sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Preconceito contra brasileiros nos EUA, existe?

Um dos leitores do blog me perguntou e eu achei muito apropriado colocar um post aqui sobre isso. Existe preconceito contra brasileiros nos EUA? O que eu posso escrever aqui e partilhar com os que têm essa curiosidade nada mais é que o fruto da minha experiência pessoal e o que tenho observado. Não tome o conteúdo deste post por regra. Preconceito existe em qualquer lugar, até mesmo no Brasil e tem inúmeras caras. Tolo seria eu se dissesse que não existe preconceito, racismo, machismo, etc. Mas vou contar o que acontece na faculdade, no supermercado e em muitos outros lugares que eu frequento diariamente.

Fico muito aborrecido pelo que leio em alguns foruns e blogs brasileiros. Gente descendo o pau nos americanos e a maioria não sabe do que está falando. Foi comprovado até estatisticamente que o brasileiro é muito mais anti-americano que o americano anti-brasileiro. Existe preconceito sim, mas não com respeito à uma determinada nacionalidade. Se você pesquisar nos sites das Universidades americanas verá que muitas delas deixam explícito o reconhecimento que os americanos têm de que a diversidade enriquece o país. Não é a toa que o governo americano distribiu anualmente 50 mil vistos de permanência para estrangeiros através da loteria de vistos. O Brasil nunca fez isso e nem tem um programa de anistia para imigrantes como os americanos tem. O governo americano sabe que em qualquer país existe gente boa e competente e essas, ele quer trazer aos EUA. Elas contribuem com a economia do país não somente pagando impostos mas trazem consigo o que têm de melhor em seus países (o Brasil atualmente está fora da lista dos países que podem participar da loteria devido à grande quantidade de brasileiros atualmente nos EUA).

Nas cidades grandes dos EUA você encontra estrangeiros a todo o momento. Miami, Orlando, Nova Iorque, Los Angeles, São Francisco são cheias deles. Ouve-se línguas estrangeiras todos os dias em diversos lugares e não estamos falando dos turistas. Mas como saber se existe preconceito ou não? Assistindo à TV, frequentando casas de americanos, ouvindo conversas na faculdade a gente tem uma idéia do que é que eles pensam.

O preconceito do americano é com outras coisas. Coisas que até mesmo nós brasileiros temos. O americano não gosta de sujeira, preguiça, baderna, desrespeito, violência, gente querendo levar vantagem e coisas do tipo. Se você é uma pessoa decente, que cuida da aparência pessoal, que cuida da sua casa, do seu carro e assim por diante, os americanos terão prazer de ter você como vizinho, colega de trabalho, colega de escola, aluno, etc.

Infelizmente muitos brasileiros que não tinham muito o que perder no Brasil migraram para os EUA e uma vez instalados aqui acharam que podiam fazer o "Carnaval na Terra do Tio Sam" ou o que faziam no Brasil. Por exemplo, eu conheci uma família de americanos que tinha um pouco de preconceito contra brasileiros. O motivo por detrás disso é que estes americanos tiveram como vizinhos uma família de brasileiros por 6 anos. Estes brasileiros faziam a churrascada do final de semana com casa cheia...de brasileiros. Até aí, nenhum problema porque o americano também faz churrasco e convida os amigos. Mas as “festas” dessa família costumavam adentrar à madrugada de sábado com samba, batuque na cozinha, bebedeira, gritaria e algumas vezes até mesmo brigas. O som altíssimo nos carros estacionados e mesmo o que vinha de dentro da casa entrava na casa dos americanos que não podiam nem assistir TV sossegados. Isso aqui é considerado invasão de privacidade. O seu “som” não pode entrar na casa dos outros sem ser convidado. Conclusão, 2 ou 3 vezes por mês, a polícia batia na porta pra pôr ordem na “muvuca”. Isso causa preconceito.

Quem de nós não ficaria indignado com um visitante que tem mau comportamento? Quem já não hospedou alguem folgado, que toma liberdade com suas coisas e até mesmo causa um certo prejuizo? Eu já e posso dizer que foi uma dificulade tirar de dentro da minha casa!
Infelizmente, e isso não é só com brasileiros, muitos imigrantes esquecem que estão na casa dos outros e que precisam se comportar. Afinal, assim como o Brasil é dos brasileiros, os EUA são dos americanos não concorda? Fazer baderna na casa dos outros é inaceitável em qualquer lugar. Quem respeita é respeitado! Não importa a raça ou religião.
(veja um post aqui onde falo mais sobre isso no parágrafo 10)
Preciso contar uma experiência pessoal. Eu demorei 10 anos para construir uma casa em um bairro de classe média de São Paulo. Adorava a minha casa até que minha vizinha abriu um boteco na garagem. Primeiramente era impossivel dormir nos finais de semama. Depois a baderna começou durante a semana também. Sofri por quatro anos naquela casa até conseguir vender. Ninguém queria comprá-la por causa do boteco. O valor das casas da rua inteira desvalorizou e pessoas perigosas começaram a frequentar o boteco. Até para colocar o carro dentro da minha garagem era dificil. Liguei para a policia diversas vezes, para a prefeitura e nunca nada foi feito a respeito. Vendi a casa por preço de bananas e fui obrigado a engolir o prejuízo. Quando isso acontece aqui e o americano chama a polícia, esta dá um fim na baderna rapidinho porque a lei é severa e é cumprida. A primeira coisa que os baderneiros dizem é que foram vítimas de preconceito, pode?

Outra família que eu conheci de brasileiros não cuidava do jardim, acumulavam lixo no quintal, não cortavam a grama e tudo isso não era falta de tempo não. Num certo dia, com a eletricidade cortada por falta de pagamento eles colocaram jornal na lareira por causa do frio, o que fez uma fumaça fenomenal na vizinhança e trouxe, à porta, 3 carros de bombeiros. É disso que o americano não gosta, é disso que o americano tem preconceito. Da Bebél, do Agostinho Carrara, de gente escandalosa, barraqueira, que vive se metendo em confusão.

acumulando lixo no quintal
Se você quiser ter uma idéia do que eu estou falando assista ao filme Gran Torino com Clint Eastwood. Lá mostra bem como um americano patriota vê imigrantes que trasnformam um bairro antes muito bonito e seguro num lugar feio e perigoso(se bem que aquele tipo de americano está em fase de extinção. Eu confesso que adoraria encontrar um espécime desses). Disso, o americano tem medo. Mas só tem estrangeiro que faz isso? Todo americano é certinho? Claro que não! Aqui também tem “Bebéis” e “Agostinhos”. Em qualquer país você encontra todo o tipo de gente. Em cada país tem o “tipo da maioria também”. Mas não é comum aqui a bagunça, falar alto, não ter educação para com os outros ou respeito, etc. A sociedade em geral dá muita importância à tranquilidade, civilidade, respeito, etc. Tem bagunça sim, como carnaval, festa de rua, mas tem a hora e o lugar pra isso.

Gran Torino - filme mostra realidade em bairros de imigrantes
Eu pensava que quando chegasse aqui seria difícil fazer qualquer tipo de amizade com americanos porque um amigo meu me disse que os americanos só tem os amigos que fez na infância, no ginásio e no colegial. Verdade? Que nada! Muitos americanos querem fazer amizade comigo, se encontrar fora da faculdade, fazer trabalhos juntos, me ligam, convidam pra sair, pra festinhas etc. Outro dia eu até estava pensando que parecia que eu estava no Brasil. Não achava que eles seriam assim tão amistosos.

E os professores? Vou te dizer, porque eu fui professor também. E como fui professor tenho a obrigação de ser bom aluno. Todo professor gosta de bom aluno. Todos os meus professores gostam de mim. Se oferecem para ajudar no que for possível. Já fui recomendado por uma de minhas professoras para uma empresa especializada em ilustração e outros já se ofereceram pra ajudar na procura de emprego. No bimestre passado tive um professor tirano de inglês. Confesso que ele me deu trabalho, ô pessoa difícil, ô ego! Mas somente eu e mais uma aluna ficamos com A de média final. Outros americanos na classe não conseguiram a nota máxima na própria língua deles! E estes, em nenhum momento, ficaram ressentidos comigo porque viram que eu me esforcei entregando todos os textos (que eram muitos e extensos) dentro dos prazos, que participava da aula, fazia perguntas e etc. Coisa que eles não fizeram.


E em outros lugares? Posso dizer a mesma coisa. Quer um exemplo? Outro dia fui com meu amigo à uma loja de materiais de arte. Como ele é americano pedi pra ele perguntasse para a balconista se ela cortaria as folhas pra nós em 45 graus, além de outras explicações. Como achei difícil explicar pedi que ele perguntasse pra mim. Ele volta depois de 5 minutos dizendo que a moça foi extremamente grosseira com ele e que ele nem conseguiu explicar o que queria. Eu peguei as folhas da mão dele e voltei lá pra falar com ela. Disse que era brasileiro e que ia tentar explicar o que eu queria. Ela foi um doce de pessoa comigo. Cortou as folhas, sorriu, embrulhou e ainda me disse: “Have a nice day!”
Enfim, nesses 10 meses não tenho visto preconceito. Até hoje, em todos os lugares que frequento, fui muito bem tratado. Já teve até americano me oferecendo estágio na frente de outros americanos!

Concluindo o assunto eu acredito, que se você estiver em qualquer país que não seja a França(hrrrrrrrrrrr), o que vai definir o tratamento dispensado na maioria das vezes não é a “nacionalidade” do indivíduo mas, a sua postura, sua educação, a maneira como ele se veste, fala, trata os outros, etc. Gente preconceituosa tem em todo lugar. É evidente que aqui também tem. Quase um ano que estou aqui nunca vi. Diferente da França onde senti o preconceito varias vezes no "mesmo dia"!
Mas se um dia eu encontrar alguém que explicitamente mostre preconceito pelo fato de eu pertencer a outras terras, educadamente lembrá-lo-ei que imigrantes somos todos nós. A única coisa que nos separa ou diferencia é apenas o tempo.

Pessoal divertido da faculdade na visita ao Hotel Dolphin na Disney.
Minhas amigas americanas Samantha e Gina.




Imagens sem direitos autorais extraídas do site http://www.mybrainstorm.com/

198 comentários:

  1. Antes de eu perguntar deixa eu falar que eu sou Americano, filho de uma brasileira e eu moro nos EUA. Desculpe se o meu gramática esta ruim porque eu tenho dificuldade de escrever em português.
    Eu estava lendo algumas commentarios no internet sobre americanos e eu vi que muitos Brasileiros pensam que nos Americanos temos preconceitos contra Brasileiros e eu quero falar que isso nao e o caso. Sim, existe pessoas que tem preconceitos mas os maioria dos americanos acham que os brasileiros sao um povo alegre, simpático. Sempre quando eu falo pra alguem que a minha mae e brasileira eles ficam interessado and querem saber como q o Brasil e.
    O que voces acham? Eu pido desculpa de novo porque o meu portugues nao esta muito bom.
    abracos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. of course , its really i´m american and i have a brazilian´s neigbords and is very very good !

      Excluir
    2. Brasileiro ou americano, só sei uma coisa. Você precisa estudar um pouco mais de inglês hein?
      Abs

      Excluir
    3. Infelizmente americano tem muito preconceito contra brasileiro, principalmente nas igrejas americanas e os republicanos racistas.

      Pastores falaram na minha cara que nao sou bem vindo, pois sou latina raca inferior e sou comunista porque sou brasileira. Que eles sao os melhores do mundo.

      Excluir
    4. Vc precisa mudar seu círculo hein porque essa gentalha que vc está tentando ser amiga não é a cara do ameircano comum.
      E por favor, se quiser comentar, identifique-se. Estou cansado dessas pessoas que vêm aqui no blog, xingar, falar esses absurdos anonimamente. Quer saber, aí na sua história "tem coisa não dita"
      Passar bem

      Excluir
  2. Belo post Renato!!
    Parabens.
    Mais uma vez durante a leitura me senti em um lugar agradavel, sua forma de se expressar faz com que viajamos no pensamento e torna mais claro conceitos ou pre-conceitos ou ate mesmo mitos que antes ouvimos ou vimos a respeito deste belo pais que possui um belo povo.
    Obrigado pelo post, em breve lhe mandarei mais sugestoes.
    Abraco.
    Boa semana!!!

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do seu blog. Ele me tirou duvidas e conceitos errados sobre os norte-americanos.
    Mas tenho um carinho enorme pela Alemanha, e acho que se eu pudesse ir a outro país seria lá...
    Mas me diga uma coisa... realmente os americanos acham q as mulheres brasileiras são todas prostitutas?
    Vlw! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLA AMANDA, ESSE NEGÓCIO DE QUE OS AMERICANOS ACHAM QUE AS BRASILEIRAS SÃO PROSTITUTAS E MENTIRA, AS AMERICANAS TEM UM POUCO DE INVEJA DE MUITAS BRASILEIRAS POR NÓS TEREM CORPÃO, AI PODE SER QUE ALGUNS AMERICANOS ACHAR QUE PELO FATO DE NÓS TEREM ESSE CORPÃO PARECE GAROTA DE FILME PORNO. MAS SÓ DOIDA PRA CONHECER UM AMERICANO

      Excluir
  4. Oi Amanda
    Essa sua duvida eu ja li em outros foruns por ai. Realmente nao sei de onde veio essa ideia. Claro que um pouco de culpa temos nos brasileiros quando colocamos anuncios na internet com pacotes de viagem incluindo roteiro sexual pelo nordeste e rio de janeiro.

    Dizer que os americanos acham que todas as mulheres brasileiras sao prostitutas eh subestimar a inteligencia dos americanos. Olha Amanda, de burro o americano nao tem nada. Nao eh a toa que esse pais eh uma potencia mundial.
    O americano sabe que existe todo tipo de pessoa em qualquer lugar e sabe muito bem diferenciar uns dos outros pois vive em meio a gente de todas as nacoes.
    Outro fato eh que existem milhares e milhares de americanos casados com brasileiras. Estes nao o fariam se a mulher brasileira fosse considerada "prostituta" pela maioria pois uma coisa que o americano da muito valor eh a aparencia e nenhum deles iria gostar de ser titulado marido de prostituta. Entao eu sinceramente acho que nao tem fundamento esse conceito que eu ja vi em muitos lugares.

    Pelas minhas conversas com americanos(que ate veem me perguntar muitas coisas) a mulher brasileira esta relacionada primeiramente com a beleza.
    Espero ter respondido sua duvida
    Abracao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estados Unidos esta cheio de burro, morro a 5 anos aqui a escola e uma vergonha eles nao sabem converter centimetro em metros

      Excluir
    2. E o que vc está fazendo aqui? Por que não volta para o Brasil que tem a melhor escola pública do mundo? A melhor qualidade de vida?
      Vem cá, vc sabe transformar polegada em pés? Ou onças em colher de sopa? É claro que não.
      O sistema métrico não é o sistema de medidas deles então eles não tem a obrigação de saber assim como NENHUM brasileiro que vc conheça vai saber transformar uma onça em colher de sopa ou um yard em polegada. Eu que sou engenheiro tenho dificuldade.
      Se eu achasse que "os EUA é cheio de burro" (frase escrita completamente errada em primeiro lugar) eu teria vergonha de dizer para os meus parentes e amigos que vivo em um lugar assim.
      Se vc não gosta daqui porque não volta para o Brasil?
      To cansado desse povo que vem xingar e anonimamente, puxa vida?
      :(

      Excluir
    3. Isso ai Renato, concordo plenamente com vc. Se o anonimo não gosta desse país maravilhoso que é o EUA, por que então ele foi pra la? Na minha opinião ele so disse isso pra levantar o proprio astral. Não sei explicar bem em palavra essa ultima frase em PALAVRAS, mas é isso.

