segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Cuidado com o Golpe do Reboque em Miami!!

tow - reboque

Alex é um dos leitores do blog que entrou em contato comigo um tempo atrás. Trocamos uns emails e recentemente ele me disse que estava vindo aos EUA para uma visita. De Miami ele me escreveu um email dizendo que nunca mais voltaria a cidade e eu perguntei o por quê. Ele me contou o episódeo triste e sugeriu que eu informasse os leitores a respeito do ocorrido. Sugeri que ele mesmo contasse sua história e ontem à noite ele me mandou o email. Pesquisei um pouco e ainda descobri outras coisas. Cuidado em Miami é pouco...a cidade é linda mas os esquemas para tirar dinheiro dos turistas existe, praticado por gente da pior espécie. Abs

***************************************************************************************

A todos os leitores do blog do Renato,
escrevo para alertá-los sobre um golpe que vem sendo praticado em Miami e contra o qual todos os visitantes devem tomar cuidado. Principalmente pela falta de conhecimento sobre o cotidiano da cidade e por pensarmos que basta desembarcar nos States que tudo será honesto, justo e limpo...

É certo que muitos turistas, inclusive os brasileiros, alugam veículos quando vão a Miami. Dessa forma, todo cuidado é pouco para estacionar na área de South Beach. Há um esquema de rebocadores de veículos que age com muita eficiência em toda Miami Beach.

Ao contrário do que ocorre num grande número de cidades norte-americanas (na Califórnia, por exemplo), deixar o carro no estacionamento de alguma loja, banco ou empresa, comprar ali ou utilizar qualquer serviço e aproveitar a ocasião para fazer passeios a pé pelas redondezas é suficiente para que os rebocadores ajam. Há olheiros espalhados que chamam os caminhões, e em questão de uma hora o veículo pode não estar lá.

Se há uma placa no local informando: TOW-AWAY ZONE, não arrisque e não estacione. Essa placa não quer dizer que o veículo pode ser rebocado. Mas sim que ele será rebocado.
Duas empresas cuidam desse serviço em Miami Beach: Beach Towing Service e Tremont Towing. Ambas respondem a vários processos nos órgãos de defesa do consumidor por não cumprirem com as diretrizes para rebocamento da legislação do condado. Quando um veículo for rebocado, certamente estará no estacionamento de uma dessas empresas. E a taxa cobrada para liberação é salgada: cerca de trezentos dólares. Detalhe: só aceitam dinheiro vivo, ainda que a lei exija que essas empresas apresentem duas opções de pagamento. Disponibilizam caixas eletrônicos em suas instalações, mas levantar essas quantias em dinheiro pode significar uma dificuldade a mais para turistas. E mais um detalhe: a taxa cobrada para turistas é quase o dobro daquela cobrada para residentes.

As empresas também agem no caso de estacionamentos irregulares em locais públicos. Por exemplo, em zonas residenciais onde aquele veículo não tem permissão para estacionar. Só que acredito que nesse caso seja mais difícil cair no golpe. Os estacionamentos de lojas ou empresas são armadilhas mais perigosas.

A documentação sobre esse golpe e sobre o ódio que os residentes de Miami devotam aos rebocadores - sem, contudo, fazer com que deixem de agir - é farta:

http://blogs.miaminewtimes.com/riptide/2007/04/beach_towing_strikes_again.php

http://blogs.miaminewtimes.com/riptide/2012/02/miami_beach_towing_company_hor.php

http://www.miamiherald.com/2012/09/21/3012599/hed-here.html

Existe até uma série de TV chamada “South Beach Towing”, relatando o cotidiano da Tremont Towing.
Olha só a cara dos sujeitos...



Há muitas comunidades no Facebook provando o quanto essas comunidades são amadas. Por exemplo a “South Beach Tow Sucks! Tremont Towing”.

Cuidado, cuidado, cuidado! Se for a South Beach, deixe o carro em algum estacionamento público ou prefira os ônibus que circulam pela região. Não há dúvidas de que o carro representa uma comodidade, mas para quem não conhece essas sutilezas isso pode evitar uma dor de cabeça completamente desnecessária. São práticas muito antipáticas que, principalmente pela forma como são conduzidas, podem afastar turistas de Miami.


E falando nisso, você já pensou em explorar outros destinos para turismo e compras nos Estados Unidos? Pode ser uma boa experiência, já que Miami está cheia de armadilhas. Em locais como Dallas e Houston há bons preços, voos diretos para o Brasil, pessoas atendendo em espanhol e uma maior tranquilidade. Poucos brasileiros procuram esses destinos e por isso não são visados. Outra ótima opção é a Califórnia, que possui bons parques temáticos e recebe poucos brazucas.

