso de forma legal. Estou disposto a imigrar para trabalhar em qualquer emprego, não precisa ser compatível com a minha formação aqui. Pois o que busco é a qualidade de vida (valor de roupas, eletrônicos, internet e celular que funcionam, etc.), coisas que qualquer um pode ter aí, que aqui, é praticamente impossível.
    Enfim, pela entrevista acima, embora completa, não entendi se posso conseguir algum visto que me dê acesso ao Green Card que não envolva minha profissão. Posso conseguir?
    E um processo envolvendo minha formação (Direito), posso imigrar como turista e depois dar início a um processo que me dará acesso ao Green Card?
    Desde já agradecido, e parabéns pelo Blog! Belo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miller
      Leia este post
      obg e abs!
      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Excluir
  18. Prezado Renato
    todo mundo ja disse tudo a respeito do seu blog so quero completar te agradecendo
    parabenizando pelos esclarecimentos e suporte
    esterei mudando ate julho de 2014 para Florida que sabe um dia te encontro pessoalmente
    fique com Deus e seja Abençoado em nome de Jesus

    ResponderExcluir
  19. Boa noite companheiros colaboradores. Queria saber como posso revalidar diploma de Engenharia Elétrica de universidade Federal do Brasil nos EUA; será que vou precisar fazer muitas matérias para complementação de currículo de curso?
    Estou para formar daqui um mês e não tenho experiência de engenheiro mas possuo experiência por + de 8 anos de técnico de eletrônica como funcionário público no Brasil.
    A minha universidade possui convênios de intercâmbio com faculdades Americanas, mas não tenho ainda mais informações necessárias.
    Estou para estudar o idioma inglês e ainda só consigo ler bem textos técnicos.
    Eu desejo validar meu diploma nos EUA para depois tentar um visto de trabalho.
    Revalidar o diploma nos EUA é um trabalho médio ou grande? As possibilidades são grandes? Obrigado.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite companheiros colaboradores. Queria saber como posso revalidar diploma de Engenharia Elétrica de universidade Federal do Brasil nos EUA; será que vou precisar fazer muitas matérias para complementação de currículo de curso?
    Estou para formar daqui um mês e não tenho experiência de engenheiro mas possuo experiência por + de 8 anos de técnico de eletrônica como funcionário público no Brasil.
    A minha universidade possui convênios de intercâmbio com faculdades Americanas, mas não tenho ainda mais informações necessárias.
    Estou para estudar o idioma inglês e ainda só consigo ler bem textos técnicos.
    Eu desejo validar meu diploma nos EUA para depois tentar um visto de trabalho.
    Revalidar o diploma nos EUA é um trabalho médio ou grande? As possibilidades são grandes? Obrigado.

    ResponderExcluir
  21. Contador brasileiro:
    Para fazer propaganda no blog é preciso pedir minha autorização. Questão de etiqueta
    abs

    ResponderExcluir
  22. Muito boa a entrevista, já é a segunda vez que caio nesse post pesquisando pelo assunto. Anteriormente havia.tentando entrar em contato com o Sérgio, mas não obtive retorno, vou tentar novamente. Se procurar no Google se encontra muita coisa dizendo q o PERM não existe mais, uma consultoria especializada poderia me ajudar muito. Abraços

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde,
    Gostaria de alguns esclarecimentos acerca do seguinte assunto: Sou advogada há 2 anos e quero me mudar para NY este ano, pois já fui varias vezes e encantei com o lugar. Tenho duas irmãs que moram lá. Ambas jã estão legalizadas. Gostaria de saber se consigo advogar lá e o que tenho que fazer, preciso contratar um advogado lá para dar entrada no processo. Ainda não tenho proposta de trabalho.
    Grata,
    Eliene.

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde,
    Gostaria de alguns esclarecimentos acerca do seguinte assunto: Sou advogada há 2 anos e quero me mudar para NY este ano, pois já fui varias vezes e encantei com o lugar. Tenho duas irmãs que moram lá. Ambas jã estão legalizadas. Gostaria de saber se consigo advogar lá e o que tenho que fazer, preciso contratar um advogado lá para dar entrada no processo? Ainda não tenho proposta de trabalho.
    Grata,
    Eliene.

    ResponderExcluir
  25. Olá Renato,

    O seu blog, pelo jeito, tem ajudado muito. Gostaria, se possível, que me ajudasse também.
    Tenho o Green Card, porém expirou em 1985. Existe a possibilidade de validá-lo. Sou bacharel em Direito, posso exercer aí nos Estados Unidos alguma atividade relacionada? Tenho experiência como estagiária na área fiscal.