      Excluir
    4. Se o Brasil é o paraíso o que esta pessoa está fazendo aqui?? Da maneira como escreve dá pra perceber que cultura ZERO

      Excluir
  5. Meu... seu blog é 10!!! Tô adorando ler seus posts... Meu sonho é ir para o exterior e estou lutando pra que isso aconteça em 4 anos... Se tudo der certo... =D
    Abraço,

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Andre!
    Eu realizei esse sonho, tenho certeza que voce tambem o fara! O negocio eh esquecer o medo e arriscar...
    Boa sorte!
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu sonho tbm é, mas gostaria de me naturalizar, me casar e formar uma família la, mas com tantas coisas que eu fico sabendo sobre o EUA, tipo que os vistos estao cada vez mais dificeis e o green card pior ainda, que as vezes me da um desanimo muito grande.

      Excluir
    2. Olha, os vistos estão cada vez mais difíceis de se conseguir mesmo com exceção para casamento. Em 3 meses a pessoa recebe o green card. O negócio é vir estudar, conhecer muita gente, ter uma experiencia e quem sabe não acontece de encontrar o amor da sua vida? A internet também ajuda viu?
      Abs

      Excluir
  7. E aai renato, parabéns cara, você tem completamente razão, pessoas boas conseguem se relacionar com pessoas boas, e isso pode ocorrer em qualquer lugar do mundo, se cada um souber respeitar a cultura de cada um!
    Eu tive o privilégio de morar durante 7 meses ai no Tio Sam, precisamente em Salt Lake City, lá os mórmons são muito receptivos e fãs de carteirinha de brasileiros! Mas pude ver em algumas conversas, que eles acham que podem entrar na amazônia, por ser um "território mundial". O que você diz sobre isso?

    ResponderExcluir
  8. Brasileiros sao terriveis em qlquer lugar do mundo...Arruaceiros e espacosos,metidos a bonzao!!qro ver qm paga pau pra essa raca..!So os suecosmesmo, q vem atras de putas brasileiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente isso eu sou obrigada a concordar

      Excluir
    2. antes de falar besteira do nosso país aprende a escrever primeiro depois vc vem discutir com nóis.

      Excluir
  9. Cara,vc esclareceu muitas dúvidas que eu tinha.
    claro que existe preconceito em todos os lugares.
    o grande mal de alguns brasileiros é achar que pode fazer baderna em qualquer lugar,bem como vc citou na parte dos brasileiros fazendo uma festa com muito barulho.
    aqui em Cuiabá,vejos muitos estrangeiros,principalmente americanos,que vem para conhecer a chapada dos guimarães eo pantanal,e os mesmos são bem respeitosos e curiosos a respeito da cultura local,eles sabem que estão em outro país,e por isso vão tratar todos com respeito.O mesmo tem que acontecer com os brasileiros que vão para os states.Nenhum americano é obrigado a ouvir samba durante a madrugada inteira com pessoas falando alto e etc...
    a mesma coisa seria nós brasileiros termos vizinhos americanos ouvindo link park ou outro estilo musical daí pertubando os viznhos.

    mas muito bom seu blog,parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Bom sou americano, mas fui para o brazil quando eu tinha 3 anos, e agora voltei a morar de novo aqui na california para terminar o high school, e o pessoal quando pergunta pra mim da onde eu sou falo que sou brasileiro pq morei maior parte da minha vida no brasil, o pessoal fala mt bem do brasil, e eu nao tive nenhum problema de fazer amizade, pelo contrario, como falo que sou brasileiro para fazer amizade foi mt facil e td mundo que fala comigo fala que quer um dia ir ao brasil! esse tpw de preconceito concerteza existe, mas eu ainda nao sofri disso.

    ResponderExcluir
  11. Aos tres comentarios acima:
    Infelizmente acontece muito. Eu lembro que quando vim estudar em Boston em 1995 eu preferi ficar em uma casa de familia em vez de usar o dormitorio. No dormitorio tinha um grupo de brasileiros de mais ou menos 20 estudantes. Num determinado dia um garoto brasileiro veio me contar todo orgulhoso como eles chegaram ao dormitorio as 2:30 da madrugada todos juntos subindo as escadas cantando alto Legiao Urbana. Momentos depois uma Sra koreana da minha classe que estava no dormitorio veio me perguntar porque os brasileiros nao tem respeito e nao se importam com os outros se referindo ao acontecimento da madrugada. Alem disso ela me contou outras coisas desagradaveis que eles fizeram.
    Eu fiquei muito envergonhado e disse a ela que nao sao todos os brasileiros que sao assim mas, realmente e infelzimente, fazer festa na madrugada nao se preocupando com o sono dos vizinhos eh comum no Brasil e em outros lugares.
    :-(

    ResponderExcluir
  12. ha preconceito contra os brasileiros em Portugal, suiça, luxemburgo, frança e etc...
    e porque?
    nao gostam de trabalhar, so fazem bagunça e seja qual for a hora do dia tem a musica bem alta... alem de quase todos terem cadastro!
    so filho de mae brasileira e pai suiço, se bem do que falo...

    ResponderExcluir
  13. Pior que isso é o preconceito de brasileiros com brasileiros. Veja aí: Preconceito contra Nordestinos

    Esse é que é pior!

    ResponderExcluir
  14. Nunca fui aos EUA, mas ainda pretendo ir, mas tenho contato com americanos principalmente em jogos online, e concordo com tudo que foi escrito, já encontrei muitos americanos babacas, assim como muitos brasileiros, em todo lugar tem gente assim, da mesma forma como existe gente boa em todos os lugares, já encontrei alguns americanos que inclusive me ajudam a melhorar meu inglês durante os jogos, assim como já encontrei brasileiros que fazem questão de tirar sarro por algum erro cometido no idioma.

    ResponderExcluir
  15. Eh verdade Luciano, tem todo tipo de gente em todo lugar. Nem todos os brasileiros se comportam mal e nem todos os americanos se comportam civilizadamente.

    ResponderExcluir
  16. ótimo post.
    em recente viagem pros EUA, qdo as pessoas descobriam que éramos brasileiro, todo mundo perguntava e falavam que somo muito alegres, receptivos e simpáticos. É muito bom ouvir isso.

    ResponderExcluir
  17. Texto muito bom, parabéns!

    Creio que por conta disso não se encontre muitos norte-americanos morando em Goiás kkkkkk (sou paulista e resido atualmente em Anápolis, nunca vi gente pra gostar de som alto (principalmente em automóveis) como aqui.

    :-)

    ResponderExcluir
  18. Eu não gosto dos americanos, mas adoro as americanas.

    ResponderExcluir
  19. blz...tudo certo...até chegar ao final onde suas amigas parecem travecos...né

    ResponderExcluir
  20. ja fui aos EUA e fui muuito bem tratada tb, sempre ouvia que brasileirpos sao felizes e tals, mas eles pensam que aqui é só carnaval, me pediram para sambar vaarias vezes ! hahahaha... mas esse negocio de franceses terem preconceito é serio mesmo ? em janeiro vou passar um tempo la

    ResponderExcluir
  21. Bom, eu mantenho contato com americanos por jogos online e por skype... você diz que eles "de burros não tem nada"... de burros até concordo, mas de cultura meu amigo, vamos aos fatos:

    dos americanos com as quais me comunico por skype, 90% são pessoas na faixa dos 15 aos 28 anos. A grande maioria destas pessoas achava que poderiam encontrar macacos e outros animais selvagens e exóticos "zanzando" por centros urbanos brasileiros; que a capital do Brasil era São Paulo; que a lingua principal por aqui era Português, mas também Espanhol (alguns deles, inclusive, citavam frases comuns da lingua: perro, cabrón, pantalones, etc.); não sabiam quem presidia nossa nação... entre esses e outras bobagens. Enfim, como ítalo-brasileiro (filho de italiano com brasileira) digo que existem muito mais brasileiros cultos e bem-informados a respeito do mundo (e que conhecem o próprio país) do que os americanos em si, que se limitam ao próprio país.

    abraço e sucesso

    ResponderExcluir
  22. Ao contrário do que o amigo anônimo comentou, na França não existe preconceito contra brasileiro pq brasileiro é baderneiro. Franceses tem preconceito contra todo mundo hahuahu

    ResponderExcluir
  23. Julia
    Os franceses sao dificeis...como o Fernando falou...

    Cafe:
    Voce tem razao. O que acontece eh que nas escolas americanas estuda-se pouco outros paises. Por exemplo, eles sabem do Brasil tanto quanto nos brasileiros sabemos sobre a Hungria ou paises que nao estudamos na escola e que teem pouca visibilidade. Mas voce esta correto. Eles mesmos sabem disso. Alguns dos meus professores me perguntaram qual lingua eu falava alem do espanhol :)
    Eu nem falo espanhol! hehehe

    ResponderExcluir
  24. Cara, show de bola esse post e o blog parece ser sensacional tbm .
    É verdade que infelizmente alguns brasileiros andam pelo mundo a fora, fazendo bagunça e arruaças como se fossem os donos do mundo . Não respeitam crenças, costumes e nem as pessoas nativas do país em que estão . Por isso pessoas civilizadas como nós, temos que enfrentar certas discriminações para poder seguir em frente e mostrar a eles que nem todos os brasileiros são iguais.

    ResponderExcluir
  25. Você tem sorte que por aí não generalizam que todo brasileiro é igual... Já morei em Portugal, Irlanda e Bélgica, e desses o lugar que escapou foi a Irlanda... Fica meu depoimento sobre o preconceito que sofri em Portugal...

    http://vivendoeuropa.blogspot.com/2010/06/coisas-que-ouvi-em-portugal.html

    ResponderExcluir
  26. Parabéns Renato, excelente artigo e ótimo blog, já esta nos favoritos!

    Pretendo passar um tempo nos EUA ou Canadá à trabalho e, com suas dicas e informações, me "preparo" melhor emocionalmente e psicologicamente para enfrentar os desafios de viver fora do país.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  27. moro em LA ... E nunca vi ou sofre algo referente a preconceito, pra falar a vdd, americano e mexicano adoram brasileiros ...

    e tao simples, se vc se apresenta como brasileiro, meu ... os americanos aqui ja vem com um puta de um sorriso estampado no rosto, e o mais educado possivel ...

    ResponderExcluir
  28. Nossa Carol!
    Li seu depoimento e fiquei impressionado. Meus avos sao portugueses e nunca fui a Portugal. Tenho muita vontade mas depois que li o que voce escreveu...nao sei, se for mal-tratado como na Franca nao volto mais!
    Obrigado por partilhar conosco seu depoimento. Infelizmente por causa de alguns brasileiros a maioria leva a fama...
    Abs

    ResponderExcluir
  29. Paulo, comigo acontece a mesma coisa!
    Abs

    ResponderExcluir
  30. Parabéns pelo blog e obrigada pela aula gratuita, faço inglês e pretendo cursar a faculdade de Letras - Tradutor e uma viagem de alguns meses (ou talvez até mais de ano) para os EUA será indispensável para mim e sempre tive muito receio em relação ao preconceito, ouvimos tanta coisa por aqui que acabamos por tirar conclusões precipitadas.
    Beijos e parabéns.

    ResponderExcluir
  31. Concordo com vc, moro em Portugal a 3 anos e sinto o mesmo que você, aqui a muitos brasileiros que aprontam e todos levam a fama, mas se vc mostrar que tem educação eles te tratam super bem, mas aqui há um porem os portugueses são "grossos" por natureza, qdo vc se acostuma com o jeito deles acha ate graça das suas "rabugisse".

    ResponderExcluir
  32. Porque todo brasileiro se refere a pessoas naturais do E.U.A. como Americano sendo que Americano se refere a todos que nasceram no continente Americano?

    ResponderExcluir
  33. Thiago:
    Nao sao so os brasileiros Thiago, pessoas na maioria dos paises se referem a eles como americanos. Alguns se incomodam com isso. Eu nao, prefiro do que dizer "estadunidenses".
    Abs

    Anonimo:
    Eu lembro muito das grosserias dos meus avos portugueses!! hehehe

    ResponderExcluir
  34. Sou brasileira mas viajo sempre para europa, e infelizmente, a maioria dos brasileiros que encontro por lá me fazem sentir vergonha demais.
    Sao folgados, desrespeitam lei de silencio e invadem sim a privacidade alheia.
    Al´m disso, ao inves de usar a oportunidade de estar em outro país e aprender coisas novas, preferem viver na mesmisse e tosquisse que trouxeram na bagagem vinda do Brasil.
    ƒoram poucos os brasileiros que realmente eram educados por lá. Uma pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é que na verdade acho que os brasileiros que são sem cultura dizem que tem orgulho de serem assim e pior, dizem que os estrangeiros tem é inveja deles, ve se pode...

      Excluir
  35. poxa, você não sabe o quanto me ajudou, vou fazer intercâmbio daqui a 2 anos, estava em dúvida entre Canadá e EUA, mas acho que já escolhi, os Estados Unidos, e seu blog me ajudou e muito na escolha. Abraço

    ResponderExcluir
  36. Fico contente por voce. Chegar a uma decisao eh o que muita gente tenta e nao consegue. Parabens!

    ResponderExcluir
  37. os americanos acha tem que ser educados e quetos,eo os brasileiros acham tm que ser alegre e bagunçeiros cada um pensa um sujeito,eu quereia morar nos eua,mas os americanos tem ver os brasileiros sao mais alegres do que outro países,pra mim americanos gosta por que esta cheio de gatinha do rio,brasileiras gosta por esta cheio de homens lindos em miami e isso porque gostam.

    ResponderExcluir
  38. Ser alegre é uma qualidade muito boa. Mas tem que se respeitar e não incomodar o sono e o espaço do próximo...

    ResponderExcluir
  39. Infelizmente Portugal e sua língua maldita nos isolou do mundo, acho um absurdo por exemplo precisar de um tradutor para passear em Buenos aires, Madri ou NY.

    ResponderExcluir
  40. A cada novo post mais vontade tenho de ir aos EUA, concordo com o comportamento americano ou de quem quer que seja no que diz respeito a CIVILIDADE conceito que o BRASILEIRO desconhece. As pessoas aqui estão acostumadas a fazer o que querem do jeito que querem, e isso não esta certo, agora abra a boca no Brasil para dizer isso que você apanha na rua com ajuda da policia... Porque infelizmente nossa maioria é composta por pessoas que não tem respeito por si mesmas ou pelo próximo, na cabeça do vagabundo o único pensamento existente é: Aquele que tem condições deve bancar sua vagabundagem, seja por bem ou por mal, aqui não temos programas que deem isentivo ao trabalho, honestidade ou valores morais, não se faz nada para que as pessoas menos favorecidas tenham entendimento de que o trabalho/estudo são as ferramentas para lutar e sair da pobreza, aqui só se fala em assistencialismo permanente para sustentar vagabundagem, direitos humanos para assassinos, isso tenho certeza é condenado nos EUA e aplaudido no Brasil.