Se não conseguir resistir aos apelos da tradição floridiana, vá direto para Orlando e esqueça Miami! Mas, independente do seu destino de compras, evite voos domésticos com muitas malas. As companhias norte-americanas cobram caro por mala transportada e a franquia de peso é relativamente baixa.

Obrigado a todos vocês, e olho vivo sempre!
Alex

PS: Evitem também o papo mole dos vendedores de quiosques nos shoppings de todos os EUA. Eles são na maioria israelenses e africanos e pegam turistas (e muitos residentes) no laço prometendo maravilhas como os cosméticos Orogold e Mica Bella e os ferros de passar Italsteam. Visam principalmente casais e mulheres. Não dê nem atenção. Esses produtos são caros, eles são treinados para passar golpes e em pouco tempo você pode perceber que o ferro de passar que parecia milagroso nas mãos do vendedor joga uma água marrom sobre a sua roupa, inutilizando-a.

*****************************************************************************************
Agora um vídeo da infame série de TV onde Jennifer Lopez é produtora...que vergonha hein Jennifer?





61 comentários:

  1. Ai meu Pai! E eu que estava louca para mudar para Miami por causa do vôo direto para Salvador...um dia eu vi uma parte desse programa, mas não sabia que tinha essa máfia por trás e achei super chato! Alex, espero que voc6e encontre um lugar melhor e se encontrar, compartilha porque eu estou aqui procurando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorna tem voo direto de Orlando pra Salvador pela SST por 499 dólares ida-volta
      Abs

      Excluir
    2. Lorna, se você não se juntar ao Renato em Orlando o lugar melhor está na ponta da língua: Califórnia. Só tem vôo direto para São Paulo pela Korean Airlines mas vale a pena.

      Eu já tinha ido a Miami uma vez em 1994 e achei suficiente. Meu principal destino agora foi Los Angeles, mas fui obrigado a fazer pit stop em Miami porque minha esposa ia comigo e ficou em pânico ao pensar numa volta com conexões, aviões pequenos, Airbus...

      Miami não vale a pena. É o Brasil em território estadunidense. O que tem de bom lá - praias e clima - tem no Brasil melhor. Quer o melhor dos EUA? Passe longe de Miami.

      Excluir
    3. Alex, é porque minha experiência nos EUA é muito pior do que a sua em Miami. Mas olha, meu marido recebeu uma boa proposta de emprego em LA. Vamos ver o que conseguiremos quando o treinamento dele começar. Obrigada por dividir sua experiência aqui :)

      Excluir
    4. Lorna, espero que você leia esta mensagem por mais que os dias tenham passado. Então: eu moro no Brasil e fui a LA pela primeira vez em 2011. Gostei muito da Califórnia, do jeito californiano de ser. Mas a cidade tem problemas, principalmente relacionados ao trânsito. É difícil sobreviver por lá sem carro e os congestionamentos são monstruosos. Os deslocamentos são grandes. Por isso, o custo de vida por lá acaba sendo maior e fica difícil aproveitar o que tem de bom... boas horas são perdidas em engarrafamentos pelas freeways. Estacionamento é relativamente fácil, certos locais te dão duas horas grátis... mas eu, por exemplo, preferiria viver car-free. Há regiões melhores como Santa Monica (amo) e Long Beach (também), mas as ingerências do estudo e do trabalho nos jogam atrás dos volantes. Eu sugeriria San Francisco, que é uma cidade parecida com o que nós estamos acostumados, é linda, cabeça aberta e tem um excelente transporte coletivo. De qualquer forma, LA é melhor do que o sudeste dos EUA.

      Excluir
    5. A melhor serie da TV americana Rebocadores de South beach, se existisse este tipo de lei no Brasil seria ótimo, já fui diversas vezes para Miami e não tive problemas. Vamos melhorar como cidadãos Brasil!!!!!!!!

      Excluir
  2. Olá Renato e Alex
    Que bom que vocês tiveram a bondade de divulgar e ajudar muita gente a não cair nessa. Dá para ver que estão na espreita para faturar a multa.
    Um abraço
    Alessandra Haak

    ResponderExcluir
  3. Isso nao e um golpe, eles atuam dentro da lei, o problema eh que os motoristas estacionam num local proibido e esperam nao terem os carros removidos. Os estacionamentos de lojas sao privados, portanto eles chamam o reboque mesmo.porque voce nao gosta nao significa que e golpe.
    Justino Sebastiao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão. Embora os olheiros são de lascar eu nunca fui rebocado em 3 anos aqui porque não faço nada fora da lei.
      Abs

      Excluir
    2. Não é um golpe mas é um golpe por outro ponto de vista. Isso porque é preciso saber que isso existe para evitá-lo e há muitas entrelinhas por aqui. Quem não reside em Miami provavelmente não sabe. Não há muita informação sobre isso e é preciso explicar melhor como isso acontece, o que logicamente não é de interesse desse pessoal.
      Para não fazer nada fora da lei, como diz o Renato, é preciso em primeiro lugar conhecer satisfatoriamente a lei... quando se é residente fica mais fácil, inclusive para contar com a ajuda e os conselhos de gente local.
      Estacionar em local público proibido sem dúvida é razão para multa e reboque, mas no caso dos parking lots a coisa é mais complexa. Muitas vezes as lojas não chamam o reboque, até mesmo porque o infeliz pode estar lá mesmo, fazendo compras ou utilizando os serviços. O carro pode sumir em poucos minutos. Os funcionários e o cliente nem percebem.
      Em outros lugares dos Estados Unidos é absolutamente comum o cliente estacionar no parking lot de um shopping ou loja e sair pelas redondezas a pé. Já pensou como sair de carro para todos os locais (ainda mais próximos) pode significar problemas evitáveis no trânsito?
      Então, o importante aqui é alertar as pessoas para não caírem no golpe, estacionando nos locais corretos ou simplesmente deixando o carro no hotel ou em casa na hora de visitar Miami Beach ou South Beach.

      Excluir
    3. E mais, se não fosse errado o que eles estão fazendo, não teriam dezenas de processos e tiveram que indenizar um monte de gente "already"!!

      Excluir
    4. Na verdade, a atividade dos reboques é regulamentada, sim. De acordo com o Towing Bill of Rights, as companhias devem necessariamente oferecer duas possibilidades de pagamento aos proprietários ou responsáveis pelos veículos rebocados, dentre dinheiro, cheques de viagem ou ordem de pagamento. Portanto, o "cash-only" é ilegal. Fora isso, elas devem obedecer rigorosamente aos limites estabelecidos pela tabela oficial de valores.

      "Basta estacionar nos lugares corretos". OK, e a questão é só informar bem os motoristas sobre todas as entrelinhas para que saibam o que é "lugar correto" e as sanções aplicáveis. E após o rebocamento, quando o motorista vai resgatar o veículo, proceder da maneira correta. Portanto, dizer que as empresas "atuam dentro da lei" pode ser precipitado...

      Excluir
  4. Lamento informar que em Orlando os reboques estão mais frequentes do que possa imaginar! ´Cheguei de lá a semana passada e vi os turistas brsileiros desesperados no estacionamento do Premium Outlet. Mais de 60 carros de brasileiros rebocados. O segurança ( aquele de bicicleta) dizia que o carro estava num pátio bem proximo dalí, e que era só pagar uma taxa e o carro seria liberado na hr. Bem suspeito isso. Mas pior que isso , ainda temos que defrontar com os roubos em nossas malas que ocorrem na Tam. A fila de reclamaçoes no guichê da compania era imensa e nenhum dos atendentes pareciam se importar, acho que tem alí também uma outra quadrilha. Enfim... está cada vez mais difícil tirar as merecidas férias!
    Abraços ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo
      Quanto ao estacionamento é só não parar em local proibido que eles nunca terao um motivo sequer para rebocar.
      Quanto às malas na chegada ao Brasil, existe sim um esquema no aeroporto de Cumbica
      Abs

      Excluir
    2. No caso de uma pessoa que estaciona e efetivamente usa os serviços da empresa ou do shopping, ou efetivamente compra ali, é preciso que as proibições e as razões para tal sejam informadas com o máximo de clareza. Se, por exemplo, os turistas brasileiros citados no Premium Outlet estavam no shopping comprando, provavelmente não haveria qualquer razão para rebocar, ainda mais 60 carros. E o que dizer das pessoas que estão em bancos, fora do horário do expediente, e simplesmente foram sacar dinheiro em ATMs? Acredite: há casos onde a pessoa simplesmente foi fazer isso e na volta o carro não estava lá. Os rebocadores são muito rápidos e eficientes.

      Na Flórida é preciso ter muito cuidado... Eles sabem que os brasileiros vêm cheios de amor pra dar e dinheiro para gastar.

      (Seria melhor derrubarmos a Dilma e consertarmos nosso país, mas na nossa apatia...)

      Não se deve estacionar em local proibido em nenhuma situação, mas um pouco de razoabilidade e clareza para expor as regras não fazem mal a ninguém (pelo contrário, só ajudam), principalmente em cidades que recebem muitas pessoas de fora. Entretanto, urge faturar um extra compulsório de turistas incautos. Experimente passar um tempo no Rio de Janeiro e veja milhões de exemplos... Não atacam no estacionamento porque a maioria absoluta dos turistas usa táxis ou transporte público. Mas o que dizer dos taxistas que dão voltas e mais voltas para jogar o preço da corrida lá no alto ou "batizam" seus taxímetros?

      Não é em qualquer lugar que rebocam carros estacionados em parking lots de empresas ou lojas abertas ao público.

      Infelizmente, muitos pensam com imediatismo e não se incomodam nem um pouco com o fato de que provavelmente aqueles visitantes nunca mais voltarão por causa da má experiência.

      Para concluir: proíba o estacionamento onde julgar necessário, mas avise com clareza (não só nos locais mas de todas as formas possíveis, inclusive em guias de viagens e afins). Principalmente porque toda proibição deve ter um fundamento social e urbanístico. Sempre que as informações não são suficientes, e em Miami não são, não se pode evitar um cheiro de armadilha. E quando há armadilha, há golpe.

      Excluir
    3. De vez enquando, a gente escuta umas besteiras. É só derrubar a Dilma e o Brasil vira uma maravilha. Esse sujeito deve ainda acreditar em papai noel e coelhinho da Páscoa. Nem nos Estados Unidos funciona assim.

      Excluir
  5. Renato,

    Excelente post, alias esta mafia de guinchar carros ilegalmente existe nos EUA inteiro. Miami com certeza e barra pesada e muito pior, mas Dallas, Boston, New York tambem existem estas mafias de guinchar carros, alias, Philadelphia e uma das piores do pais para as mafias de guinchar carros.
    Quando me mudei pra Boston em 2000, eles tinham muitas areas em obras pela cidade, e haviam placas de proibido estacionar ora no lado direito das ruas do centro ora do lado esquerdo, a prefeitura mudava as placas no meio do dia, quando muitos carros ja estavam estacionados, dai vinham os guinchos e levavam mais de 100 carros de cada rua para os pateos, taxa de 220 dolares para tirar o carro, detalhe, certos individuos da prefeitura devidiam o dinheiro com o os guichos. UM ABSURDO!
    O negocio e ficar de olho, pois o que nao falta aqui na terra do Tio Sam e armadilha "pega trouxa", e muita gente desonesta.
    Mais uma vez otimo post.

    Abraco
    Ray

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Ray, infelizmente em todo lugar existe mutreta. Embora nunca fui rebocado, parece que em Orlando tem bastante espaço.
      Abração

      Excluir
  6. Eu heim... Ainda bem que não gosto de lugares quentes. =P

    De um modo geral, é melhor deixar o carro em estacionamentos públicos ou usar ônibus ou metrô, certo? Foi um post bastante informativo.

    Obrigado Renato e Alex!

    ResponderExcluir
  7. Li todo o post e todos os coment'arios e tenho que concordar com o seguinte: "Anônimo10 de dezembro de 2012 19:20
    Isso nao e um golpe, eles atuam dentro da lei, o problema eh que os motoristas estacionam num local proibido e esperam nao terem os carros removidos. Os estacionamentos de lojas sao privados, portanto eles chamam o reboque mesmo.porque voce nao gosta nao significa que e golpe. Justino Sebastiao"
    Se ha uma placa no local : "Tow-away zone" ninguem pode estacionar e ponto final. PONTO FINAL. Agora, se deveriam ou nao cobrar em dinheiro vivo nem vou entrar nesse ponto.
    Aqui na Holanda ha varios locais publicos aonde nao se pode estacionar. A policia nao reboca o carro mas coloca uma trava gigante amarela. O preco da multa fica f'acil facil por volta dos 350euros.

    ResponderExcluir
  8. Li todo o post e todos os coment'arios e tenho que concordar com o seguinte: "Anônimo10 de dezembro de 2012 19:20
    Isso nao e um golpe, eles atuam dentro da lei, o problema eh que os motoristas estacionam num local proibido e esperam nao terem os carros removidos. Os estacionamentos de lojas sao privados, portanto eles chamam o reboque mesmo.porque voce nao gosta nao significa que e golpe. Justino Sebastiao"
    Se ha uma placa no local : "Tow-away zone" ninguem pode estacionar e ponto final. PONTO FINAL. Agora, se deveriam ou nao cobrar em dinheiro vivo nem vou entrar nesse ponto.
    Aqui na Holanda ha varios locais publicos aonde nao se pode estacionar. A policia nao reboca o carro mas coloca uma trava gigante amarela. O preco da multa fica f'acil facil por volta dos 350euros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana
      Concordo com você. Não pode parar e ponto final. Só não concordo da maneira que é feito, inclusive o fato de os turistas pagarem o dobro da taxa. Mas a verdade é, se ninguém cometesse esse tipo de infração, esses picaretas estariam desempregados...fato.

