segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Comprar um imóvel nos EUA

Algumas pessoas têm me perguntado se brasileiros podem comprar imóveis nos EUA. Principalmente se brasileiros podem comprar imóveis na Flórida. Antes vamos explorar um princípio báscio. Gente, “tendo dinheiro, você compra quase tudo o que quiser em qualquer lugar” já dizia Laurinha Figueroa e Odete Roitman. Não é assim? Digamos que o mais difícil mesmo é “conseguir” o dinheiro, que em tempos modernos, está cada vez mais difícil.

Ao contrário do que muita gente pensa, um estrangeiro pode comprar um imóvel nos EUA facilmente. Desde 2008 essas transações aumentaram bastante devido à queda de preços dos imóveis nos EUA e crescente número de imóveis à disposição. Para alguns, uma oportunidade de investimento, para outros realização de um sonho antigo.

Por causa da crise no setor imobiliário nos EUA, as baixas tarifas de juros e a facilidade de financiamento para estrangeiros, a venda de imóveis aumentou consideravelmente.

Diz-se aqui nos EUA que o mercado de imóveis agora é “buyer’s market”, ou seja, “mercado do comprador”. O comprador é a ‘bola da vez’, ou seja, tem maior poder de decisão que os proprietários. Isto porque o número de imóveis disponíveis é maior que o número de compradores. Isso dá vantagem ao comprador que pode negociar desde a redução do preço até reparos, sejam eles pequenos ou grandes. Os vendedores (proprietários) estão mais dispostos à negociações também devido ao longo período que os imóveis têm ficado no mercado à venda. Agora é a hora de comprar pois imóveis que antes custavam quase 500 mil dólares hoje podem ser adquiridos por 300 ou mesmo 200 mil dólares. Veja esse exemplo aqui. Uma casa que entrou no mercado em 2009 por quase 300 mil dólares e que agora está por 164 mil. Redução de 45%. Quem precisa vender agora tem que considerar a redução do preço do seu imóvel.

Não desejo colocar o processo todo aqui no post. Se você está interessado em comprar nos EUA pesquise um pouco na internet sobre “short sale” e “foreclosure”. Mas, uma das coisas que eu gostaria de citar pois é diferente do que acontece no Brasil é a “inspection”(inspeção) que é obrigatória no caso de financiamento. Se você precisa de financiamento o banco vai exigir que se faça uma inspeção no imóvel antes de “comprá-lo para você”. A inspeção detalhada do imóvel revela tudo, desde pequenos consertos debaixo da pia até problemas sérios com fundação, troca de telhado, etc. Com essa lista em mãos, seu corretor vai negociar com os proprietários o reparo de todos os ítens ou o desconto equivalente no preço do imóvel.

Mas, pode um brasileiro financiar um imóvel nos EUA? Claro que sim! Existem muitas opções de financiamentos mas agora, devido aos calotes, os bancos estão um pouco mais exigentes mas não é nada impossível de conseguir. A ajuda de um corretor ou uma corretora de imóveis vai ser essencial devido ao fato de ser uma transação internacional. A corretora vai se encarregar de toda a documentação, transferência de título, financiamento com o banco, etc, tudo em português e sem complicações. Toda a transação de compra e pagamento é feita nos EUA. No caso de haver um financiamento, as parcelas podem ser pagas em praticamente qualquer banco brasileiro, através de um simples fechamento de câmbio. Mas isso não significa que você precise vir aos EUA para isso. Claro que é recomendável você visitar a propriedade. Eu não compraria nada sem antes ver o local, a vizinhança, conversar com as pessoas, etc. Mas isso não é obrigatório, entende?

No caso do financiamento é preciso dar uma entrada. Conversando com alguns corretores fiquei sabendo que a entrada, em alguns bancos, tem que ser de, no mínimo, 5% do valor do imóvel. Outros corretores disseram que é necessária entrada de 30 a 45%. Tudo vai depender do imóvel e do seu crédito. Após a análise do crédito o Banco diz qual é o valor pré-aprovado à disposição. Qualquer valor além disso, paga-se em dinheiro. As taxas de financiamento estão em torno de 5 a 8% anuais e precisa-se também de algo em torno de 4% do valor do imóvel para "closing costs" (custos da transação, registro de titulo, comissão etc). Claro que algumas coisas eu nem preciso falar como por exemplo IPTU(2%/ano), condominio, contas de água, luz, etc... só vou dizer que é mais barato que no Brasil. Um exemplo é o ar condicionado e aquecimento que aqui é considerado necessecidade(mesmo familias pobres tem) e no Brasil é considerado luxo por causa do preço altíssimo da eletricidade.

Vamos falar da documentação? Vou colocar aqui a documentação típica necessária. Outros documentos talvez sejam solicitados mas, basicamente você vai precisar de:

- Cópia do Passaporte e visto de entrada nos EUA.

- Cópia da identidade.

- Declaração de rendimentos do Brasil.

- 3 meses de extratos bancários

- 2 cartas de referência bancária – nesse caso, eu sei que no Brasil se você esteve, por menos de 1 ano, com o nome no SPC ou Serasa o banco não vai fornecer, portanto cuide do seu crédito!

- 2 cartas de referência comerciais

- Comprovante de residência (qualquer conta serve)

- Conta aberta no banco que está fornecendo o empréstimo (geralmente com 6 meses de reservas). Você vai precisar abrir uma conta num banco americano. Existe também a possibilidade de abrir uma firma nos EUA para facilitar a transação.

Comprar um imóvel, principalmente em outro país, pode parecer assustador. Mas com o auxílio de pessoas do ramo pode se tornar um sonho realizado e um investimento para o futuro. Em breve o dólar vai valorizar novamente e o mercado imbiliário americano já está mostrando sinais de recuperação. Para aqueles que puderem tirar proveito da crise comprando imóveis quase 50% mais baratos do que há 3 anos, esse investimento mostrará ser a “multiplicação dos pães” Ops! – quero dizer, “dos dólares”  :-)




Um abraço e boa sorte!

Leia mais a respeito:

Materia do O Globo

Post do Viver nos EUA

Artigo publicado no UOL Financas

Atualização - 19/02-2014
Quem diria que hoje estaria escrevendo aqui neste post que sou corretor de imóveis em Orlando!
Se quiser adquirir um imóvel em Orlando e região fale comigo

renato@drimproperties.com 

75 comentários:

  1. Oi adorei o post, parabéns.

    Eu gostaria também de tirar uma dúvida, se você puder me ajudar. No caso de eu comprar uma casa nos EUA eu teria direito de me tornar residente no País? Se não, como faço para poder morar na casa depois de comprada?

    ResponderExcluir
  2. Existem poucas formas que uma pessoa pode se tornar residente no país. Comprar um imóvel não é uma delas. Sei que você pode abrir uma empresa ou se tiver uma pensão no Brasil pode pedir a residência. A melhor coisa a fazer porém, é consultar um advogado de imigração. Eles têm experiência e podem te ajudar ok?
    Abração

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, mas só um toque..viagem é com G

    ResponderExcluir
  4. Desculpe mas onde você viu viagem com J?

    ResponderExcluir
  5. Olá Renato, parabéns pelo blog, estou querendo morar em orlando, estou com dinheiro para comprar, sabe como pessoal transferi esse dinheiro? e se o governo brasileiro morde alguma parte do dinheiro?

    abs
    Jean

    ResponderExcluir
  6. Jean
    Acredito que não há problemas com a transferência do dinheiro. O governo brasileiro se comporta da mesma maneira quando você compra um imovel no Brasil. Tem que declarar no imposto de renda, etc.
    Ano passado o mercado de imóveis de Miami foi quase 50% só de compra por brasileiros.
    Você deve se informar com seu banco como funciona a transferência. Eu estou tentando convencer um brasileiro que comprou aqui a dar uma entrevista para o blog.
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. renato tudo bem,queria saber isto mesmo tenho imoveis no brasil quero vender e comprar na florida sou residente aque me ajude

      Excluir
    2. Anônimo
      Entre em contato com o Diogo Esteves. Tem anúncio dele na barra lateral do blog.

      Excluir
  7. CPontes,
    tenho 59 anos, estou querendo adquirir uma casa em Boyton Beach, gostaria de saber se posso, sendo estrangeiro, comprar o imóvel no programa Senior, 55+ Communities.
    Obrigado! Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. C Pontes
    Infelizmente não sei. Com certeza o corretor que te ajudará fechar o negócio deve saber
    Abs

    ResponderExcluir
  9. Olá Renato,

    Muito bom seus comentários, esclareceu algumas duvidas, mas sabe me informar se também posso comprar uma casa em outro estado, ex TEXAS ?
    Edson Bermudes
    e.bermudes@terra.com.br

    ResponderExcluir
  10. Amigo
    Tendo dinheiro, você compra até na lua!!
    kkk
    Abs!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Renato
    Sou quase aposentada do setor publico e interessadissima em comprar um imovel a vista em Orlando. A idéia é passas uns 6 meses lá (não tenho green card) e alugar no restante do tempo. Isso é viável? Atualmente, tenho visto....mas,quando me aposentar, terei algum problema pra renovar o visto?
    obrigada

    ResponderExcluir
  12. Sem problema nenhum seu visto seria renovado. Só mostrar que tem algum tipo de renda.
    Agora que imóveis nos EUA estão com 60% do preço de 4 anos atrás é um ótimo negócio!
    Abs

    ResponderExcluir
  13. Oi Renato...eu de novo, aí do post de cima...rs...obrigada pela resposta.
    Se puder me esclarecer mais uma coisinha: se eu colocar o imóvel pra alugar, vou ter que declarar essa renda nos EUA, não é(pelo menos foi o que me disseram)? Turista pode fazer declaração de imposto de renda nos EUA???? Como é isso? Confesso que estou meio confusa...rs
    abraços e obrigada de novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei, você tem que achar um contador brasileiro em Orlando. Mas tenho quse certeza que você faz um Tax ID (que qualquer um pode fazer) e faz a declaração
      Abs

      Excluir
  14. Olá de novo...Obrigada por responder mais uma vez. Eu gostaria, se possível, de fazer uma sugestão. Será que vc, tanto com sua experiencia de morador em Orlando como com sua experiencia de arquiteto de interiores (li todos os seus posts - fiquei as últimas 24 lendo tudo - e estou adorando), poderia fazer tipo um guia, pra quem estiver interessado em comprar imóveis aí em Orlando? Tipo: que bairros ou redondezas evitar, que tipo de construções evitar. Não achei isso em nenhum site, dos muitos que já consultei. Com certeza, pelo tempo que vc já está aí, deve saber quais os bairros "barra pesada"; e como vc lida com arquitetura, poderia dar uma dica sobre as construções. É que ouvi dizer que a qualidade das construções não é das melhores, e não sei se é verdade.
    É que eu tenho visto preços tão discrepantes para um mesmo tipo de imóvel (no meu caso, um condo com 2 quartos e 2 banheiros), que fico imaginando que tem que ter algo errado, não é possivel. Não sei se é o bairro, se é a idade do imóvel ou se é o material de que é feito esse imóvel, ou ainda, se é pq está mobiliado ou não. Ou se é tudo isso junto!!!! Vi preços que vão de 17.000 dolares até quase meio milhão de dólares, pelo mesmo tipo de imóvel. Tem como me ajudar? Tenho certeza que estaria ajudando a muito mais gente.
    Obrigada e um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria legal você deixar seu nome não acha? rss
      Olha esse seria um post enorme. Existe tanta informação sobre esse assunto, tem que pesquisar muito na internet. Por exemplo, se um imóvel está muito barato, é porque pode ser em bairro negro, hispânico, etc. E falar dos bairros de Orlando daria uns 20 posts. Imagine a cidade tem 2 milhoes de pessoas em mais de 30 bairros.
      Eu aconselho você pesquisar ou contratar um corretor para te assessorar
      Abração

      Excluir
  15. Bom dia Renato
    Desculpe eu não me identificar NESTE tópico. Tenho meus motivos. Já escrevi para vc em outros tópicos e me identifiquei. Apenas não quero me identificar neste, e peço desculpas por isso. Espero que vc entenda.
    Se fosse o caso, eu poderia fazer uma consultoria com vc. Gostaria de saber se vc pode faze-la e se é o mesmo preço das outras.
    Mas antes, vou ter que resolver outra questão que surgiu ontem:já tem gente me dizendo que como turista, caso eu venha a passar 6 meses por ano em Orlando, os oficiais da imigração iriam achar estranho uma viagem de turismo durar tanto tempo e poderiam, na próxima vez, negar minha entrada. Isso me deixou com medo.
    Quando estive aí pela última vez, o oficial da imigração autorizou estada por 6 meses. Eu acho um tanto ou quanto contraditório me autorizarem ficar por 6 meses e depois, no futuro, achar estranho eu ter ficado 6 meses e me negar nova entrada. De qualquer modo, isso me abalou. Já imaginou comprar um imóvel e não poder ficar o máximo de tempo permitido nele???
    Enquanto eu não esclarecer direitinho a veracidade disso, nem adianta pesquisar (eu já selecionei uns 40 imóveis pelos quais me interessei). É chato, mas antes essa questão ter aparecido agora, do que depois que eu tivesse comprado, não acha?
    Obrigada e desculpe mais uma vez
    abraços

    ResponderExcluir
  16. Bom, quanto a isso eu tenho o seguinte a dizer:
    Ô gente invejosa!
    Sabe, eu tinha um amigo no Brasil professor universitário que nunca tinha vindo aos EUA com medo de ir na embaixada. Achava que nunca lhe dariam o visto e eu fiquei perplexo porque ele ganhava 12 mil reais e tinha imóveis e família.
    Bom, convenci ele a comprar um pacote para viajarmos para a Disney. Não é que as pessoas começaram a botar medo nele???
    Ah, é difícil...ah eles vão achar suspeito...ah isso e aquilo
    Tudo gente invejosa que não sabe lidar com a consecussão do outro.
    Eu nunca ouvi falar disso que você mencionou!!
    Conheço gente que tem imóvel aqui e que vem 5 vezes por ano!
    É claro que você não pode contar com o fato de que todas as vezes o oficial vai te dar uma permanência de 6 mêses.
    Mas porque não daria? Você é uma senhora aposentada com dinheiro e viajando. Está totalmente fora do perfil do imigrante ilegal.
    Segundo: É um investimento fantástico. Em 10 anos quando a economia se recuperar seu imóvel vai valorizar 100% é o que estão dizendo os economistas.
    Terceiro: Existe um proposta de lei que será encaminhada para o congresso que estrangeiros que comprarem imóveis nos EUA poderão dar entrada em visto de permanência definitiva. Vai perder essa?
    Quarto: Se houver problema, você troca seu visto de turista para Turista/negócios que pode ir e voltar muitas vezes e com permanência até maior
    Portanto amiga, tape os ouvidos para os falsos conselheiros
    Me dá até raiva porque isso é bem típico de alguns brasileiros.
    Posso fazer a consultoria pra vc sim. O valor por hora é o que está lá na página consultoria ok?
    Abs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei que esse post é velho, mas vale a pena comentar...

      muito estranho você que escreve sobre viver nos EUA e portanto deve "ouvir" bastante relatos sobre pessoas que vão e vêm nunca ter ouvido falar de gente que é barrada pela imigração quando tenta voltar para os EUA depois de ter ficado alguns meses (legalmente) numa estadia anterior... isso é MUITO COMUM!

      Talvez na situação da leitora, ela não tenha tanto problema realmente porque está bem fora do perfil do imigrante, mas você dizer que isso é "inveja" e que esse tipo de coisa não acontece me espanta muito!

      Minha própria experiência pessoal com isso: meu irmão que ficou 4 meses (o visto dele era de 6 meses) comigo aqui uma vez, foi renovar o visto em SP e fizeram mil perguntas do porquê ele ficou aqui 4 meses, o "que ele estava fazendo aqui por tanto tempo", tipo, não querendo renovar o visto por suspeita de que ele trabalhou nesse período. Depois quando ele foi reentrar no país, a mesma coisa. Mandaram ele para a famigerada "salinha" em que questionam visitantes e só depois de me ligarem, falarem com meu marido americano, extratos bancários do meu irmão mostrados no laptop (acessando direto o banco como eles próprios exigiriam que ele fizesse para provar que tinha condições financeiras de ficar aqui sem trabalhar por tanto tempo) é que eles deixaram ele entrar de novo.

      Eu já ouvi N histórias exatamente como essas e não é tão incomum deles negarem entrada mesmo se acharem que a pessoa que ficou aqui por 6 meses "pode" ter eventualmente trabalhado.

      Abraços e parabéns pelo blog, muito bem feito! Vou recomendar.

      Carol

      Excluir
    2. Carol
      Acho que o caso do seu irmão foi justamente ele estar dentro do perfil do imigrante. O tempo que se passa aqui realmente não tem nada a ver. Por exemplo eu conheço várias pessoas que teem casas aqui e dizem na entrevista no aeroporto, que teem casa aqui e ficam nos EUA alguns meses por ano. Nunca essas pessoas tiveram problema. Agora talvez gere desconfiança a pessoa ficar meses em um hotel, etc. Sei lá!! hehehe
      A coisa da inveja que eu falei é uma coisa muito feia que os brasileiros tem costume de fazer, não sei se vc já notou.
      Vc compra um carro e ouve vários comentários assim:
      "Nossa, pagou caro, eu vi no jornal por tanto"
      "Puxa, se vc tivesse me falado, um amigo meu tava vendendo um com 1000 km 20 mil a menos do que vc pagou"
      "Olha, com esse dinheiro vc poderia ter comprado esse que ainda tem esses opcionais"
      E assim vai.
      E quando alguem vai viajar internacionalmente e conta para as pessoas:
      "Olha, vc tome cuidado porque isso e aquilo"
      Um cara nos disse uma vez que, porque nosso voo passava pela colombia nossas malas seriam revistadas por causa de cocaina e que havia muita chance de sermos barrados em Miami.
      Puxa vida?
      Os americanos não sabem de onde vc veio não?
      A inveja que eu falo, é esse mau costume de muitos brasileiros de querer tirar um pouco da alegria da pessoa que partilha uma realização
      Se é que me entende
      Abs!

      Excluir
  17. ebaaaaaaaaaa!!! acabei de falar com a "realtor" por telefone, ficamos quase 1 hora papeando, ela em Orlando e eu daqui. Ela é professora aposentada aqui no Brasil, e virou realtor aí em Orlando.
    Ela me tranquilizou totalmente. Falou exatamente o que vc disse!! Eu já passei pra ela os imóveis pelos quais me interessei e de cara ela já cortou vários, pq (eu não sabia), em Orlando não é permitido (com raríssimas exceções), alugueis "short-term", que é o que me interessa, para qdo eu não estiver aí. Em Kissimmee pode!!! Já me deu todos os macetes pra transferir o "cash", e, se Deus quiser, lá pra abril devo aparecer por aí, pq ela disse que a tendencia é baixar mais ainda nos próximos meses, pq a alta temporada está acabando.

    E vc já me deixou doidinha...rs. Já imaginou eu com visto de permanencia definitiva?????? Nossa, só de pensar, já estou nas nuvens!! Vou rezar muito pra esse projeto de lei passar no congresso!!
    Agora é torcer para tudo dar certo. Eu sei que vc está torcendo por mim. Muito obrigada!!! Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Oi
    Que bom! Será que você poderia me dar o contato da sua realtor. Estarei precisando dos serviços dela no futuro e tem muita coisa que pretendo perguntar a ela e quem sabe, fazer um post para brasileiros indicando ela como realtor aqui em Orlando
    Fico contente por você! E olha, eu sempre acreditei que essas coisas a gente só deve comentar com aqueles que sabemos que de maneira nenhuma vão influenciar seus comentários com um pouco de ciúme.
    Eu, geralmente não falo pra NINGUEM até que tudo dê certo
    E quando vier a Orlando, vamos tomar uma café!?
    Abs
    Renato

    ResponderExcluir
  19. Oi Renato
    Posso dar sim, mas primeiro preciso da autorização dela. No meu próximo contato com ela, vou perguntar se ela permite que eu passe o número do tel dela por aqui, ou se somente poderei passar a agencia onde ela trabalha.
    E vc tem toda a razão...não estou falando pra ninguém!!
    De repente, o café (que eu troco de bom grado por uma limonada, já que não tomo...rs) será de nós tres. Quem sabe?
    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Oi Renato
    Acabei de mandar um e-mail pra vc, com o e-mail da realtor.
    Ela disse que conhece vc pq uma pessoa do VPO já indicou seu blog pra ela...rsrsr
    abraços

    ResponderExcluir
  21. Olá Renato, tudo bem? Parabéns pela iniciativa. Por concordar com todas as suas colocações, gostaria de saber se posso ter acesso ao telefone e e'mail da realtor acima mencionada (a qual parece ser confiável e boa profissional). