quinta-feira, 17 de março de 2011

Acumulação Compulsiva

Outro dia eu estava assistindo TV de tarde (quer coisa melhor?) de pijamas e fui mudando os canais, porque não tinha nada de terrível bom para assistir até que achei algo interessante. O programa se chamava “Clean House” (casa limpa). A apresentadora, uma afro-americana engraçadíssima foi chamada para socorrer uma mãe e filha da sua montanha de coisas. Quando a TV filmou dentro da casa eu me rachei de rir da bagunça. Meu Deus! Gente doida, eu hein?
Lembrei do meu pai de uma pessoa que eu conheço que faz fazia algo parecido. Fiquei de boca aberta quando a câmera foi mostrando cômodo após cômodo. Não existia um espaço sequer para se viver dentro daquela casa. Só caminhos, como essas picadas que a gente vê dentro do mato sabe? Bom, essa era o fim da picada. Pense numa bagunça... Você nem de perto consegue imaginar o que eu vi e ouvi.

Niecy Nash apresentadora do "Clean House"
O objetivo do programa é ajudar essas pessoas bagunceiras a se livrarem de todo lixo acumulado por anos e colocar a maioria das coisas à venda. O dinheiro arrecadado vai parte para a reforma da casa e a maioria para instituições de caridade. Mas espera que o melhor ainda eu não contei.

À medida que as pessoas do programa foram convencendo a mulher a se desfazer do capacete Viking, da raquete de tênis, da fantasia de mulher maravilha (gente não é brincadeira não!) etc a mulher foi se enfezando. Quase no final do programa a mulher teve um piti fantástico e brigou com todo mundo por causa de coisas que ela não autorizou a venda e estavam no galpão de 1000m² lotados com prateleiras das coisas “só da casa dela”. Depois de "quase" tudo vendido a preço de bananas, o programa arrecadou 25 mil dólares. Imagina a quantidade de coisas que essa mulher possuía. Pra você ter uma idéia, sua filha de 18 anos que vive com ela nunca tinha entrado no bacement (porão) da casa porque ao abrir a porta, a montanha de coisas impedia a entrada. A mulher vinha acumulando coisas há décadas!

Bom, sei que a mulher brigou com todo mundo, rodou a baiana com saia de renda e bainha de 7 giletes. Sobrou pra todo mundo, até pra filha. Engraçadíssima, a apresentadora contornou a situação e ainda fez piada com a cara dela. O programa cumpriu o que falou mesmo após dona da casa ter recusado participar do revelação final. O programa arrumou a casa, pintou, trocou a mobília, ficou uma graça. Tudo o que a bich senhora não merecia.

Fiquei fã do programa e assisti vários outros episódeos. Não é que outro dia, de noitão, naqueles programas macabros da Discovery, falou sobre a síndrome de Hoarding? Síndrome do quê?? Foi isso que eu me perguntei. Daí caiu a ficha. A senhora do programa, na verdade tem uma grave doença.

Essa mulher sofre de “Compulsive Hoarding” ou “Acumulação Compulsiva”. Quem tem essa doença é chamado de "Hoarders". E eu que nunca nem tinha ouvido falar dessa doença!? Fiquei pensando que o mundo inteiro tá ficando maluco. Bom, não precisa dizer que a pessoa destrói a própria vida, relacionamentos, amizades e se afunda na pilha de jornais, garrafas plásticas e latas de atum. Porque um hoarder não consegue jogar nada fora e tem compulsão por comprar. Em um dos episódeos uma senhora de idade que já não tinha mais lugar para viver dentro de sua própria casa, comprou a casa do vizinho porque precisava de espaço para novas coisas. Que DUENÇA!?

Uma porcentagem alta de americanos (não lembro quanto foi dito) sofre dessa doença. E como essas coisas me fascinam (eu adoraria ser psiquiatra...) assisti o programa sem piscar mesmo morrendo de vontade de fazer xixi porque não queria perder um segundo sequer!

Me dá até uma coceira só de olhar essas fotos. Os programas são interessantíssimos e sinceramente é muito triste ver o desespero e a angústia de um Hoarder. Meu riso rapidamente se transformou em pena...

Hoarding Enterrado Vivo




Ô duuuênça!

 Quer saber mais sobre a Acumulação Compulsiva clique aqui

Veja o vídeo com Niecy Nash a americana engraçadíssima. Esse vídeo do YouTube é uma parte de um episódeo onde ela foi desentulhar a casa da própria mãe!


video

Dá uma olhada nesses vídeos assustadores!


29 comentários:

  1. Meu marido tbm adoraaaa guardar um cacareco, estou ha seis meses estou chamando ele para dar uma geral no meu basement e ele sempre foge. Daqui a pouco eu me irrito e jogo tudo fora rsrsrssr

    ResponderExcluir
  2. Olá. Já ouvi falar desse problema e acho muito triste. Mas há uma diferença entre acumular coisas e as pessoas que são bagunceiras mesmo. Veja essa vergonha nacional e desperdício de oportunidade:http://www.acaiazedo.blogspot.com/2011/03/familia-mais-bagunceira-e-japonesa.html

    ResponderExcluir
  3. Nossa Thabata, parece meu pai!
    Toda vez que queria arrumar o escritório ele arrumava uma desculpa. Chegou ao ponto de parecer com as fotos acima!

    Vamp
    Acho que a Sra do video tem Hoarding também, a foto da casa dela é igualzinha as do programa aqui. Acontece que o Huck é ignorante. Além de arrumar a casa, a pessoa precisa fazer um tratamento por meio de terapia. Após alguns anos talvez a pessoa se livre da doença. Senão, como aconteceu...volta tudo ao que era. Dá impressão que foi dado pérolas pra porcos não? Mas infelizmente, como a maioria das compulsividades, é incontrolável.
    Obg pelo vídeo!
    Abs

    ResponderExcluir
  4. Renato, adorei o post! Assistia muito `clean house` quando cheguei aqui. Assim que comecei a ler, quase puxo sua orelha, porque isso é uma doença. Mas lendo mais o post, entendi melhor a sua visão e achei fantástico, pois você começa escrevendo como leigo e termina trazendo informação. Aqui nos EUA, pela facilidade de comprar coisas baratas, o problema é mais comum, mas no Brasil também acontece. Você já imaginou a tristeza/angustia dessas pessoas? "Ter" de guardar tudo para tentar diminuir a sensação de vazio? É um transtorno ansioso e como tal psicoterapia é mais efetiva que medicação (claro que alguns pacientes precisam dos 2). Mas como você viu no Luciano, arrumar a casa de quem tem essa doença é fácil, difícil é continuar arrumada (já que o problema mesmo não foi sanado).

    ResponderExcluir
  5. Adoro a televisão americana! Tem cada programa engraçadíssimo. Já tinha ouvido falar nesse Clean House, mas ainda não tive oportunidade para assistir um episódio. Gosto principalmente desses reality shows. Além, é claro, dos seriados.

    ResponderExcluir
  6. Lorna
    A pessoa vive um tormento e os familiares nao entendem, foi isso que ví no Discovery. Eles acham que é simplesmente uma questão de "limpar e organizar" sem perceber que a pessoa sente uma angústia terrível por jogar fora uma garrafa plástica.

    Juliana
    Assiste no Youtube. É muito legal

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Gostei da expressão "tormento familiar". É duro para o paciente e para a família também, já imaginou conviver numa lata de lixo? Para o paciente, viver daquele jeito tem uma lógica, mas para que não tem o problema...um horror!
    Saindo desse fator doença, você já reparou o quanto as pessoas se apegam a objetos estranhos? Você já viu um episódio que uma moça achava que era uma boneca? Tipo a Barbie?
    Presto atenção na decoração também, tem tanta coisa diferente do Brasil, como as cores das paredes, os móveis para o quarto...

    ResponderExcluir
  8. Oi Re,
    Esse programa passa no Brasil também, no Discovery Home and Health. Se não me engano acho chama "Chega de bagunça". Não sou a pessoa mais organizada do mundo, mas só doença mesmo para explicar como aquelas pessoas vivem no meio de montanhas de coisas. Tem gente que se formou há 20 anos e ainda guarda o pom pom de cheerleader (mais os moletons, bandeiras, roupas)...afe! Fora os que lotam os quartos e dormem na sala! hahaha! Adoro esses shows!!
    Saudades de vc, Re!!!Morri de rir com a dueeeeença, parece que to vendo vc falar! Bjks

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana!!
    Saudades de vc também! Vem praqui!!
    Que legal que passa no Brasil. Só tem que ter TV à cabo no pacote plus né? Porque o pacote que eu tinha não incluía o Home and Health heheh
    pobreza... :P

    Lorna
    Nossa esse episódeo que a moça achava que era uma boneca me lembrou a Boneca Suelí, filha da Dona Menina que morava em Trubuçú do Norte na novela Rála Rála da TV Pirata
    kkkkkkkkkkkk

    http://www.youtube.com/watch?v=6DReMBu0No8&feature=related

    ResponderExcluir
  10. Renato não sabia que isso era uma doença, bem que desconfiava, já tinha visto num pacote caríssimo da Net esse programa. No carnaval entrei num apto de uma colega de minha filha e ela me avisou que era bagunçado pra não estranhar, mas bagunceira sou eu!! quando botei o pé pisei no pote do gato e tudo revirado, parecia q teve um tsunami, um Katrina, hahaha minha filha falou que no 2o.dia que viu que tinha uma TV no quarto, estava escondida na bagunça, tudo fino, bonito, mas...acho q ela tem esse nome estranho de doença. Queria arrumar mas não via jeito, por onde começar??!! My God!!

    ResponderExcluir
  11. WOW
    Eu jamais conseguiria viver em um ambiente assim. Muito se deve à criação de minha mãe. Nossa casa era limpíssima e organizadíssima. Acho que por isso somos todos os filhos tão organizados! Às vezes até demais!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Uau,que era aquilo,se eu deixa-se isso fik assim em casa minha mama me matava e devagarzinho,pra ter certeza que sofri,kkkkkkkkkkkk
    mas serio pelo que conheço de meus colegas conteranios daí,acho que ja sabia que eles tem essa doença pq eles são muito baguseiros,uma vez meu amigo jack que mora em Idaho tava em minha casa contando que o quanto dele era o sotão,e quando ele ia dormir só tinha espaço para o ''caminho''pra cama dele.Fiquei hororrizada ele dizia que não conseguia arrumar e sempre trazia coisas diferentes pro quarto dele,quandoele via eu arrumar a casa ele perguntava:como vc consegue faezer tão rapido?
    eu dizia que era costume ai ele disse que erapra ele ter escultado a mãe dele mesmo,agora ele não consegue se desfazer de nada,vi as fotos lembrei dele e agora sei pq....fiku chocada com isso e acho que aparece tantas doenças diferentes que da é medo.

    ResponderExcluir
  13. É Karol, as pessoas enganam não é? Já imaginou ter um relacionamento com uma pessoa assim? Só muito amor e muita terapia - de casal!
    kkk

    ResponderExcluir
  14. sabe o mais engraçado,Renato?
    ele é casado e quando falo com ele pelo skype na nova casa dele,a bagunça é a mesma e a mulher dele pira.srsrrsrsr
    não sei se eu conseguia viver assim....é loucura viver assim pra falar a verdade.
    mas cada um é cada um.só não vale colocar culpa na doença por causa da preguiça nossa.rsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Olha, aqui na Irlanda tem um programa que se chama "How cleaning is your house" que pela discrição parece bastante com esse, a diferença é que a maioria alem de ter esse problema de acumular tralha, também (ou mais) acumulam sujeira.

    A minha sogra é super limpa, mas super apegada a TUDO, pra vc ter uma idéia ela ainda tinha a primeira mamadeira do meu marido e todo o resto, como berço, carrinho etc...
    Acho que isso é doença e muito espaço vazio sobrando!
    MEDO

    Já eu sou o oposto, jogo tudo fora, dou, empresto, faço qualquer negocio para me ver livre do que não preciso mais.

    Vou ver os videos agora

    beijo

    ResponderExcluir
  16. Karine
    Medo mesmo! Eu também jogo tudo fora...já me dei mal algumas vezes mas prefiro a casa com poucas coisas e organizada. Virginiano cê sabe né? Adoro uma faxina sabe? Daquelas que vc traz uns sacos e enche de tralha e joga TUUUDO fora...hehe
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Olá Renato!!
    Como vai? faz tempo que não trocamos figurinhas por aqui!! Como sempre, posts interessantíssimos aqui no seu blog.!!
    Pois é, este programa que voce sitou é bem hilário mesmo, mas ao mesmo tempo mostra uma triste realidade, a capacidade do ser-humano de gerar e acumular LIXO ,propriamente dito, e tambem agora como voce sitou, a dificuldade de se livrar deles.
    Bom este programa passa aqui no Brasil já faz um tempinho, para quem se interessar, o Programa é transmitido pelo canal DISCOVERY HOME AND HEALTH, sub canal da DISCOVERY CHANNEL, e aqui é divulgado com o nome CADA COISA EM SEU LUGAR!!
    Parabéns e tudo de bom
    Abs.

    ResponderExcluir
  18. Renato, adorei seu post!
    Eu escrevi um post sobre acumular tranqueiras no meu blog, porque embora meu marido seja super organizado, nossa garagem e nosso furnace room não são. Fiquei chocada quando vi nossa garagem pela primeira vez: madeira para tudo que é lado (meu marido tem como hobby marcenaria), cadeira velha e quebrada, tranqueira no geral... No furnace tem um cachorro quente gigante que meu enteado ganhou num concurso qdo criança (meu enteado tem hoje 22 anos) e um monte de brinquedo e jogos que meus enteados deixaram para trás e se recusam a levar embora ou a doar.
    Eu sou do tipo que jogo fora, não mantenho coisas velhas sem utilidade, faço doação daquilo que pode ser utilizado por outra pessoa. Meu marido diz que algumas coisas são lembranças, concordo e para isso existe a maquina fotografica, por isso eu adoro fotografia.
    Mas você expôs, não somente quem acumula por ter algum apego a determinadas coisas como o lado de quem sofre de um transtorno psicológico. E isso sim é triste. Ver um adulto apegado a coisas como um prato quebrado, ou como no Brasil uma mulher que se recusava a jogar fora vasilhames vazios, como a garrafa de água sanitária pq ela sentia pena dos vasilhames (é uma matéria do Fantástico de alguns anos atrás), mas na verdade ela sofria da sindrome de hoarding.
    Um dos episódios de clean house, mostra uma família, que por certos motivos acabaram se "perdendo" no convívio familiar e começaram a acumular coisas como roupas, presentes que nunca foram abertos, utensilios comprados desses canais de venda pela tv e o que era ainda pior, eles acharam cerca de $5.000,00 dolares espalhados pela casa toda, pq eles voltavam das compras e largavam o troco pela casa, dah pra acreditar??? Surreal
    segue o episodio:
    http://www.youtube.com/watch?v=dq-HYggfw2w

    ResponderExcluir
  19. Nossa Pipa, adorei o comentário. Vou ver o vídeo agora mesmo e obrigado pela colaboração!!
    Abs!

    ResponderExcluir
  20. Valeu pela dica Sérgio!
    Pena que no Brasil eu não tinha Discovery Home and Health, fazia parte do pacote "plus" que eu não podia pagar.
    Mas agora aqui, assisto tudo o que é coisa!!
    Abs

    ResponderExcluir
  21. Eu acho que minha namorada sofre disso, mas em menor grau, pq ela vive guardando todo papel que recebe. A bolsa, carteira, armário dela são todos cheios de papel, propagandas, documentos, comprovantes de pagamento de cartões, nota-fiscal, tudo que é papel... eu vivo tendo que pegar tudo e jogar fora, senão ela vai acumulando até não caber mais... E é capaz de isso ser hereditário, porque a vó dela faz a mesma coisa com caixas, você vai na casa dela, tem um monte de caixas empilhadas pra guardar um monte de coisas inúteis... Eu cheguei a descobrir uma caixa que ela usava para guardar mais caixas...

    ResponderExcluir
  22. Olá,

    você que assitiu clean house (cada coisa em seu lugar) no discovery home and health, chegou a assistir o episódio em portugues? é muito mais engraçado, principalmente pq a dublagem é demais e a mulher que faz a dublagem sempre fica falando uma palavra muito engraçada, do tipo: Xalam! para o caos e a desordem, vc lembra qual era?

    ResponderExcluir
  23. Oi Mariana!
    Não assisti não! Dublado só no Brasil, mas não lembro de nenhum episódeo de alguém falando Xalam! kkkkkkk
    Abs!

    ResponderExcluir
  24. Passou um dia desses no MAIS VOCê, o marido teve q dormir na sala pq a cama só cabia a mulher e as tranqueiras dela, teve uma hora que os dois separaram pq ela preferiu ficar com as velharias.

    ResponderExcluir
  25. agora essa serie passa no brasil no discovery home & heath

    ResponderExcluir
  26. Olá, acabei de conhecer seu blog, lá do Brazil com Z, adorei este post e mãe da Niece é tão ou mais engraçada que ela! Adoro o programa e ainda não passaram estes, que vc mencionou, aqui no Brasil. Abraço, Jamile

    ResponderExcluir
  27. Meu Deus! pra q eles guardam isso tudo? deve ser problema psicológico, já ouvi falar sobre isso.

    ResponderExcluir
  28. Por que a niecy nash saiu do cada coisa em seu lugar. adoraria q ela voltasse.

    ResponderExcluir
  29. Renato.
    Minha irmã é uma acumuladora compulsiva.
    vou tentar tirar fotos do quarto dela para te enviar.
    Desde já tem autorização para publicar se quiser.

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...