    Cordialmente
    Cristina Agostini

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristina
      Não sei responder, você precisa consultar um advogado de imigração como o Sérgio
      Abs!

      Excluir
  26. Renato, muito bem elaborada as questões práticas sobre a legalização de brasileiros.
    A forma mais simples ao meu ver é o visto de estudante, mas quem possui só visto de estudante, pode trabalhar eventualmente? Ou estagiar por exemplo?

    ResponderExcluir
  27. Angela
    Leia o post Imigrar para os EUA
    Abs

    ResponderExcluir
  28. Ola,
    Minha empresa atua no ramo de TI e está abrindo uma operação em Miami. Eu atuo no Brasil como Gerente de Tecnologia há 4 anos. Eu me candidatei para essa nova operação e fui selecionado para Analista. Minha duvida, eu não tenho ainda o Nivel Superior finalizado, a empresa pode pedir o meu visto L1B sem o nivel superior com base nos conhecimentos técnicos, de processos e produtos da empresa que tenho?
    Muito Obrigado

    ResponderExcluir
  29. Ola,
    Minha empresa atua no ramo de TI e está abrindo uma operação em Miami. Eu atuo no Brasil como Gerente de Tecnologia há 4 anos. Eu me candidatei para essa nova operação e fui selecionado para Analista. Minha duvida, eu não tenho ainda o Nivel Superior finalizado, a empresa pode pedir o meu visto L1B sem o nivel superior com base nos conhecimentos técnicos, de processos e produtos da empresa que tenho?
    Muito Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo
      Consulte o Sérgio, não adianta comentar aqui, um ano após o post ter sido publicado.
      Pergunte para sua empresa, eles devem saber, mas creio que sim

      Excluir
  30. Bom dia Renato, irei me formar em contabilidade em uma federal aqui no Brasil e gostaria de saber se é possivel eu exercer minha profissão nos EUA?

    ResponderExcluir
  31. Bom dia Renato, irei me formar em contabilidade em uma federal aqui no Brasil e gostaria de saber se consigo exercer minha profissão ai nos EUA? como acontece a validação de diploma para os formandos dessa área? Desde de já obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o manual de instruções do blog por favor
      Obrigado

      Excluir
  32. Caro Colega Doutor Sérgio, tomei a liberdade de enviar-lhe um e-mail, pedindo-lhe auxilio na resolução de um problema, (sergiomunguba@gmail.com). Meu nome é José de Mello Júinior e meu e-mail é… jmelloj@hotmail.com. Aguardo resposta agradecendo-lhe antecipadamente.

    ResponderExcluir
  33. Boa noite Ricardo, td bem?
    Adorei o post, ajudou bastante.
    Estou iniciando o processo de imigração pois meu marido recebeu uma oferta de emprego em Michigan (obaaaaaaaa), somos mais um em milhão q temos o american dream... a parte dos vistos é a melhor, o pessoal da imigração que está nos assistindo são um tanto secos e vão soltando as infos em doses homeopáticas. Estou lendo há um mês muitas coisas sobre os vistos, site oficial dos USA etc etc mas nada como respostas simples p/ nos direcionar, mesmo pq a empresa estará pagando apenas o visto e passagem dele, o resto é por nossa conta rs...
    abração!

    ResponderExcluir
  34. Boa noite Ricardo, td bem?
    Adorei o post, ajudou bastante.
    Estou iniciando o processo de imigração pois meu marido recebeu uma oferta de emprego em Michigan (obaaaaaaaa), somos mais um em milhão q temos o american dream... a parte dos vistos é a melhor, o pessoal da imigração que está nos assistindo são um tanto secos e vão soltando as infos em doses homeopáticas. Estou lendo há um mês muitas coisas sobre os vistos, site oficial dos USA etc etc mas nada como respostas simples p/ nos direcionar, mesmo pq a empresa estará pagando apenas o visto e passagem dele, o resto é por nossa conta rs...
    abração!

