sábado, 4 de janeiro de 2014

A Minha Lista Negra - 20 Coisas Que Não Gosto nos EUA


          Depois de tanto pensar se devia, resolvi escrever então a minha lista das coisas que não gosto nos EUA. Não é uma resposta ao Americano que escreveu sobre o Brasil, de maneira nenhuma. No entanto muitas pessoas me perguntaram sobre isso por email.
Eu não acredito que haja lugar perfeito para se viver. Quem acha que aqui é um mar de rosas, está profundamente enganado. Tem problemas também. No entanto, este é o lugar que eu escolhi para viver. Se vou viver aqui o resto da minha vida só Deus sabe. Mas é interessante o leitor saber também dos "contras" de se viver nos EUA. Aqui vai uma lista de 20 coisas que eu não gosto nos EUA:

1.     Caça permitida a animais. Me dá uma dor no coração quando eu vejo Red Necks ou White Trashs exibindo um jacaré de 5 metros que mataram nos pântanos. Porque matar uma criatura tão bela como essas por prazer?? Isso mostra o quanto ainda temos que evoluir como seres neste planeta.




2.     Dificuldade em fazer amigos. Enquanto no Brasil, faz-se amizade no supermercado ou em um bar, aqui já não é bem assim. As pessoas são desconfiadas com respeito à estrangeiros. O americano é muito reservado. Me parece que depois da adolescência, onde todo mundo vira "amigo" rapidamente, na vida adulta é bem mais complicado. Ou talvez seja eu que não goste de sair de casa. Será?

3.     A choraminga das minorias étnicas. Isso me irrita. Muitos afro-americanos foram ensinados que os brancos lhe devem o sustento. Qualquer tratamento mais rude devido ao comportamento deles eles já começam com o jogo do racismo: "Fui descriminado! Preconceito! Racismo! etc..." Eles podem xingar alguém de "white cow" (vaca branca) que não acontece NADA, mas se os xingar de "black" dá polícia! Outro dia na Perfumeland um deles perguntou o preço de um celular. A moça, nova não sabia e perguntou ao colega. O sujeito disse: "Você perguntou pra ele porque pra mim o preço é diferente?? Porque eu sou negro??" E começou o fuá! O mesmo acontece com os Cubanos, Portoriquenhos e Dominicanos, etc. É sempre esse choro que "eu sou descriminado". É lógico que eles ganham muito com isso...direitos que nem mesmo americanos têm. O interessante é que a população Afro-americana do norte é completamente diferente.

4.     O politicamente correto. Eu não sei porque isso acontece. Os americanos dão direitos à imigrantes por quererem ser politicamente corretos depois estes se aproveitam. Quer ver um exemplo? Se um cubano pisar em Miami, recebe asilo, auxílio moradia, alimentação e green card. Para um cubano, fornecer um green card para o cônjuge é mais rápido e descomplicado do que para um americano nato! Por este motivo, os cubanos tomaram conta de Miami e tratam mal americanos que não falam espanhol. Tomaram conta! Nós brasileiros deixaríamos argentinos ou bolivianos tomarem conta de uma de nossas cidades? Outro exemplo. Porque imigrantes que não são cristãos sentem-se ofendidos quando lhe dizem "Feliz Natal", hoje, em estabelecimentos comerciais não se pode dizer Mery Christmas, tem que se dizer Happy Holidays (Feliz feriado). Pode? Fulano veio morar aqui e quer que o povo aqui mude para as conveniências deles? Isso me aborrece e o País nem é meu hein? Pergunte a um americano o que ele pensa disso?

5.     Miami. Sim, pelos motivos acima, eu não gosto de Miami. Já fui maltratado, passado pra trás, empurrado e xingado naquela cidade. Tudo isso por imigrantes...Miami é suja, perigosa, poluída e vou parando por aqui.

6.     Preconceito. Há preconceito sim. De ambas as partes. A diferença é que o negro te mostra na cara que ele é preconceituoso. Você abre a porta do 7 Eleven pra ele, ele entra e nem olha na sua cara. O Branco sorri e abre a porta para o negro, mas em casa ou em particular com outros brancos, revela seu preconceito. Somente pelo fato de sua pele ser clara, o afro americano te odeia ou te despreza.




7.     Calor da Flórida. No verão passado tivemos 43º em uma tarde. É simplesmente insuportável. Se não fosse o ar condicionado eu já teria me mudado para a Patagônia. Eu pretendo me mudar para o Colorado no futuro, se Deus quiser!


8.     International Drive e Premium Outlets. Eu DETESTO ir na International Drive e no Premium. Parece que as coisas do Premium estão de graça, porque as pessoas brigam pra pegar. Isso se deve mais pelo fato que eu detesto aglomeração de pessoas também.

9.     Sistema de Saúde. No Brasil eu pagava um plano de saúde. Usei pouquíssimas vezes, mas dava uma segurança saber que se eu precisasse mesmo poderia ir para o hospital público, mesmo que as chances de morrer lá fossem maiores. Os planos de saúde aqui são copay. Você paga uma parte, o seguro paga outra. Não há seguros que cubram 100% de tudo. Também não gosto do discurso "No Brasil tem saúde pública, aí não tem!" Bom, mas você usa o sistema de saúde público ou tem seu plano particular?

10.  Obesidade. 1/3 dos americanos são obesos. As propagandas de TV se resumem a carros, comida e produtos para emagrecer!

11.  Sobremesas. Não há opções de sobremesas de frutas nos restaurantes e os espaços nos supermercados reservados para frutas são minúsculos, sabe por quê? Porque os americanos NÃO comem frutas (já que é para generalizar, né? Kkkk)

12.  Comida. A comida dos restaurantes são ótimas. Pelo menos nos que eu frequento. Mas as comidas nas casas da maioria dos americanos (e eu fui em MUITAS) é temperada somente com sal. Não há cebola, alho, salsa, condimentos e temperos diversos.

13.  A mania do "pronto". Preguiça? A verdade é que tem tudo pronto, você não precisa fazer nada. Compra pronto. Em festas, dificilmente alguém traz um prato que fez. É algo comprado no supermercado. Na festa de fim de ano levei um pudim de leite que durou 5 minutos porque era a única sobremesa entre mais de 20 que foi preparada em casa. Eu nem consegui comer um pedaço!?

14.  Os enlatados, conservantes, estabilizantes, etc. Os muffins que a Louise compra duram MESES fora da geladeira. O muffin de maçãs que eu faço (é "maçãs" porque usa-se mais que uma ok?) depois de uma semana emboloram todos. Mas é claro, pode-se comprar tudo fresco e cozinhar em casa, mas dá trabalho e tira o tempo que se pode assistir TV.

15.  A discussão Democratas x Republicanos. Nem vou comentar...




16.  O falso puritanismo. Um político perde a carreira política pra sempre porque foi descoberto que ele tem uma amante, ou teve uma a 25 anos atrás. Enquanto que na vida privada, 50% dos casamentos americanos são desfeitos só por infidelidade. Paula Deen foi cortada da TV, dos contratos, de um monte de coisas, porque disse a palavra "nigger", enquanto que os americanos brancos e negros falam toda hora.

17.  O consumismo descontrolado. Compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se, compra-se. Consumir é a ordem do dia. Não é à toa que os americanos tem as garagens LOTADAS de porcarias e depois fazem Garage Sale. Se está frio e a pessoa está com calor dentro de casa, esta liga o ar condicionado em vez de abrir as janelas. Frequentemente eu vejo gente durante o dia na TARGET andando com os carrinhos por todos corredores procurando o que comprar. É diferente de uma pessoa que vai com uma lista. As pessoas ficam simplesmente "procurando" algo para comprar...





18.  O Ato de processar. Virou moda. Qualquer coisa, processa-se, porque vira-se milionário da noite pro dia. Outro dia pegaram em uma camera de circuito fechado, uma velhinha fingindo que caiu no supermercado para processar o supermercado. A outra que queimou a língua com café quente no McDonald's recebeu 1 milhão de dólares e por aí vai. Consequentemente as pessoas e o comércio MORREM de medo de serem processados e há infinitas restrições ao que se pode fazer porque "dá processo".

19.  Serviços de telemarketing. É só precisar ligar para qualquer cia que a ligação cai na Índia e você mal entende o inglês dos indianos. Principalmente cias telefônicas.

20.  Programas de TV Trash. Como o do Jerry que é lavação de roupa suja na TV. As pessoas saem no tapa, etc. Nesta lista tem uns realities também que vou te falar...
           

            Antes que alguém pergunte "e o que você está fazendo aí", que provavelmente não será um leitor que leu o blog desde o início, respondo que eu consigo me desvencilhar de quase todos os itens acima. Eu não vou à Miami, não assisto programas de TV trash, não consumo coisas que não preciso, não vou ao Premium, etc. São coisas que aborrecem, mas não mudam muito a minha vida. Eu já visitei 18 países e sempre ouvi os moradores de cada um deles a seguinte frase "Este País, é o melhor país do mundo" e em todos os países eu ouvi gente reclamando do seu país, da sua gente e do seu governo. Então eu acredito que cada um tem que procurar um lugar onde seja feliz. E, por enquanto, eu posso dizer que eu achei o meu.

121 comentários:

  1. bacana! só não entendi a número 16 :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana
      Falso puritanismo é quando alguém se faz passar por santo, mas por baixo do pano apronta. A sociedade americana gosta de dar um ar de pura, de santa, mas por tras das paredes apronta.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Herbert
      Todos somos habitantes deste planeta. Se for por questão de sobrevivência eu até entendo, mas nós humanos não precisamos comer carne TODO DIA. Agora matar por esporte...estraga o meu dia!
      Abs

      Excluir
    2. Não é bem assim Renato. Se procurar saber, tem certos tipos de animais, que se não for abatidos de tempos em tempos, vai ocasionar em uma superpopulação, trazendo riscos a vida humana. É o caso do crocodilo nos EUA. Pesquise isso na internet ou assista na DISCOVERY CHANNEL ou ANIMAL PLANET...
      FORTE ABRAÇO !!!

      Excluir
    3. Parei no Discovery.

      Excluir
  3. Oi! Tudo bem? Espero que sim. Acompanho seu blog e o Face e acho ótimos. Muito bacana você dividir sua experiência com outras pessoas. Gostei da sua lista acima. Ela é bem mais light do que a que o americano fez sobre o Brasil (que achei um tanto exagerada). Eu morei no Oregon e achei algumas coisas diferentes por lá. Não senti dificuldades em fazer amizades. Sim, o povo é bem mais reservado, mas com o tempo a gente conquista a confiança e ganha ótimos amigos. Em algumas cidades de colonização alemã, no Brasil, por exemplo, também é mais difícil o povo baixar a guarda. Acho que participar de grupos de serviço, beneficentes ou esportivos, humanitários, ecológicos, etc, ajudam para fazer amizades por propiciarem um contato mais direto. Mesmo sendo Oregon um Estado bem tradicional, conheci afro americanos bem bacanas e educados. Sim, tem muita comida pronta, mas as famílias que conheci faziam encontros, como na igreja por exemplo, e as senhoras faziam pratos deliciosos, assados, tortas de maçã naturais ótimas, evitavam os prontos, era tudo fresquinho. Percebi que isso é mais caro...talvez por isso muita gente compra pronto: por ser rápido e barato. Entendo que em todos os países deste mundo existem pontos positivos e outros nem tanto. Cabe a cada indivíduo escolher o local em que se sente melhor para viver. É uma avaliação muito subjetiva. Também já estive algumas vezes aí na FL e acho um bom lugar para viver, evitando o que não gostamos, como você referiu, mas também amo meu país, tentando valorizar o que tem de bom por aqui e administrando o que ainda falta aperfeiçoar. Bom texto amigo! Home sweet home, seja ela onde for! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá Renato,

    Você até que foi bonzinho na sua lista. Mas concordo com muitos itens na sua lista. E discordo de muitos da lista do gringo no Brasil, apesar de algumas verdades não acho que deveria ser naquela intensidade.
    Eu preferi morar nos EUA pois colocando tudo na balança vejo mais vantagens aqui.

    Abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe
      Pra falar a verdade deu trabalho pra achar 20 coisas. Duas ou 3 eu sabia de cara, mas 20 tive que pensar um pouco. Aqui ainda é muito bom de se viver
      :)
      Abs

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. oie Renato
    Adorei sua lista. E sim entendi seu ponto de vista. Sei que ela não é vingança pela lista feita aqui do Brasil.

    ResponderExcluir
  7. olá Renato
    Adorei o post. A idéia da lista de coisas que eu odeio é sempre polêmica. Não é porque um lugar tem algo que vc não gosta ou não concorda, que vc deva se mudar. Ou deva... Cada um sabe de si.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Oi Rê, adoreino post. Acabei de assistir um vídeo do Carlinhos, do Realidade Americana onde ele fala sobre os planos de saúde. Pra quem ganha salário mínimo o governo subsidia a saúde, é tipo um SUS, vc conhece? Fora que se vc for atendido e não tiver plano de saúde, pode pagar depois o quanto puder, por mês. Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim SI
      Vc pode inclusive apelar para corte e ter a dívida perdoada. Esqueci de falar
      :)
      Bjs

      Excluir
  9. Para mim o pior sem dúvida é o racismo o separatismo descarado que exististe tanto pela cor, quanto pela nacionalidade ou cultura, isso existe até mesmo entre os estados americanos, eles parecem que não amadurecem muito neste aspecto.

    Gostaria se vc pudesse é claro, que um dia falasse sobre as fraternidades ou irmandades que existem nas universidades, eu tenho curiosidade de saber como isso funciona ai.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Izabel
      Eu também tenho muita curiosidade sobre esse assunto. Vou pesquisar e escrever.
      Vai pra lista de posts!!
      Abs

      Excluir
  10. Feliz ano novo Renato!

    Sua lista é bem light em comparação a outra. será que é pq por aqui as coisas são bem mais hard core?

    Essa dos animais é uma coisa que me incomoda muito, aqui passa um programa sobre taxidermia que me recuso a assistir, os caras tratam a caça com a maior naturalidade, coisa que discodo.

    O politicamente correto é outro câncer por aqui, proibiram desenho do Tom e Jerry e agora querem proibir lutas de MMA na TV sob a alegação que estimulam a violência (os programas sensacionalistas que fazem a TV sangrar tipo Datena não, né?). Esse mi mi mi de minorias tb me irrita bastante.

    Não conheço Miami mas vc não é o primeiro que diz isso, acho q qd eu for, reservarei somente uns 2 ou 3 dias...

    O sistema de saúde dos EUA me parece caro e complexo, mas funciona, né? Por aqui pagamos planos de saúde caros e somos tratados iguais gado do mesmo jeito que no SUS, simplesmente não tem pra onde correr.

    Grande abraço pra vc!

    Daniel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel
      Infelizmente o país que eu nasci, o meu país está com condições piores que aqui. Principalmente em uma grande cidade como SP. Como eu disse, acho que o americano estava muito amargurado quando escreveu a lista. Mas se eu fosse fazer uma lista sobre o Brasil seria maior, mas o povo não gosta :)
      Abs

      Excluir
    2. É isso mesmo Renato, o povo não gosta de saber a verdade, abração!

      Excluir
  11. Oi Renato. Procurando a tempos sobre intercâmbio e vida de brasileiros nos EUA encontrei "Graças a Deus" esse blog. Você tem um humor inigualável, amo suas postagens, só tive a coragem de escrever agora, depois de mais de 6 meses acompanhando, enfim.. Quero ti agradecer pelas suas experiências que você divide com tanta veracidade e carinho. Sempre pesquisei sobre os EUA e Rússia, pois são países que amo, pelo fato de estudar esses 2 idiomas, mas sempre encontrei informações demasiadas. Bem, quero expressar a minha gratidão, pois aqui encontrei tudo o que precisava para dar um pontapé inicial no meu intercâmbio que ocorrerá em janeiro/fevereiro2015, rumo EUA. Continue assim, talentoso! Costumo dizer que você foi uma força que precisava para vencer a minha insegurança, afinal será a minha 1º viagem internacional. E como você diz em um dos seus posts: se eles conseguiram..eu também consigo. Obrigada! Flaviana F. - Estudante de Letras Inglês-Unit, amante dos EUA e da língua Russa, residente em Sergipe. See you!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico contente de poder ter te inspirado. Vá em frente sem medo!
      Abs

      Excluir
  12. Ainda vou morar nos EUA, e vai ser em NY.

    ResponderExcluir
  13. Olá Renato,já passei algumas vezes por aqui,eu moro na Finlândia mas o meu sonho é o Canada,cara aquele país é os EUA melhorado,hahahaha.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  14. Depois de falar das coisas negativas do Brasil agora voltei pra falar do que acho de pior nos Estados Unidos.Como vc falou umas das coisas piores daqui é essa briga ridicula de minorias étnicas.Pra quem vem passear aqui não ver nada mas pra quem mora aqui sabe bem o que acontece.Por exemplo a maioria dos afro americanos daqui são grosseiros e mal educados e usam a desculpa da cor pra achar que são injusticados,discrimados e tal mas quando vc vai visitar o bairro onde eles moram parece uma favela ,com os jardins sujos,as casas caindo os pedaços , gangues e com um linguajar de quinta categoria.Uma outra coisa que detesto aqui é essa palhaçada de dizer happy holidays ou seja não diga Feliz natal mas diga happy holidays porque assim não estará ofendendo nenhuma pessoa.Ora bolas se aqui é um país livre então porque obrigar as pessoas a dizerem happy holidays???Outra coisa de pior aqui é a dificuldade desse povo de fazer amizade,de convidar a pessoa pra ir na casa mas eu acho mesmo que é por vergonha porque tem cada casa de americano que parece um lixão de tanta tralha velha dentro parecendo que não ver limpeza a anos.Outra coisa que detesto aqui são as garagens cheias de tralha velhas.Ora se a garagem é feita pra colocar o carro então pra quer usar como deposito de tralha !!!!outra coisa que acho aqui é que as mulheres americanas são muito preguiçosas isso sim!Levam os filhos de pijamas pras festas, descabelados e remelentos,muitos usam a cozinha somente de enfeite porque fazer uma comida é raro.E o banho de bebê na pia da cozinha???nojo !outra coisa é esse desespero de comprar e comprar como se tivesse essa necessidade louca de gastar.E pra terminar o que acho de pior aqui é o sistema de saúde.O americano passa vida toda pagando impostos e tal mas somente vai fazer um check up quando a coisa esta num estado feio mesmo porque é tudo muito caro desde um exame rotineiro a visita no dentista.Sem falar que os Estados Unidos é um país de primeiro mundo mas com um povo com os dentes feios, amarelos e sujos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah esqueci de dizer Renato que mulher americana dar muito valor para o anel de noivado pra mostrar pra amigas.Outra coisa que vc pode esquecer é décimo terceiro salário,licença-maternidade de 6 meses e férias de um mês porque isso não acontece por aqui.Renato obrigada ai e desculpa qualquer coisa mas acho seu blog nota 10.

      Excluir
  15. Oi Renato,

    Adoro quando seus posts nos dão um gostinho do que é morar por ai.
    Li e reli sua lista (assim como li e reli a do americano contra o Brasil) e pensei, pensei e resolvi colocar alguns pontos.

    Se estes são os itens que você pode observá-los e chegou a conclusão de que são os que mais detesta, pensei logo: É pra lá que tenho de me mudar... hahahaha. Sério!

    Sem brincadeiras, minha lista do que detesto aqui começaria e terminaria com um único e triste item:

    1) odeio acordar e ler no jornal que uma criança de 6 anos está com 90% do corpo queimado por estar transitando com algum parente, julgo eu, dentro de um transporte público no maranhão qudno bandidos traficantes resolvem atirar fogo no veículo com os passageiros dentro.
    De novo: uma criança de 6 anos com seu corpinho minusculo pegando fogo dentro de um ônibus, gente .... e o BRasil não pára. Ninguém se manifesta, ninguém acha um absurdo.

    Pronto minha lista acabou aqui, não preciso de mais nada. Se fosse pelas listas, mudaria amanhã mesmo, penalizada por pessoas de bem permanecer ainda neste pais.

    Sobre a SUA lista vou te confortar em alguns itens... você se sentirá melhor, acredito... hahahaha quem sabe vai até reduzi-la .. hahaha

    1. Nós temos aqui as caças ILEGAIS correndo à solta. Não concordo com as dai de forma alguma, mas se é legal, no mínimo tem algum controle dos bichos abatidos e tal,... já aqui... vemos tantas onças, jacarés, beija-flor, pássaros, capturados, se não mortos, para o comércio ILEGAL. Cada caso absurdo.... cada bicho lindo ... uma judiação.

    3. Este item globalizou ... acredito que todo lugar tenha. Não é mais privilégio só dos EUA.

    (continua)

    ResponderExcluir
  16. Oi Renato,

    Adoro quando seus posts nos dão um gostinho do que é morar por ai.
    Li e reli sua lista (assim como li e reli a do americano contra o Brasil) e pensei, pensei e resolvi colocar alguns pontos.

    Se estes são os itens que você pode observá-los e chegou a conclusão de que são os que mais detesta, pensei logo: É pra lá que tenho de me mudar... hahahaha. Sério!

    Sem brincadeiras, minha lista do que detesto aqui começaria e terminaria com um único e triste item:

    1) odeio acordar e ler no jornal que uma criança de 6 anos está com 90% do corpo queimado por estar transitando com algum parente, julgo eu, dentro de um transporte público no maranhão qudno bandidos traficantes resolvem atirar fogo no veículo com os passageiros dentro.
    De novo: uma criança de 6 anos com seu corpinho minusculo pegando fogo dentro de um ônibus, gente .... e o BRasil não pára. Ninguém se manifesta, ninguém acha um absurdo.

    Pronto minha lista acabou aqui, não preciso de mais nada. Se fosse pelas listas, mudaria amanhã mesmo, penalizada por pessoas de bem permanecer ainda neste pais.

    Sobre a SUA lista vou te confortar em alguns itens... você se sentirá melhor, acredito... hahahaha quem sabe vai até reduzi-la .. hahaha

    1. Nós temos aqui as caças ILEGAIS correndo à solta. Não concordo com as dai de forma alguma, mas se é legal, no mínimo tem algum controle dos bichos abatidos e tal,... já aqui... vemos tantas onças, jacarés, beija-flor, pássaros, capturados, se não mortos, para o comércio ILEGAL. Cada caso absurdo.... cada bicho lindo ... uma judiação.

    3. Este item globalizou ... acredito que todo lugar tenha. Não é mais privilégio só dos EUA.

    (continua)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A impunidade no Brasil é a pior coisa que existe, o código penal é uma piada, e através disso vem todas as consequências.

      Excluir

  17. 4. Politicamente correto:
    O que lhe acontece caso atravesse a fronteira de certos países, ilegalmente...
    Então, vejamos:
    - Se atravessar a fronteira da Coréia do Norte ilegalmente, será
    condenado a 12 anos de trabalhos forçados.
    - Se atravessar a fronteira do Irã ilegalmente, será detido sem limite de prazo.
    - Se atravessar a fronteira do Afeganistão ilegalmente, será alvejado.
    - Se atravessar a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, será preso.
    - Se atravessar a fronteira chinesa ilegalmente, nunca mais ninguém
    ouvirá falar de você.
    - Se atravessar a fronteira venezuelana, será considerado um espião a
    serviço dos EUA e o seu destino está traçado.
    - Se atravessar a fronteira cubana ilegalmente, será colocado no
    paredão e fuzilado
    - Se atravessar a fronteira americana ilegalmente, será preso e
    deportado para o seu país.
    Mas, se você entrar por alguma fronteira do BRASILilegalmente...
    receberá espontaneamente:
    - Um abrigo
    - Um trabalho
    - Carta de motorista
    - Cartão Cidadão (INSS) de Saúde
    - Segurança Social
    - Crédito Familiar
    - Cartões de Crédito
    - Renda de casa subsidiada pela CDHU ou empréstimo bancário para a sua compra
    - Escolaridade gratuita
    - Serviço Nacional de Saúde gratuito
    - Se for de esquerda, chance de um emprego no governo federal
    - Se preenche o requisito anterior pode até obter título de eleitor/al/eiro
    - Será enquadrado no sistema de cotas e excluirá um brasileiro
    - Poderá ser um representante no Parlamento
    - Poderá votar, e mesmo concorrer a um cargo público
    - Ou até mesmo fundar o seu próprio partido político!
    - Receberá mensalmente Bolsas/1/2/3/.../-ESMOLAS
    E, por último, mas não menos importante:
    - Poderá se manifestar nas ruas e até queimar a nossa bandeira!
    Mas, se eu quiser impedi-lo, serei considerado politicamente incorreto!

    15. Temos a discussão Esquerda x Direita (na cabeça dos brasileiros se traduz em PT x PSDB - mesmo que o último tb seja de esquerda...kkkkkk, vai entender)

    16. Lula não perdeu uma eleição por que mostraram na TV uma filha que ele teve fora do casamento? Lembra disto? Acho que o falso puritanismo está mais ligado ao perfil conservador, povo de criação cristã.

    20. hahahhaha... assista casos de familia daqui..sei lá qual canal que passa, mas é trash, bom você viu o video daquele pessoa que fez um estudo dos programas de TV daqui e viu a conclusão, né? Bundas, peitos, brigas, traições, barracos, é o que temos na TV...

    Desculpe o texto looooooooongo.

    Bjs Renato,


    Eli Nogueira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei Eli!!!
      Mas aqui o fulano só é deportado se cometer um crime. Se for Chines ou Cubano tem TODOS os direitos do mundo!
      Bjs

      Excluir
  18. Amo a filosofia do "conseguir se desvencilhar de tudo que despreza". Pratico também, nem sempre dá certo, já que moro com outras pessoas e não dá para ser radical com tudo.

    Você não tem ojeriza ao culto de celebs ? A obsessão com casa do artista, anel de brilhante da atriz, ao cabelo/maquiagem/tatuagem/sapatinho ? Privada dourada da Rihanna? Quem separou quem está junto ? Eu tenho HORROR a lindos & famosos.

    Taxidermia, e particularmente bicho empalhado eu acho de profundo mau gosto. Uma borboletinha espetada num quadrinho ou um "bug" até passa. Dê uma olhada aqui: http://www.apartmenttherapy.com/house-tour-194166 Os donos da casa acham super cool que o pai da moradora vá matar bicho na Africa que ela espalha pela casa como decoração. Parece que no Texas faz parte da cultura local. A Rachel Ashwell até comentou num dos ultimos livros dela sobre o estranhamento inicial que tinha em relação a um bambi na sala de estar da casa que comprou em Round Top.

    Assim como americanos holandês não faz amizade com estrangeiro não, os amigos são geralmente os mesmos desde a época da escola básica e poucos são acrescentados ao grupo original de amigos ao longo da vida. (Exceçoes para holandeses que moram em grandes centros da Randstad e trabalhem em ambientes muito internacionais em Rotterdam - empresas e exportação e importação, Haia - embaixadas, Amsterdam - turismo, etc. Amstelveen - japoneses e americanos. Esses acabam tendo amigos estrangeiros) Mesmo se você tenha um ótimo colega de trabalho durante anos, um ótimo vizinho que voce possua até a chave da casa dele... poucas chances de que o contacto vá além do amigável e superficial. Até que tenho tido sorte e estabeleci minhas próprias amizades. E olha que depois do trabalho o pessoal não vai tomar chop nem capuccino na lanchonete da esquina não ! É direto para casa. Vida familiar tem prioridade absoluta. Até se você liga para a casa de um amigo ou familiar tem que perguntar primeiro: "Ligo em momento adequado ?" ou "Você está em condiçoes de falar agora ou prefere que eu ligue mais tarde ?" Acho super educado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana
      Esse culto às celebridades é forte aqui mesmo, mas não me incomoda tanto. Me incomoda mais ir no WALMART e me encontrar com a gentalha...Não é por causa de ser pobre nem nada, é por causa de não ter educação e realmente incomodar outras pessoas. Te empurram, batem o carrinho no seu calcanhar, etc.
      Nem vou olhar o site do apartment terapia, porque essas coisas estragam o meu dia, literalmente. Eu fico muito triste, muito mesmo.
      Quanto às amizades, é exatamente como você falou...uma coisa superficial.
      Bjs

      Excluir
  19. Amo a filosofia do "conseguir se desvencilhar de tudo que despreza". Pratico também, nem sempre dá certo, já que moro com outras pessoas e não dá para ser radical com tudo.

    Você não tem ojeriza ao culto de celebs ? A obsessão com casa do artista, anel de brilhante da atriz, ao cabelo/maquiagem/tatuagem/sapatinho ? Privada dourada da Rihanna? Quem separou quem está junto ? Eu tenho HORROR a lindos & famosos.