      Excluir
    2. Outra coisa Ana. Somente os donos dos estabelecimentos deveriam ter o direito de chamar os reboques. Feito por "olheiros" e os carros removidos em 15 segundos, eh no minimo uma mafia.
      bj

      Excluir
    3. Outra coisa, Ana, precisamos SIM entrar na questão da cobrança apenas em dinheiro vivo.
      Por mais que as empresas sejam obrigadas a manter ATMs em suas instalações, como fazer se o cliente não conseguir utilizá-las por qualquer razão (ou porque não aceitam as bandeiras de seus cartões, ou porque estão com algum defeito, ou porque o valor é superior ao limite diário ou mensal, etc.) e os carros precisam passar mais tempo lá do que o desejado? Até o pobre coitado encontrar uma forma de levantar essa grana, a conta aumenta.
      Já fomos além da discussão a respeito do "errou/tem que ser punido". OK, errou, deve ser punido sim. Mas que no momento dessa punição a pessoa tenha opções para cumpri-la e ponto final. Ah, e realmente estabelecer uma taxa diferenciada para visitantes é o fim da picada! Afinal de contas, estão mais sujeitos a errar por não conhecerem as regras, enquanto os residentes podem estar mais informados. No Brasil, o valor das multas de trânsito é o mesmo independente da condição de residente ou turista do infrator.

      Excluir
    4. Os brasileiros tenque aprender: nao é pra estacionar e ponto, o rebocador é solicitado e guinda o carro..esse é o trabalho dele e pode ter certeza eles nao cobram a mais por a pessoa ser de fora,isso é uma hipocrisia da parte do escritor. Os brasileiros são burros só usam a cabeça pra ter cabelo tenho pena de gente assim com todo respeito ás pessoas mas oque eu li aqui foi uma enorme mentira!

      Excluir
  9. Renato boa noite,
    Será que não está havendo um pouco de sensacionalismo na divulgação dessas informações?
    Em julho deste ano fiquei 20 dias em Orlando e em vários dias chegava cedo e só saía de noite de locais como o Premium Outlet, Florida Mall, Walmart (em Kissimmee e na Turkey Lake). Teve dias em que meu carro chegou a ficar cerca de 12 horas estacionado em alguns desses locais. Usei ainda estacionamentos da Best Buy, Toy R Us, vários Mc’s, Olive Garden entre outros e não tive problema algum em nenhum deles. Que fique claro que sempre que estacionei nesses lugares foi para frequentar o próprio local.
    Será que em julho os rebocadores estavam de férias ou então eu que dei sorte?
    As informações postadas aqui não deixam claro para mim do que motivou esses reboques. As pessoas estacionaram em vagas corretas ou locais apropriadas? Não estavam em locais proibidos?
    Ainda mais, a divulgação de que 60 carros foram rebocados no Premium. Acho estranho, porque acompanho site de viagens, como, por exemplo, o Viajando para Orlando, e nunca vi uma matéria de destaque sobre essa ocorrência. Se existe algo a respeito, está bem escondida no site.
    Sim pode haver sacanagem desses rebocadores, mas temos que tomar um pouco de cuidado nesse tipo de divulgação, pois podemos sem querer estar trabalhando para algumas empresas brasileiras que possuem serviços de motorista e transfers nos EUA. Por sinal, eles adoram fazer ‘terrorismo’ desestimulando o uso de carros alugados por parte de brasileiros para utilizarmos o dispendioso serviço deles. No fim, ao invés de sermos lesados por guinchos seremos lesados por eles.
    A informação é importante, mas deve ser filtrada e usada com cuidado.
    O mais importante: alguns brasileiros acreditam que o mundo todo é como o Brasil (ainda mais na Flórida onde se podem encontrar muitos compatriotas) e acham que as leis, principalmente de trânsito, podem ser infringidas à vontade e que isso, quando muito, resultará numa multinha.
    Cumpram a lei. Utilizar como desculpa o fato de a desconhecermos a fundo, não vale em nenhum lugar do mundo (até no Brasil). Isso pode resultar até em cadeia. Informem-se antes e avaliem os riscos e, se for caso, gastem então com uma empresa com serviço de motorista particular (jamais táxi, que Flórida possuem fama de desonestos). Mas como sugestão usem o serviço americano, que é muito mais barato.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Regis
      Existe sim a reclamação de dezenas de pessoas contra essas empresas, eu mesmo verifiquei no site. Quanto a Orlando eu nunca vi nem nunca aconteceu comigo, mesmo porque não faço absolutamente nada fora da lei. Se está escrito proibido estacionar ou só para clientes eu pago estacionamento em outro lugar. Se mudo de loja, mudo o carro de lugar
      Abs

      Excluir
    2. Renato,
      É o que eu digo, eu também não fiz nada fora da lei quando estive ai e nada aconteceu comigo.
      Quantas às reclamações contra as empresas de reboque, as pessoas não deixam claro se elas estavam estacionadas indevidamente ou não.
      Isso me faz lembrar de outro dia uma pessoa reclamando no rádio de uma suposta "indústria da multa" na cidade dele, só porque que foi multado na porta da casa dele 'apenas' por estar estacionado na contramão.
      Ora, estacionar na contramão é infração ao código nacional de trânsito. Tenho certeza que ele sabe disso, mas ficou indignado com a multa que ele levou.
      Ele reclamar disso é mesmo que o bandido ir na delegacia reclamar que roubaram o carro que havia roubado antes.
      Abraços,

      Excluir
    3. Regis
      Eu nao defendo quem fez algo errado. Parou em lugar proibido? Tem que pagar pelo que fez.
      No entanto, eh "imoral" o que estes rebocadores fazem. Contratar "olheiros" para ligar quando alguem estaciona e tirar o carro em 15 segundos? Isso eh no minimo, uma mafia.
      Somente o estabelecimento responsavel pelo "parking lot" deveria ter o direito de chamar o reboque, afinal sao eles os donos dos estacionamentos e sabem se o carro incomoda ou nao. Qualquer reboque que fosse efetuado sem a reclamacao da loja ou estabelecimento, deveria ser julgado.
      nao acha?

      Excluir
    4. Importante: a prefeitura de Miami estabeleceu a Towing Bill of Rights, onde a atividade dos rebocadores está regulamentada. Um exemplo de seus deveres: oferecer duas formas de pagamento aos responsáveis pelos veículos rebocados (dinheiro vivo, ordens de pagamento, cheques de viagem e cheques pessoais).
      Não cumpriu com qualquer um desses deveres, está contra a lei da mesma forma que quem estacionou o carro em tow-away zone. E por isso precisa ser punido. Mas como?
      As pessoas dão muita atenção à infração de trânsito mas muitas vezes se esquecem de que a punição pode ser justa e estar dentro da lei, mas pode ser feita de MANEIRA ILEGAL!

      Excluir
  10. Valeu pela informação, Miami é uma cidade espetacular e às vezes no afã de conhecer muitos lugares diferentes pode-se descuidar e cair numa dessas armadilhas. O melhor é sempre olhar duas vezes (e entender) a sinalização no local. Além disso, evitar o "jeitinho" de deixar o carro num lugar e aproveitar para ir em outro. Quero ainda mencionar que este tipo de situação não é só em Miami. Moro próximo a Boston e um dia em Arlington deixei meu carro por dez minutos para entregar um computador na casa de um cliente e quando voltei já tinham guinchado. Era uma rua particular, tinha o aviso, foi quase uma parada de emergência, mas pela rapidez com que foi "toado", tenho certeza que tinha algum olheiro no prédio que me dedurou e levou uma comissão. Também trabalho no centro de Boston, onde vou em vários lugares diferentes. Apesar de minha empresa pagar o estacionamento, às vezes uso a rua para facilitar e recentemente tive meu carro guinchado pelo tow da cidade num local onde já estava acostumado a parar sem problemas. Acontece que da noite para o dia eles mudaram o horário permitido para estacionar e, naturalmente, não deixaram nenhum prévio aviso, nem mesmo no parquímetro, simplesmente trocaram as placas. Com certeza não fui o único naquele dia a não perceber e eles fizeram um bom caixa. Foi falha minha, mas também eles (a prefeitura da cidade) usaram de má fé. Então, não é só com as empresas particulares de guincho que deve-se ter cuidado, sempre tem alguém querendo levar nosso suado dinheirinho, até mesmo "legalmente". Um grande abraço, gostei do site, continuem com boas informações.

    ResponderExcluir
  11. Valeu pela informação, Miami é uma cidade espetacular e às vezes no afã de conhecer muitos lugares diferentes pode-se descuidar e cair numa dessas armadilhas. O melhor é sempre olhar duas vezes (e entender) a sinalização no local. Além disso, evitar o "jeitinho" de deixar o carro num lugar e aproveitar para ir em outro. Quero ainda mencionar que este tipo de situação não é só em Miami. Moro próximo a Boston e um dia em Arlington deixei meu carro por dez minutos para entregar um computador na casa de um cliente e quando voltei já tinham guinchado. Era uma rua particular, tinha o aviso, foi quase uma parada de emergência, mas pela rapidez com que foi "toado", tenho certeza que tinha algum olheiro no prédio que me dedurou e levou uma comissão. Também trabalho no centro de Boston, onde vou em vários lugares diferentes. Apesar de minha empresa pagar o estacionamento, às vezes uso a rua para facilitar e recentemente tive meu carro guinchado pelo tow da cidade num local onde já estava acostumado a parar sem problemas. Acontece que da noite para o dia eles mudaram o horário permitido para estacionar e, naturalmente, não deixaram nenhum prévio aviso, nem mesmo no parquímetro, simplesmente trocaram as placas. Com certeza não fui o único naquele dia a não perceber e eles fizeram um bom caixa. Foi falha minha, mas também eles (a prefeitura da cidade) usaram de má fé. Então, não é só com as empresas particulares de guincho que deve-se ter cuidado, sempre tem alguém querendo levar nosso suado dinheirinho, até mesmo "legalmente". Um grande abraço, gostei do site, continuem com boas informações.

    ResponderExcluir
  12. Valeu pela informação, Miami é uma cidade espetacular e às vezes no afã de conhecer muitos lugares diferentes pode-se descuidar e cair numa dessas armadilhas. O melhor é sempre olhar duas vezes (e entender) a sinalização no local. Além disso, evitar o "jeitinho" de deixar o carro num lugar e aproveitar para ir em outro. Quero ainda mencionar que este tipo de situação não é só em Miami. Moro próximo a Boston e um dia em Arlington deixei meu carro por dez minutos para entregar um computador na casa de um cliente e quando voltei já tinham guinchado. Era uma rua particular, tinha o aviso, foi quase uma parada de emergência, mas pela rapidez com que foi "toado", tenho certeza que tinha algum olheiro no prédio que me dedurou e levou uma comissão. Também trabalho no centro de Boston, onde vou em vários lugares diferentes. Apesar de minha empresa pagar o estacionamento, às vezes uso a rua para facilitar e recentemente tive meu carro guinchado pelo tow da cidade num local onde já estava acostumado a parar sem problemas. Acontece que da noite para o dia eles mudaram o horário permitido para estacionar e, naturalmente, não deixaram nenhum prévio aviso, nem mesmo no parquímetro, simplesmente trocaram as placas. Com certeza não fui o único naquele dia a não perceber e eles fizeram um bom caixa. Foi falha minha, mas também eles (a prefeitura da cidade) usaram de má fé. Então, não é só com as empresas particulares de guincho que deve-se ter cuidado, sempre tem alguém querendo levar nosso suado dinheirinho, até mesmo "legalmente". Um grande abraço, gostei do site, continuem com boas informações.

    ResponderExcluir
  13. Visitei Miami e é realmente uma cidade muito bonita. Fui a vários lugares e não tive problemas, porém acho importante este trabalho de informação. O estacionamento em Miami é muito complicado e às vezes pode-se cair numa dessas armadilhas. Vale a pena olhar duas vezes a sinalização do local para se certificar antes de deixar o carro. Moro na região de Boston e recentemente fui a um cliente deixar um computador, coisa de dez minutos e quando voltei meu carro tinha sido guinchado. Só então percebi que aquela era uma rua particular, mas pela rapidez com que o tow chegou tive certeza que tinha algum "olheiro" por perto que levou uma comissão. Trabalho também no centro de Boston e às vezes deixo meu carro no parquímetro. Em um dos lugares que costumava deixar o carro sem problemas, certo dia foi guinchado. Notei então que o horário permitido para estacionar naquele local tinha sido alterado de um dia para outro, sem prévio aviso, e não percebi. Com certeza, muitos outros motoristas também tiveram prejuízo. "Legalmente", a prefeitura está certa, mas ao mesmo tempo eles usam de má fé e assim fazer um bom caixa. Então, não é só com as empresas de towing particulares que devemos ter cuidado, tem sempre alguém querendo levar nosso suado dinheirinho. Um grande abraço, espero que continue com seu blog dando boas informaçôes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JL, eu não esperava que isso fosse acontecer em Boston.
      O carro ser rebocado a gente até entende, afinal de contas "está errado, tem que pagar por isso". Agora, existe em Miami até uma regulamentação oficial sobre a FORMA como esses rebocamentos acontecem e as empresas a descumprem. E aí?
      Não sei se isso existe em Boston... mas se eu vivesse aí preferiria viver de bicicleta ou metrô o máximo que pudesse... carro é uma boa fonte de dor de cabeça até mesmo no dia-a-dia...
      É importante, todavia, que os brasileiros sejam informados desses procedimentos para evitá-los. Eles faturam muito em cima de pessoas desinformadas.

      Excluir
    2. Sim, informação é a coisa mais importante. Acho um absurdo que em lugares que dependem fundamentalmente do turismo, como é a Flórida, máfias como essa dos tows se aproveitem de pessoas que estão a passeio, muitas vezes vindos de outros países, como o Brasil, transformando o passeio turístico num pesadelo. Eu mesmo pretendo voltar a Flórida e ficarei mais atento, bem como quando conhecidos meus vierem para cá darei essas dicas para evitar problemas. Aproveito para sugerir que você aborde o tema do aluguel de carros, cujas empresas também gostam de deixar algumas armadilhas. Um grande abraço.

      Excluir
  14. Boa tarde, meu nome eh Gabriel e tenho uma duvida:
    Existem estacionamentos pagos onde esse risco de ser guinchado nao exista?

    Forte abraco e parabens pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim existe! Mas porque alguns não querem pagar é que caem na armadilha dos rebocadores
      ABs

      Excluir
  15. Eu assisto ao programa na TRU TV, e pelo que vejo, os proprietários de lojas,etc... são os que telefonam para a empresa ir retirar o veiculo, sempre em lugares não permitidos para estacionamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se deve acreditar em tudo que se ve na TV

      Excluir
    2. n se deve acreditar em qualquer um q te ofereça informaçoes sem provas algumas tambem e caso tiver provas divulgue-as

      Excluir
  16. Olá Renato, obrigado pelas informações, vi o programa na tv, eles até podem agir dentro da lei, o problema é a "maneira" que agem, os guincheiros são sem educação e partem literalmente pra porrada. Uma pena existir esse tipo de gente por lá.
    Abraço
    Alexandre

    ResponderExcluir
  17. Se vc estaciona em lugar proibido ou não paga tem mesmo é que ser rebocado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é a lei!
      Mas não é disso que estamos falando...Você não entendeu o quê estamos falando...

      Excluir
  18. Que se foda eu quero mais é q aqueles vagabundos q n cumpre as leis se ferre mesmo I ♥ os rebocadores de south beach -'-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, tem muita gente folgada que acha que pode colocar o carro onde quiser, aqui no Brasil não dá em nada, mas em país sério não tem essa não. Também acompanho a série, é muito legal, cada país tem suas normas e maneiras diferentes de agir em determinada situação, dos vários episódios que eu vi, em todos os motoristas estavam errados mesmos, pois haviam placas e ect,

      Excluir
    2. Silêncio lixo

      Excluir
  19. Já ouvimos muitas histórias como estas, é triste =/

    ResponderExcluir
  20. Eu sou super fã do programa e pelo que eu vejo não são eles que vão atrás de carros pra rebocar são os proprietários do local que ligam pra empresa e chamam os motoristas. E outra eles tão apenas ganhando o dinheiro deles...

    ResponderExcluir
  21. As praias de Miami sempre recebem milhões de turistas e nunca há espaço suficiente para estacionar todos os carros. Com tantos veículos parados ilegalmente, os REBOCADORES têm que entrar em ação. E isso é garantia de muitas discussões, encontros selvagens, disputas familiares e uma série de situações insólitas.

    ResponderExcluir
  22. Então quer dizer que existe a placa e ele estacionou mesmo assim? A tá.. então tá bom!

    ResponderExcluir
  23. É golpe sim! Parei em frente ao hotel pra descer as malas não havendo outro tipo de vaga senão essas. Subi, deixei as malas e fui tirar o carro até uma garagem em Miami Beach. Cadê o carro? Fui guinchado e paguei 241 dólares em cash only. Não volto mais!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá pensando que está no
      Brasil!!!

      Excluir
  24. Sai daqui para férias em Miami. .e golpe sim..parei o carro em local permitido..paguei o ticket e ainda assim o carro foi guinchado...achei que iria gastar meu dinheiro com um povo que se mostra correto e organizado..comida horrível. .Até a água e horrível. .vi casais em Miami beach quase transando em plena luz do dia. ..sinceramente achei um exagero. .nunca mais volto nos EUA. .Não sou idiota para fingir que grandes estradas lindos viadutos revela um povo educado. Que me desculpem os admiradores.

    ResponderExcluir
  25. Eu assisto a série na Tru TV, acho que a maior parte é armação!

    ResponderExcluir
  26. Olá meu nome é Wilian, assisto a série na Tru TV, e acho que a maior parte é tudo armação!

    ResponderExcluir
  27. Revoltado...verdade, aqui tbm tem MÁFIA. Colocam uma máquina para pagar estacionamento em frente a uma área de PARKING numa transversal da Washington Avenue, você paga 8 dólares por 2 horas, coloca o ticket no painel e qdo volta...BIG SURPRISE qdo vc volta seu carro foi rebocado. Aí o fiscal que não estava lá qdo vc estacionou, te diz que aquele estacionamento é particular. Aí vc liga para um telefone que o fiscal te informa, eles confirmam o guincho. Vc pega um táxi, vai no endereço e para tirar o carro te cobram 270 dólares...um roubo...qdo chegamos lá, fila de turistas para retirar seus carros. Miami nunca mais...

    ResponderExcluir
  28. Cai nesse golpe, mas comigo foi diferente, parei na rua normal, paguei o cartão de estacionamento, e quando voltei dentro do prazo meu carro não estava, ai percebi que tinha parado em uma area que de manhã era carga e descarga, em vagas normais. 250 dólares de multa

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...