    ResponderExcluir
  35. Parabéns Dr. Sergio Munguba pelo brilhante trabalho
    como operador do direito muito me orgulho de ter um conterrâneo na terra do tio Sam aqui me ponho a disposição do colega aguardando a oportunidade de poder servilo meu email
    edertrevas@hotmail.com

    ResponderExcluir
  36. Parabéns Dr. Sergio Munguba pelo brilhante trabalho
    como operador do direito muito me orgulho de ter um conterrâneo na terra do tio Sam aqui me ponho a disposição do colega aguardando a oportunidade de poder servilo meu email
    edertrevas@hotmail.com

    ResponderExcluir
  37. Se a pessoa for diretora de uma SA aqui no Brasil, ela consegue o visto de trabalho nos EUA para outra sede da empresa que funciona ai?

    ResponderExcluir
  38. Renato, parabéns pelo seu post, muito esclarecedor eu achei. Já entrei em contato através de email com o sérgio e espero estar brevemente aí, quando começar o ano escolar, pois estou indo com toda minha família. Gostaria de poder conversar mais com voe e obter mais algumas informações apesar de já estarmos decididos. Deixo meu numero de telefone 42 98480001 ou 42 32263988. Att Maria Augusta e Cristiano

    ResponderExcluir
  39. Olá me chamo Marcelo. Boa Madrugada, tenho umas dúvidas, espero que possa ma ajudar. Desde os meus 13 anos sonho em ir morar nos EUA, mas quando digo ir morar aí, quero ir formado falando um inglês legal. Minha dúvida é a seguinte eu como brasileiro cursando aqui no brasil o curso de E. Ambiental, falando inglês. Como seria o processo nos EUA poderia atuar em minha área sem problemas. quanto tempo levaria pra conseguir o meu "green card". Ah mais uma coisa sei que já foge um pouco do seu campo, mas! quanto ganha um engenheiro ambiental, daria pra ter uma vida confortável ai ? Abraço acompanho ah tempos seu blog afim de me informar, agradeço sua dedicação em ajudar a nós brasileiros sucesso. amigo. desde já agradeço e espero realizar esse sonho de infância. Que Deus te proteja e te abençoe maise mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo
      Arrumar um trabalho nos EUA sem green card, sem SSN e com diploma de outro país é quase impossível.
      Você leu este post?
      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Pense só. Porque uma empresa contrataria você sendo que há diversos americanos no mercado? Uma empresa para contratar um estrangeiro gasta de 5-10 mil dólares com o processo. Para que gastar isso sendo que há americanos disponíveis?

      A não ser que você fosse uma pessoa totalmente diferenciada, que não há no mercado americano. Aí sim...alguém com mestrado ou doutorado ou 15 anos de experiência. OU alguém que tem livros publicados e prêmios...

      Esses são os que conseguem um sponsor nos EUA e são contratdos daí. Uma simples graduação geral não vai te trazer pra cá.

      Se você quer morar nos EUA tinha que fazer a faculdade aqui.

      Abração

      Excluir
  40. Meu nome é Odulia, sou advogada aqui no Brasil, e gostaria de saber o valor médio do curso para assistente legal aí na Florida,
    Desde já agradeço a atenção

    ResponderExcluir
  41. Bom dia, Meu nome é Odulia, Sou advogada aqui no Brasil, e gostaria de saber se você poderia fazer a gentileza de me passar o valor do curso para assistente legal aí na Flórida.

    Desde já agradeço a atenção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odula
      Esta informação tem na Internet. Consulte as escolas e os preços
      abs

      Excluir
  42. Ola. Meu nome é willer. Sou formado em direito no Brasil. Tenho green Card. Pensei em voltar para o Brasil.porem gostaria de retomar minha carreira jurídica. Por onde eu começo? Ou faria um MBA? Gostaria de trabalhar para imigração.

    ResponderExcluir
  43. Parabéns pelo Blog Sérgio.
    Foi muito útil para mim, apesar de que minha intenção é ir para o Canadá.
    Sou delegado de polícia aposentado e advogado e achei interessante o Juris Doctor.
    Obrigado e boa sorte.
    Att. Claudio

    ResponderExcluir
  44. Parabéns pelo Blog Sérgio.
    Meu nome é Claudio, sou delegado de polícia aposentado e advogado.
    Suas informações foram-me úteis apesar de eu ter intenção de ir para o Canadá.
    Att. Claudio

    ResponderExcluir
  45. Ola Boa noite
    e gostaria de agradecer pelas valiosas informações prestadas aki.
    um abraço fraterno
    Reginaldo Freitas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De vez em quando uma jóia aparece agradecendo :)
      Abs

      Excluir
  46. Olá Renato. Tudo bem? Me chamo Bruno e tenho algumas dúvidas. Acabei de me formar e adquirir a carteira da OAB. Sei que ela não tem valor aí nos EUA, mas em breve farei este curso de 1 ano para paralegais na Florida Atlantic University, gostaria, se possível, que tirasse algumas dúvidas. Verifiquei no site que o curso inteiro tem o valor de US$ 3.660,00. É isso mesmo? Um curso para assistente paralegal no valor de US$ 3660,00, ou tem algum outro custo pelo curso em si? Devo realmente morar no campus da Universidade como em alguns curso de graduação ou posso tem meu próprio lar? Meu inglês é fluente, então, como está a procura no mercado por aí para pessoas com o meu perfil? (imigrante com Visto de estudante e em breve formado neste curso, propenso a moradia definitiva, rs.) Após a conclusão do curso, quais são as minhas chances de emprego? (pois futuramente pretendo investir praticamente tudo o que tenho atrás desse sonho). Agradeço desde já e parabéns pelo empenho neste blog. Abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno
      Você tem noção das coisas que está me perguntando?
      Como eu vou saber o valor do curso que você quer? Você quer que eu vá no site conferir para você?
      Como vou saber se tem outros custos?
      Você pode ter seu próprio lar
      Como está o mercado de trabalho para paralegal. Como eu vou saber?
      Quais suas chances de emprego???

      Eu vim estudar Arquitetura de Interiores e trabalho como corretor. Como vou saber as respostas às suas perguntas a menos que eu faça uma longa pesquisa, que você mesmo pode fazer??

      Abs

      Excluir
    2. Calma Saraiva....

      Excluir
    3. As pessoas querem que você pesquise pra elas, só pode ser...

      Excluir
  47. Boa tarde. Bom, eu fraturei meu tornozelo em dezembro de 2013 e tive que vim para o Brasil fazer tratamento. Só que meu green cArd chegou 4 meses depois, em abril de 2014. Meu cunhado me enviou aqui para o Brasil, ele tem validade de 10 anos, eu consegui porque minha esposa tem dupla nacionalidade e nós casamos lá, e tb temos 2 filhas. Agora eu quero voltar e estou com receio de ter algum problema quando eu for entrar. Será que vou ter algum problema, já que tinha que esperar chegar para depois eu viajar? Ou vão me tomar o green card e me deixar entra só com o meu visto de turista?
    Gostaria que você me ajudasse, desde já agradeço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo
      Eu gostaria de poder ajudá-lo, mas recomendo que procure um advogado de imigração.

      Abs

      Excluir
  48. Ola Renato, tudo bem?

    Em primeiro lugar, gostaria de agradecer por esta brilhante iniciativa do seu blog. Tenho lido seus artigos e sao bastante esclarecedores. Pensei em enviar um email pro advogado que voce indicou, mas talvez voce possa me ajudar, por favor.

    Atualmente tenho visto B1/B2, que me da direito de ir como turista somente. Pelo que entendi, para se mudar e trabalhar nos EUA, voce precisa se encaixar, em linhas gerais, em um dos seguintes perfis: ser religioso, ser academico brilhante, estar trabalhando numa multinacional que te transferiu de cargo [para os EUA] ou ainda ser investidor milionario, certo? Eu falo ingles muito bem, tenho graduacao e pos graduacao, mas nao encontrei informacao sobre como um sujeito como eu pode pedir visto para ir trabalhar e viver nos EUA, ou esta alternativa nao existe??? E onde que eu vou encontrar uma empresa que esteja procurando "gente cuja qualificacao nao existe nos EUA"?? 'As vezes penso que nao vou entrar nos EUA nunca. O que voce acha?

    Abracao

    Gustavo Goncalves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo, você leu o post?
      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Se sim muito bem. Só há essas maneiras que você disse mesmo.
      Mas como eu comentei no post, o melhor caminho para você é conseguir um diploma americano. De mestrado ou doutorado
      Nos EUA pode se fazer mestrado ou doutorado em uma área diferente da graduação.
      Assim com diploma americano, você consegue um sponsor mais facilmente.

      E onde que eu vou encontrar uma empresa que esteja procurando"gente cuja qualificacao nao existe nos EUA"?
      Uma empresa eu precise de alguém que fale português.
      Pessoas da área de TI
      Enfermeiros
      Professores
      Há mais vagas que trabalhadores

      Consulte o advogado de imigração ok?
      Abs

      Excluir
    2. Blz cara, muito obrigado pelos seus conselhos!