    ResponderExcluir
  41. Dei risada com esse comentario Sumaly, voce tamem devia escrever publicamente. Eu quase apanhei de meus vizinhos que tinham um bar na garagem e a policia ficou do lado deles...lembrei disso
    Bom aqui eh diferente, por isso que os brasileiros nao se atrevem porque na segunda vez eh cadeia na certa. So comecei realmetne a dormir tranquilo depois que me mudei pra ca.
    Aqui tambem tem assistencialismo e vagabundo mas 95% dos beneficados quem sao? Claro, imigrantes que preferem receber dinheiro de caridade em vez de trabalhar. A maioria espanhois e outro tipo que nem posso falar...
    Abs!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Renato

    Parabéns pelo seu blog! Adorei a linguagem direta, a leitura fluida e o seu senso crítico.
    Também moro nos EUA e concordo com você em tudo isso. Carimbo embaixo.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  43. Obrigado Lilian, seu blog é o máximo também!
    Abs!

    ResponderExcluir
  44. Sei que o post já é antigo mas não resisti e vou comentar aqui. Morei em Orlando por sete meses, trabalhei na Disney e estudei na UCF. Morei em um condomínio com pessoas de várias nacionalidades, no meu apt moravam além de mim, uma americana, uma tailandesa e uma alemã. E infelizmente tenho que discordar de vocë. Existe preconceito sim com os brasileiros em Orlando, éramos tratados muito mal, principalmente em julho. Era um tal de vendedor destratando, falando- em espanhol- que brasileiro não tinha dinheiro prá comprar nada. Tratando mal mesmo. Nas lojas, no Wal Mart, no Publix e, o pior era que conhecíamos os malls de cabo a rabo, comprávamos toda semana e mesmo assim era sempre a msm história! Era só eu abrir minha boca prá falarem mal de brasileiro. E as vezes eu nem precisava abrir a minha boca.. era me olhar e começar a falar em espanhol, tratar mal, olhar torto e por aí vai.. eu achava que era pq eu tenho uma aparência assim meio chicana. Mas o que eu mais odiava era que nem me deixavam falar inglês! Era uma falta de educação generalizada! Mas em relação a isto não era só com os brasileiros, com eles mesmos tb... serviços em geral nos EUA é mt ruim- aliás em Orlando é- e como eu trabalhava na Disney e sempre tratava td mundo com o tal Disney Look achava absurdo a forma como era tratada nos locais,mas os próprios americanos acham que são super bem tratados na Disney qd a gt só faz o essencial. Bem, na Universidade, no trabalho, no condomínio, na vida em geral, enqto estamos na msm situação os americanos são uns amores e nunca senti preconceito, mas em outras situações achei seu post meio dream world. Mas enfim, só tirei essa péssima impressão qd passei um tempo em NY e LA e, agora quero voltar para os EUA para estudar, morar, enfim... mas nem de longe tava pensando em Orlando, pelos problemas vivenciados. Mas sabe que fiquei até bem feliz em ver que a sua situação é diferente. Vai ver foram situações isoladas em Lake Buena Vista...
    Desde que cheguei, com muitos sonhos e NENHUMA oportunidade quero voltar para os EUA ou procurar outro lugar para viver.. e não sobreviver como no Brasil!

    O seu blog é ótimo!

    ResponderExcluir
  45. OI Thaís
    Obrigado pelo seu comentário. Queria dizer umas coisas. Eu já estou aqui há um ano e 4 meses e nunca fui mal tratado por americanos, mas já fui várias vezes por latinos/espanhóis(porto-riquenhos, mexicanos, e outros). Um dos motivos é que os americanos gostam dos brasileiros e os espanhóis não ou têm ciúme. Existem portoriquenhos vivendo aqui por mais de 5 anos que não se entende o que eles falam. Eles tem ódio de os americanos governarem a ilha deles e sempre se acham superiores.
    Quando você disse: "Nem me deixavam falar inglês! Uma falta de educação..." Viu? Foram espanhois que te trataram mal, não realmente americanos. A maioria dos americanos só fala inglês então ficariam aliviados de você falar ingles com eles.
    Muitas pessoas que conheço (americanos ou não) dizem que pretendem mudar mais para o norte, longe da Flórida, que agora tem quase 1/4 da população de pessoas de origem latina. Esse povo sim é MUITO mau educado.
    Mesmo assim, pra mim esse lugar é sim meu "dream world" :)
    Abs Thaís e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  46. Ha! vou la nos EUA e vou levar meu chimarrão.
    Eles não conhecem: vou pedir pra eles espriementar.
    Vou mostrar que o brasil é rico em cultura e tradição e tambêm educação.

    ResponderExcluir
  47. Willian da Silva Brasil24 de abril de 2011 12:14

    Oi Renato,

    Abri várias páginas sobre o preconceito nos EUA (é que pretendo fazer
    intercâmbio), quando li o teu blog fechei as outras! Mudou todo o meu
    preconceito contra os americanos. Favoritei a página. hehehe.

    Se vc puder, me tira uma dúvida: intercambio nos EUA ou no Canadá? Vc
    que tem mais experiência, vê alguma diferença?

    Obrigado, e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  48. Willian
    O inglês do Canadá é um pouco diferente do americano. Mas só quem vive aqui
    percebe.
    Qual o melhor? Depende do seu objetivo. Se depois você quiser fazer uma
    especialização aqui, o diploma da escola americana já é aceito.
    Se quiser trabalhar em uma multinacional americana, o diploma americano tem
    mais valor
    Se você vai se relacionar com a cultura americana, é melhor fazer nos EUA.
    Se pretende migrar para o Canadá no futuro (brasileiros podem!) melhor fazer
    no Canadá
    ok?
    Abração e obrigado pelos elogios

    ResponderExcluir
  49. Caraca, estou quase vendendo minhas coisas e me mudando para sí. heheheh
    Terei minha primeira experiencia americana semana que vem.
    Embarco para orlando com esposa e pais.
    Confesso que se houve flar muuuito mal do americano e mesmo sem conehcer defendo pq no Brasil somos e muito hipócritas.
    O problema é sempre dos outros para com aagente, nunca ao contrario.

    Quem me dera minha profissão me permitisse viver nos USA sempre tive na alma que meu futuro seria aí, mas como advogado vejo "capado" meu sonho de um dia morar aí.

    Queriamuito e quero ter uma experiencia "American style" mesmo indo pra disney... espero algum dia voltar alugar uma casa por 1 mês e viver como se americano fosse.

    Cara seu site ta me dando muitas ideias.. ahuahuauhahu

    ResponderExcluir
  50. Jeff
    Obrigado pelos elogios e que bom que está tendo "idéias" :P
    Tenho certeza que vai gostar muito dos EUA. Olha tem muitos advogados brasileiros trabalhando na Flórida. Quem sabe você não se informa melhor não é?
    Abs!

    ResponderExcluir
  51. Concordo com vc em numero, genero e grau. Eu particularmente me tornei "anti-brasileira" nos 12 anos que morei nos Eua, justamente pela baderna, invasaum de privacidade, quebra de regras, fofoca, vontade do brasileiro de tirar vantagem em tudo, entre outros. Eu fiz parte desse grupo "contra-regras" no inicio e naum tive resultados muito bons, pq a lei nos Eua eh cumprida. Presenciei grupos de brasileiros gritando "Brasil" e jogando latinhas de cerveja nos americanos na praia de San Diego. O que aconteceria com um americano se fizesse o mesmo no Brasil? Mexicano queima a bandeira dos Eua em praca publica e eh considerado "liberdade de expressaum". O que seria desse mexicano no Brasil? O americano eh EXTREMAMENTE paciente!

    Nunca sofri nenhum tipo de preconceito, pelo contrario, meus direitos sempre foram muito mais respeitados do que no Brasil. Acredito que os que sofreram/sofrem preconceito, foram merecedores em alguma forma, como eu fui no inicio.

    ResponderExcluir
  52. Izabella
    A primeira vez que percebi isso foi quando fiquei 6 semanas em Boston estudando ingles em 1995. Certo dia na sala de aula, uma koreana veio me perguntar porque os brasileiros eram tão desrespeitosos e sem consideração com outras pessoas. Perguntei o por quê e ela me disse que às 2 da madrugada um grupo de 15 brasileiros entrou no dormitório cantando ao máximo de suas vozes acordando todos os outros estudantes. Eu fiquei com vergonha. Perguntando pra um dos do grupo ele me disse que chegaram cantando Legião Urbana e ele achou o máximo. Contava com todo orgulho como se os brasileiros fossem o povo mais descolado do mundo...
    Triste

    ResponderExcluir
  53. Meu caro.Muito bom o seu post!

    Preonceito tem em todo o lugar.Uns mais ou menos.Com relaçao a policia em SP/ape,isso faz parte da filosofia coitadista PTista aonde bandido nao pode ser punido,pois é excluido.

    Morei na California e nunca senti preconceito direto(mas o velado aonde a ignorancia em relaçao ao Brasil:selva,sexo facil,selvagens,etc)enquanto olhamos qualquer estrangeiro como superiores tsc.

    Voce so citou exemplos ruins de brasileiros ai(existem,obvio) mas e os bons como voce ou outros?Cade?

    Moro na Italia e aqui é bem pior que a França.Passei por inumeras citadas no meu blog.Ah,eles possuem preconceitos com americanos pois segundo italianos"comem mal,so fazem guerras,nao falam italiano,sao gordos,bebados,etc", mesmo que os EUA tenham salvado eles na II Guerra!

    Depois escrevo mais!

    ResponderExcluir
  54. Druida
    Dei risada quando eu lí que italianosão gostam dos americanos porque estes não falam italiano kkkkkkkkk Muito italiano isso! hehehe
    Você tem razão, falha minha. Acho que na época que escrevi este post não conhecia nenhum brasileiros que não fosse "g...". Na faculdade conheco uma brasileira gente finíssima. Ela e o marido são nota 10.
    Abs!

    ResponderExcluir
  55. Falando de preconceito.Tive graças a Deus,familia e meu trabalho a oportunidade de viajar muito.E deles para a Italia a diferença é:

    -Nessa foto que voce postou de uma Sra muçulmana trabalhando em PCs.Vi isso na Inglaterra,EUA.Aqui na Italia ja iria bater a policia, pedir documento,isso se ela CONSEGUISSE TRABALHO ASSIM,LEGAL,pois em geral nao tem oportunidade.Serve para brasileiros tambem isso!Chega ate um ponto, mas nao passa!
    -Italianos aqui tem preconceito com tudo que nao seja italiano pois "é pior" em geral.O exemplo dos seus amigos é que ai nos EUA eles tambem sao estrangeiros.Dai tem que se misturar com os mais proximos e parecidos(nos,os brasileiros).
    -Italianos x EUA:Tem o extereotipo que falei pra voce antes.Ah, procure no meu blog o post sobre a expressao para estrangeiros.Nesse lado os americanos sao tratados um pouco como nos brasileiros!Os ralé!

    Escrevi hoje sobre o italian lobby.Deixo alguns topicos para voce.

    Esse primeiro voce vai gostar

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/07/mentalidade-amiga-tolerante-do-povo.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/07/frases-educadas-italianas-para-o-druida.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/02/comportamento-italianoqueimando-imagem.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/02/preconceito-na-italia-ele-realmente.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/02/preconceito-na-italia-ele-realmente_02.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/02/o-jeitinho-italiano.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/02/preconceito-na-italia-existepreconceito.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/07/imagem-da-italia-dos-brasileirosna.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/03/quem-e-melhorbrasil-ou-italiacade-auto.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011_04_01_archive.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/05/seria-o-brasil-somente-pais-de.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/06/fratelli-latini-brasil-italia-um.html

    http://verdadeiraitalia.blogspot.com/2011/06/o-que-quer-dizer-palavra.html

    Vou procurar voce no FB!Abraço

    ResponderExcluir
  56. Obrigado! Vou tentar ler todos esse fim de semana
    Abs!!

    ResponderExcluir
  57. Renato, discordo quando vc afirma "se você estiver em qualquer país que não seja a França(hrrrrrrrrrrr".

    Moro na França desde agosto de 2005, nunca, nunca mesmo fui vitima de preconceito. Eles n gostam mesmo é da maior parte dos árabes (eu tb n gosto!), sabe pq? Pq são bagunceiros, arruaceiros e estão sempre metidos em desordem, furtos e confusão de uma forma geral. Os árabes se enquadram naquela categoria de vizinho que ninguém quer ter, aquela mesma categoria que você tao precisamente descreveu acima.

    Vc esteve onde?! Paris?! Se esteve por Paris n espere muita coisa, pois, assim como SP, Paris é estressante e nem todo mundo quer parar com turista pedindo informação a cada 50m... ser prestativo é uma coisa, abusar é outra. Ja vi turista que sequer se da ao luxo de pegar um mapinha daqueles do metrô, ficam andando meio q sem rumo pela cidade (embora seja bem sinalizado e da p achar praticamente todos os pontos turísticos apenas seguindo as placas). Outra coisa, acho absurdo vc visitar um determinado país e antes de viajar n aprender coisas básicas como bom dia, boa tarde, boa noite, obrigada e por favor (n estou dizendo q é seu caso, mas, vejo mto disso por aqui.

    Creio q é chato abordar alguém num idioma q n é o local (por isso aprender o básico!). N acho nada demais se esforçar para pelo menos cumprimentar o nativo na língua dele e em seguida partir p um outro idioma. Vejo que quando isso acontece os franceses são educados, receptivos e n medem esforços p orientar... "Bom dia sr(a), eu n falo francês, o sr(a) pode me ajudar, fala inglês?" Te juro q nesse contexto a coisa muda de figura. :)

    Tenho vários amigos franceses, fazemos festas, viajamos juntos, enfim, uma vida normal.
    Espero q um dia vc apareça por aqui, que conheça n somente a região parisiana (diga-se de passagem existe uma infinidade de coisas e lugares p serem vistos e visitados!). Moro no sudoeste, é uma região lindíssima, enriquecedora culturalmente, arquitetura única.

    Penso que vc agiu como o brasileiro q vc descreve no seu post (que fala sobre algo q n conhece a fundo, sobre uma realidade q ele n vive!). Existe gente preconceituosa em td lugar, seja no Brasil, França ou EUA, mas, n se deve generalizar à ponto de afirmar algo tao pesado. Eu conheço gente como eu e vc, gente de bem e que ja sofreu preconceito nos EUA (morou ai por 15 anos!). Tb conheço pessoas q tiveram uma experiência maravilhosa, cada caso é um caso.

    Acredito q vc n teve sorte na sua visita, se deparou c gente mal humorada e mal educada, somente isso...

    Bom, falei... abraços fraternos, até mais!

    ResponderExcluir
  58. Leonay
    Obrigado pela visita. É sempre muito interessante ouvir comentários de diversas pessoas ao redor do planeta. No site Brasil com Z a brasileira que vive na França também tem a mesma impressão que você. Eu não falei como brasileiro que eu descrevi no meu post.
    A primeira vez que visitei a França foi em 2000 com um amigo italiano. Ele conhecia uma família francesa e ficamos hospedados na casa deles por 5 dias. A família era muito bondosa, com exceção da filha que era meio esquisita. Ouvi da própria boca dos pais dela, franceses, que tinham vontade de morar no Brasil e que os franceses eram terríveis. Voltei à França mais 3 vezes em diversos lugares como Lion, Annecy, Faverges, Marseille, Grenoble, Albertville e a região de Paris. Em todas estas viagens percebi bem como age o francês. E não foi porque já fui abordando o indivíduo em inglês não. Aprendi a falar bem o básico em francês. Na casa de um brasileiro casado com uma francesa, eles esperavam a gente para jantar. Eu e meu amigo nos perdemos e chegamos 30 minutos atrasados para o jantar. Explicamos e nos desculpamos. Mesmo assim, a francesa fez a mala e saiu da casa sem olhar na nossa cara. Ficamos mais dois dias só nós e o brasileiro. Em jantares na casa de franceses eu entrava mudo e saía calado. Nenhum deles jamais me perguntava como era o Brasil ou falava comigo embora eu tentasse participar da conversa. Em casa de franceses, amigos chegavam e após me cumprimentarem, falavam com os donos da casa nem sequer olhando pra mim por um período de 2 ou mais horas. Eu poderia ficar aqui descrevendo inúmeras dessas situações. Mas o que mais pesou mesmo foi o que me disse Jean Pierre e Margareth sobre os franceses. Algo de verdade você deve concordar comigo que existe porque, não é à toa que em filmes e ou piadas essa personalidade rude sempre vem à tona. Principalmente das pessoas de cidades pequenas e que têm mais de 35 anos. Assistiu ao filme com a Meg Ryan que ela vai pra frança atrás do noivo? Chorei de rir mas muitas daquelas situações eu passei. Não acho que foi falta de sorte porque foram muitas situações e engraçado que, em nenhum dos outros 12 países que visitei jamais fui sequer destratado. No entanto, percebo que as gerações mais novas de franceses são bem mais mente aberta e as pessoas são educadas, abertas à diversidade.
    Ah, só mais uma. Fui visitar uma escola pública francesa. Ia passar o dia na escola como professor brasileiro visitante. Os "professores" da escola me ignoraram. Nenhum dos 15 sequer veio perguntar como era a escola no Brasil embora eu entendesse 90% do que se diz em francês e mais da maioria deles falavam inglês. Só o professor de matemática veio falar comigo minutos antes de eu entrar na aula dele. Na sala de aula, sorrir era quase um pecado. O discurso do professor era intimidatório. Depois convesando em casa com Jean Pierre e esposa eles me contaram absurdos da escola francesa.
    Mas sabe, isso tudo é cultural. Como muita gente que pensa que a Itália é romântica e perfeita, o brasileiro do comentário acima mostra uma realidade diferente. Eu respeito a cultura dos franceses e os motivos pelos quais eles agem assim, devido muito à sua história e as desavenças com os ingleses. Entendo o lado deles... Mas quando um francês me perguntou o que eu não gostei da França eu disse abertamente: Dos franceses! @prontofalei
    E sabe o que ele respondeu? Eu entendo...nós franceses somos muito mal educados com estrangeiros! kkkk ( eu diria, a menos que você queira comprar alguma coisa...aí vc pode até falar japonês e ter a aparência da Taty Quebra barraco, que o francês abre um sorriso)

    Mas fico muito contente que você tem uma experiência diferente!
    Abração e tudo de bom!!
    Bonsoir!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato,

      Quando li que você citou o filme "French Kiss" (no Brasil "Surpresas do Coração"), tive de comentar. Eu adoro esse filme, já vi um montal de vezes... é realmente muito engraçado e a Meg Ryan estava muito bem no papel da americana(quase canadense) na França.

      Já estive na França uma vez e comprovei também muito daquilo visto no filme. Embora tenha tido contato também com pessoas prestativas.

      PS.: Comento com freqüência seus posts na Brasil com Z. Você escreve muito bem. Parabéns!

      Excluir
    2. Marcio
      Eu adoro aquele filme. Irei comprar o DVD aqui e assistir novamente
      Obrigado e Abs!!!

      Excluir
  59. Putz, vc chegou num ponto comum comigo: FRANCESES VELHOS... os mais velhos são realmente terríveis mesmo, mas, o pessoal de agora felizmente tem outra cabeça (sorte nossa!). Mas, esse problema com os franceses mais velhos e conservadores n é exclusividade daqui n, te digo que a Alemanha é tal qual, talvez até pior... senta numa daquelas cervejarias tradicionais e espera p vc ver. kkkkkkkkk Acho q velho &é problemático em quase todo lugar do mundo, amo minha vo, mas, ela e as duas irmas são total e completamente racistas e preconceituosas, n suportam negro e nem pobre, pode?! Contraditório, né?! Fico me perguntando pq aceitam meu marido negro (acredito q seja por amor à mim, afinal fui criada pelas três e tb por ele ser o q chamam ai de negro "tipo A" - aquele de cabelo "bom" e traços mais finos!). Pra completar, minha filha tem um lindo bronzeado natural herdado pelo pai, vejo q elas são apaixonadas pela pequena, mas, n esqueço de td que ouvi minha infância inteira. Ridículo, mas, verdade infelizmente. Peço à Deus q tenha piedade de quem ainda pensa dessa forma, caridade por essas criaturas.
    Sinto por sua experiência aqui, realmente lamentável.

    Boa semana p vc, até mais! :)

    ResponderExcluir
  60. É verdade. Meus avós, filhos de europeus eram muito preconceituosos com tudo. Por isso eu digo que europeus são preconceituosos, uns mais e outros menos. Sua avó e tias-avós têm descendencia européia não? Acho que um lugar onde as pessoas são mais desenvolvidas é na Inglaterra, especialmente em Londres.
    O filho da dona da casa aqui também é racista. Mas eu entendo ele porque, realmente muitos negros fazem uma confusão por aqui e em segundo lugar, ele foi criado pelo pai que, desde pequeno, ensinou esse comportamento pra ele.
    Quanto aos franceses velhos...
    Sabe o que eu notei? Alguns iogurtes na frança têm os ingredientes escritos em 5 linguas menos em inglês!! A velha briga frança-inglaterra ainda tem resquícios, dá pra acreditar?
    Como os países de língua inglesa que não usam o sistema métrico porque foi inventado pelos franceses!! kkk
    Abração e boa semana pra vc também!!

    ResponderExcluir
  61. adorei o seu blog, hoje meu professor de geografia disse que os estados unidos é um país que tem muito preconceito com outras pessoas que não tem origem americana, dizem que qualquer raça que não seja a deles é infiel e não confiável,por isso é que os imigrantes não são bem vindos nesse país desde o atentado do dia 11 de setembro,é verdade isso?

    ResponderExcluir
  62. Hey
    Não é verdade. Isso é generalizar demais. É claro que tem gente racista, preconceituoso, etc assim como tem no Brasil. Mas já aqui por 2 anos NUNCA fui vítima de preconceito de ninguém. Todos os meus professores e colegas americanos gostam muito de mim e torcem para que eu consiga um emprego quando a faculdade terminar e eu possa ficar. Já até me convidaram pra ir em festas nas casas deles. Nenhum professor no Brasil nunca me convidou pra nada sequer. Já tenho amigos americanos e todos me tratam MUITO bem.
    Sei que em alguns estados a coisa pega um pouco, principalmente por causa da imigração ilegal e tráfico de drogas que esses imigrantes fazem. Assim também quem não gostaria? Mas como eu escrevi no post se você for sossegado a grande maioria dos americanos te trata muito bem. Eu também vim com uma idéia e aqui fiquei surpreso de não ser o que alguns brasileiros pintam no Brasil. Morando aqui por todo esse tempo posso dizer que o brasileiro é muito mais anti-americano que os americanos com brasileiros...
    Abs

    ResponderExcluir
  63. Outra coisa
    100% dos americanos que eu converso acham o Brasil um país maravilhoso e têm vontade de visitar. Ninguém nunca me falou nada de ruim do Brasil. Agora falar bem dos EUA no Brasil é querer apanhar...não é?

    ResponderExcluir
  64. Ana Lucia Sevarolli19 de setembro de 2011 19:17

    Ola,
    Sou brasileira e moro ha 2 anos nos EUA. Sou veterinaria formada pela Unesp-Jaboticabal e atualmente faco mestrado em Agronegocios na Universidade da Florida - UF, em Gainesville, 2 hrs de Orlando. Eu concordo com muitos dos comentarios acima, realmente os americanos adoram saber sobre o Brasil e tem vontade de conhecer nosso pais devido a fama de "liberdade" que nos temos. Assim como em todos os paises, existem pessoas bacanas e abertas assim como pessoas preconceituosas. Aqui na Universidade da Florida podemos notar as duas, contudo em relacao a linguia nos brasileiros assim como outros lation temos um forte sotaque ao falar ingles. Eu ja sofri certo tipo de preconceito em algumas discussoes em classes e apresentacoes devido a isso. Alem disso, alguns lugares como restaurantes e bares os americanos as vezes nao entendem a sua pronuncia e nao sao muito amigaveis com isso. Nos aqui estamos sujeitos a qq tipo de preconceito, assim como americanos no Brasil. Mas eu continuo pensando que o preconceito esta relacionado ao nivel de educacao, respeito ao proximo e as diferencas e isso assim como no Brasil vem de berco!!! ou seja, algumas pessoas nao possui...ADOREI O BLOG!!!

    ResponderExcluir
  65. Oi Ana Lúcia!
    Eu estou estudando diversidade cultural na faculdade este trimestre e uma coisa que fica bem claro é que quanto menos educada, mais preconceituosa a pessoa é, entre outros fatores. Eu estou aqui por quase 2 anos e nunca senti nenhuma forma de preconceito, nem em casa, nem no comércio, nem na escola. Achei interessante seu relato. Obrigado pela visita
    Abração!

    ResponderExcluir
  66. Estou muito orgulhosa de você Renato, parabéns! Desejo que minha esperiência possa ser próxima da sua assim que eu for! também sofro de vez em quando com som alto e acho que é um paraíso que aí estejam livre desse tormento!
    Felicidades!

    ResponderExcluir
  67. Puxa Vana, obrigado!
    Mas olha, se você for em um bairro da pesada aqui ou mesmo um hispânico ainda encontra barulho porque essas pessoas trazem esses maus costumes dos seus países pra cá. A diferença é que se a polícia é chamada o assunto é resolvido de uma vez por todas. Uma terceira vez dá cadeia.
    Abração e boa sorte pra vc também!

    ResponderExcluir
  68. Moro a 7 anos nos EUA e posso dizer que nunca sofri nenhum tipo de preconceito por ser brasileira. Pelo contrario, o fato de ser brasileira na verdade abre portas para fazer novas amizades. Os americanos em geral tem curiosidade sobre todo o tipo de diversidade, querem aprender e perguntar; adoram a troca de informacao. Eu acho que o brasileiro que critica o americano e o brasileiro que vive nos EUA mas de alguma forma nao conseguiu se inserir na cultura do pais. Mas isso nao e culpa dos americanos. Se voce vive nos EUA, mas nao aprende a falar ingles, so vive com a comunidade brasileira e odeia tudo ao seu redor... entao o preconceito e seu... que nao se da a change de ver o novo e aproveitar para crescer como ser humano. Adorei o blog. Adorei todos os artigos. Parabens pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir
  69. Que bom ouvir relatos como o seu. Alguns que vivem aqui me criticam e dizem que sou novo e deslumbrado. No entanto despercebem que da maneira como você trata os outros é a maneira que será tratado - na maioria das vezes. Em 2 anos nunca senti qualquer preconceito e como você disse, as pessoas ficam entusiasmadas quando digo que sou brasileiro.
    Abração e obrigado!

    ResponderExcluir
  70. Uma dúvida.

    Meu tempo de trabalho aqui no Brasil, em carteira assinada obviamente, contará como "tempo de trabalho" aí nos EUA, no que se refere a aposentadoria?

    Obrigado pela atenção.
    Leandro.

    ResponderExcluir
  71. Não Leandro
    O tempo de carteira no Brasil só vale para o Brasil porque você pagou previdência e impostos no Brasil e não nos EUA. Só pode se aposentar nos EUA, assim como em outros países, quem trabalhou no país e pagou os impostos e previdência. Mas para se aposentar, se eu não me engano, precisa ser cidadão. Precisa consultar um advogado de imigração.

    ResponderExcluir
  72. meu caro amigo,me diga uma coisa ,se um negro honesto,sai do brasil e vai para os eua ele sera tratado como negro de la ou igual os brasileiros brancos.um abraço

    ResponderExcluir
  73. Você vai ser tratado de acordo com seu comportamento. Se você for negro e se vestir como gangster vai ser maltratado provalvemente
    No norte os negros andam de paletó e são educadíssimos...

    ResponderExcluir
  74. eu sei ,que você ama os EUA mais você sabe muito bem que nos EUA assim como no brasil existe preconceito e racismo e muito mais , você disse que eles ama imigrantes? quando você sabe muito bem que não é bem Asim.existem pessoas que odeiam imigrantes,sinto muito mais depende é do dinheiro se é rico vai para os EUA ser tratado muito bem ,se não for rico não vai ser tratado tao bem assim é o que eu acho. me decupe mais eu tenho uma visão de mundo mais horrível,talvez por que tenha sofrido tanto.

    ResponderExcluir
  75. Kheit
    Eu entendo seu ponto de vista porque sofri muito no Brasil e é difícil pra mim ter um pensamento positivo com respeito ao Brasil.
    Mas, por exemplo, você diria que o brasileiro é um povo racista? Em geral não, porque eles não são mesmo, porque o Brasil é um país multicultural onde a maioria das pessoas cresceu em meio a várias culturas. No entando, existe gente racista mas não é característica do povo brasileiro. Aqui também existe, mas não é a maioria do povo.
    Eu não disse que os americanos amam os imigrantes em nenhum momento.
    Sábado passado fui a uma festa na casa da minha professora americana e fiquei observando os americanos falarem dos imigrantes. Sabe o que eles disseram? Eles sabem que eles mesmos são imigrantes e não se incomodam das pessoas virem aos EUA a procura da liberdade e de uma vida melhor. O que eles se importam é do governo dar muitos privilégios a imigrantes que eles mesmos não têm. E os imigrantes que vêm aos EUA e cometem crimes, esses eles discriminan. Por exemplo, em 2010 390 mil pessoas foram deportadas por terem cometido crimes nos EUA. Quem é estrangeiro e nunca cometeu nenhum crime teve sua deportação cancelada.
    Então é isso que eu quis dizer neste post. Eles não se importam com pessoas "de bem" que vêm morar aqui. Só não querem que destruam o país que eles amam tanto.
    Eles têm um senso elevado de proteção a vítimas de qualquer tipo. É por isso que tantos gays brasileiros estão conseguindo green card aqui por meio de asilo porque têm medo de voltar ao Brasil onde tem ocorrido muita violência contra essas pessoas.
    Se você ler todos os comentários, muitos brasileiros que vivem aqui há anos nunca sofreram nenhum tipo de perseguição ou preconceito. Agora aqueles bagunceiros, pode ter certeza que reclamam de discriminação, porque fazem aqui o mesmo que faziam no Brasil. Incomodam muita gente.
    Obrigado por comentar
    Um abraço
    R

    ResponderExcluir
  76. eu discordo novamente ,primeiro você diss que os próprios americanos saben que são imigrantes mais entao porque o o negro é afro-americanos e o mexicano é hispanico e os americanos brancos são americanos? masi pera ai os americanos brancos não de viam ser euro-americanos? americanos de viam ser so os nativos americanos nesse caso os indios ,segundo brasil é racista sim ,como você pode dizer que não é ?. eu li otem no site que um pai reclamou que a filha tinha sofrido racismo ,a filha dele estudava numa escola de balé das mais tradicionais de são paulo, e as outas coleguinhas dela não queriam dar as mão para ela ,e na hora do intervalo ela não conseguiu fazer amizade porque a coleguinha dela disse que tinha nojo da cor dela, só porque ela era negra , outro fato é os descendentes de japonês aqui no brasil eles são sempre chamados de japa apesar de nascerem aqui deviam ser chamados de brasileiros mais são chamados de japa , isso é racismo sim, no brasil os índios são chamados de índios o que é errado no canada índios são chamados de povos das primeiras nações ou aborígines ,que é um nome mais respeitosos do que índio porque índio significa abitantes da índia e o brasil não é a india ,agora os europeus que vieram para o brasil esse sin são chamados de brasileiros sera porque?.se isso não for racismo o que é entao ? esse pais que você diss que nao é carateristica ser racista nao é ben a sin procure no wikipedia apartheid social no brasil e você vai enteder do que falo, não só ignorante ,eu reconheso que errei ao falar que você disse que os americanos amam os imigrantes me descupa ,e quando eu disse que americanos são racista claro nem todos , me descupa , mais existe alguns pessoas que saõ, ben para terminar quero agradecer por me responder e me descupar pelos erros de português, não sou seu inimigo e não quero fazer niguen te odiar , nao é esse o meu intuito, só quero debater coisas interesantes do brasil e dos eua , novamente agradeço muito obrigado !!!!!!!!!!!!!!.se puder fasa um poste sobre a series de tv americanas obrigado,

    ResponderExcluir
  77. Kheit
    Isso que você disse é bem debatido aqui. O fato de o branco ser chamado de americano e o negro de Afro-americano. Muitas pessoas repetem isso e nem se dão conta. No caso dos negros, se você os chamar de black eles se ofendem, se chamar de Niger, você vai preso. Acho que criou-se esse termo para se referir a uma pessoa de cor sem que ela se ofenda. Não estou defendendo, só acho que essa é a minha impressão.
    Por exemplo, eu não ligaria se alguém me chamasse de branco, mas eles se ofendem se chamá-los de negro. Eu cresci em meio a pessoas de várias raças e em casa nunca tivemos nenhum preconceito. No entanto ninguém pode dizer que não tem nenhum preconceito pois isso não é verdade. Aprendi esse mês mesmo na aula de Diversidade Cultural que todas as pessoas do planeta tem algum tipo de preconceito. Mas acho que aqui o racismo é maior que no Brasil. Sim, temos esses casos que você falou mas no Brasil não ouvimos falar de "bairro negro" ou "bairro de brancos", é meio misturado não? Apesar de que os bairros altamente ricos são predominantemente brancos. É difícil ver um negro rico no Brasil, eles tem poucas oportunidades. Aqui eu vejo negros em BMWs, Mercedes e Audis todos os dias.
    Aqui tem bairro negro que branco não pode entrar. Tem canal de TV totalmente negro, com propagandas e tudo mais só de pessoas negras. Você não vê uma pessoa branca sequer. Por isso acho que aqui é pior.
    Mais isso que eu te falei é verdade, eles(americanos brancos e negros) não se importam com os brasileiros, ou qualquer outro tipo de imigrante que se comporte bem, porque afinal, é a casa deles, não concorda?
    Mas em certas cidades pequenas onde a mentalidade é atrasada é assim como você falou.
    Eu já fiz um post sobre as séries de TV americanas, mas farei outro porque já mudou bastante.
    Obrigado pela idéia!
    ABs

    ResponderExcluir
  78. Para quem quiser ter uma idéia do que eu estou falando, leia o post de um dos administradores do blog Na Terra do Tio Sam e veja como foi fácil matricular as filhas na escola pública de qualidade em Fort Lauderdale, Florida. Eles não checam estado de imigração. Mesmo se alguém estiver ilegal o governo quer as crianças na escola.
    Perceba o tratamento dispendido pelos professores americanos à filha do brasileiro e a reação da menina.
    Abs

    http://www.naterradotiosam.com/2011/10/27/vivendo-nos-eua/matriculando-as-criancas-na-escola-publica/#more-661

    ResponderExcluir
  79. acabei de ler ,o post do endereço que você colocou.achei legal demais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!para caranga , vocês tem sorte
    em poder sair do brasil ,vò demora maior tenpao para poder sair do brasil ,estava pensando em ir para algum pais calmo, não ligo se eu ganhar pouco só quero encontra um pais sem violência a onde a escola é boa , e te tratem com respeito,engaçado no brasil as escolas publicas são um horror ai nos eua são boas ,eu ouvi falar que no canada tanbem são.demais isso escolas com tv dvd e tudo ,mais não é a toa que nos eua as pessoas são mais inteligentes ,e tratando desse jeito não ten como não gostar,Renato me diss uma coisa se os eua é tao bom ,porque aqui no brasil falam que os eua é do mal e falam que eles querem dominar o mundo?. outra pergunta como os tele jornais do eua mostra o brasil?
    outra pergunta oque você acha que faltou no brasil? outra pergunta você ouviu falar da copa do mundo e as olimpíadas vai ser no brasil oque acha?você sabe porque então os imigrantes do mal comete crime?.pra terminar quero dizer aquilo que você disse de tv so para negros a bet tv isso é errado eu acho erado não deveria existir uma tv só para negros.nem bairro ,a existe bairros so de brasileiros? existe uma tv so de brasileiros ?me desocupa mais estou cheio de questões valeu ,um abraço

    ResponderExcluir
  80. Kheit
    Talvez os EUA (governo, não a população) queira dominar o mundo assim como fizeram todas as potências no auge delas, como Portugal, Inglaterra, e outras.
    Os telejornais raramente falam do Brasil. Em 2 anos não vi nada por aqui.
    No Brasil falta honestidade, educação e saúde. O povo é incentivado pelo governo a pensar só em futebol e carnaval. Não existe incentivo sério da educação, como existe em Cuba, por exemplo.
    Acho que as Olimpíadas e a Copa é uma grande oportunidade para os po;iticos corruptos encherem o bolso de dinheiro.
    Não existe bairros só de brasileiros. Os brasileiros geralmente moram em bairros de hispânicos.
    Abração!

    ResponderExcluir
  81. Primeiramente parabéns ao dono deste blog pela iniciativa; de fato estamos igualmente cheios destas pessoas sem cultura que fala mau dos americanos sem os conhecerem, na minha opinião acredito com base em minhas experiências e percepções pessoais que estes talvez tenham inveja do que países desenvolvidos como japão, ficaram em 50 anos aquilo que o Brasil não foi em 500, dizem falácias que os americanos querem sugar nossos recursos e que vão dominar o mundo e tal...., mas desafio a qualquer um anti - americano a dizer neste blogue ou em qualquer outro que país que perdeu uma guerra pra os EUA que sua condição socioeconômica piorou?
    exemplo de países que perderam e são potência são: Alemanha, Itália, Japão e o próprio iraque que se compararmos ele antes e agora, veremos que somente quem perdeu foram as autoridades que se achavam deuses e judiavam do seu próprio povo.
    talvez " nosso " país precisasse disso; ser vencido por um país cujos governantes respeitem mais seu próprio povo e dê condições mais dignas a este.
    como todo povo o povo dos EUA são cheios de defeitos, mas se comparados ao Irã, síria, coréia do norte, china, russia e cia, os dos americanos são bem menores.

    ResponderExcluir
  82. Márcio
    Obrigado pelos elogios e pelo comentário. Eu concordo com seu ponto de vista que as pessoas têm que arranjar um bode expiatório e também sei que os americanos já fizeram coisas ruins como fizeram os alemães, os japoneses, os israelences, etc.
    Mas com respeito ao povo americano, não consigo ver em nenhum canto dessa sociedade as pessoas maldosas, preconceituosas e malígnas que somos ensinados no Brasil a temer.
    Abração!

    ResponderExcluir
  83. Parabens pelo seu blog, ele despertou em mim uma curiosidade de fazer parte desse povo, to empolgado, tenho vontade de construir uma nova vida em um país que trate com mais dignidade seu povo, estou cansado da farra que os politicos fazem no Brasil, de ver bandidos impunes, da péssima qualidade da educação e de um dos impostos mais altos do mundo.
    Estou pensando em desistir de meu sonho no Brasil(ser Policial Federal) para tentar a vida nos EUA.
    Tenho dúvidas quanto a profissões comuns que os imigrantes costumam exercer nos eua para se estabilizar e dar inicio à uma carreira profissional, pois não tenho muita experiencia(tenho 22 anos e estou cursando o penultimo periodo do curso Gestão de Segurança Privada, que é um curso tecnólogo). Gostaria de saber como são as portas de emprego para jovens imigrantes, tenho a impressão de que imigrantes pegam os piores empregos (não que eu me importe com isso, pois ainda assim, acho que as condiçoes seriam mais favoraveis que no Brasil).
    Se possível, me indique alguma matéria ou comente!
    Vlw e parabens novamente, abraço!!!!

    ResponderExcluir
  84. Cristian
    É muito difícil imigrar para os EUA atualmente. Os imigrantes ilegais estão perdendo muitos direitos como por exemplo, o de dirigir.
    A melhor maneira é vir estudar e depois encontrar uma empresa que te contrar, ou casar.
    Muitos vêm assim mesmo e vão se virando. Ficam esperando uma anistia do governo que sairá logo, pois a última foi em 1996.Aqueles que estão ilegais se beneficiarão de uma anistia, daí outra demorará, pelo menos, uma década.
    Vir estudar foi a minha opção. Trabalhei muito no brasil, economizei por muitos anos.
    Leia os posts desse blog e leia o site www.brasileirosnoseua.com que tem muita informação. Quanto mais você ler mais entende o processo. Lá no brasileiros tem uns textos meus também. Leia principalmente os comentários que muitas pessoas perguntam a mesma coisa que você em vários posts diferentes por lá
    Abraço e boa sorte
    Renato

    ResponderExcluir
  85. Hahaha, também acho que os americanos não costumam ter preconceito com brasileiros, na verdade, acho somos nós brasileiros que exageramos um pouco quando visitamos a os EUA.

    Como exemplo cito um caso onde estávamos vários brasileiros num shuttle do aeroporto de SF indo para o centro da cidade numa algazarra enorme, combinando onde deveríamos nos encontrar, que passeios fazer; quando percebi um senhor estava tampando os ouvidos perto de nós e me dei conta que estávamos falando aos berros. Que vergonha :\

    ResponderExcluir
  86. Na minha ida a Orlando, em todas as vezes que fui mal atendido em alguma loja pude identificar que o atendente era hispano. E todas as vezes que via alguém fazendo algum tipo de bagunça pude identificar que era brasileiro.
    Não sofri preconceito, mas presenciei algo interessante: passando perto da barraquinha de comida argentina no Epcot, ouvi uma menininha de uns 9 perguntar para o pai: "where is Argentina?" e quando ele respondeu "South America" ela comentou, tentando rimar: "it's in South America because it sucks", e os dois riram. Na hora não pude deixar de rir também, mas não sei porque a menina tem essa visão, deve ser de tanto ver turistas e imigrantes estragando a civilidade da cidade "dela".
    Parabéns pela qualidade do blog, Renato! Abraços.

    ResponderExcluir
  87. Oi
    Obrigado por partilhar sua experiência. Quer ser mais mal tratado ainda por hispanos vá a Miami hehehe
    Eu acho que a impressão que os norte americanos tem da América do Sul é que ela é um lugar bonito, porém pobre e muito perigoso.
    Mais ou menos a mesma impressão que a gente tem do Oriente Médio...conceito muito influenciado pela televisão.
    Na França o Brasil é visto como um lugar perigosíssimo depois que o maldito programa do Ratinho começou a passar em um canal aberto.
    Obg e abraços!

    ResponderExcluir
  88. Márcia Vaz de Caminha Souto Maior25 de dezembro de 2011 10:17

    Escrevi há pouco, falando de minha experiência positiva numa universidade francesa. Não posso falar mal desse povo. Eles gostam de ser reconhecidos como os bons, mas fazer isso - penso eu - custa pouco e o retorno é certo.
    Mudando de assunto, alguém escreveu: Infelizmente Portugal e sua língua maldita nos isolou do mundo, acho um absurdo por exemplo precisar de um tradutor para passear em Buenos aires, Madri ou NY.
    Gostaria de comentar este tópico, se me for permitido.
    A língua materna nunca é maldita, bem ou mal foi ela que nos nutriu. Se ela é um obstáculo, uma dificuldade, os óbices são desafios a serem vencidos. Somos um povo inteligente e empreendedor, aptos a superar as barreiras linguísticas. Este bol é um exemplo disso.
    Retornando ao preconceito nos states, endosso as palavras do blogueiro. O americano só não recebe bem as "baixarias". Minha filha faz undergraduate numa universidade americana da ivy league e foi muito bem recebida, eles incentivam a diversidade cultural, o que é uma prova de sabedoria. Tudo depende da educação e da postura.
    Muito obrigada e parabéns ao blogueiro pela forma elucidativa como conduz os assuntos.
    Márcia Vaz de Caminha Souto Maior

    ResponderExcluir
  89. Márcia Vaz de Caminha Souto Maior25 de dezembro de 2011 12:03

    Olá, boa tarde.
    Muito elucidativo seu blog.
    Parabenizo-o pela iniciativa

    ResponderExcluir
  90. Márcia Vaz de Caminha Souto Maior25 de dezembro de 2011 12:45

    Depois do BRICs o Brasil está adquirindo visibilidade positiva
    na comunidade internacional.
    Obrigada ao blogueiro por democratizar o espaço.

    ResponderExcluir
  91. Márcia
    Concordo com você 100%
    Acredito que o português é um obstáculo para aqueles que não desejam aprender outra língua, assim como em qualquer nação. Qualquer língua pode ser um obstáculo. O italiano só se fala na Itália nem por isso italianos se recentem de sua língua, muito pelo contrário.
    E como eu disse o americano só tem preconceito da baixaria assim como eu tenho também.
    Abraços e obrigado pelos excelentes comentários
    Renato

    ResponderExcluir
  92. Márcia Vaz de Caminha Souto Maior27 de dezembro de 2011 05:30

    Gostaria de falar um pouco mais sobre os franceses.
    Eles são excessivamente bairristas, no sentido de que defendem com veemência os interesses da terra natal, em detrimento dos demais. Não se acanham em demonstrar desprezo por tudo que se refira aos outros povos, especialmente aos ingleses, com quem mantiveram relações historicamente difíceis. Não é demais lembrar que o primeiro rei inglês plantageneta veio do ducado da Normandia, na França. Assim, os reis da Inglaterra foram, durante muitos anos, vassalos dos reis da França.
    Falar a língua – o francês, é claro – é ponto de partida para se relacionar bem. Para chamar a atenção – e ser o centro delas – numa reunião só de franceses, na língua nacional comece a falar, de forma entusiasmada, sobre determinado trecho da história da França. Mas fale com conhecimento real, com detalhes, e conclua destacando a importância daquele feito para a França e para o mundo. Você será ouvido com um respeitoso silêncio, e no final todos concordarão com você.
    Uma vez falei até de Vercingetorix, o gaulês vencido por Júlio César na campanha da Gália, descrita em “De Bello Gallico”. É claro que o romano foi descrito como um bárbaro, e Vercingetorix como um herói. Acertei na mosca, o gaulês é realmente cultuado como herói nacional.
    Por estas e outras, sempre me dei bem com eles.
    Obrigada por me permitir falar uma vez mais neste blog.

    ResponderExcluir
  93. É Marcia eu senti assim mesmo. Que eles se acham os melhores do mundo, assim como muitos outros, como por exemplo Suecos, Italianos, Gregos, etc
    Como não fiquei tempo suficiente que desse para aprender os frances a ponto de desenvolver uma conversação recebi o tratamento comum - gelo...
    Abs

    ResponderExcluir
  94. Márcia V. de C. Souto Maior27 de dezembro de 2011 09:54

    Prezado Renato
    É uma pena, pois quando os franceses abrem o coração eles conseguem ser interessantes. Estudei na universidade de lá e me sentia muito solitária, precisei de jogo de cintura para ser aceita no grupo. As coisas não foram fáceis como aí na América. Mas graças a Deus consegui vencer as dificuldades. Se fosse hoje eu não escolheria Paris. Os franceses não priorizam a diversidade, ao contrário dos americanos. Por isso os Estados Unidos são o que são. E vc, graças a Deus, encontrou um povo amigo e sem frescura.
    Mais uma vez muito obrigada.
    Felia Ano Novo
    Márcia V. De C. Souto Maior

    ResponderExcluir
  95. Leonardo...

    Use o email rs_alves@hotmail.com
    Abração

    ResponderExcluir
  96. Sempre fui muito bem tratado tanto na França quanto nos EUA. Teve um colega que reclamou da França, pois ele sempre gostava de colocar os pés na mesa ( não da casa dele) mas de restaurantes, escolas, etc. O governo brasileiro devia distribuir cartilhas de bom comportamento nos aeroportos para que brasileiros não estimulem ou justifiquem "preconceitos" contra nós

    ResponderExcluir
  97. falem o que falar não há lugar mais maravilhoso que o Brasil.
    quanto aos direitos do brasileiro no mundo...é o seguinte sempre voltam para se socorrer no Brasil.
    único país no mundo que sustenta estrangeiro em todas as áreas.

    ResponderExcluir
  98. Ouvi a mesma coisa de Franceses, Suecos, Italianos e Suiços "Meu país é o melhor país do mundo...não há lugar mais maravilhoso que o meu país"
    Você não sabe do que está falando. Existem 3 milões de brasileiros no exterior que não querem voltar ao Brasil para se socorrer de nada. Saíram do Brasil justamente para serem socorridos.
    Único país que sustenta estrageiro? What are you talking abou?????
    O Brasil não tem 1/8 do número estrangeiros que vivem nos países desenvolvidos
    Meu conselho: Viaje para outros países, fique em casa de moradores, converse com eles, veja como vivem, depois a gente conversa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mando bem,Renato.Ao mesmo tempo deveriamos é punir qualquer vagabundo e saber que morar fora nao te faz virar estrangeiro,ou local.Pode abrir a tua cabeça isso sim.Se brasileiro morando fora é bandido,que sejam punidos.O mesmo vale para quem mora no Brasil e é meliante gringo.Cadeia e sem tapete vermelho.

      Morar fora nao te faz menos brasileiro.Suécia,EUA assim como outro lugar nao sao paraiso tambem.Tem que começar a pensar como o Renato bem disse.

      Excluir
  99. Márcia V. de C. Souto Maior27 de janeiro de 2012 03:55

    Pois é Renato. Concordo com vc. Alguns brasileiros ficam possuídos de uma despropositada ufania. O Brasil vai integrar o rol dos países desenvolvidos. É o que esperamos, mas ainda nào chegou lá. Quem sai do Brasil não pensa em voltar. Existe a saudade, é natural, mas só se volta a passeio. Não sou deslumbrada, mas a condiçào de vida de um país como os EEUU ê MUITO melhor.
    Vamos pisar no chão, sem devaneios.
    Ê o q penso
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcia.

      Na verdade cada lugar tem vantagens e desvantagens e hoje tem muito americano vindo morar no Brasil.Morei ai e sei que nem tudo é 100% mas claro,os EUA possuem muitas vantagens.

      Valeu

      Excluir
  100. Leonardo(postei um comment na matéria do TOEFL como Anonimo mas meu nome é Leonardo)

    Muito bom mesmo este post! Tenho o sonho de morar legalmente nos EUA, e concordo plenamente com este post acho que não vou sofrer preconceito porque não sou bagunçeiro, nem baderneiro afinal por isso nem gosto do carnaval na primeira e ultima vez que eu fui na aquilo chorei que nem um bebê(e olhe que eu tinha 10 anos na aquela idade muitas pessoas da minha escola gostavam) e até hj n gosto nem de festas de sons altos que vão até a madrugada.Seus posts vão lado a lado com meu ponto de vista se os EUA fossem um país preconceituoso não seria tão rico culturalmente assisti um documentario americano que eles agradeciam a todos os imigrantes que foram ao país dele e Michael Douglas e o prefeito de NYCity diz que se os americanos voltassem alguns anos no tempo muitos deles nem estariam ali e isto e muitas coisas me estinulam a ir para esse país alem do mais fui criado lado a lado com a cultura americana e me dou bem com ela me indentifico muito com ela.O Brasil tem como a sua maioria "Agostinhos" e "Bébeis" pretendo realizar o sonho americano em uns 4 anos(no maximo 6 se as coisas se atrasarem)pretendo fazer direito nos eua(uma aréa muito dificil e remota para brasileiros)mas sei que se me esforça eu conssigo!

    Parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
  101. Márcia V. de C. Souto Maior11 de fevereiro de 2012 11:39

    Olá Renato
    Acompanho sempre as notas aqui postadas, apreciadora que sou do seu blog. Nesta qualidade gostaria de lhe fazer uma pergunta. Vc já era graduado em nível superior qdo foi aceito numa universidade americana.  Gostaria de saber se vc foi aceito como undergraduate ou diretamente no graduate? A pergunta se justifica porque, no sistema educacional americano vc seria considerado overqualified, e como tal só passível de aceitação para mestrado.
    Desde já, obrigada pela atenção.
    Abraços, Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia
      Eu já era graduado sim e entrei para a graduação. Não sei onde você viu essa informação, mas qualquer pessoa (americanos e estrangeiros) podem iniciar um curso em uma faculdade sendo já graduado. Minha professora, por exemplo, fez três graduações em áreas diferentes e nunca fez um mestrado.
      Eu precisei mostrar o diploma do Ensino Médio e também todas as graduações que já tinha no Brasil.
      Meu amigo, terminou uma graduação e não gostou. Está aplicando para ADM em uma outra faculdade e foi aceito também.
      Espero ter sanado sua dúvida
      Abração
      R

      Excluir
  102. Márcia V. De C. Souto Maior12 de fevereiro de 2012 02:14

    Prezado Renato.
    Obrigada por responder.
    Preciso de mais um esclarecimento. Qdo vc disse estar fazendo graduação, refere-se ao undergraduate ou ao graduate?
    Obrigada de novo.
    Abraços,
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu sabia, sabia??
      Graduate aqui é só Master, Especialist e Doctoral.
      Então meu curso é undergraduate
      Abs

      Excluir
  103. Márcia V. de C. Souto Maior12 de fevereiro de 2012 05:24

    Olá Renato. Como está?
    A informação eu obtive no site de Princeton, e transcrevo abaixo:
    "Who Can Apply:
    If you have already started a college or university degree program elsewhere, you are not eligible to apply for admission to Princeton. We accept students who will begin their freshman year in the fall. Princeton does not offer spring semester entry or a transfer admission option."

    Segue o link:
    http://www.princeton.edu/admission/applyingforadmission/international_students/
    3 paragrafo

    http://www.princeton.edu/admission/applyingforadmission/
    Fim da pagina, topico "who can apply"

    Veja tb:
    http://www.princeton.edu/admission/applyingforadmission/faq/eligibility/#comp000046cc511c0000000cbc18e5

    A 3a pergunta, eles deixam ainda mais claro no FAQ (Frequently asked questions).
    " Additionally, any student who has completed a post-secondary degree is not eligible for undergraduate admission or a second undergraduate degree from Princeton."

    Talvez esta seja uma postura dessa universidade especificamente, e de algumas outras como Berkley, Harvard, Yale, Brown e Stanford. Só queria aproveitar sua boa vontade para esclarecer.
    Despeço-me, afirmando-me sua admiradora.
    Abraços,
    Márcia V. De C. Souto Maior

    ResponderExcluir
  104. Márcia
    Obrigado!!!
    Olha essa eu tive até que pedir a "ajuda dos universitários" hehehe
    Perguntei pra família aqui e eles nunca tinham ouvido falar nisso. Daí fomos à página e o que chegamos à conclusão é que Princeton só aceita fresman, ou seja eles não aceitam nenhum aluno que já tenha uma graduação. Pelo menos foi isso que entendemos e eles aqui acharam um ABSURDO ehehe
    Mas é a regra de Princeton, talvez de todas essas TOPs
    Eu fui aceito no undergraduate da minha faculdade mesmo tendo outros diplomas. Sei que a UCF também me aceitaria em qualquer curso undergraduate
    Sabe o que pensei? Talvez Princeton não quer estudantes que já fizeram outras faculdades porque eles já vem com muitos vícios. Querem só freshman (termo sexista - devia ser freshperson kkkk) que nunca tiveram outras experiência, assim seria difícil fazer comparações. Será? Você faz pergunta muito difícil eheheh mas é bom que fico mais inteligente, cerrrrrrto?
    Abração Márcia!!

    ResponderExcluir
  105. Márcia v. de C. Souto Maior12 de fevereiro de 2012 08:40

    Renato,
    Mais uma vez obrigada. Penso que agora ficou claro. Vc foi muito solícito, e eu aprecio isto.
    Vc já é um rapaz inteligente, disso não tenho dúvida, e nào precisa de mim para instigá-lo. Sempre estarei acompanhando seu blog e me enriquecendo com seus esclarecimentos. Um grande abraço,
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Márcia, o que eu não souber, tento pesquisar
      Abração pra vc também

      Excluir
  106. cara gostei muito do blog muito bom , tenho duas perguntas

    1° brasileiro pode se naturalizar americano ? se sim , como ? se não porque ?

    2° é verdade que as americanas não gostam de brasileiro ?

    ResponderExcluir
  107. Anônimo
    Leia a nota sobre etiqueta logo abaixo...Obg
    1- Pode, se tiver green card. No site da embaixada tem a informação de como obter um green card, só tem que ler.
    2- É mentira

    ResponderExcluir
  108. Olá, Renato, tudo bem? Sou Josué, aqui de Aracaju/SE. Tomei conhecimento do seu site "fuçando" na Internet. Gosto muito de ler relatos de viagem; se bem que, em seu caso, já não é mais viagem, e sim uma permanência com pretensão de definitiva. Escrevo aqui apenas para te parabenizar pela variedade de conteúdo, muito interessante, e que instiga à leitura de todos os posts. Espero, sinceramente, que seja muito bem sucedido em todos os seus objetivos. Obrigado pela oportunidade de ler material tão agradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Josué! Sucesso para você também!
      Abs

      Excluir
  109. Olá Renato, dei valor ao teu blog e me surpreendo no que você falou a respeito... Confesso que sou xenófobo com Estadunidenses. Perdão, não uso a expressão americano e nem sou adepto a termos em inglês. Um dia viajarei para os EUA pra ver qual é. Sou de Fortaleza/CE e pelo que eu vejo, as pessoas aqui são o Brasil ao extremo, muitas vezes mau-educados e barulhentos e adoram escutar forró em volume bem alto aonde chegam em seus carros. Com certeza seriam motivo de preconceito nos EUA no que você disse aqui. Agora saindo mais da falta de educação do nosso povo, vou a minha pergunta:

    Já vi informações que, no senso comum do estadunidense, no Brasil se fala espanhol, que nossa capital é Buenos Aires, que aqui é só selva amazonica, índios, negros, carnaval com mulatas dançando semi-nuas, favela, violencia, prostituição, macacos perambulando nas ruas e salvador e rio em um lugar só (ambas as cidades são longe uma da outra) como mostra o filme 007 no Brasil e um clipe do Michael Jackson aqui. É verdade ou mito essa informação a respeito do que os estunidenses pensam de nós?

    Grato pela atenção,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Augusto
      Perguntar coisas do Brasil para um americano comum é a mesma coisa que perguntar para o brasileiro comum sobre o Chile, Colombia ou Perú. Saberão a capital e olhe lá.
      Mas se você conversar com americanos cultos, como meus professores eles sabem sobre São Paulo, Rio e muitas outras coisas. Inclusive que se fala português.
      Essa fama que americano é burro, só no Brasil mesmo. De burros eles não têm nada não. E a maioria que eu conheci tem muita vontade de conhecer o Brasil e acha que é um país maravilhoso (sem ter idéia da verdadeira realidade). Inclusive muitos acham que é um país "rico" por causa da propaganda "enganosa" que o governo brasileiro anda promovendo ultimamente. Ok, é a sexta economia mundial, mas é o 73º no IDH (índice de desenvolvimento humano) e a quantidade de pessoas que ganham menos que 620 reais por mês ultrapassa 60%
      Mas ninguém sabe disso, inclusive sobre os impostos absurdos. Acham que o Brasil é um paraíso e ficam curiosos de saber o motivo pelo qual eu saí do Brasil.
      Agora amigo, se vc for no carnaval da bahia e do rio é isso mesmo o que você escreveu e por incrível que pareça, tem americano que gosta.
      Aff
      Abs

      Excluir
  110. Ah, alguém escreveu isso: "Infelizmente Portugal e sua língua maldita nos isolou do mundo, acho um absurdo por exemplo precisar de um tradutor para passear em Buenos aires, Madri ou NY."

    Lamento essas palavras infelizes dessa pessoa. Ela pensa que estamos isolados e sós, talvez pense que a lingua portuguesa só é falada aqui e em Portugal e não é assim. O português é falado também na Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste. Talvez os próprios brasileiros discriminem esses países por serem muito pobres ou então não saiba que os mesmos também são lusófonos devido a falta de divulgação desses países aqui... Quando os brasileiros viajam pro exterior pra onde vão a maioria? EUA, Canadá, Europa, Japão, Argentina e Chile. Bem que o governo brasileiro deveria divulgar opções de viagens nesses outros países lusófonos, que com certeza devem ter suas belezas e muitas coisas que satisfaçam os brasileiros.

    ResponderExcluir
  111. OLA RENATO GOSTEI MUITO DE SUA ATITUDE MOREI NA ITALIA E LONDOM ESTOU NO BRASIL AGORA QUERIA SABER SI COM A CIDADANIA ITALIANA EU POSSO ENTRAR NO EUA SEM VISTO NO PASSAPORTE ABRAÇOS OBRIGADO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma informação que você consegue facilmente no site da embaixada. Mas vou te dizer, não precisa...

      Excluir
    2. Caro Renato,

      Li alguns comentários e confesso que fiquei surpreso com o tratamento dispensado aos brasileiros, por parte dos americanos. Tinha outra visão.
      Entretanto, discordei quando li a respeito da afirmação "...Muitas pessoas repetem isso e nem se dão conta. No caso dos negros, se você os chamar de black eles se ofendem, se chamar de Niger, você vai preso. Acho que criou-se esse termo para se referir a uma pessoa de cor sem que ela se ofenda. Não estou defendendo, só acho que essa é a minha impressão. Por exemplo, eu não ligaria se alguém me chamasse de branco, mas eles se ofendem se chamá-los de negro. Eu cresci em meio a pessoas de várias raças e em casa nunca tivemos nenhum preconceito....."
      Na verdade, o termo niger ou black, foi largamente usado para se referir aos negros de forma pejorativa, assim como o termo "boy" na África do Sul para se referir a um negro adulto no passado e é por esse motivo que os negros se importam com esses termos. Há não muito tempo atrás, os bebedouros, banheiros, restaurantes, assentos em ônibus nos EUA faziam a distinção entre "white" e "colored", ou seja, faz diferença chamar você de branco, sendo que o termo "white" não é pejorativo e chamar alguém de "niger" se o termo é pejorativo.
      A denominação "afro american" foi uma conquista que denota respeito que nasceu da luta por direitos civis emcabeçadas por líderes negros como Malcom X e Dr. King.
      Isso explica o porquê dos termos não serem aceitos pelos comunidade negra.
      No Brasil o preconceito é velado e nos espantamos quando é exteriorizado (como no caso da aluna de balé - post acima). Os negros aqui são menos unidos por conta disso. Entretanto, relações inter-raciais passam inclusive na TV. Já nos EUA, por conta da exteriorização massiva do preconceito no passado os negros se tornaram unidos, mas mesmo isso estando superado, dificilmente se vê relações inter raciais na TV americana, não é mesmo?
      Em suma, o preconceito contra negros existe das duas formas.
      Tiros em Columbine (Bowling in Columbine)de Michael Moore, embora seja um pouco panfletário, conta e demonstra que existe propositalmente na mídia americana a construção de um "pensamento coletivo involuntário" a respeito da associação do "negro a desordem".

      Enfim é o que penso.

      Do mais,
      Site leve e aconchegante o seu.
      Belo blog! Parabéns!

      Excluir
    3. Alexandre
      Concordo parcialmente contigo. Não sei se foram os negros que começaram com esse "african american" mas eu acho que devia ser somente american mesmo. Ninguém se diz italian american ou asian american ou mexican american. Por outro lado "nigger" é um xingamento mesmo, porque a raça é negro (pronunciado nígrou) em inglês. E infelizmente pelo que percebo na minha faculdade, a maioria dos alunos negros "causam" em todos os sentidos. Neste aspecto sinto falta do Brasil, onde pelo menos, nas faculdades que estudei, todos éramos iguais e os negros não se sentiam no direito de algo mais ou menos devido a sua raça.
      Obrigado pelo comentário excelente
      ABs

      Excluir
  112. Ótimo texto, quebrando tabus.
    Quando o tio da minha namorada veio aqui ano passado, perguntei a ele sobre esse questão de preconceito por parte dos norte americanos aos latinos, e ele me respondeu que nesses 22 anos que reside lá (10 anos em Boston e 12 em Miami) nao sofreu preconceito algum. Já é cidadão americano há um bom tempo e disse q o único preconceito que já viu é por alguém não saber falar o ingles e ir morar lá. Por questoes culturais e patrióticas eles nao gostam que pessoas de fora entrem no seu país e eles q tenham que se virar pra se comunicar com vc mesmo estando em casa. O que ocorreu com a irma dele que mora lá há 7 anos e ainda nao aprendeu o ingles, nem mesmo o básico, mas como vc sabe, em Miami não é diicil isso.. enfim.. foi isso que ele falou :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro que deve ter brasileiros que sofrem preconceito, mas vai ver o tipo de gente que é! Esses sofreriam preconceito até no Brasil. Gentalha da pior espécie, eu já vi um monte. Não sei como esse povo conseguiu o visto no consulado!
      Abs!

      Excluir
    2. Concordo com vc, uma coisa que eu não costumo ver aqui no Japão é preconceito aberto. Sabemos que ele existe, mas raramente é aberto. No meu caso, aconteceu uma única vez e, de boa, foi muito chato. Mas, eu era mais discrminado no Brasil por ser gordinho do que sou no Japão por ser estrangeiro.

      Nas áreas onde vivem muitos brasileiros, há discriminação, sim. E, infelizmente, é das duas partes. Muitos brasileiros imigrantes não gostam de lidar com japoneses. Acho que esperam ser recebidos como japoneses (eles são descendentes), mas isso não aconteceu. Por isso, rola uma frustração. Além disso, muitos não falam a língua satisfatoriamente e, por isso, acham que estão sendo discriminados quando não estão. Por fim, sabemos que muitos brasileiros são mal educados, baderneiros etc. Eles fazem merda e os japoneses - aí, sim, com preconceito - tratam o todo a partir do comportamento ruim de uma minoria. É muito ruim morar em cidades onde vivem muitos brasileiros porque, infelizmente, por causa da exclusão social, da falta de estudos, de envolvimento da família etc, há muitos jovens brasileiros envolvidos em crimes. Para mim, essa é a falha do governo japonês: de não ter tentado integrar os imigrantes nas escolas e na sociedade desde o começo.

      Além disso, os japoneses também são muito discriminados no exterior. Quem mora na Europa pode dizer melhor que eu. E, ainda, no Brasil, na época da imigração, até a língua eles foram proibidos de usar. Então, é bom as pessoas se informarem antes de falar besteira.

      Excluir
  113. Olá, Renato. Seu blog vai ser meu guia nos EUA. Muito obrigada pelas informações.Abraço.Ana.

    ResponderExcluir
  114. Olá, Renato. Parabéns pelo blog, faço meus todos os elogios anteriores.Voce faz por merecer a todos.Meu nome é Sidney e vivo na Espanha faz 5 anos. Digamos que em relação a voce eu estava no Brasil alguns degraus abaixo no tocante a escala socio-economica. No entanto comparto contigo todas as sensações de um paulista que teve frustradas suas expectativas de vida. Claro que não posso colocar toda a culpa dos meus fracassos, nas costas do sistema. Tive participação ativa no naufrágio dos meus sonhos, não soube aproveitar as oportunidades que se me apresentaram, tomei decisões equivocadas e por isso fui punido.Por sorte uma porta se abriu e aos meus 50 anos e com dois filhos adolescentes vim morar na Espanha. Aqui não é o mundo encantado, tem uma pá de defeitos, sonho de olhos abertos com as ruas da minha cidade...mas creio que a punição que eu e tantos brasileiros recebemos pelos nossos erros é demasiado pesada.Saudade? Sim. Voltar? Só como turista.Quanto ao preconceito creio que já se falou tudo. Reitero meus desejos de sorte e saúde a todos. Sidney.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidney
      Eu também cometi muitos erros. Um deles foi fazer uma faculdade de tecnologia rápida para entrar no mercado de trabalho sem estudar muito> Me ferrei. Depois passei anos e anos tentando recuperar o tempo perdido, mas nunca tive ajuda alguma do governo ou do sistema.
      Voltar sim, como turista TAMBÉM e "olhe lá". Acho que o mundo tem muito lugares interessantes para eu gastar meus dólares. Minha família vem me visitar aqui
      Boa sorte para você e tudo de bom eu desejo
      Abs!

      Excluir
  115. Meu nome é Wilson. Morei por muito tempo na Califórnia e preconceito existiu sim. Sou descendente de japoneses e lá nos EUA eu era visto simplesmente como asiático, ou seja, Vietnamita, Filipino, Coreano, Chines, para eles é tudo igual e pior, todas raças inferiores...sem comentários. Eu nunca, mas nunca mesmo havia sido discriminado no Brasil e foi difícil entender e expressar o que senti a primeira vez que aconteceu.
    Não culpo os americanos por isso, mesmo porque, sendo Brasileiro, escuto muitos comentários aqui no Brasil que superam os comentários dos americanos.
    Voltei de passeio dos EUA semana passada e posso afirmar que o mais triste de se ver são as atitudes de alguns Brasileiros. Realmente alguns falam alto, fazem sujeira, não tem noção nenhuma de como se comportar na casa dos outros, não sabem dirigir e se acham os donos da rua, entre outras "presepadas".
    Teve até Brasileiros comentando como os americanos são pre-potentes, orgulhosos e se sentem superiores com relação aos latinos e que são nojentos por causa disso. Me desculpe, mas isso é comentário de gente invejosa.
    Passei 2 semanas me lamentando de ser brasileiro, mas no fim, concluí que alguns desses "presepeiros" irão perceber a diferença assim que pisarem no Brasil de como o nosso país poderia ser, onde pecamos como brasileiros e o que fazer para mudar esse cenário para melhor.
    Desculpe o desabafo, só achei que alguns leitores desse blog devem se precaver antes de ir a qualquer país estrangeiro para saber o que principalmente não se deve fazer.

    By the way, nice blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wilson
      Interessante seu relato. Você é o primeiro brasileiro aqui que fala isso. Eu acredito que exista em qualquer lugar do planeta. Eu mesmo nunca senti e todos os americanos que eu conheço me tratam muito bem, mesmo sem precisar.
      Gostei muito do seu relato, obrigado por compartilhar conosco
      Abs
      Renato

      Excluir
  116. Olá Renato,meu nome é Andressa.
    gostei muito do blog, parabéns!!
    eu queria fazer uma pergunta pra você, talvez no ano q vem me mudo para os estados unidos e farei a high school lá, eu queria saber se as pessoas q são estrangeiras sofrem muito preconceito ou bullying na high school??! pois eu ja ouvi absurdos sobre isso e nos filmes eles também não passam imagens boas das escolas de lá, confesso que estou com um pouco de medo por causa disso!!
    Obrigada!!
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se preocupe
      jovens brasileiras fazem sucesso nos EUA e nem tudo é como os filmes mostram ou como os brasileiros fazem propaganda. Muitas alunas minhas vieram e adoraram!
      Abs e boa sorte!

      Excluir
  117. Oiiii... Me chamo Diana , sou do Rio de Janeiro...
    Estou a uma semana aqui em WashingtonNC, e estou amando todo esse verde, arquitetura das casas e outras coisas que eu só tinha visto em filmes...kkk eu parei para encontrar uma receita e me deparei com seu blog, estou a mais de 30 minutos lendo e agora tenho tantas informacoes alem da receita do kibe que eu procurava. Renato vc é super , adoro a atenção que vc consegue dar a todos mesmo sendo um homem muito ocupado. Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Diana
      Aproveite tudo do blog!!
      abs

      Excluir
    2. oi Renato como esta? eu me chamo mary e sou de tucurui no pará concordo com tudo que vc falou so gostaria de entender o pq que quando uma brasileira demonstra interesse por um norte americano percebo que eles ficam com pé atras de acordo com a atitude tomada por eles da o entender que eles acham que as brasileiras querem somente conseguir um visto permanente ou viver as custas deles.bem eu sou brasileira e as minhas intençoes sao as melhores possiveis e gostaria muito de ter um namorado Norte Americano pois acho eles muito educados,gentis,meigos amaveise alem de tudo sao lindos como vc disse que tem alguns amigos americanos gostaria muito que vc descobrisse o que acontece vou aguardar sua resposta muito obrigada pela oportunidade querido beijooooo para vc

      Excluir
    3. Ai ai ai Mari, difícil a sua pergunta.
      Eu tenho amigos americanos mas nenhum que tenha tido alguma experiência com brasileiras. Agora vou te falar como homem ok?
      Eu acho que isso que ocorre com você se deve a alguns fatores. Pode ser:
      - Suas investidas estão muito na cara ou talvez muito agressivas. Homem gosta de caçar, não de ser caçado. Quando se sente caçado, assim como os animais, ele foge.
      - Seu comportamento gera dúvidas, incertezas. Não sei com vc, mas algumas brasileiras que eu conheço aqui falam muito alto, riem muito alto e se uma música começa a tocar, já sobem em cima da mesa, de biquine. Será que vc está assustando os rapazes? :)
      Visto não é problema para eles. Quando eles gostam não exitam em casar para a pessoa ficar no país. É algo em vc que os está afugentando. Olhar pra gente é difícil, mas quem consegue, entra e fica em qualquer lugar
      Beijinhos

      Excluir
  118. oi renato estou aqui denovo pq precisava lhe dizer que foi eles que viram o meu prfil e me procuraram mas nesse caso nao sou de dar o pontape inicial justamente por isso que vc falou entao, mesmo eles me procurando so da tempo deles me perguntarem de onde eu sou e quando descobrem nao querem mais teve um que foi mais longe me convidou para tomar um café com ele mas quando descobril que eu era do brasil desconversou e nunca mais me procurou e tambem gostaria de lhe dizer que tenho a voz mansa e suave e nunca, jamis faria o que as moças que vc citou fizeram eu me considero uma pessoa muito educada e sou evangelica na minha casa sou chamada de meiguinha pelo meu jeito de falar,tratar as pessoas e etc.. me perdoe nao estou querendo me achar a rainha da cocada preta é que eu precisava lhe explicar para que vc entendesse melhor só para concluir ja com os homens brasileiros isso nao acontece mas como lhe falei antes gostaria de ter um namorado americano e nao brasileiro. a pergunta acima foi feita com base em alguns casos acontecidos aqui no brasil.renato,vc merece todo o meu respeito e adimiraçao pois se preocupa em responder todas as perguntas e ainda é esforçado vi o horario em que foi respondida a minha pergunta e logo no dia seguinte muito legal beijinhos para vc tambem querido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que esquisito Mary, porque os americanos adoram brasileiras. Bom, não fale que é brasileira então até a pessoa te conhecer melhor. :)
      Obrigado pelos elogios, espero que vc arrume seu namorado americano. Se não ache um principe brasileiro!!
      Bjs

      Excluir
  119. Sonhando com pés no chão, tocando o horizonte com as mãos14 de junho de 2012 11:06

    Blog super interessante. Segue essa dica...deveria escrever um livro com tanto conteúdo,viu?

    Ouço falar muito de Teoria da Conspiração, já ouvi falar muito mesmo. O que você tem a dizer sobre a FEMA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FEMA?
      Nunca ouvi falar. Penso em um dia coletar todos os posts e publicar um livro, vamos ver...
      Abs e obg!

      Excluir
  120. mano, vou fazer uma pergunta nada a a ver com o post, mas queria q vc fizesse um post sobre ela.

    meu prof de ingles, q ja morou nos eua, disse que as AMERICANAS são loucas pelos BRASILEIROS pelo fato delas acharem que os homens brasileiros são mais "quentes" e "melhores de cama" do que os homens americanos. isso é verdade ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitor
      É o que se diz por aqui mas não sei se é verdade, teria que entrevistar uma americana que se casou com um brasileiro porque as que eu conheço não sabem nada sobre os homens do Brasil.
      Quando encontrar eu faço um post
      Abs

      Excluir
  121. E O preconceito Racial existe nos EUa la e tipo a europa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe preconceito racial mas ninguém toca no assunto que dá problema
      Abs

      Excluir
  122. Parece que eu tenho alma de americano, adoro a cultura, o jeito deles, são pessoas extremamente simpaticos.

    ResponderExcluir
  123. Muito obrigado pelo artigo legal! Sou Americano e moro no Brasil (Belo Horizonte), e estou fazendo pesquisa para escrever um artigo no www.RealLifeBH.com sobre as costumes brasileiras que são diferentes nos Estados Unidos. Ja escrevi um artigo "Estereótipos dos gringos- o que os gringos realmente acham do brasil" http://reallifebh.com/gringo-stereotypes-for-brazil-what-do-we-really-think

    Denovo, obrigado!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Justin
      Fui no seu site dar uma olhada e achei realmente interessante. Esse artigo aqui escrevi há muito tempo e hoje, algumas de minhas opiniões sobre brasileiros e sobre americanos mudou um pouco, mas em excência continua a mesma coisa. Obrigado pela visita.
      Renato

      Excluir
  124. e ridiculo um presidente nao saber falar ingles.

    ResponderExcluir
  125. Por mais estranho que isso possa parecer, moro aqui no Japão e é muito bom, mas quanto menor o número de brasileiros por perto melhor a qualidade de vida. É bom no sentido da estrutura, pois há mais mercados brasileiros, as prefeituras tem tradutores e placas de indicação. Eu morava em Shizuoka e lá tem muitos brasileiros( agora deve ter menos devido a crise). Ou seja, brigas nos danchis, nas fábricas, um horror. Eu amo o Brasil, mas a atitude de alguns brasileiros é que fazem os japoneses terem tanto preconceito. Meia dúzia sujam o nome de toda uma comunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui acontece a mesma coisa. Por causa de uma minoria, gente de bem leva a fama não é?
      Abs

      Excluir
  126. E sobre a comunidade brasileira nos EUA tmbm acho que uma minoria mancha a imagem de pessoas de bem e prefiro observar de longe me dei bem com americanos e não estou na pele de outros, mas eu nunca sofri preconceito muito menos aberto ele existe, mas também discordo de dizer que discriminam quem gosta deles ao contrario reparei uma coisa em americanos, ADMIRAÇÃO por pessoas interessadas em sua cultura. Se vc e dedicado e principalmente mostra que gosta eles te retribuem em dobro pelo menos vejo isso na mídia com estrangeiros e por experiencia própria. E acho que a comunidade brasileira tem que se misturar mais aos americanos a maneira deles aqui, brasileiros esperam de americanos o mesmo calor, mas não funciona assim acho que deveriam ser mais flexíveis entender a diferença e conquistar esse espaço para poder viver bem aqui ao invés de falar em preconceito.
    Se vc tem caráter passa por cima dos preconceituosos e recebe admiração do que reconhecem seu esforço. Gosto dos EUA tenho amigos fofos e amáveis e so saio daqui se esse pais rachar hehe o que espero que não aconteça...

    ResponderExcluir
  127. Oi, Renato!

    Parabéns pelo seu blog! Eu o descobri ontem enquanto pesquisava sobre secadora a gás no google. Os seus posts são bastante esclarecedores. Fui com meu marido aos EUA de férias há quatro anos e meio. Confesso que antes de ir viajar tinha muito preconceito contra os americanos, tamanho que é o anti-americanismo aqui no Brasil. A viagem me fez muito bem e ao meu marido. Aprendemos a admirar e amar o grande país que são os EUA, além de termos expandido os nossos horizontes em 360 graus. Importante mencionar que eu e meu marido somos surdos de nascença e falamos em português oral/escrito e em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais. A nossa experiência aí foi mais que positiva, pois nos sentimos como cidadãos de verdade. Como surdos, fomos muito bem tratados e com respeito. Conforme o tempo vai passando, mais a vontade de sair daqui aumenta. Nós estamos muito descontentes com a política e a sociedade brasileiras e perdemos a esperança de que seremos um país melhor. Infelizmente, não estamos prontos ainda para sair daqui. Quando chegar a hora, vai acontecer.

    Favoritei o seu blog.

    Abraços,

    Taíssa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taíssa
      Que honra é ter seu comentário aqui no blog. Seja muito bem vinda!
      Eu acredito que a gente vê o que quer em certo sentido, em outro sentido as experiências são fato. Tem gente que chega aqui já falando mal e só falando em voltar para o Brasil. Tem gente que não vê defeitos nem aqui nem no Brasil. O importante é que cada um de nós fiquemos onde nos sentimos bem porque a vida é muito curta pra ser mal vivida, fala a verdade?
      Abraços!
      Renato

      Excluir
  128. Olá? Amigo, pode até ser, ou voce teve realmente muita Sorte. E também existem lugares em determinados Países que sabem do Acordo e até respeitam, mas q acordo? Os tratados Internacionais, nos quais o Brasil Diz: "Todo brasileiro deverá ser bem tratado, ou tratado com o mesmo tratamento que damos aos estrangeiros no Brasil." Se o País derrespeita, pode ter suas consequencias". Claro que nem todos respeitam, ou não sabem, e muitos brasileiros também n sabem, ou não denunciam, para não fazer confusão sempre deixam para lá... e é aí que eles montam, e humilham, mesmo. Em qualquer lugar do Mundo a Pessoa precisa se impor. Bom, na Europa tenho passado por bons bocados, fui humilhado, maltratado, e ainda perseguido, tipo sofri Bullying na Escola, e ainda tive as Professoras que também, faziam, pois quem mais discrimina aqui são os estrangeiros, confiei numa brasileira, e a mesma por insegurança dela se juntou aos estrangeiros e e ficou contra mim, até uma das Professoras dizia: essa brasileira não é nem um pouquinho patriota, além de saber, que essas Pessoas estão erradas, ela se juntou a elas e as defende e ficou contra voce, então voce está sozinh...até uma das Professoras ficou surpresa, com a atitude desta Pessoa, eu ainda a defendi dizendo, é deixa para lá. Só me afastei de todos e hoje, tenho medo de fazer, amigos... até porque sei que tanto a maioria dos nativos e a maioria dos estrangeiros que aqui vivem, adoram uma fofoca, gostam mesmo de falar da vida alheia, e inventam, não deixam o outro em Paz, falta do que fazer mesmo. Talvés aí n tenha isso, mas aqui eles reparam sua roupa, o que voce tem, te procuram, só quando precisam, são mesmo interesseiros, e vivem falando mal dos estrangeiros, e estrangeiro, falam mal tbm dos outros estrangeiros... foi terrível essa experiência, mas serviu ao menos para aprender este bendito idioma. O bom, que é só Povo, q te trata mal, quando começar o Governo, aí o Brasil terá que tomar, uma atitude, só quero que todos que me trataram mal, passem pelo que eu passei, daí eles saberam...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentario.
      Sabe, me desculpe mas quando alguem me diz que nao tem amigos eu fico com o pe atras. Todos nos passamos por coisas ruins, eu mesmo, por coisas terriveis. Conheci varias pessoas isoladas e infelizmente, essas nunca conseguiram olhar para o fato de que esse isolamento foi causado por elas mesmas. Por isso eu te digo, procure um terapeuta, eu fiz terapia 7 anos e adorei! Mesmo cara, muito bom! A gente ve coisas na gente que nunca viu e que so os outros veem. Tambem entendemos porque afastamos as pessoas e queremos nos isolar. Vc vai mudar sua vida para melhor, fazer muitos amigos e ser feliz, nao amargurado.
      Ah, e da proxima vez, deixe o nome e o pais onde mora, por favor?
      Abs

      Excluir
  129. Olá, meu nome é Phelipe, rápido a resposta...e por que voce tem pé atrás com Pessoas que se isolaram, principalmente de Pessoas que adoram Fofocas e Mentiras??? Deveria ter o pé atrás com quem se socializa de mais, não é? Afinal as Pessoas mais populares são amioria os Políticos os quais fazem tantas coisas erradas, tantas mentiras...Terapia? Eu até fiz, mas só foi jogar dinheiro fora, se as Pessoas não te aceitam, é porque elas não se adequam ao diferente. O que descobri que vivendo em Outro País, a maioria passará por certas Pessoas, e principalmente, quando voce chega de coração aberto, daí é como se as mesmas não quisessem que mais um estivesse, no mesmo lugar, depois tem o fator interesse, coisa que acontece também no Brasil. Então em qualquer lugar do Mundo, valemos o que temos e não o que somos. Então resolvi sabe o que mais, niguém paga minhas contas, e por que me preocupar com isso, mas amigo, mesmo tenho muitos no Brasil, e em outra Cidade aqui perto de Portugal, bom, muito obrigado. Quanto a ser Feliz agora sou Feliz,acho que foi um choque de ter me deparado com Pessoas, que não eram legais, mas existe em qualquer lugar, e esse amigo me fez ver isso, existe Gente no Brasil que nunca foi assaltado, acredita? Pois é! É uma questão de sorte. Fica na Paz.

    ResponderExcluir
  130. Ah, e tem mais eu tenho muitos amigos que pena que a maioria latina aqui, e um ou dois brasileiros que pretendo não conhecer mais, foi que sentir terem inveja, no resto, tenho amigos também nos EUA. Voce entendeu errado me afosto sim com todo gosto de Gente problema, de Gente que adora colocar o outro para trás, é que não dá mesmo. Wlu... ABS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Phelipe
      Quando eu disse que fico com o pé atrás não foi no sentido que vc entendeu, ou talvez eu quem me expressei mal. O que eu quis dizer é que existem pessoas boas e legais em qualquer lugar do mundo e a melhor coisa que você faz é se afastar das problemáticas, falsas, assim mesmo como você falou. De uma nova chance à terapia, é muito bom, não é coisa de louco como muitos acreditam. Qualquer pessoa bem sucedida, celebridade, etc tem um terapeuta. Eu só não vou mais porque não tenho dinheiro, e meu pai que era totalmente contra disse que não larga mais.
      Abração pra vc!
      Renato

      Excluir
  131. Olá Renato, descobrir esse blog, que é muito bom, por um comentário seu no blog: passaportebrasilusa.com. E justamente por esse seu comentário, sobre uma tal familia de brasileiros que morou em Marthas Vineard e fez o bairro inteiro ter preconceito contra os brasileiros, que eu fiquei na curiosidade de saber exatamente o que essas gentalhas fizeram de tão grave para acontecer isso.

    Parabéns pelo blog...
    E boa sorte ai nos EUA.
    VLW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk
      Eles colocaram jornal na lareira e a vizinhança chamou o bombeiro porque pensaram que a casa tava pegando fogo.
      Faziam festas e churrascos com música alta todo final de semana e apareceia brasileiro de tudo o que é canto, bebiam, gritavam, etc
      e por aí vai
      abs

      Excluir
  132. temos que lembrar tbm que os americanos acham q nos estrangeiros estamos la pra roubar o emprego deles, por isso ficam inseguros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma BEM pequena parcela da população pensa assim. A maioria sabe que seus antepassados também foram imigrantes. E como eu disse, se a pessoa for educada e agir direito eles não se importam. Inclusive criaram muitas leis para proteger imigrantes. Por isso fale, não acredite em tudo o que ouve porque quem está no Brasil não sabe nada sobre isso e só repete o discurso anti-americano dos esquerdistas de carteirinha e cartão de crédito.

      Excluir
  133. Eu sei porquê você não sofre preconceito nos EUA, porquê você é daqueles ´´ brasileiros `` que só assistem filmes americanos, séries americanas, só ouve músicas americanas, só assiste esportes americanos, por tanto os americanos não te veem mais como brasileiro e sim como americano. André.

    ResponderExcluir
  134. Vai em estados como Kansas, Colorado ou Montana onde todo mundo que não é americano, branco, loiro, de olhos azuis e protestante é visto como extraterrestre. Ronaldo.

    ResponderExcluir
  135. Falei para um estadunidense sobre o que pensa o mundo sobre seu país e seu povo:
    - Metade do mundo lhes odeia, a outa metado lhes engana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito generalista sua idéia. Não acredite em tudo o que vc ouve no Brasil...quando se vive aqui a idéia é bem diferente...

      Excluir
  136. O Brasil é multi cultural, e o próprio brasileiro não conhece o Brasil! Eu sou gaúcho, da metade sul, e sou diferente dos "gaúchos" gringos da serra colonial, alemães e italos, há uma imensa barreira cultural entre o norte e o sul gaúcho, o que dizer de todo este Brasil e suas regiões, pessoas do sul em geral não sofrem em nenhum lugar do mundo preconceitos,seja de ordem racial ou cultural, mas os de outras regiões já ouví relatos de sofrerem em função de discriminação racial! vivo no sul do Brasil entre Uruguay e Argentina. elite da america latina , portanto.....

    ResponderExcluir
  137. Viva la pampa gaucha y los cavallos criollos, me gusta un buen mate y un costillar de oveja, una carne de ganado hereford, polled angus, braford, y las demás raças inglesas,pero yo no hablo ingles, yo solo tenia que comunicarme com los indios xicanos ( cabrones) y portoriquenõs, no cambiaria mucho,por mientras me quedo por acá, un fuerte saludo a los uruguayos y argentinos brasilenos gauchos en la tierra de "Tio sam"

    ResponderExcluir
  138. ola renato gostaria de saber se o numero de brasileiros nos estados unidos estao diminuindo??? devido ao grande crescimento economico no brasil??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não está. As autoridades brasileiras escondem mas aqui se fala que a comunidade brasileira aumenta a cada dia...

      Excluir
  139. renato porque o brasileiro acha que tudo que é de fora é melhor?? na argentina por exemplo é um pais muito pior que o brasil o povo argenito nao se ve como imigrante dificilmente vc ve colonia de argentino em outros paises no mundo infelismente a cultura americana foi implementada no brasil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ver é porque é mesmo kkk
      Brincadeira, nem tudo fora do Brasil é melhor, mas o Brasil tem SÉRIOS problemas que pessoas como eu não conseguem conviver

      Excluir
  140. o engraçado renato é que vejo muitos comentarios de brasileiros falando que ama o brasil e que o brasil é o melhor país do mundo mais ninguem quer voltar pro brasil mesmo os estados unidos entrando em crise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque mesmo estando em crise, se a pessoa não ficar desempregada e ilegal, dificilmente volta. Para alguns é melhor ser pobre nos EUA que classe média no Brasil. Trabalha-se menos e tem-se mais dinheiro no final do mês. É claro que não é uma regra mas as oportunidades são infinitamente maiores. Não é à toa que os EUA estão em terceiro lugar no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e o Brasil em 73º atrás mesmo de países menos desenvolvidos como Argentina, Chile e Peru.

      Excluir
  141. Renato parabens pelo seu blog muito informativo...ano que vem estarei deixando o Brasil pra morar nos USA provavelmente na California apesar de não conhecer ainda, conheço bem o Sul e o Norte mas acredito pelo meu estilo de vida irei para Carlsbad.Não são questões financeiras que me influenciaram nesta decisão todavia tenho uma boa renda aqui em São Paulo mas sim a procura de qualidade de vida coisa que aqui esta muito dificil conseguir mesmo voce tendo um pouco de dinheiro...ja viajei algumas vezes para ai e mesmo sem muito tempo tive contato com alguns americanos e eles nos veem como pessoas muito felizes mesmo enfrentando muitas dificuldades nós conseguimos sorrir pra eles isto parece magico.

    ResponderExcluir
  142. calma renato!!!! li alguns de seus comentários anteriores e vi que vc se estressa bastante quando brasileiros falam que sofreram algum de tipo de preconceito ou reclamam dos eua.

    só porque vc não enfrentou preconceito isso não significa que outras pessoas já não tenham passado por essa situação. Mas,em geral eu concordo quando você diz que os americanos são bem receptivos e tem uma ideia de somos um povo alegre; eu já conversei com alguns pela internet eles sempre dizem que os brasileiros são bonitos e que dançam bem, e coisas do tipo.
    Pra falar a verdade eles até são meio parecidos com a gente ou a gente é parecido com eles...
    E como vc disse também, muitos brasileiros vão não só para os eua mas, para outros países de 1º mundo fazer algazarra; eu sempre me indigno quando aparece na tv brasileiro fazendo confusão no exterior, pq isso prejudica nossa imagem como povo, e aí fica difícil né!?
    E quanto a questão do preconceito, isso existe em todo o lugar.

    Só que você não precisa se estressar tanto né!!!???
    não pode falar um ai dos eua, que vc fica doido, isso não faz bem não.

    acho que vc já se americanizou demais da conta!! daqui a pouco "tá" mais nacionalista que eles! hahahahahaha

    Abraços!

    ps.:espero que vc não se estresse com o meu comentário
    ahhh e parabéns por vc estar estudando se esforçando e não estar fazendo pilantragem e contribuindo para uma péssima imagem nossa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soraya
      Eu tenho muitas críticas com respeito aos EUA. Se você ler todos os posts do blog verá que eu estou longe de ser nacionalista americano, mesmo porque não nasci aqui e não tenho laços emocionais com o país.
      O que me dá raiva, é ver brasileiros fazendo zoarra e depois que são repreendidos ficam vestindo a manta do preconceito e da discriminação.
      O post explica muito bem meu ponto de vista.
      Abração

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...