terça-feira, 9 de novembro de 2010

Documentação exigida para se estudar nos EUA

Muitas pessoas quando vêm a lista de documentos exigidos pelas universidades americanas para estudantes internacionais já desistem do sonho. Eu também passei por isso mas posso dizer com certeza: Não desista, não é impossível. Outros conseguiram, eu consegui e se você assim o desejar vai conseguir também.

No geral as universidades americanas exigem:


Livro que eu usei no curso
- Certificado TOEFL maior que 80 pontos ( nota 6,66) – veja o post TOEFL (enviado para a universidade pelo prórpio TOEFL) – Quando você faz o teste pode enviar gratuitamente para 3 faculdades. Cada extra custa 20 dólares.

- Certificado GRE – O GRE é um exame difícil de compreensão, leitura, interpretação etc. O teste é muito bem feito e consegue avaliar seu potencial em várias áreas como humanas e exatas. Muitas faculdades estão abolindo a exigência desse certificado pelo grau de dificuldade que apresenta. Principalmente quando a economia americana ia de mal a pior e as escolas estavam desesperadas por alunos, muitas faculdades deixaram de exigir...temporariamente. Precisa consultar. Se for exigido, faça um curso porque o teste é difícil e precisa-se de treinamento. Eu fui sem fazer curso nenhum e não passei. :-( Minha sorte é que acabei mudando o curso e a faculdade que eu escolhi não exigia.

- Copia do certificado de conclusão do 1 grau e histórico escolar (tradução juramentada) – Não se assuste, o tradutor vai “carimbar” seu diploma original!

- Copia do certificado de conclusão do 2 grau e histórico escolar (tradução juramentada)

- Extratos bancários ou extrato da poupança originais assinados pela gerência do banco comprovando que possui o valor necessário para cubrir os custos dos primeiros 12 meses de estudo (do estudante ou do responsável)

- Declaração de rendimentos (imposto de renda) cópia original e cópia traduzida (não precisa ser juramentada)  do aluno ou dos responsáveis – em vez da cópia eu imprimi a declaração com o código de recibo da Receita Federal.

- Cópia do passaporte do aluno (nesta etapa ainda não é necessário o visto de estudante)

- Comprovantes de endereço do aluno ou do responsável.

- Cópia do RG (o passaporte já serve como identificação mas algumas faculdades exigem ainda outro documento como RG)

- Personal Statement – A minha faculdade não exigiu mas, por exemplo a UCF exige. O personal statement é uma carta de uma página onde você explica porque acha que a faculdade deveria aceitar você como aluno.

- Resumè – (Curriculum Vitae) Algumas faculdades exigem, principalmente para mestrado. Como meu curso é de graduação não foi preciso.

- Cartas de recomendação – Para mestrados e faculdades hiper-importantes como Harvard. Pode ser redigida por empregadores ou antigos professores. Precisa-se da copia com tradução juramentada.

- Atestados de vacinação – Isso é ridículo. A UCF exige 24 atestados! Como eu não tinha nenhum dos comprovantes de vacinação de quando era criança teria que tomar as vacinas todas novamente. Algumas pedem outras não, tem que consultar também.
Faça uma lista!

Consultanto o site da escola que você pretende se matricular precisa-se ler direitinho todas as exigências e fazer uma lista. Vá checando a lista assim que consegue cada documento e vá colocando tudo em uma pasta. Muitas coisas eu só entendi depois de ler umas tres vezes. Minha faculdade tinha um documento próprio para preencher com os dados etc, que eu imprimi e preenchi. Anexei todos os documentos e mandei o envelope para a faculdade. Neste ponto, muitos emails entre eu e os representantes da faculdade já tinham sido trocados então eu sabia exatamente para onde devia envia-los e para quem.  

Com todos esses documentos em mãos você faz o big envelope – não esqueça de fazer cópia de tudo! - e envia para a faculdade com confirmação de recebimento. A escola te enviará uma carta de aceitação e o formulário I-20 (da imigração americana). Essa carta e esse formulário é o que você vai levar ao consulado americano no Brasil.

A documentação necessária para o cunsulado você precisa entrar no site da embaixada e ler (mais de uma vez!) as instruções. Você pode ver aqui os documentos necessários para tirar o visto de estudante. Precisa-se também pagar a taxa SEVIS (Student and Exchange Visitor Program) antes de se dirigir ao consulado que custa 200 dólares, além da taxa do visto de 140,00 dólares e mais 40 dólares se o visto foi emitido.

Na lista de documentos para a embaixada, além dos comuns ao visto de turista (comprovantes de renda, endereço, etc), tem também os documentos referentes ao seu curso como o I-20, a comprovação de fundos para o primeiro ano(extratos de conta ou poupança + IR). No site e também algumas pessoas que gostam de “assustar” te dizem que você tem que “comprovar que vai voltar”. Como é que se comprova isso hein? Jurando sobre a Biblia? Eu levei tudo que pudesse comprovar algum vinculo com o Brasil. Fotos de parentes, cachorro, gato, documento do carro, contrato de aluguel da minha casa, etc. A oficial que me atendeu conversou comigo por 2 minutos ou menos e não olhou nada disso. As perguntas que ela me fez foram:

O que você vai estudar?

Você é professor de matemática, porque agora vai cursar Interior Design? (e nem ouviu minha resposta!)

Cadê o dinheiro?? Não foi assim, é claro, foi mais polido: “Quem está pagando por isso? Tem os comprovantes bancarios?"

Boa viagem! :-/ (sem nenhuma demonstração de alegria. Realmente ela não tinha ideia do meu sentimento)

E só. Eu estava uma pilha de nervos porque achei que, pela minha idade (nem pergunte...), ia ter problemas para explicar porque essa mudança radical de vida. Ela nem ouviu minha resposta. Metade da conversa foi em português mas depois que ela teve problemas com o português dela falamos em inglês.

A Sra me desejou boa viagem e mandou-me pagar os 40 dólares na outra cabine. A duração da entrevista não foi suficiente para acalmar-me. Não durou 2 minutos.

Acho que eu estava nervoso porque depois de tanto trabalho e dinheiro gastos, ficaria arrasado se me negassem o visto. Mas deu tudo certo. O que o consulado deseja evitar são pessoas que vão com desculpa para estudar mas desejando imigrar para os EUA. Cursam o primeiro mês da escola e nunca mais aparecem. Mas se você terminar o curso nos EUA tem grande chances de ser contratado por uma empresa americana...melhor do que viver ilegalmente. Embora eu entendo aqueles que, assim como eu, sentiam-se deslocados, injustiçados e revoltados no Brasil. Para muitos destes, e pode acreditar, é verdade, viver ilegalmente nos EUA é mais fácil que ser um cidadão honesto que paga seus impostos no Brasil.

Saindo do consulado “me danei” para uma loja da TAM. Queria me presentear com  uma passagem só de ida para fora do Brasil e queria ir sem escalas (o preço de uma passagem ida-volta). Saí de São Paulo no dia 24 de Dezembro de 2009 às 11:30 da manhã e cheguei em Orlando, sem escalas em Miami, às 5:30 da tarde, 8:40 minutos de viagem. Se quiser saber um pouco das aventuras do começo das aulas, leia os primeiros posts do blog.

Mas isso não foi o fim e sim o começo de uma grande aventura que tenho tido aqui nos EUA. Eu tinha uma carreira estabelecida no Brasil e exigiu coragem para voltar a estaca zero. Mas preferi isso do que me arrepender no futuro por não ter tentado. Se não fosse por isso nunca nem teria pensado em escrever um blog. Tive muita dificuldade de encontrar informações por parte de quem foi ou de quem está aqui estudando. Por isso resolvi escrever e partilhar...e isso tem se mostrado uma outra aventura!

72 comentários:

  1. Oi, Renato!!
    Achei o seu blog super bacana e já salvei nos meus favoritos ;D
    Tenho vontade de estudar nos EUA algum dia, assim como você foi.
    Continue escrevendo, muitas dúvidas que eu tinha consegui esclarecer lendo os seus posts!
    Obrigada ;D

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Hannah pela visita!
    Se tiver alguma duvida que nao seja respondida nos posts me avisa. Gosto de ideias sobre posts..
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Oi Renato adoro seu blog sempre que to onlline entro pra esclarecer tudo.e esse utimo que li agora quase bulei da cadeira de felicidade...
    tava super nervosa pra tirar o visto de estudante pq tudo muito mundo diz que é o bicho de sete cabeças.e pelo que vcc relatou...cara fiquei com pena de vc,seu coração deve ter ido a mil.eu planejo ir no começo de dois mil e doze,estudar vou fazer dezenove anos e tbm procupada com essa intrevista..
    obrigado pro nos ajudar e continui fazendo esse milagre pra nos
    abraço.

    ResponderExcluir
  4. Que bom que pude ajudar Karoline! É isso aí, não tem mistério. Eu acho que um pouco do que as pessoas dizem é "ciúmes" e outras "sensacionalismo" hehehe. Querem dizer que conseguiram uma coisa incrível! Se você ver cada brasileiro que tem por aqui. Eu fico pensando como essas pessoas conseguiram o visto hein? Se fosse toda essa dificuldade...
    Abs!

    ResponderExcluir
  5. Ola Renato, primeiramente parabens pelo seu blog , muito bem escrito e pacientemente detalhado, e que com certeza ajuda muitos de nos a compartilhar esse sonho de se ter uma experiencia boa em um pais que se preocupa com o ser humano, parabens mesmo. Entao ,meu nome é Claudio sou de goiania, e acabei de chegar de miami com a minha esposa,dia 12 04 12, gostei muito,era bem o que eu pensava em relaçao a organizaçao, cuidado com a cidade, limpeza, sensaçao de segurança...sou empresario aqui na minha cidade na area de informatica, atualmente devendo muito por varios motivos os principais deles é falta de segurança absurda aqui neste Pais, no ano passado eu perdi uma camionete em assalto a mao armada e fui assaltado 2x na minha loja me dando um prejuizo de R$ 60.000,00 em media, fiquei muito revoltado, endividado e triste por saber que meu pais de origem esta sendo sucateado pelos ladrões de gravatas que mantemos por aqui.
    Bom , tenho muita vontade de morar ai, acho que seria de grande valor psicologico até pela descrença que eu estou sentindo de morar aqui, desculpe o textoo logo, mas ja perguntando, da pra ficar ilegal ai? tem ideia dos tramites e exigencias para se montar uma empresa ai?
    um abraço renato e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Ola Renato, primeiramente parabens pelo seu blog , muito bem escrito e pacientemente detalhado, e que com certeza ajuda muitos de nos a compartilhar esse sonho de se ter uma experiencia boa em um pais que se preocupa com o ser humano, parabens mesmo. Entao ,meu nome é Claudio sou de goiania, e acabei de chegar de miami com a minha esposa,dia 12 04 12, gostei muito,era bem o que eu pensava em relaçao a organizaçao, cuidado com a cidade, limpeza, sensaçao de segurança...sou empresario aqui na minha cidade na area de informatica, atualmente devendo muito por varios motivos os principais deles é falta de segurança absurda aqui neste Pais, no ano passado eu perdi uma camionete em assalto a mao armada e fui assaltado 2x na minha loja me dando um prejuizo de R$ 60.000,00 em media, fiquei muito revoltado, endividado e triste por saber que meu pais de origem esta sendo sucateado pelos ladrões de gravatas que mantemos por aqui.
    Bom , tenho muita vontade de morar ai, acho que seria de grande valor psicologico até pela descrença que eu estou sentindo de morar aqui, desculpe o textoo logo, mas ja perguntando, da pra ficar ilegal ai? tem ideia dos tramites e exigencias para se montar uma empresa ai?
    um abraço renato e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  7. Parabens renato pelo seu blog, muito esclarecedor e informativo. Meu nome é claudio, sou de goiania, acabei de chegar de miami essa semana passada dia 12 04 12, gostei muito do que vi e senti, era bem o que imaginava, eu tambem sempre mantive esse sonho de poder experimentar esse País essa cultura de forma mais intensa, ainda mais depois de passar alguns perrengues aqui...Sou empresario na area de informatica e so no ano passado perdi mais de R$ 60.000,00 em roubo a mao armada , primeiro foi uma camionete, depos roubaram a minha loja por 2x, fiquei muito triste com esse País nosso de cada dia, to louco pra fugir daqui rsrs. Desculpe o desabafo, mas finalizando sabe me dizer dos tramites pra se montar uma empresa ai? da pra ficar ilegal por algum tempo?

    Um abraço Renato e obrigado pela paciencia
    fique com Deus.

    ResponderExcluir
  8. Claudio
    Primeiro me explica porque você escreveu o mesmo comentário 3 vezes...hehehe
    Só curiosidade.
    Amigo, te entendo completamente e me senti como você por muitos anos. Não porque eu tenha sido assaltado à mão armada, mas porque eu era assaltado todo dia pelo nosso governo.
    Claudio, eu não conheço direito. Já li que vc pode abrir uma empresa nos EUA por com um capital de 50 mil dólares. Já ouvi gente falando que é fácil abrir uma filial.
    Eu acho que você deve consultar um advogado de imigração.
    Mande um email pra mim que eu te mando o contato de um brasileiro consultor de negócios aqui na Flórida.
    Abração

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Renato
    Estou indo para a américa pela 1ª vez pasar um mês, gostei muito do seu blog. Estava procurando informações sobre a PID já que vou alugar um carro. Mas quero demonstrar minha gratidão a você por compartilhar a sua experiência e comentários esclarecedores de forma organizada, simples e direta e muito informativa. Deus continue te abençoando e que você seja prospero assim como a sua alma se expressa. Sucesso nos seus projetos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gesse
      Seja bem vindo e obrigado pelo comentário e palavras encorajadoras. Um abração e boa viagem!

      Excluir
  10. "Eu tinha uma carreira estabelecida no Brasil e exigiu coragem para voltar a estaca zero. Mas preferi isso do que me arrepender no futuro por não ter tentado." Isso é o que me motiva - poder dizer que tentei, em vez de ficar arrependida pensando como seria se tivesse tentado...
    Parabéns pelo blog novamente.
    Ana Luíza Oliveira

    ResponderExcluir
  11. Olá Renato,
    Acabei de receber minha carta de pré-admissão em uma faculdade e deverei estar por aí em abril 2013. Pelas suas dicas já entrei em contato com o Diogo, que por sinal me parece uma boa pessoa, muito solicito e eficaz (pode deixar que falei em seu nome ...rsrsrsr).
    Como vc sempre dá boas dicas, o que vc poderia me indicar como o Health insurance. Tenho feito algumas pesquisas pela net e tenho visto que (pela idade...temos a mesma) o valor fica muito alto. Você conhece algum básico com preços melhores? Alguma dica sobre como proceder com relação a isso?
    Agradeço
    JL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JL
      O Diogo vende seguros, lembra?
      Ele pode te ajudar
      Abs e boa sorte!

      Excluir
  12. Caraca meu, muito bom o seu blog. Cai em um post aqui, mas depois comecei ler todos, e to ate agora. Muito bom mesmo. E parabens pela coragem que teve, tenho certeza que esta valendo a pena cada minuto.

    Me tire uma dúvida: por motivos banais, interrompi o ensino medio [tenho 20 anos], mas no ano passado conclui ele, atraves de um supletivo. é um supletivo nao frequentativo, e que voce vai la e faz a prova em 2 dias. so existe em minas, pertence ao governo de mg. ele é registrado pelo governo, tudo certo. Ai nos eua tambem tem esse tipo de supletivo, acho. Mas entao, vc acha que eu teria algum problema em alguma faculdade na hora de ser aceita por ter concluido o ensino medio assim? estou com uma paranoia quanto a isso.

    ps: esclarecedor o seu depoimento sobre a sua entrevista para o visto. antes e a gente fica mesmo com medo de ser negado hehe

    Maria Eduarda
    SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Eduarda
      Vc precisa só do diploma e dinheiro. Só! Não tem como eles saberem onde vc fez etc. O dinheiro é que vai definir TUDO
      Abs

      Excluir
  13. Oi Renato,

    Meu nome é Julia Iracema, tenho 23 anos e sou do Rio de Janeiro. Acompanho muito o seu blog e também pretendo algum dia estuda nos eua.
    Sobre os critérios que vc falou, dependendo da universidade que você escolher, você não pode já ser formado em outro curso superior (pós-secundario,tecnologo, bacharel, etc.)Por exemplo, Princeton eles não aceitam ninguém que já tenha concluido um curso superior para entrar nos cursos de graduação deles. Tenho até o email que eles me mandaram para provar:
    "
    ...Any student who has completed a post-secondary degree is not eligible for undergraduate admission or a second undergraduate degree from Princeton."
    Ou seja, quando for escolher uma faculdade nos eua ainda temos que ver se ela aceita quem já concluiu uma faculdade.
    Abs.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite, Renato.

    Estou com 23 anos.. ja olhei tudo que precisa fazer para conseguiur o visto de estudante, ja olhei coisas sobre o estudo, enfim...

    achei interessante a opcao de fazer um community college e depois "transferir" para uma universidade "conveniada" com esse community college.

    o dinheiro total eu ja tenho na conta, os documentos estao todos certos, ja em processo de juramentaçao. minha duvida é:

    ate hoje nunca precisei declarar imposto de renda, nao tenho nada no meu nome, sera que isso seria problema?

    \abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que o seu dinheiro acabar quem vai te bancar nos EUA?
      Essa é a pergunta que eles irão te fazer. Daí vc tem que mostrar o IR da pessoa que vai te ajudar. Pode ser QQ pessoa, um tio rico etc (mesmo que não seja verdade, ok)
      Abs

      Excluir
    2. Desculpa me intrometer, mas precisa ser rico mesmo?

      O meu caso eu ja tenho o dinheiro bonitinho no banco(a mesma quantia que a sua facul exigiu pra voce, renato ps: li os seus posts!), e o meu pai que tem residencia propria, é aposentado, e ganha 4 mil mes vai me dar o "suporte". teria algum problema?

      Excluir
    3. Bruna
      Veja quanto será seu gasto mensal aqui. Daí veja se com a ajuda do seu pai, será coberto. Se não, aí há um problema porque de onde você vai tirar dinheiro? 4 mil é muito pouco para sustentar um estudante internacional nos EUA.
      A menos que vc diga que tem parentes, que vai morar de graça, etc. Seria bom por outra pessoa no bolo dizendo que vai ajudar.

      Excluir
    4. Oi Renato, entao, ja fiz isso tudo.

      O dinheiro cobre sim, e ainda sobra. Os 4 mil assustam mesmo, mas o que faz a diferença é o dinheiro que ja tenho na conta, que cobre tranquilamente os 2 primeiros anos..

      meu pai tem casa propria, mora no interior, é pao duro, entao os gastos dele sao minimos sempre

      obrigada

      Excluir
    5. só pra completar, sou filha unica. infelizmente minha mae faleceu. entao minha familia é so eu e ele.

      Excluir
    6. Acho que não vai ter problema não
      Boa sorte!

      Excluir
    7. sorry por me intrometer, mas confesso que um "primo" fez isso: "tio rico etc (mesmo que não seja verdade, ok)"

      um padrinho dele ganhava um aluguel x e o primo pediu pra ele declarar y no ir, pra aparentar ter mais renda.

      mas jamais faça isso se vc nao tiver condicoes de se sustentar os 4 anos la, com o que os seus patrocinadores ganham de verdade...

      boa sorte

      Excluir
  15. luis carlos fagundes25 de novembro de 2012 14:06

    Renato, tudo beleza?

    Me tire uma duvida.... Meus pais alugam quartos para estudantes/trabalhadores na propria casa. a comprovação de pagamento que meus pais tem, sao recibos. sera que isso serve pra comprovar uma parte da renda tanto na facul como no consulado?

    continue dividindo suas experiencias aqui, muito bom.

    abraço

    luis carlos fagundes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se estiver declarado no imposto de renda. Vale a pena levar no consulado né, mas eles querem ver mesmo o IR, porque recibos qq um pode falsificar né?
      Abs

      Excluir
  16. marcelo lima siqueira - rj25 de novembro de 2012 15:43

    renato, muito obrigado pela sua ajuda ate hoje. tem sido de grande valia, brigadao mesmo.

    viu, o imposto de renda tem que ser o do ultimo ano ou dos 2 ultimos anos?

    thanks

    ResponderExcluir
  17. Oi renato.

    Esse negocio de mostrar o imposto de renda, e provar que tem como se manter no 1 ano, é so pra nos estrangeiros ou os americanos tambem precisam disso quando vao entrar?

    Tbanks :)

    silvia lopes carvalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende. Se for pra pegar empréstimo com o governo sim. Para pagar por mes nao.

      Excluir
  18. boa noite renato

    nao sei se vc quer falar disso, mas como voce controlou a ansiedade até o dia da entrevista no consulado? por que o juntar o dinheiro e o toefl, depende exclusivamente de voce, ja o visto está nas maos de outro alguem

    eu vou fazer ano que vem a entrevista. estou com 24 anos e irei sozinho. confesso que ja fico pensando desde ja como vai ser heheh

    ps: tem alguma faixa etaria que os consules consideram perigoso dar o visto pra estudante?

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo gira em torno do dinheiro e condições financeiras. Se vc tem pouco dinheiro, não tem comprovação de alguém que vai te ajudar, etc é incerto. Fora isso é tranquilo...
      abs

      Excluir
  19. o extrato bancario pode ser da minha conta e o imposto de renda de quem vai me bancar? ou quem vai me bancar tem que apresentar tambem o extrato bancario?

    Obrigada

    Livia teles

    ResponderExcluir
  20. Renato, por favor, no dia da entrevista no consulado pra tirar o visto de estudante, tem que dizer aonde vai ficar la nos eua, tipo na casa do fulano tal, ou nao precisa, ja que vc ainda nao tem a confirmação que o seu visto sera aceito?

    ResponderExcluir
  21. Diga a verdade. Se vai ficar com amigos diga, se vai ficar em um hotel e depois procurar um apto, diga. Diga sempre a verdade
    abs

    ResponderExcluir
  22. valeu renato, muito obrigado.

    todo sucesso pra voce ai na florida :)

    marcelo lima siqueira - rj

    ResponderExcluir
  23. O dinheiro ta mandanto tanto assim ainda em 2012, renato? engraçado que eu tinha uma imagem que mesmo um estudante que comprovasse renda, fosse sozinho, poderia ter razoaveis chances de ter o visto negado.

    acho que eu peguei como base aquilo de 3% dos vistos q sao negados.Mas a maioria desses 3% deve ser pra turistas, e principalmente pessoas que nao comprovaram ter uma renda necessaria, acho eu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O caso é Paulo
      Quem tem muito dinheiro no Brasil não quer migrar para os EUA. Quem não tem dinheiro nenhum, não tem condições nem de aplicar para um visto. Então o povo do meio é que é o perigo. Quanto mais dinheiro vc mostra que tem menos chances de vc tirar empregos de americanos entende?
      E esse dinheiro vai pagar salários nos EUA. Como país ainda não saiu da crise e precisa de dinheiro, agora é a hora!

      Excluir
  24. Oi, tudo bem?

    Voce pegou um tradutor juramentado de sampa ou teve que recorrer pra um de outro estado?

    ResponderExcluir
  25. renato, parabens pelo blog. muito bom mesmo.

    viu, tanto como pra faculdade como pro consulado voce aconselha mandar algum outro documento comprovando renda, ou só o imposto de renda ta bom mesmo?

    obrigada ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só os documentos da lista que eles pedem.

      Excluir
    2. obrigada. viu, so mais uma perguntinha.

      o consulado aceita copias dos documentos financeiros (Ir + extrato bancario) que tu mandou pra facul, ou tem que ser original?

      obrigada

      Excluir
    3. Eu imprimi outra declaração e entreguei a impressa do computador.
      Os extratos foram originais mesmo. Guardei cópia pra mim
      Abs

      Excluir
  26. Bom dia, renato. mate duas curiosidades minhas

    1 - aquelas coisas que dizem que tem que levar pra provar que se tem vinculo aqui no brasil, se forem documentos, tem que ser traduzidos, ou pode ser na nossa lingua portuguesa??

    2 - morar no norte do pais, seja em qual estado, é uma boa pedida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo em portugues mesmo. Eu levei um monte de coisas, inclusive fotos, não olharam nada...
      2- não importa

      Excluir
  27. boa noite renato.sou poutuguesa!!gostaria de saber se possivel,como faço para estudar:um curso de ingles intensivo,ou seja, quero ficar em orlando + ou -3 meses.tenho casa de familiar ái + aqui não sei como proceder..não quero curso superior...só aprender ingles intensivo durante 3 meses.e quero estar legal no país.abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-Você tem que encontrar a escola na internet e aí perguntar a eles o que é preciso.
      2-Eles te darão a lista de documentos
      3-Você envia tudo pra eles e recebe o I-20
      4-Com o I-20 em mãos, vai para o consulado tirar o visto de estudante
      leia este artigo que escrevi em outro site
      http://www.brasileirosnosestadosunidos.com/estudar-nos-eua-por-onde-comecar/
      abs

      Excluir
  28. Oi, Renato!
    Parabéns pelo blog e, primordialmente, pela iniciativa e coragem.
    Como inúmeros tenho planos de imigrar. Inclusive, já considerei imigrar como tu o fez, mas ainda é difícil no momento, além da incerteza de uma futura contratação, uma vez que tenho estabilidade em minha empresa aqui.
    Certamente acompanharei seus posts

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde, Renato! Tudo bem? Me chamo Natalie, atualmente estou cursando Arquitetura e Urbanismo na FAAP, segundo semestre, e com MUITISSIMA vontade de estudar na Florida. Mas o que falta eh coragem. Precisarei largar TUDO que tenho aqui (família, amigos, namorado rs) pra poder realizar um sonho (me formar nos EUA). Ja tenho casa, green card, conhecimento e tudo mais. Morei em Minnesota dos 8 aos 13 anos e vira e mexe to passando as ferias ai. Bom, enfim, minha duvida eh como vc conseguiu essa coragem de morar longe de seus familiares? Vc sabe sobre o mercado de Arquitetura e Urbanismo ai nos EUA? E.... falo o inglês "meio que" fluente, mas eh como vc disse em um post que o inglês na universidade eh muito mais complicado do que imaginamos (esse eh outro GRANDE medo meu), e queria saber se existe algum tipo de curso de inglês preparatório ou vc foi na raça mesmo (rs)? Pesquisei na internet a respeito, mas acho apenas os cursos normais para pessoas que só vão pros EUA para aprender O INGLÊS. Agradecida pelas informações aqui obtidas! Adorei seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natalie
      O que tem de portoriquenho na faculdade que nao fala NADA não está nos gibis. Comece o curso e rale que vc consegue.
      Quanto ao que se deixa por aí, vc tem que pesar na balança. Pra onde a balança for vc vai. Afinal, família e amigos vão fazer o que é melhor pra eles e eu achei que tinha que fazer o que era melhor pra mim.
      Abs

      Excluir
  30. Oi Renato, tudo bem? Meu nome é Marcela e eu faço Química no Mackenzie. Estou querendo ir pros EUA terminar minha faculdade.. Li varios Posts seus que me ajudaram bastante, mas queria saber se você pode me ajudar e aconselhar.
    Fui a uma agência de intercambio para saber da transferência de faculdade, porém a agência cobra um valor super alto, e eu ja estou economizando para a faculdade, portanto pensei em fazer por conta própria! Dei uma pesquisada na internet mas nao achei muita coisa que me ajudasse, ate que encontrei seu blog. Você acha que transferencia de faculdade é mais complicado que começar do zero? Se você puder me dar umas dicas e informações, se você conhecer alguem ai que possa me ajudar também, ficaria muito grata!!
    meu email: marcela.s.lima@hotmail.com

    Obrigada e ficarei de olho no seu blog, ele é muito bom, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  31. Marcela
    É quase impossível transferir
    Já daqui de dentro é quase impossível, imagine do Brasil. São notas diferentes e tudo o mais.
    Precisa mesmo contratar uma empresa para mediar, sozinha você não vai conseguir.
    Vai ter que traduzir todo o curriculo, etc E eles não deixam que seja feito por você
    Tem que juramentar
    Eu resolvi começar do zero, mesmo porque o processo pra transferir pode levar 2 anos!
    Abs

    ResponderExcluir
  32. Olá Renato, o seu blog está ajudando em muito minha decisão de ir para os Estados Unidos. Sou advogada aqui no Brasil, tenho uma vida financeira estável mas estou muito infeliz com o estado de insegurança que vivemos no Brasil. Tenho um bebê é não será nessa bagunça que irei criar meu filho. Minha mãe mora nos Estados Unidos, tem o greencard e vive muito bem. Todas as vezes que fui visitá-la eu me encantava cada vez mais com o país. Vou tentar fazer o curso de paralegal e seguir em frente. Muito obrigada por seus relatos tão esclarecedores.

    ResponderExcluir
  33. Oi, estou adorando seu blog! Terça feira a Fedex vai me eentregar minha carta de admissão na USU e os I-20 para mim, minha esposa e meu filhinho de 4 anos. Sabe, estamos com tudo certo, todas as experiencias que leio são semelhantes as suas: "chegar ao consulado tremendo de medo", mas receber o visto.... mas não encontrei ninguem ate agora que foi com a familia, sabe.... isso faz eu tremer mesmo, mesmo sabendo que não estou fazendo nada errado. Até o apartamento familiar do campus nós já reservamos... Voce conhece experiencia de brasileiros semelhantes a minha?

    ResponderExcluir
  34. Várias pessoas que conheço em Orlando vieram assim
    Boa sorte!
    Abs

    ResponderExcluir
  35. Caro Renato,em primeiro lugar quero parabenizá-lo pelo Blog,muito esclarecedor,ele é ótimo, tenho tirado muitas dúvidas e agregando muito valor para uma decisão futura.Tenho 45 anos,sou casado,tenho 02 filhos adolescentes, uma grana boa guardada e um desejo: ir morar nos EUA,mas de forma legal,já fomos a passeio e nos encantamos(Não precisa comparar com o Brasil né?),então, o que tenho,daria para bancar a faculdade(Minha e da esposa pelo menos por 4 anos),mas quero levar os filhos,alugar casa,etc.Acredito pelos cálculos que fiz que o dinheiro daria com folga para vivermos pelo menos pelos 4 anos.A pergunta é: Posso solicitar o visto de estudante para todos da minha família?Obrigado pela atenção e resposta.

    ResponderExcluir
  36. Caro Renato,em primeiro lugar quero parabenizá-lo pelo Blog,muito esclarecedor,ele é ótimo, tenho tirado muitas dúvidas e agregando muito valor para uma decisão futura.Tenho 45 anos,sou casado,tenho 02 filhos adolescentes, uma grana boa guardada e um desejo: ir morar nos EUA,mas de forma legal,já fomos a passeio e nos encantamos(Não precisa comparar com o Brasil né?),então, o que tenho,daria para bancar a faculdade(Minha e da esposa pelo menos por 4 anos),mas quero levar os filhos,alugar casa,etc.Acredito pelos cálculos que fiz que o dinheiro daria com folga para vivermos pelo menos pelos 4 anos.A pergunta é: Posso solicitar o visto de estudante para todos da minha família?Obrigado pela atenção e resposta.

    ResponderExcluir
  37. Caro Renato,

    Tomei a liberdade de lhe escrever solicitando se possível algumas informações quanto a questão dos doctos na entrevista no consulado. A minha questão é que meu sponsor mora ai nos EUA, já apliquei na universidade, fui aceito e já recebi 3 forms I-20 (meu, esposa e filha), minha duvida é: preciso dos extratos originais do meu sponsor para apresentar ou um copia digitalizada pode ser apresentada na entrevista, a segunda questão é: se eu receber o visto, tenho de pagar a taxa adicional para todos os 3 vistos?

    Agradeço desde já sua atenção e muito obrigado,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Benevalter,

      Eu levaria os documento originais ou então para esclarecer melhor a sua dúvida, visite o site da imigração que eles deverm ter uma lista do que irá precisar.
      http://www.us-immigration.com/index.html?referrer=adwords&gclid=Cj0KEQjwtvihBRCd8fyrtfHRlJEBEiQAQcubtIjP3xbFo2PunJCi1goj_euKr8oBOOMaNKNmSzi4teYaAlvv8P8HAQ

      Boa sorte!

      Abs,

      Excluir
  38. Ola Renato, gosto muito do seu blog, acho e valido qualquer informação sempre. obrigada. Minha duvida e eu quero colocar meu filho para estudar numa escola publica ( high school), mas a duvida e a seguinte eu tenho uma casa nos EUA, mas nao vivo la, mas pago os impostos, eu posso colocar meu filho na escola publica e aplicar para ele como estudante.

    ResponderExcluir
  39. Salve Renato, meu nome é Alfredo e gostaria de saber se pode me ajudar quanto a uma dúvida. Recebi a informação de que quem completa os estudos por meio de supletivo, no Brasil, para estudar nos EUA deve fazer além do TOEFL (já feito e aprovado com nota 78), deve-se também fazer o SAT (Scholastic Assessment Test). Sabe alguma coisa sobre esse assunto? Muito obrigado e fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alfredo
      Se for faculdade só o Toefl mesmo. As faculdades americanas não sabem a diferença entre os diplomas
      abs

      Excluir
  40. Olá Renato!
    Parabéns pelo blog. Eu e meu marido estamos nos organizando para morar nos Estados Unidos. Já li bastante coisa aqui e estou amando cada post! Irei como estudando. Ele, por consequência, também terá o visto e como tem carreira Microsoft no Brasil, e está tirando mais certificações, nesse tempo em que estiver comigo já tentará encontrar um sponsor. O que acha?
    Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  41. Olá, Renato!

    Estou entrando em contato com faculdades nos Estados Unidos e tenho uma duvida, li em alguns lugares que posso pedir uma autorização para trabalhar no próprio campus enquanto estudo ou até mesmo eu "pequenos" trabalhos como num café. Você saberia me informar como isso funciona?

    ResponderExcluir
  42. Boa tarde Renato e parabens pelo blog. Seus textos são muito bons e bastante claros. Fiquei com uma curiosidade. Qual foi a Universidade que estudou ? Estou pensando em fazer um MBA ai nos EUA e queria uma indicação de universidade um pouco mais flexível em relação a documentação, como por exemplo a exigência dos comprovantes de vacinação. Parabens mais uma vez e desde já agradeço sua resposta. Marcelo Dalmagro

    ResponderExcluir
  43. Permita-me corrigir duas coisas:
    1- As traduções dos documentos não precisam (e nem há garantias de aceitação!) ser juramentadas! Exigência de tradução juramentada é somente para ESTRANGEIROS que desejem validar documentos NO BRASIL. É um serviço caríssimo, porque é CARTELIZADO PELO GOVERNO! Essa concepção errada faz com que muita gente tenha de pagar duas vezes pelo serviço de tradução e, obviamente, os tradutores juramentados JAMAIS COMENTARÃO ISTO, seja por ignorância ou má-fé. A tradução aceita para insituições americanas são CERTIFICADAS, ou seja, feitas por pessoas que tem status de certificação ou pelos escritórios do EducationUSA no Brasil: http://educationusa.org.br/site/
    2- Nenhum curso de graduação (bachelor degree) nos EUA exige GRE, somente os de pós-graduação (MBA, MSc, PhD)

    ResponderExcluir
  44. Meu nome é Marco. Tenho 25 anos. Recém formado. Meu sonho era viver e trabalhar no USA. Tirei meu cavalinho da chuva. Não tenho paciência nem dinheiro pra tanta burocracia. Terei que tentar a sorte e me conformar com esse país de merda que é o brasil.

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...