      Gustavo Goncalves

      Excluir
    3. So' mais uma duvida: eu nao tenho ideia de um patamar bom de salario para alguem com bacharel em administracao e MBA em marketing. Quanto o cara tem que fazer por ano para viver na Florida, por exemplo? Li num site que uns $27 mil por ano seria um "minimo" para qualquer profissao, esta' correto?

      Outra coisa, no caso a empresa sponsor me contrataria mesmo estando agora no Brasil? Ou vc acha que eu teria a empresa so' contratara' se eu ja' estiver nos EUA, com visto de turista? O ideal pra mim seria sair do Brasil ja' para ir trabalhar e nao pra viver ai' e depois sair procurando. Voce ja ouviu de casos assim?

      Abs!

      Gustavo Goncalves

      Excluir
  49. Ola, sou formada, bacharel de Direito, nunca exerci a profissão. Gostaria de saber se existe alguma possibilidade de me mudar para o Reino Unido, tenho uma filha de 3 anos, pretendia me mudar junto com ela e minha mãe, conheço uma amiga que mora em Londres a muitos anos, não sei se isso pode de alguma forma ajudar... enfim, quero mudar, mudar de vida, de profissão, estudar inglês e fazer uma faculdade de cinema que sempre foi meu sonho, tenho uma vida estável, mas não a suporto... pode parecer loucura, mas acho que se eu ficar aqui pensando no que poderia ter feito um dia e não o fizer me arrependerei!!! Sei que tudo seria mais fácil se não tivesse a minha filha, mas de forma alguma poderia deixa-la aqui no Brasil, então a minha maior preocupação eh se conseguiria ir morar fora com ela, existem escolinhas que a aceitariam? seria viável ir sem trabalho? quais as minhas opções de trabalho na minha área (Direito), e as faculdades? são difíceis de ingressar? os valores? Se não conseguir trabalhar na minha área com qualquer outro trabalho que eu arrumar consigo me manter? manter meus estudos?

    Obrigada, att Marcela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcela

      Obrigado pelo contato.
      Tenho vário emails de pessoas que procuram morar nos EUA. O primeiro seria se legalizar. Por favor leia o post abaixo:

      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Obrigado

      Abs,

      Renato

      Excluir
  50. Olá, Renato. Meu marido está se preparando para fazer residência nos EUA. Tenho muito interesse em, no mesmo período, cursar design de interiores por lá. Como você fez para conseguir? Teve algum pré-requisito, além, obviamente, da língua? O curso em si é muito caro? Teve oportunidades de emprego após se formar? Desculpe por estar fazendo essas perguntas, é que comecei agora a pesquisar sobre isso. Obrigada desde já!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonima
      Tudo que você perguntou, as respostas estão escritas aqui no blog. Você tem que ler todos os posts sobre este assunto. ok?
      Abs e boa sorte!

      Excluir
  51. Olá, meu nome é Paula Cunha Cardozo, formei ano passado em Direito e passei este ano na OAB aqui no Brasil. Estou muito crua, pensei em trabalhar uns 02 ou até 03 anos por aqui para depois tentar investir em advocacia nos EUA. Tenho 03 dúvidas, caso não possa me responder, me passe algum contato disposto a sanar minhas dúvidas. Bom, o Juris Doctor (curso de 02 anos para formados em direito no Brasil) é só pagar e fazer ou precisa fazer alguma prova pra entrar nele? A segunda dúvida é a seguinte: É obrigatório o Juris Doctor ou um Mestrado em Direito já me deixaria apta pra prestar a prova da OAB dos EUA (ABA)? A terceira e última dúvida: Caso eu demore um pouco para passar na prova de advogados nos EUA, posso trabalhar como assistente legal em qualquer escritório ou é necessário algum curso específico? Beijos, agradeço desde já sua paciência! :)

    ResponderExcluir
  52. Paula,

    Você leu todo o post? Não saberia responder todas as suas perguntas. Nesse post têm as informações do advogado Sérgio, favor enviar um email pra ele quem sabe ele possa aclarar algumas dúvidas.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  53. Boa tarde, tenho 20 anos, e gostaria de saber como faço para ir para os EUA e aproveitar o meu curso de Direito do Brasil, sem experiência, apenas com estágios? Tenho um sonho de conquistar a cidadania americana, mas o que faço? Preciso em média de quantos dólares para chegar ao país e conseguir me acomodar bem até conseguir um emprego? Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nathalya,

      Obrigado pelo contato.
      Sào muitas a suas perguntas, recomendo que procure um advogado de imigração.
      Se puder leia essa matéria do Blog abaixo, tudo que eu sei esta lá.

      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Abraços,

      Excluir
  54. estou tentando contato com o senhor Munguba, mas não consigou...tentei pelo skype, tentei ligar lá mas ninguém atende.....como proceder???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tiago,

      O contato dele está no Blog, primeiro precisa marcar um horário com ele se quiser falar por skype, pois ele é muito ocupado. Continue enviando email para marcar um horário e claro fale um pouco do que se trata para poder ser atendido.

      Abs,

      Excluir
  55. Olá. Eu sou advogada e pretendo me mudar do Brasil. Tenho 11 anos de experiência.
    Achei seu post excelente, e me esclareceu muitas coisas.
    No entanto eu queria saber a sua opinião sobre um ponto. No Brasil exercer uma profissão como liberal, ou seja, ter uma profissão mas ser praticamente um empresário, tem ficado cada dia mais difícil financeiramente. Enquanto empregado há vários direitos e garantias.
    Sei que nos EUA não há um sistema de aposentadoria como o nosso, não há SUS, dentre outras diferenças.
    Então, minha grande dúvida e se é algo plausível tentar uma carreira profissional nos EUA (não estou falando das exceções, que chagam aí e enriquecem, nem dos acomodados, estou falando da média das pessoas) ou se a grande sacada desta imigração é arrumar um emprego e juntar a grana para voltar.
    Não sei se fui clara, mas isso é que me intriga. Sempre quis saber como é ser advogado ou médico nos Eua. Pois sei que ser empregado compensa muito, tanto que muita gente vai, trabalha numa empresa e volta com dinheiro para abrir negócio no Brasil.
    Obrigada. Carol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol
      Os comentários precisam ser aprovados por mim para aparecerem no post. Não é automático.
      A minha opinião é, considerando a condição atual do Brasil, viver aqui é viver outro tipo de vida, sem preocupações com crime descontrolado primeiramente e depois o alto custo de vida e todo seu salário sendo consumido por impostos.
      Vir trabalhar para juntar dinheiro e voltar eu jamais faria isso. Hoje não se ganha como se ganhava na época que as pessoas faziam isso.
      Agora vir, imigrar e construir sua vida aqui é a opção que eu escolhi e teria feito tudo de novo
      abs

      Excluir
  56. Olá, boa Tarde, Sr. Renato! Parabéns pelo seu blog, bastante elucidativo. Meu nome é Larissa, tenho 42 anos, sou formada em Odontologia, aqui no Brasil, há 19 anos e sou especialista em Prótese Dentária (Pós Graduação - Protesista e não Protética). Trabalho somente no meu consultório o qual clinico já há 15 anos. Por gentileza, gostaria de saber, se no meu caso seria difícil eu clinicar nos EUA? Qual seria o procedimento. Falo e escrevo fluentemente o inglês.
    Obrigada pela atenção....
    Cordialmente,
    Larissa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Larissa
      Não sei nada sobre como validar diploma de odontologia nos EUA. Seria melhor você encontrar um profissional da área para perguntar ou mesmo um advogado de imigração
      abs!

      Excluir
  57. Boa tarde,

    Renato, tenho 32 anos e sou formado em Administração e tenho MBA em Gestão de Negócios e com mais de 10 anos de experiência em carteira, pretendo me mudar para os EUA esse anos (tenho visto de turista com 2 visitas nos 2 últimos anos) mas não tenho a intenção de ficar ilegal... gostaria de alguma recomendação, dica qualquer coisa que possa ajudar...

    Agradeço desde já.

    Abraço,
    Rafael.

    ResponderExcluir
  58. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  59. Algo a considerar para viajar para os Estados Unidos é um visto para entrar. Mas, para aglizar as formalidades, você pode preencher o formulário on-line ESTA encontrados.