    Taxidermia, e particularmente bicho empalhado eu acho de profundo mau gosto. Uma borboletinha espetada num quadrinho ou um "bug" até passa. Dê uma olhada aqui: http://www.apartmenttherapy.com/house-tour-194166 Os donos da casa acham super cool que o pai da moradora vá matar bicho na Africa que ela espalha pela casa como decoração. Parece que no Texas faz parte da cultura local. A Rachel Ashwell até comentou num dos ultimos livros dela sobre o estranhamento inicial que tinha em relação a um bambi na sala de estar da casa que comprou em Round Top.

    Assim como americanos holandês não faz amizade com estrangeiro não, os amigos são geralmente os mesmos desde a época da escola básica e poucos são acrescentados ao grupo original de amigos ao longo da vida. (Exceçoes para holandeses que moram em grandes centros da Randstad e trabalhem em ambientes muito internacionais em Rotterdam - empresas e exportação e importação, Haia - embaixadas, Amsterdam - turismo, etc. Amstelveen - japoneses e americanos. Esses acabam tendo amigos estrangeiros) Mesmo se você tenha um ótimo colega de trabalho durante anos, um ótimo vizinho que voce possua até a chave da casa dele... poucas chances de que o contacto vá além do amigável e superficial. Até que tenho tido sorte e estabeleci minhas próprias amizades. E olha que depois do trabalho o pessoal não vai tomar chop nem capuccino na lanchonete da esquina não ! É direto para casa. Vida familiar tem prioridade absoluta. Até se você liga para a casa de um amigo ou familiar tem que perguntar primeiro: "Ligo em momento adequado ?" ou "Você está em condiçoes de falar agora ou prefere que eu ligue mais tarde ?" Acho super educado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, não é?
      A cultura as celebrities também me irrita. Principalmente esses shows da vida privada delas, Kardashians, etc. Mas eu nunca nem assisti...
      Eu também achei que nos países frios da Europa devia ser assim. Aqui se manda um text message primeiro perguntando se pode ligar pra pessoa e depois das nove da noite não se liga pra casa de ninguém!
      kkk
      Mas eu sinto falta de amigos, como tinha no Brasil
      Bjs

      Excluir
  20. Renato, como sempre, você dá um show com suas palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Renato, como sempre você dá um show com suas palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir
  22. Renato, tudo bem? Tenho acompanhado o seu blog e esta visão "de quem mora aí" é ótima para quem pretende ir morar aí! Obrigado pelos seus textos!

    ResponderExcluir
  23. Renato, tudo bem? Tenho acompanhado o seu blog e esta visão "de quem mora aí" é ótima para quem pretende ir morar aí! Obrigado pelos seus textos!

    ResponderExcluir
  24. Pois é , Renato , nenhum lugar é perfeito , mas acho que a América é o lugar mais civilizado ainda para se viver, e o Brasil não precisava ser tão imperfeito assim, graças aos nossos governantes que você conhece bem .Feliz 2014 !

    ResponderExcluir
  25. Olá , Renatinho! Pois é , nenhum lugar é perfeito , mas acho que a América é o lugar mais civilizado ainda para se viver, e o Brasil não precisava ser tão imperfeito assim, graças aos nossos governantes que você conhece bem .Feliz 2014 !

    ResponderExcluir
  26. Bom, eu me mudarei para os EUA e moro na Alemanha hoje. Como voce disse, todos os paises tem pros e contras. E o que pode ser ruim para voce, pode ser bom para o outro. Eu vim para a Alemanha amando o pais, e hoje odeio morar aqui. Tenho uma lista com 100 coisas que detesto aqui (que irei fazer). Acho que todo mundo tem o direito de morar em qualquer lugar do mundo, mas nunca tratar as pessoas mal. Tb odeio o Brasil e tenho uma lista de 1000 coisas que odeio no Brasil. E caso eu faca, sei que serei criticada. Eu sinceramente acho, por exemplo, que se 50% dos casamentos acabam por infidelidade, no Brasil as pessoas aceitam demais. O Brasil é um pais onde a infidelidade masculina é "normal". Mas se voce é mulher, e está do outro lado, sabe como é isso. Acho que o Brasil é um pais onde as pessoas falam "demais"... as vezes vc precisa de silencio, e o nego do teu lado, falando pelos cotovelos (pode ser um amigo seu, por exemplo). Os EUA nao é e nunca foi um exemplo, eu mesmo achava que o pais era pobre culturamente, mas eu me surpreendi. Acho que os americanos sao obesos porque a comida gordurosa é muito barata, e as naturais mto caro! Entao, um lanche do Mc, a 1 USD, putz.... e vc sabia que isso ta acontecendo no Brasil tb ne? Li que 51% da populacao do Brasil ta obesa.... ou seja.. que mundo! Mas interessante sua lista. Vou prestar atencao quando me mudar prai! Um abraco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz a lista pra gente? Não precisa ser 100, só umas 20. Eu publico aqui no blog
      bjs
      :)

      Excluir
    2. 1 - A Anônima aí odeia o Brasil, ok.
      2 - Foi para a Alemanha amando o país e agora odeia morar lá, ok pq não?!

      Agora se ela for morar nos EUA e depois de um tempo começar a odiar lá também, então sugiro que comece a pensar onde está o problema... ;)

      Excluir
  27. Renato,

    Primeiro devo dizer que adoro seu blog, já comentei algumas vezes e sou sua fã.

    Concordo com a maioria das coisas da sua lista, mas outras acho que o buraco é mais embaixo, principalmente quando vc fala de minorias e preconceito (e olha que eu nem gosto dos EUA, longe de mim querer defendê-lo...rs). Não me soa nada bem generalizações como "os cubanos" ou "o negro", o grupo englobado aí é imenso e heterogêneo. Fora que eu tenho cada vez mais aderido ao posicionamento de que há sim uma dívida histórica com diversas minorias, dentre elas o negro. Outro dia li 2 posts bons sobre isso aqui: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/12/guest-post-minha-culpa-por-ser-negro.html e http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/11/minhas-reflexoes-no-dia-de-consciencia.html. Claro que existe gente que se aproveita e abusa, mas isso não tem a ver com a minoria étnica, racial, etc, em si, mas sim com o indivíduo.

    Enfim, a discussão é grande e nem de longe é minha intenção te criticar, acredito que um blog é um espaço pessoal e cada um tem direito a suas opiniões. Como te admiro bastante, me senti confortável para dar minha humilde opinião. Fique a vontade para apagar o comentário se não estiver de acordo. :)

    Ah, e quanto a idosa que queimou a língua com café quente no McDonald's e recebeu 1 milhão de dólares, parece que a história não é bem essa do telefone sem fio que rola na internet. Veja a versão completa aqui: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/06/eu-ja-fiquei-do-lado-das-grandes.html.

    Longe de mim defender indenizações milionárias! Sou advogada e sempre trabalhei pra empresa, então sei que também tem muito consumidor de má-fé. Mas nesse caso do McDonald's acho que o valor pago não foi algo tão absurdo assim não, absurdo é o lobby dessas grandes empresas, vide o caos que é o sistema de saúde americano por conta do lobby das grandes corporações envolvidas.

    Abs,
    Denise

    ResponderExcluir
  28. Renato,

    Primeiro devo dizer que adoro seu blog, já comentei algumas vezes e sou sua fã.

    Concordo com a maioria das coisas da sua lista, mas outras acho que o buraco é mais embaixo, principalmente quando vc fala de minorias e preconceito (e olha que eu nem gosto dos EUA, longe de mim querer defendê-lo...rs). Não me soa nada bem generalizações como "os cubanos" ou "o negro", o grupo englobado aí é imenso e heterogêneo. Fora que eu tenho cada vez mais aderido ao posicionamento de que há sim uma dívida histórica com diversas minorias, dentre elas o negro. Outro dia li 2 posts bons sobre isso aqui: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/12/guest-post-minha-culpa-por-ser-negro.html e http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/11/minhas-reflexoes-no-dia-de-consciencia.html. Claro que existe gente que se aproveita e abusa, mas isso não tem a ver com a minoria étnica, racial, etc, em si, mas sim com o indivíduo.

    Enfim, a discussão é grande e nem de longe é minha intenção te criticar, acredito que um blog é um espaço pessoal e cada um tem direito a suas opiniões. Como te admiro bastante, me senti confortável para dar minha humilde opinião. Fique a vontade para apagar o comentário se não estiver de acordo. :)

    Ah, e quanto a idosa que queimou a língua com café quente no McDonald's e recebeu 1 milhão de dólares, parece que a história não é bem essa do telefone sem fio que rola na internet. Veja a versão completa aqui: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.au/2013/06/eu-ja-fiquei-do-lado-das-grandes.html.

    Longe de mim defender indenizações milionárias! Sou advogada e sempre trabalhei pra empresa, então sei que também tem muito consumidor de má-fé. Mas nesse caso do McDonald's acho que o valor pago não foi algo tão absurdo assim não, absurdo é o lobby dessas grandes empresas, vide o caos que é o sistema de saúde americano por conta do lobby das grandes corporações envolvidas.

    Abs,
    Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise
      De maneira nenhuma apagaria seu comentário. Você inclusive foi muito educada. Adorei!
      Mas olha só, deixa eu te esclarecer uma coisa. Como é que eu vou dizer por exemplo que uma certa população tomou conta de Miami sem identificar? É claro que dentro do grupo dos Cubanos, Portoriquenhos, existem pessoas maravilhosas. Policiais, médicos, advogados, vc assiste Dexter? Eu mesmo conheci uma portoriquenha na faculdade, a Carmem, eu nunca vi uma pessoa mais fina na minha vida.

      Mas sabe, Denise, eu to cansado de ter que segurar a língua por causa do politicamente incorreto e por que alguém vai ficar ofendido. Claro quando escrevei sobre os portoriquenhos da faculdade, não são todos, mas são a maioria que agem assim. 95% dos afro-americanos na faculdade faziam o jogo do "coitado de mim que você me explorou agora eu tenho o direito de fazer o que eu quiser"
      Eles atrapalhavam a aula, não faziam lições, nem trabalhos e quando recebiam notas baixas o professor estava perseguindo porque ele era negro. Eu vi com meus próprios olhos! Não foi só um. Era em TODA CLASSE que eu tinha com eles. Eu tive que me mudar para Tampa porque não aguentei.
      Já quando fui em Boston, os afro-americanos são completamente diferentes.

      Outro dia eu assisti um episódeo da Housewives de Miami só pra ver se a brasileira ia fazer barraco. Daí a Cubana Alexia (que é a melhor de todas, por sinal) disse: Nossa cultura dá mais valor a festas do que cumprir horários ou ser pontual. Claro que não são todos, mas é um traço característico, entende?
      Se você for a Miami vai entender o que eu estou dizendo, principalmente em little Cuba, mas não vá desacompanhada heheh

      A linha entre caracterizar um povo e generalizar é quase impossível de estabelecer. As pessoas só percebem quando é negativo. Quando se diz, o "brasileiro é um povo amistoso", todo mundo concorda, sorri e ninguém reclama, mas é uma generalização também e não é verdade para 100% das pessoas.

      Quanto ao McDonad's, eu não sabia a história direito, mas concordo com a pessoa que processou. Mas os EUA estão fora de controle com isso. Há propaganda de advogados na TV a toda hora mostrando como conseguiram milhões para clientes.

      Denise, comente sempre :)
      bjs

      Excluir
    2. É, difícil mesmo essa questão de generalização. Difícil até argumentar com vc, pois como vc disse, o que vc relatou foi a sua experiência e eu realmente nunca fui a Miami, o máximo que conheço dos EUA é Nova York, onde estive há 15 anos atrás (já entregando minha condição de balzaquiana) e era muito nova pra formular essas questões (aqui tentando parecer mais nova...haha).

      De todo modo, minha objeção a alguns pontos do post não apagam o fato de que seu blog é ótimo, e que o mundo precisa de mais pessoas sensatas e educadas como vc. :)

      Bjs, Denise

      Excluir
    3. Denise
      Você é uma pessoa culta e educada, que se importa com o sofrimento dos outros, eu percebi. Eu sou também como você. Eu procuro olhar mas a pessoa individual, do que a nacionalidade ou raça. Mas quando você vai a um lugar e um certo tipo de nacionalidade te trata vez após vez de certa maneira, é inevitável você fazer algum tipo de julgamento.
      O que eu não gosto é esse tipo de coisa:
      Fato: O bairro mais sujo e perigoso de Orlando é composto de 90% Afro americano. Se eu cito isso no blog "O Renato é racista"
      Poxa gente, está escrito no gloogle, são estatísticas. Mas não se pode falar porque não é politicamente correto
      E como eu te disse é muito difícil caracterizar um povo sem ser chamado de "generalizador" principalmente quando se fala de qualidades indesejáveis.
      Adoro conversar com pessoas balsaquianas como você. Eu também, há 20 anos (entreguei!!) fui a NY e achei suja e violenta.
      Um beijão

      R

      Excluir
    4. Denise.
      O texto da Lola se refere aos negros americanos, não aos negros brasileiros.
      David

      Excluir
  29. Ola Renato. Amei o blog. Um sonho viver ai. Gostaria muito. Quem sabe realizo nao? Legal a lista e concordei com tudo. Mas tiraria de letra exceto plano de saude. Me preocupo demais. Como faz se precisar quem nao tem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai pro hospital, é tratado e se não tiver dinheiro, vai no juiz e tem a dívida perdoada
      Abs

      Excluir
    2. Obrigada! Li seu post de quando ficou mal e a dica do hospital. Muito esclarecedor seu blog. Valeu por compartilhar conosco suas experiencias.

      Excluir
  30. Renato,
    Em primeiro lugar quero te parabenizar pelo blog que é excelente, to sempre lendo seus posts, na verdade já li todos hehehe! Em segundo, te agradecer por que quando surgiu a ideia e oportunidade de eu ir para os USA fiquei muito ansioso e achei que seria tudo fácil e rápido, então comecei a me informar e assim começou a minha história com o blog :'), onde encontrei muitas coisas que me ajudaram, até pedi algumas informações para o Sergio que me foram como a luz no fim do tunel. Hoje, acabei de confirmar a minha inscrição na BYU (Universidade) no estado de Utah para o segundo semestre de 2015. Tenho certeza que isso foi graças a ajuda que tive do blog. Valeu mesmo e continuarei a lê-lo!!! Te desejo muito sucesso e que teus sonhos continuem sendo buscados e realizados! Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito contente com sua conquista e de ter participado dessa jornada
      Boa sorte e muitas felicidades em 2014!
      Abs

      Excluir
  31. Eh por isso que eu te adoro. Temos pensamentos bem parecidos. Nao tiro nem ponho nessa lista. E como voce, penso que sao coisas que da pra gente "conviver" ou ignorar sem atrapalhar nossa vida. Eu tb nao gosto do sistema de saude nos EUA no geral, mas eu sei que independente de ter seguro ou nao, eu vou ser bem atendida (claro com uma conta enorme vindo pra minha casa no final mas sou) hehe. O Brasil eh um pais lindo, com muita coisa boa, mas infelizmente deixa a desejar em termos de qualidade de vida seguranca... Aqui nos EUA, mesmo com essas coisas que incomodam, temos a oportunidade de ter uma qualidade de vida boa. Claro que aqui tb existe crime, gente doida atirando em locais publicos, mas nao eh algo banal do dia a dia como eh no Brasil. E apesar de aqui ter gente doida tb, a policia tem poder, as leis aqui funcionam. No Brasil bandido tem razao. Infelizmente.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nani!
      Também te adoro, quero te conhecer um dia :)
      Bjs amiga

      Excluir
  32. Oi Renato, como vai? Desejo um ótimo 2014 para você. Sei que não tem nada a ver com o assunto mas o que significa "fender bender" escrito junto? Vejo isso nas estradas algumas vezes quando viajo. Procurei mas só acho o significado separado. Um abraço! Heloisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, sei que tu perguntou pro Renato, mas isso deve ser facilmente encontrado no google.......pelo menos aqui onde eu moro é uma expressão para uma pequena batida entre dois carros, tipo um arranhaozinho........valeu

      Excluir
    2. Agradeço aos dois pelas respostas Abraços. Heloisa

      Excluir
  33. http://www.thefreedictionary.com/fender-bender
    abs!!!

    ResponderExcluir
  34. Oi, eu era doidinha pra morar na America, mas depois desta lista.... ai, sei lá!!! kkkkkk primeiro pq já ouvi mesmo falar que as casas são super sujas, e eu tenho meio que mania de limpeza kkkkkkk. Segundo pelo consumo, eu não sou consumista, adoro comprar roupas e tal mas só compro o que vou usar mesmo, e se não estiver precisando de nada, não compro... pela comida, não gosto dessas coisas prontas, algumas até vai, mas tudo não. Tento ser respeitosa com os outros, mas sou meio barulhentinha, bem latina mesmo kkkkkkk, sei lá, tenho medo de não ser bem recebida, de não me adaptar bem. Vc sentiu alguma dificuldade assim? Alguma coisa no seu jeito que não agradava os americanos?
    Beijos... Jennifer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jennifer
      Nunca senti preconceito, mas há uma barreira para fazer amizade. Não só entre imigrantes e americanos, mas entre americanos também
      Bjs

      Excluir
  35. Voltei hoje da Florida depois de 15 dias como turista e queria registrar algumas impressões que tive dos eua:
    1. Tudo lá é gigante, desde os lugares até a comida - é sempre muito.
    2. O americano de uma forma geral é obeso, nos parques principalmente é muito difícil encontrar um americano magro - isso me espantou muito.
    3. Os americanos não são pró-ativos. Se você perguntar para um atendente no mercado onde fica tal coisa, ele não vai te levar até lá... no máximo apontar o dedo e explicar para que lado fica.
    4. São extremamente educados com as pessoas e lhe recebem bem de forma geral. Não notei nenhuma discriminação por ser brasileiro e não vi nenhum negro me olhar torto também.
    5. Como tem indiano e muçulmanos naquela região. Fiquei intrigado com isso e queria muito entender o porquê.
    6. Dá uma noção ao turista de que tudo funciona perfeitamente. As coisas são muito bem organizadas e não lhe deixam na duvida, como no acontece no br algumas vezes.
    7. O serviço de entrega dos correios dos eua funcionam pontualmente. Fiz 7 pedidos distintos pela amazon.com e a ups entregou sempre na data combinada. E pasmem, com atualização em tempo real. O status do meu pedido mudava praticamente na hora da entrega.
    8. Os americanos amam carpetes. Em tudo tem carpete - loja, hotel, etc...
    9. Como tudo é muito grande, a guia da calçada é sempre muito alta e os acessos com carrinhos e cadeira de rodas existe mas as vezes fica um pouco longe de onde vc deixa você está - deveriam haver mais guias rebaixadas.
    10. Fiquei assustado com o numero de pessoas que usam cadeira de rodas nos eua. Vi muita gente usando, muita mesmo!
    11. Estradas perfeitas, muitas faixas para andar e pedágio custando 1 dolar - ainda assim pouco pedagio se comparado ao br
    12. Me surpreendi positivamente pela quantidade de idosos que ainda estão trabalhando. Positivamente, porque aqui no br depois dos 40 anos vc está praticamente fora do mercado de trabalho. Lá as comissarias em geral são mais velhas do que as que trabalham aqui no br nas companhias aereas e de uma forma geral, é muito comum mesmo encontrar pessoas mais velhas trabalhando em posicoes que no br vc nao as veria.
    13. É um contrasenso se comparado que o americano nao suja suas ruas, mas lá alguns hoteis são limpos 1 vez por semana - nao tem limpeza diaria.
    14. Auto-serviço. Tem máquina para tudo e tudo é cobrado. Tudo lá é vc que faz: abastece, calibra pneu (não é de graça, é cobrado - poe moedinha), algumas vezes passa a compra e paga no supermercado sem atendente, lava roupa e seca (coloca de novo moedinha nas máquinas).
    15. E o melhor: NÃO PRECISA FICAR BRIGANDO PARA COISAS ACONTECEREM DIREITO. LÁ, SE TIVER ERRADO ELES TE PEDEM DESCULPA E TE REEMBOLSAM O QUE GASTOU SE FOR O CASO. AQUI NO BR SE BRIGA POR TUDO/; COMPANHIA DE TELEFONIA, ENERGIA, INTERNET, LOJAS, ENFIM...

    Desculpem a correria, mas eu achei fundamental dividir com vcs as minhas impressoes e por favor escrevem caso nao concordem com algo.

    Por final, fui embora mas fiquei com um gostinho de vontade de viver lá, trabalhar ou estudar inglês. Talvez minha familia nao se adapte, mas vontade nao faltou.

    Abs,

    Rodrigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo e Renato. Ola. Ja registrei um post aqui. Conheco algumas cidades dos EUA. A cadeira de rodas me espantei pois qd fui nao vi nehuma. Ao menos nao notei. Nos hoteis q fiquei era limpo todos os dias. Realmente calibrar pneu e outras coisas e com moedinhas. Carpete e em tudo meeesmooo. Mega pontuais. Isso me agradou muito. Acho uma falta de educacao essa mania nossa de brasileiro nao respeitar horarios como se vc nao tivesse mais nada pra fazer no resto do dia e ter q ficar esperando. As ruas nao sao lotadas de gente o tempo todo como aqui. Percebe se q trabalham muito e as criacas ficam grande parte do tempo na escola. Criminalidade existe. Minha tia esqueceu a bolsa no banheiro de um supermercado. E so percebeu qd foi passar no caixa. Qd voltou no banheiro ja era. Tinha passaporte e td. Perdemos 2 dias de viagem correndo atras do preju. Nao gosto da comida. Cafe da manha pesado e comida sem gosto. Comemos no camilas orlando e miami. Mas em orlando a galera passou mal. Nao sei o q comeram eu comi e nao tive nada. Deve ter sido algo antes nao sei. Enfim. Nao qria ir embora. Pretendo voltar ou quem sabe morar. Abracos.

      Excluir
  36. Eu conheço Miami e gosto do clima latino de lá.. Concordo que Miami tem violência e criminalidade considerável, mas se compararmos com qualquer cidade no Brasil, Miami é uma Disneylândia. O Brasil não é só o país mais corrupto e impune que existe, mas o que as pessoas têm mais riscos de serem assaltadas e mortas por bandidos. Bandidos que têm uma legislação podre e generosa ao seu favor. Por isso eu sendo turista, jamais viria aqui. Quem inventou esse ditado de que Deus é brasileiro, é o maior imbecil e fanfarrão... É a piada mais sem graça que existe. Falou. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alex
      É muito triste pensar que o nosso país está nesta situação :(
      Eu adoraria passar férias no Brasil todos os anos. Mas depois da Miss Venezuela que morava aqui em Orlando e foi passar férias na Venezuela e foi assassinada, eu fico pensando se vale a pena. Se não vale mais a pena ir para a Europa ou mesmo conhecer outros países...
      Abs

      Excluir
  37. Renato, depende da região também.

    No fórum city data, uma das maiores reclamações de nativos da Florida ou de outros americanos, é que o pessoal de Miami e Orlando e outros é muito rude, muito por causa da migração de yankees... Isso reclamação de americano pra americano.

    E eu acredito que fazer mais amizades depende não do lugar, mas mais da pessoa. Outra coisa é a idade. Eu imagino que voce tenha mais de 30, que é uma idade que "normalmente" as pessoas são casadas. Entao o circulo de amizade é menor, e coisas em comuns como filhos ajudam.

    Normalmente a maior reclamação de proprios americanos é de que o nordeste é composto por pessoas muito rudes e fechadas. A regiao Sul (tirando Florida) é conhecida como amigavel, mas é muito religiosa. Penso que as outras regiões são mais neutras.

    Assim como no Brasil. O Nordeste é conhecido por ter um povo alegre, SP é conhecida por ter um povo rude rude, o Sul por ter um povo mais frio..

    O EUA é muito grande. É complicado voce desenhar um tipico americano, por que isso varia de regiao pra regiao e de estado pra estado, e as vezes até mesmo dentro do estado.

    Abs Renato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo
      Vc disse no começo do comentário que a Florida é rude e depois disse que a Florida é amigavel. hehehe
      Rapaz, o buraco é mais embaixo. Antes mesmo da Guerra Civil, os estados do Sul eram conhecidos como sendo dirigidos a mao de ferro. Por causa de se negarem a libertar os negros da escravidão é que começou a guerra civil. Aqui no sul, o país é mais pobre de dinheiro e educação. Voce sabe que quanto pior a educação secular das pessoas, pior o relacionamento entre elas.
      Quanto a fazer amizade, ouço esse tipo de reclamação de imigrantes e de americanos. É difícil mesmo...
      ABs

      Excluir
  38. Renato, nos formularios voce preenche Hispanic/Latino ou White?

    Por incrivel que pareça se fosse seguir a regra do Censo, o Brasil não se encaixa em nenhuma das duas hehehe

    Eu desconfio que essa opção Hispanic/Latino foi um migué pra não parecer preconceito. A verdadeira intenção deles é saber sobre cubanos, mexicanos e porto riquenhos. Argentinos, peruanos e outros não tem nada haver, mas pra não parecer preconceito são incluidos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo eu coloco Latino. O Robert é mais escuro que eu e é considerado White American. Vai saber?
      Eu não estou nem aí pra isso hehehe
      abs

      Excluir
    2. E a gisele bündchen , poe latina tb. ? Li uma vez num site americano, que tinha modelos hispânicas questionando a Gisele pq ela não podia por latina pq era branca? Confuso não?

      Excluir
  39. RENATO, meu deus, você é muito sensacional, meus sinceros parabéns pelo post e pelo site, que é muito divertido de acompanhar.

    Minha opinião sobre os EUA é muito dividida. Eu odeio todas as coisas que você falou, (acho que só faltou a cultura das armas), mas também acho que a maioria dessas coisas varia do lugar em que você mora. Por exemplo, quando fiz intercâmbio pro Colorado eu fui para uma cidade super fofa, Fort Collins. As pessoas eram educadas ao extremo, tudo era muito limpo, tudo era muito 'filme', sabe? E a questão era que todo mundo era educado, os latinos, os negros e os brancos. MUITO diferente do que na Flórida, onde eu sinceramente vi com os meus próprios olhos, os atendentes brancos e negros eram educados e os latinos não olhavam nem na sua cara. O que seria isso, algo cultural?

    Por exemplo, eu acho que a questão da obesidade nos EUA varia muito da onde você está e de qual classe social você pertence. É muito mais comum você ver pessoas obesas em bairros pobres e decaidos do que em um suburbio bonitinho e bem cuidado, não é verdade?

    Mas realmente, a questão final é que cada região é conhecida por algo diferente, como dizia minha host mom, cada lugar uma cultura. O sul as vezes é chamado de caipira, outras de acolhedor, dizem que a costa leste só tem gente mal educada, que a Nova Inglaterra é o berço da educação e dos altos impostos, tem aquela história de que na Flórida é onde acontece todas as coisas malucas do país, não é? Tem até dentro do próprio estado, o pessoal de Colorado Springs é super conservador e passivo-agressivos, e o de Denver liberais. Enfim, amei.

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igor
      Obrigado! É assim como você falou mesmo. Difícil de caracterizar. Eu, na verdade, esqueci da cultura das armas, mas faz sim parte da minha lista.
      Uma coisa boa que vejo sobre essa cultura das armas é que os criminosos tem muito medo de entrar na sua casa, porque em quase toda casa há armas de fogo.
      No entanto, crianças pegam nessas armas e atiram umas nas outras nas escolas. Muito triste.
      Eu sonho em visitar o Colorado :)
      Abs

      Excluir
  40. Rodrigo, dando um palpite no teu comentario. Renato tem razao, eh dificil mesmo fazer amizades e nao tem nada a ver com idade, pqu ninguem faz amigos para brincar de roda. Eh dificil mesmo. Um exemplo simples: No Brasil em Brasilia onde eu morava eu ia no mercado e falava com todo mundo desde o acougueiro, sapateiro e uns me conheciam ate pelo nome. Meu porteiro do bloco ficava com minhas chaves e as vezes fazia ate o pagamento da diarista para mim. Voce nao era anonimo,. Aqui no Canada onde eu moro eh o pais irmaozinho dos USA e o negocio eh dificil mesmo. De canadenses so minhas cunhadas sao amigas e olha la, com certa reserva. Outras canadians que conheco da minha rua, da escola de minha filha, sao amigaveise tals , mas fica no Hi, Bye- bye, see you e isto eh tudo. Outra: ta cheio de imigrantes aqui, o que fica mais dificil ainda furar a parede d vidro dos canadenses seletos e meu husband eh um canadense com poucos amigos. E quase todos sao assim. Eles acham normal, chamam de respeito a privacidade, mas eu acho meio exagerado o negocio.Dos amigos do marido da para contra nos dedos, 2 deles sao do tempo do High School, 3 sao do trabalho e 3 vizinhos que conversam de vez em quando.e 1 do golfe heheh O resto eh primo, irmaos e cunhado. Eu, encho esta casa de amigos brasileiros e ele adora e tem mais amigos brasileiros do que eu...rsrs Ele tbem morou em San Francisco e diz que nao teve 1 (unzinho) amigo la. E ainda foi assaltado no metro. Eh dificil sim, vc fazer amizades de confiar, vc tem co-worker, class mates, mas geralmente muda de emprego e la se vai o amigo.E for a meus amigos virtuais que alguns ja ficaram reais. Ele nao entende esta nossa alegria e confianca mutual sem nos conhecer desde criancinha. Agora ja me acostumei assim, mas qdo vim morar aqui, quase tive depressao de sentir falta de alguem para conversar e trocar receitas, eh vero..Marilia, (amiga do Renato)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Marília
      Antes de eu vir, achava que essa coisa de amizade ia ser diferente comigo, porque eu faço amizade até com a atendente de telemarketing. Caí do cavalo.
      Já percebi que se eu não fizer amizade com os brasileiros, vou ficar dentro de casa mesmo ehehe
      Beijão

      Excluir
    2. Igualzinho a mim. Achava coisa de gente intellectual demais, esnobe e querer dar uma de artista. Ora bolas, eu que morei em POA, Curitiba , Brasilia e deixei e continuo na vida adulta com amigos que fiz nestas cidades, como nao fazer amizade e ser simpatico com estrangeiros na terra que irei morar?, eu pensava..Nao dou 1 ano para ser a mais popular da minha comunidade. hahahahahahaha mil vezes risos histericos. No inicio achei que era meu ingles meio travadinho, depois achei que usava as palavras dificeis e nao sabia as girias, depois achei que achavam meu partner metido a rico, dizia que ele devia ser mais simplinho, dai passou 1 e 2 anos, meu ingles quase igual o deles e era so risinhos e aceninhos e meu telephone nao tocava. Dai surtei...achava que era um Pais de mongoloides, perversos e louquinhos que so falavam em bullying. Hahaha Hoje eu sei o que eh. isto chama-se CULTURA da terra, igual o samba do Rio, o happy hour de SPaulo e o frevo do Recife. Nao tem jeito. Ahh, mas tenho amigas viu? 2 vizinhas, 1 que faco Gym e 1 maes da colegas de minha filha e fim. The end. (verdureiro, sapateiro, porteiro geralmente sao asiaticos e nao querem papo e nem aprender ingles.) bjos Marilia com (poucos amigos)

      Excluir
    3. Renato ola de novo. Hihi... meu marido faz amizade ate vom manequim de loja. Mas creio que ai como brasileiros temos q nos segurar um pouco. Em vez de fazer amizade acabamos por afastar pelo nosso jeito escancarado de ser. Mas eu sou bem reservada e poucos amigos. Creio q fiquei assim com o tempo. As pessoas aqui nao andam muito confiaveis. E o brasileiro adora uma competitividade. Vc compra uma coisa o outro vai la e compra uma igual, mas melhor... e por ai vai... complicado levar alguem pra sua casa hj em dia.

      Excluir
    4. Marilia
      Sabe que mesmo no Brasil, com o passer dos anos percebi que as pessoas queriam mesmo era ficar dentro de casa, ninguém saía mais
      Abs

      Excluir
  41. oi Renato. Achei sua lista bem light. Pensei que vinha coisa pior. De tudo que você falou eu acho mesmo que o pior é a caça aos animais. Já tá mais que provado que precisamos da natureza para a sobrevivência do planeta. Olha, todo mundo reclama que é difícil fazer amigos, mas se eu moro aí me sairia muito bem nesse quesito pois eu não gosto de receber e não gosto de ir na casa dos outros. Aqui em casa briga-se muito por isso pq marido é totalmente o contrário de mim. Ele não ia gostar dai não.KKKKKKKK.xx milca.

    ResponderExcluir
  42. Gostei do encerramento de sua postagem. A gente tem que viver onde gosta e saber se manter afastado do que não gosta. Uma postagem como a sua feita em um blog aqui no Brasil viria com certeza lotada de ofensas a cada uma das criticas que você fez. Eu adoro o Brasil e seu povo, sou do tipo que puxa conversa em qualquer fila. Com defeitos ou não, temos que viver onde nos sentimos feliz. Obrigado pela dica de Miami.

    ResponderExcluir
  43. Oi Renato, já tinha lido seu post faz alguns dias mas não comentei, porque vendo os comentários, fico lendo e aí acabo por não comentar. Vejo que gosta mesmo daí, uma lista pequena. A que me incomodou mais quando li foi a captura dos animais, não consigo entender esse prazer, e outra que sempre me chama a atenção é sobre dificuldade de fazer amigos, eu não sou muito dada a fazer amiiiiigos, aqui no Brasil, como temos uma excelente comunicação, falamos com qualquer pessoa, até em fila de banco,rsrs, e nos transformamos em velhos amigos de infância, já num país estrangeiro, acredito que isso faça muita diferença e talvez sofresse com isso, ia ficar muda em pouco tempo e nem sei. Eu também acredito que quando passamos dos quarenta, é mesmo difícil fazer uma amizade boa, daquelas de quando estávamos em plenos 25anos, cheios de assuntos e segredos que ninguém hoje está querendo saber...lembrei da música A Lista, Oswaldo Montenegro, hahaha E fico a pensar, sendo você sem dúvida cheio de assunto pra uma boa conversa, tem dificuldade em fazer amigos, imagina eu...um item a me preocupar, ainda bem que tem brasileiros pra todo lado do planeta,rsrsrs
    É isso Renato, seu blog está cada dia melhor, AMO!!! e aprendo muiiiiiito aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wilma
      Um pouco é minha culpa mesmo. Quando sou convidado para alguma coisa, geralmente por causa do DNA (data de nascimento avançada) eu acabo não indo.
      Mas em geral é difícil mesmo fazer amizade, a não ser com outros brasileiros.
      Um beijo!

      Excluir
  44. Eu leio seu blog a muito tempo, eu adoro os eua, mas sei q ele tem defeitos como qqr outro país, nunca comentei aqui... Já vi um monte de gente q leu apenas um post seu, te criticando horrores, e tive vontade de mandar essas pessoas pra pqp... Concordo plenamente com seu post... Adoro seu blog, e gosto ainda mais do modo que vc escreve... Parabéns...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila
      É assim mesmo, quem não leu muitos posts do blog criticam quando leem 1.
      Por exemplo, se eu falasse mal do Brasil tinha um monte d gente me xingando. Falei mal dos EUA nenhum deles aparece né?
      KKK
      Um beijão

      Excluir
  45. Muito legal seu blog. Poderiam dar uma olhada no nosso canal?
    Está começando e falamos sobre nossas experiências, damos dicas, vamos entrevistar, comparar etc...
    Se quiser e puder podemos fazer uma entrevista contigo também. O que acha?
    www.youtube.com/descobrindoamerica
    www.facebook.com/descobrindoamerica
    www.twitter.com/descobrindoamerica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado
      Vou olhar sim, depois entro em contato
      abs

      Excluir
  46. Muito legal o seu post Renato e percebi tudo isso durante o meu curso de inglês nos Estados Unidos. Durante o meu curso de inglês em Nova York, tudo que você escreveu na lista eu percebi e senti na pele. Realmente os Estados Unidos têm uma qualidade de vida boa porém há certas questões que devem ser pensadas. Eu estudei numa escola de inglês em Nova York no centro da cidade chamada Sprachcaffe e a maioria das pessoas que eu estava me relacionando eram estrangeiras que estavam a pouoc tempo no país e ainda não tinha absorvido a MANEIRA americana de viver. Foi um choque cultural muito forte em relação a falta de respeito para com o ser humano porém de um modo diferente do Brasil pois o ser humano inventa um jeito de desrespeitar e levar vantagem em cima de outro por mais que tudo esteja excelente para todos. Valeu a pena a minha hospedagem em Nova York e compartilho também aqui a escola de idiomas onde estudei para quem deseja viajar à Nova York http://www.sprachcaffe.com/portuguese/study_abroad/language_schools/new_york/main.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudio , vc fez um intercambio nesta escola. Esta escola é boa. Vc só foi estudar ou estudo e trabalhou? Penso em ir p/ Toronto.

      Excluir
  47. Olá Renato, adoro vc e seu blog, acompanho desde o início, vc tem muito talento para escrever! Moro em San Diego, CA, acho que na Califórnia a questão das frutas é diferente, tem muita opção em qq mercado de saladas de frutas pra vc levar, eu fiquei preocupada ao vir morar aqui, mas confesso q me alimento melhor que em SP, e olha que eu sou do tipo integral e sem lactose, rs... acho q os hábitos americanos tb variam conforme a região, eu pelo menos não posso reclamar, nunca tive dificuldade, tem vários restaurantes vegetarianos e gluten free no cardápio, é só pra não desanimar quem quer vir para os eua com medo de achar que vai viver de fast food, os americanos que conheci aqui nem se lembram da última vez q comeram um hambúguer por exemplo. Um grande abraço e sucesso! Silmara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silmara!
      Obrigado pelo comentário. Acho que você mora em um dos melhores estados dos EUA!!!
      Beijão!

      Excluir
  48. Renato, gostei muito das suas colocações, principalmente a da etnia, a dificuldade de fazer amizades e do falso puritanismo que é esse é muuuuuiitooo velado!!!! Parabéns! Eu fiz uma lista também mas acho que fui mais crua. Rs!

    Gde abraço!

