domingo, 7 de julho de 2013

Reabilitação de Animais Selvagens

 

             Já faz um tempo que eu curti a página do "Back to Nature Wildlife Refuge". Sempre vejo os posts dos animais resgatados que as pessoas levam até o local. Por exemplo, depois do furacão, muitos esquilos filhotes que caíram dos seus ninhos não encontram seus pais e quem os encontra leva pra lá. Eles cuidam deles até ficarem maiores e depois os soltam na natureza. Isso acontece com quase todos os animais com algumas exceções. Quando o animal não tem mais como se recuperar no meio ambiente ele ganha um Green Card do lugar, ou seja, vira residente permanente ou é adotado por alguém.

            Sempre pensei em fazer uma visita, mas por causa da distância, sempre deixei pra depois. Hoje, às 3 horas da madrugada, acordei e não pude mais dormir. Levei os cachorros para fazer pipi no quintal e de repente, Dexter deu um pulo pra traz. Uma pombinha, mais parecida com as rolinhas do Brasil caiu da árvore e não parecia que ia voar novamente. Rapidamente peguei o Dexter curioso (e medroso!) no colo e o coloquei dentro da back porch. Não deu tempo de correr e pegar a Annabelle que pulou em cima da pomba. Mas não a machucou. Catei a Annabelle e todos fomos dormir.

            De manhã, falei para o Robert que havia uma ave na grama, pra ele tomar cuidado com os cachorros. Depois, quando acordei, ele disse que não encontrou nada, só penas...Ele disse "O gato deve te-la pego". Que raiva que eu fiquei. Fiquei pensando que eu devia te-la colocado em uma caixa. Lá pelas 10 da manhã o Dexter acha ela de novo escondida na grama! Mas dessa vez ela estava bem machucada. Deve ter sido atacada pelos ratos que andam pelo quintal à noite (é eu sei, tem rato demais na Flórida!) ou o gato do vizinho que perambula à noite pelo quintal, ficou brincando com ela e a machucou. Mas vamos às sugestões do Robert com respeito à pomba:

            1- Deixamos ela na grama e ela se vira, o que acontecer aconteceu. (what??)
            2- Colocamos ela no telhado e deixa que os gaviões a peguem porque, afinal, eles também precisam comer.(really??)

            Eu tenho um sério problema com animais. Eu aguento ver uma pessoa sofrendo, com dor, atropelada, quebrada, tomada de tiro, etc. Mas eu não posso ver um animal sofrer de maneira nenhuma. A imagem não sai da minha mente por semanas e algumas nunca mais. Pois então que deu uma baita briga aqui porque eu me neguei a deixar a pobre coitada seguir seu caminho para a morte sem nada fazer. Peguei uma caixa, coloquei papel no fundo, coloquei água, comida, e ela dentro. Ela tomou água e comeu. Daí me danei pro computador procurar os endereços de onde levar a pobre criatura. Nesse meio tempo, o Mr. Robert já tinha concordado em ajudar e ligou para alguns lugares. Infelizmente o Back to Nature Wildlife estava fechado, mas outras pessoas retornaram a ligação e uma senhora chamada Carol disse que podíamos levar o bichinho na casa dela. E lá fomos...para o Wildlife Reabilitation Center


            O endereço é um pouco distante, em um lugar afastado. O local é a própria casa dos proprietários. Fomos recebidos por Ron e seus 5 cachorros. É lá que Ron e Carol dirigem a ONG sem fins lucrativos para ajudar os animais órfãos ou machucados a se reabilitarem e depois os devolver a natureza. O lugar é fantástico, os animais adoráveis. Fiquei com inveja desse casal já com certa idade, pelo fato de poderem e "escolherem" trabalhar com algo tão nobre, ajudando essas criaturas todos os dias. Eu acho que eu me dou melhor com animais do que com pessoas. Se Deus me der a possibilidade de uma vida mais longa, após a aposentadoria, quem sabe eu não embarco em uma dessas? Eu viveria feliz até a morte...não sei se conseguiria retornar os bichos depois, acho que eu iria querer ficar com todos eles. Eu estou pensando seriamente em me apresentar como voluntário. Meu único problema é a caguice. Eu tenho medo de pegar em bixos, mas estou melhorando, peguei um sapo nas mãos outro dia e ele fez pipi em mim J