    ResponderExcluir
  60. Renato, boa noite.
    Eu tenho um amigo americano que gostaria que eu embarcasse para a terra dele, para exercer uma função que, aparentemente não exige formação profissional (Montagem de telhados).
    Ele fala português fluente, juntamente com a família dele, que está montando a empresa, me ajudariam a aprender o trabalho, me ensinar o idioma (fora a possibilidade de aprender em escolas lá), me dará as garantias financeiras (passagem de avião, moradia e alimentação, fazendo assim, com que eu não seja um peso aos serviços públicos americanos), e vi que existe o visto H2B. tenho ao todo, aproximadamente 10 anos de experiência de trabalho registrada em carteira em diversas áreas, maior parte em estoque, o que poderia ser uma necessidade dele, em ter alguém de confiança para cuidar dessa área.
    Existe algum meio legal de conseguir essa oportuniudade?
    Abraços. Rodrigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei Rodrigo, você precisa consultar um advogado de imigração
      Abs

      Excluir
    2. Obg! Meu amigo nos EUA está fazendo contatos para verificar uma saída para isso. Mas o que eu conseguir de informação para o auxiliar, visto que o maior interessado sou eu, lhe solicitei auxilio.
      Obrigado pela atenção.
      Boa semana!
      Rodrigo.

      Excluir
  61. Oi renato,eu gostaria se possível vc pudesse mim exclarecer sobre uma questão creio não muito comum.Estou com um grave problema(penso eu)
    Morei nos estados unidos ilegalmente durante 11 anos,mim casei em 2006 com um brasileiro ,tivemos 3 filhos .O problema,que quando tirei minha identidade aqui no brasil antes de viajar,o sobrenome da minha mae estava errado,mais p não perder a viajem deixei como estava .
    Meus filhos nasceram,eu não sabia como resolver esse problema,e eles foram registrados com o nome da avo materna errado.oque posso fazer para concertar esse erro,tem 2 anos que voltamos para o brasil.preciso concertar meus documentos.E como POSSO concertar o deles.
    Por favor,se puder mim ajudar!

    ResponderExcluir
  62. Olá Renato, boa tarde
    Tenho um amigo americano que aceitou ser meu sponsor. Ele é cidadão comum com um ótimo emprego.
    Sou especialista formado em TI com mais de 10 anos.
    Se meu amigo for meu sponsor, terei direito de trabalhar na área de TI sem problemas?

    ResponderExcluir
  63. Olá Renato
    Meu nome é. Éder
    Vivi 14 anos em Portugal tirei um curso o de ajudava mota pessoas doentes numa instituição chamada Caritas é. Católica meu sonho e viver nos Estados unidos vivo à. Três anos no Brasil não tô acostumando tentos dois filhos potuquese que cuidei sozinho hoje casado minha mulher esperando um filho tenho esse sonho pois acho Estados unidos um pais maravilhoso para se viver e educar os filho tenho 27 anos menus filhos tem passaporte português se pode né ajudar agradeço fica com Deus meu número é 31989248682

    ResponderExcluir
  64. Olá Renato
    Meu nome é. Éder
    Vivi 14 anos em Portugal tirei um curso o de ajudava mota pessoas doentes numa instituição chamada Caritas é. Católica meu sonho e viver nos Estados unidos vivo à. Três anos no Brasil não tô acostumando tentos dois filhos potuquese que cuidei sozinho hoje casado minha mulher esperando um filho tenho esse sonho pois acho Estados unidos um pais maravilhoso para se viver e educar os filho tenho 27 anos menus filhos tem passaporte português se pode né ajudar agradeço fica com Deus meu número é 31989248682

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elder
      Posso ajudar sim. Por isso escrevo o blog para ajudar não só um mas a todos. Você, se tem o sonho de mudar para os EUA é preciso, primeiro, fazer muita pesquisa. Comece por ler todo o blog e outros blogs que explicam como imigrar.
      Abração

      Excluir
  65. Boa tarde, Renato... Meu nome é Marcela e estou deixando essa mensagem somente pra agradecer a iniciativa e a sua prestatividade. Parabéns!

    ResponderExcluir
  66. Boa noite Renato,
    Meu nome é Priscilla.
    Parabens pelo blog e pela entrevista, me esclareceu muitas dúvidas.
    Apesar da entrevista ter sido de 2013, será que eu ainda poderia enviar um email para o Dr. Sergio para uma breve consulta em relação ao procedimento/processo?!
    Desde já agradeço a atenção dispensada.
    Priscilla.

    ResponderExcluir
  67. boa noite!
    Gostaria de alguns esclarecimentos.
    1- sou adv desde 1999 e atualmente, a pedidos dos filhos, estou pensando em me mudar para os EUA porém não quero deixar minha profissão até porque aqui tenho minha empresa de assessoria jurídica para iniciar uma nova profissao que nada tem a ver com a minha, como muitos brasileiros fazem, apenas pelo único interesse de se mudar para os EUA.
    No seu esclarecimento, Vc informou que a nossa OAB apenas serve como validação em bacharelado e teríamos que cursar mais 2 anos para podermos advogar. Indago se vale a pena deixar o "certo" no Brasil, aonde já tenho estabilidade e empresa consolidada para buscar novos caminhos nos EUA? Passado os 2 anos, pode ser considerado adv como os americanos, disputando de igual uma vaga com os americanos?
    2- Tem campo de mercado fácil para estrangeiro sem uma empresa definida para atuar?
    3- Há resistências dos Americanos em contratar adv estrangeiro que apenas cursou 2 anos devido já ser adv no país de origem?
    3- há limite de idade e condicao para contratação? tenho mais de 40 anos e 3 filhos.
    4- custo benefício. valor médio salário advogado.
    5- Qual estado americano que encontrarei "facilidade" para me estabilizar financeiramente e moradia?
    Levando-se em consideração de é um "passo" muito longo, um "tiro no escuro", preciso saber os prós e contra à me aventurar num país desconhecidos com os filhos o qual não terei apoio de familiares.

    Fico no aguardo de vosso esclarecimento,

    att

    Tatiana Borges

    ResponderExcluir
  68. Olá, gostaria de saber como funciona para trabalhar como assistente legal ai no EUA, sendo bacharel em direito aqui no Brasil apenas? quais são os requisitos necessários e os documentos?

    ResponderExcluir
  69. Gostaria de atuar como paralegal nos USA, mas, pelo que pesquisei, tais profissionais somente podem assessorar advogados e não dar consultas, atender clientes, eis que não possui conhecimento para tal, podendo levar o cliente ao erro. Não entendi como o Sérgio, que é paralegal e nem menciona onde é se fez o curso, disponibiliza seu e-mail aqui para esclarecer dúvidas jurídicas e como este blog divulga este tipo de trabalho que os advogados dizem ser ilegal. Afinal, paralegal pode atender clientes como faz o Sérgio, ou só podem assessorar advogados????

    ResponderExcluir
  70. Olá Renato, gostaria de tirar uma dúvida. Sou formada em direito e tenho o sonho de morar me Miami. Então comecei a pesquisar sobre o curso de paralegal, e li que após o término do curso, a pessoa tem direito de ficar apenas um ano trabalhando como paralegal, ou seja, se você não conseguir achar um empregador que queira ser seu “sponsor” , a pessoa perde todo o investimento, certo? Aguardo respostas.. Parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é este o risco. Vai depender do seu desempenho nos escritórios de advocacia. Dito isso há uma demanda visto que milhares de pessoas estão querendo mudar para os EUA e os escritórios não tem quem fale português com eles. Portanto a hora é agora
      Eu também quando vim e gastei 100 mil dólares não tinha garantia NENHUMA, mas fiz acontecer. Se você tem medo de arriscar, não vai petiscar
      Abs

      Excluir
    2. Nossa, seria uma pena perder todo o investimento mas quero tentar, já estou pesquisando sobre isso há um tempo. Você recomenda algum college ou university para fazer o curso de paralegal em Miami? E enquanto faço o curso, seria possível trabalhar para ajudar nos custos?

      Os escritórios não tem quem fale português com eles? Como assim?

      Muito obrigada desde já pela atenção e pelos esclarecimentos Renato!!!

      Excluir
  71. Boa tarde. Renato.
    Parabéns pelo blog!
    Sou advogada especializada em medição e arbitragem
    Indago se o mediador e o árbitro nos EUA pode ser brasileiro, se há alguma forma de me candidatar orar exercer a função de mediadora ou mediadora e arbitra sem curso próprio.
    Se necessita ser ADV par exercer essa função? Se tem de fazer curso de para legal , pois no Brasil não, pode ser em Qq área de atuação da pessoa.
    Muito obrigada.
    Maria

    ResponderExcluir
  72. Renato, Boa tarde.
    Gostaria muito de fazer o curso de paralegal na Florida Atlantic University, sou advogada e brasileira. Pergunto: Posso ingressar neste curso como estudante e pegar o certificado para trabalhar na Florida? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que sim, mas como não sou da área, não posso responder com certeza. A propria faculdade pode te responder essa pergunta
      abs

      Excluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...