    ResponderExcluir
  49. Bem vejo mesmo e que, vc e um tremendo racista e hesnobel......E se senti Sem poder dominar as pessoas que nao tem o Tom da tua pele por ai .....Aqui na Europa Brasileiros querem pisar nos Brasleiros de cor por aqui.Quem e vc pra querer ficar ai choramingando de odio querendo que seres humanos continuem sendo humilhados e destrocados por tipos como vc.que domiram serem humanos por seculas...Toma vergonha na cara e na sua alma e va le a Biblia e pedir a Deus perdoa pelo seus pecados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você leu o post?
      Amigo você não me conhece mesmo...se lesse o blog saberia que não sou racista, não sou esnobe, sou contra o consumismo, contra o racismo e o preconceito. Fiz 18 anos de trabalho voluntário no Brasil e favelas e li a Bíblia 6 vezes.
      A única difereça entre eu e você é que eu sei ler, escrever e interpretar textos. E também não critico ninguém ANONIMAMENTE...

      Excluir
  50. Morei no States durante 6 anos, legalmente. Eu adoro os U.S.A adoro, mas o que eu não gosto é somente o sistema de saúde: Passei uma unica noite na emergencia por um problema sério, e o hospital no Michigam me cobrou 10 mil doll. O hospital é excellente, mas caro e eu não tive minha dívida perdoada. Muitos americanos contratam um advogado para poder ter as contas hospitalares reduzidas.Mas amo os States... o resto tudo é bom la. Toda a familia do meu marido são americanos e acham super caro o sistema de saúde , eles também precisam de advogado para lidar com as contas hospitalares.e tentar reduzi-las o máximo. Sem um advogado sua vida fica difícil nos States . Estou no Brasil neste momento.

    ResponderExcluir
  51. Eu acho que voce foi ainda muito bomzinho com os americanos, eu tenho no minimo 100 itens da minha lista, moro na Carolina do Norte desde 2007.

    Que tal o stress? Gente mais paviu curto.
    Que tal as mulheres americanas que odeiam a brasileira...inveja da alegria.
    As mulheres americanas nao tem feminidade at all! Mandona.

    Que tal um povo que adora brigar?
    Que tal a arrogancia de se acharem melhores do mundo?
    Que tal o titulo se vc e cristao vc tem que ser republicano e amar Bush acima de Jesus.... e alista continua....

    ResponderExcluir
  52. O americano que detestou a maneira de ser do povo brasileiro casou-se com UMA BRASILEIRA, pode?

    ResponderExcluir
  53. Olá Renato!! Meu nome é Carlos, sou de Fortaleza- CE e logo assim que vi o título de seu post, pensei em algo mais radical pois você usa o termo LISTA NEGRA e ainda acrescenta o dobro de coisas da lista do americano. Assim que li me deu uma sensação de alívio pois você fez exatamente o oposto dele!! E é aí que está a diferença, você criticou mas agregou bons valores ao país e ainda assim(porque existem coisas que você não falou mas que realmente não precisava falar) se sente feliz em morar nele. Como brasileiro fico orgulhoso porque você, com todo cuidado, soube desvincular as afirmações do nosso colega americano. Quero parabeniza-lo por sua inteligencia e sabedoria. Um abraço

    ResponderExcluir
  54. Uma coisa que nao gosto vivendo nos EUA e' de imigrante brasileiro que vive a reclamar dos EUA, e a publicar blogs com listas de reclamacoes, mas nao arruma as coisas e volta de vez para o Brasil. E' uma coisa bastante irritante!

    ResponderExcluir
  55. Eu accho um absurdo imigrantes ilegais, ILEGAIS ficarem exigindo direitos.
    Qual o direirtos que essa gente tem ?

    ResponderExcluir
  56. Estados Unidos são um país com pessoas vindos de todo mundo e cujo único ideal nas suas vidas é o DINHEIRO!!!

    ResponderExcluir
  57. Olá Renato, primeira vez que leio seu blog. Estou sempre de olho nas informações sobre a cultura de outros países, me interessa muito esse assunto, talvez, mesmo que ainda não saiba, um dia morarei em outro país e esse período é o de preparo, tudo tem seu tempo. Li todos os comentários e suas respostas, sempre ponderadas e educadas. Nunca fui para os USA então não posso opinar como um local, somente como alguém bem informada a respeito mas sem ter vivido ou visto. Também teria muita dificuldade em viver em um local onde não tivesse amigos, aliás, é a coisa que acho mais triste quando leio depoimentos de brasileiros vivendo em qualquer lugar que seja, não exatamente reclamando, mas informando sobre a dificuldade de se fazer amigos. Não sei se me adaptaria, mesmo estando muito insatisfeita com o meu país, não posso reclamar da minha vida pois moro em uma região privilegiada e em uma cidade onde ainda é possível ter qualidade de vida. Mas me corta o coração ler/ver/ouvir/assistir tantas coisas e saber que a situação parece estar fora do controle e que agimos como naquela música do Paralamas:
    "Mas nada perturba o meu sono pesado
    Nada levanta aquele corpo jogado
    Nada atrapalha aquele bar ali na esquina
    Aquela fila de cinema
    Nada mais me deixa chocado
    Nada!"
    Parece mesmo que estamos todos anestesiados, você sabe que amanhã saberá de coisas ainda piores. Estou educando meus filhos para um dia quererem ir experimentar a vida fora do Brasil, espero que eles consigam se adaptar. Mas seremos sempre estrangeiros fora daqui e vida de estrangeiro não é fácil.
    Ops. me empolguei, desculpe o longo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Ana
      Sim, para nós é mais difícil pois já fomos totalmente criados no Brasil. Mas adolescentes e jovens adultos fazem amizade sim e se adaptam muito bem.
      Mesmo com alguns problemas daqui eu jamais voltaria ao Brasil por opção. Como você disse é uma situação fora de controle
      Abração e obrigado pelo comentário ;-)

      Excluir
  58. Não considero o 17 um problema, prefiro dessa maneira, cansei de tudo ter o triplo, ou melhor 4X o preço no Brasil (já que o dollar esta 4 reais), os EUA são incríveis quem dera se eu pudesse viver ai

    ResponderExcluir
  59. Olá, Renato:

    Sempre fui apaixonada pela cultura americana e desde a adolescência alimentava o sonho de um dia viver lá.
    Bem, existe Miami (muito cubana para o meu gosto) e existe o Sul da Flórida. Morei em três cidades: Fort Lauderdalle, Boca Raton e Boynton Beach. Todas belíssimas e com muita qualidade de vida.
    Agora, o que me incomodou profundamente nos EUA, é o exagerado apego ao dinheiro. Parece que tudo lá, gira em torno do dinheiro e nenhuma cultura sobrevive, baseada apenas em bens materiais. A sua lista está perfeita e só queria acrescentar mais esse item (se você me permitir). Por causa do amor ao dinheiro, em detrimento de outros valores, eu jamais seria feliz na América. De resto, é um ótimo país.

    ResponderExcluir
  60. Gostei das suas observações, parabéns não mentiu em
    Nada.

    ResponderExcluir
  61. Não saio de meu país por nada! Essa onda de que morar nos EUA ou Europa, é uma boa, não me convence. Estes países são o que são porque o povo brigou,e muito, para torná-los bacanas. Prefiro clamar para que meu povo lute e faça a diferença,aqui, mesmo que a longo prazo, que abandona-lo. Parei de ver vlogueiros que metem o pau no Brasil. Um país é o seu povo.Boa sorte aos que foram, mas eu, não saio daqui e não aconselho. Farei a diferença, um dia tudo melhora.

    ResponderExcluir
  62. Boa tarde meu caro, não quero comentar como forma de crítica e sim pensamento compartilhado, no item 17 vc não prestou atenção a uma coisa: eles são um pais capitalista. não sei se vc prestou atenção, mas sempre o americano prefere consumir produtos americanos ou que privilegiem empresas americanas e ele está certo! pois assim eles estão protegendo seus próprios empregos e gerando oportunidades de outras empresas surgirem, mas daí (aqui no Brasil) surgem os mimimis de que há mais do que se consumir que que as empresas tem que desenvolver justiça social e por aí vai... erro fundamental! uma empresa só é fundada com o objetivo de dar lucro e rentabilidade para seus sócios/investidores caso contrário não haverá emprego ou justiça social, pois só as empresas que podem proporcionar isto pois só elas que produzem produtos que geram empregos que geram produtos e por aí vai (é um ciclo) e os americanos sabem disto (desde o mais ignorante ao mais culto) por isto consomem tanto e a venda de garagem também é uma ótima coisa pois oferece a oportunidade de outras pessoas possuírem artigos a preços ótimos e ao criarem mais empresas conseguem se posicionar na ponta do mercado internacional e nacional gerando mais emprego para os americanos. alguns diriam (socialistas, comunistas e anarco capitalistas) que isto não é justo... mas a vida é assim não existe outro modo (ou pelo menos não inventaram até agora nada melhor), é logica simples não existe um nirvana, uma utopia no meio disto e por isto que os americanos são e por muito tempo serão 1º mundo, pois eles assumem isto e se orgulham disto e meio disto (no trabalho) são focados neste objetivo.No seu item 18 vc disse que eles tem mania de processar. Eu acho isto ótimo pois assim a relação entre empresas e consumidores se faz mais justa, afinal nenhuma empresa gosta de pagar 1 milhão de dólares para um único consumidor e aí elas procuram se corrigir (não é que nem aqui no Brasil que as agencias reguladoras se dizem ao lado das empresas).

    ResponderExcluir
  63. No EUA tem esse jeito imperioso de matar. E mais do que crocodilo, americano gosta mesmo é de matar pessoas, seres humanos a viver em outros países bem longe dessa porcaria que é EUA predador.

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...