            O casal foi incrivelmente educado. "Nos" agradeceram por levar a pomba machucada no dia do feriado. Eu fiz uma contribuição de 30 dólares, mas se tivesse, tinha dado 300. Está na cara que esse casal faz isso por amor e não por dinheiro. A casa humilde, mas limpa e arrumada, mostra a causa e talvez até a ideologia de vida. A OGN trata 2 mil animais por ano com contribuições voluntárias e ajuda de muitos voluntários que são "pais" temporários de muitos animais. Funciona assim, você se inscreve como voluntário e recebe um animal para cuidar até a reabilitação. Pode ser um "bamby", um esquilo, uma coruja, etc. Cuida do bichinho até ele se recuperar e depois participa na devolução do bicho na natureza. Palmas para o casal.

Ron

Carol
 
A pombinha vai ser bem cuidada :-)
  
Raccoon - é o nosso Guaxinin

O coitadinho foi encontrado na estrada e não conseguia ficar em pé mais.
Lá já estava comendo, logo logo ele fica bom!

            Por causa dessa pomba, descobri que só em Orlando tem quase 10 ONGs de reabilitação de animais selvagens. Elas se conhecem e se ajudam. Quando ligamos para uma distante de casa, a moça nos deu o telefone do Ron & Carol. Depois ligou pra saber se conseguimos o contato, visto que era feriado. Eles também aconselham o melhor lugar para levar o bicho.

            Se você mora em Orlando ou na área, saiba que se achar um animal doente ou machucado tem essas opções. Não deixe o animal morrer, leve nesses centros de recuperação. Se você não mora em Orlando, informe-se desses centros na sua cidade. Os animais são um presente de Deus para a raça humana. Temos que cuidar bem desse presente.
           
Wildlife Rehabilitation Center of Central Florida
21117 Reindeer Road - Christmas, FL 32709

407-568-3200

Para fazer uma doação, clique aqui

O Back to Nature mencionado no início do post, mas que estava fechado no feriado:


http://www.btn-wildlife.org/
Página do Facebook

24 comentários:

  1. OIE Renato

    Tb compartilho com vc essa faceta. Me dou melhor com bicho do que com gente. Mas não tenho esse medo todo.
    Tb espero poder trabalhar com um refugio ou criar e manter um, quando me aposentar.
    adorei sua atitude.
    parabens

    ResponderExcluir
  2. Bom, eu gosto de gente e de bicho de forma diferente, mas gosto dos dois. Adorei essa informação. Adotamos nosso filho faz poucas semanas, ele chegou aqui com a mandíbula inchada e muito medroso, mas hoje é nosso filho mesmo (Leo se refere a ele como "pai", assim "ei pai, voc6e comeu direito hoje? Muito amor mesmo!).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaww que lindo...
      A vida fica mais bonita, alegre, divertida e interessante com um animal de estimação.
      :)

      Excluir
  3. Olá Renato,
    acho muito bonito essas ações dessas pessoas, elas são verdadeiras abençoadas! pena que existem poucas assim né?!
    ADORO animais, as vezes me aventuro a ajudar alguns amiguinhos, mas infelizmente nao posso ficar com todos, senão eu teria um zoológico em casa hahaha ótima atitude a sua! parabéns!
    abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, se a gente pudesse ajudava todos né? Eu fiquei muito triste com a quantidade de cachorros nas ruas de SP :(
      abs

      Excluir
    2. No rio de janeiro tbm, é triste ver a situação desses animais. Fiquei mais triste ainda com o caso de um prefeito no Pará (não sei se vc sabe...), que pagou pela morte desses cachorrinhos de rua, R$5 pelo macho e R$10 pela fêmea, revoltante isso :(

      Excluir
  4. Poxa Renato , que legal sua atitude ! Se isso te faz bem, vá em frente! Nada como fazer o que nos dá prazer né ?
    By the way, era o Bambi nas fotos ???? (pergunta que não quer calar ! )
    Bj
    Lana

    ResponderExcluir
  5. Parabens pela iniciativa, aqui, infelizmente, ainda estamos engatinhando.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lis
      Acho que até aí melhorou um pouco. Antigamente era uma verdadeira crueldade com os animais.
      Bjs

      Excluir
  6. Uma das caracteristicas dos EUA que admiro é o amor que os americanos dedicam a animais. Tenho uma poodle de 13 anos que é muito, muito amada. Ela me ensina que bicho é tudo de bom.
    Pena que aqui no Brasil ocorram tantas maldades com animais (para não falar de maldades com os seres humanos, que morrem aguardando vaga em hospitais).
    Felicidades, Renato.
    Maria Hermínia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade
      Obrigado Maria, pra vc também
      Abs

      Excluir
  7. Oi, adorei o final feliz da pomba. Aconteceu no meu backyard de um corvo preto caiu machucado. Aqueles q sao chamados de "praga" pelos canadenses pque reviram lixo e tem um bico muito afiado. Minha cachorra me avisou latindo e tentei chegar perto mas os amigos dele nao deixaram. Tinham mais de 10 na arvore proxima, prontos pro ataque. Tive q deixa-los. No fim do dia nao havia vestigios de nenhum.
    Ate hj me pergunto como sairam de la. Opcao 1: o corvo levantou sozinho e voou. Opcao 2:A tchurma dele ajudou, estilo a uniao faz a forca. Opcao: prefiro acreditar que eles tem algum meio de sobrevivencia, pque senao iriamos topar com muitos passaros caidos no chao. Coisa rara de se ver.
    Outra: meu avo sempre dizia que o sapo qdo se sente ameacado solta urina...venenosa. Cuidado, nao foi medo, foi defesa do sapinho. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vc tem razão, é difícil ver um pássaro morto, eles dão um jeito de se esconder.
      Quanto ao sapo, eu sei disso. A Annabelle e o Dexter já pegaram na boca e quando ele soltou o veneno, a boca dos cachorros espumavam. Eu li que a única coisa pra fazer em casa é lavar com muita água e ficar de olho no cachorro. Também estou treinando eles. Cada vez que eles veem um sapo eu falo não, não e eles ficam olhando pro sapo> Mas se o sapo pular.....kkkkkkkkkkkk
      O sapo tem que ficar paradinho que eles não ligam
      hahaha
      Bjs

      Excluir
  8. Parabéns pela sua grande atitude ! Fico muito feliz de ler um blog de uma pessoa com o coração tão bom. Mesmo no feriado, vc não mediu esforços para ajudar o passarinho. Parabéns

    ResponderExcluir
  9. Oi Renato!
    Ja estava com saudades desta leitura. Deus abencoe voce com este coracao imenso.
    beijo grande

    ResponderExcluir
  10. Oi Renato,
    Parabéns pela atitude. Também sou como vc, não consigo ver bicho sofrer. Muito legal saber que Orlando tem lugares legais como estes que acolhem qualquer tipo de animal.
    Abraço!
    Fran

    ResponderExcluir
  11. Que atitude bonita destas pessoas.

    Também amo animais e assim que tiver mais posses, farei questão de ajudar ONG's que cuidam deles, quem sabe até esta que a pombinha foi tratada. =)

    Além de ajudar a natureza, cuidando de seus filhos, é importante ressaltar o enorme bem que cuidar de animais nos proporciona. Todos saem ganhando.

    ResponderExcluir
  12. Parece que eu estava adivinhando.
    Olha aí você falando de doações.
    :D
    Parabéns pela iniciativa!
    Vou entrar e fazer a minha doação.
    ♡♡♡♡

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...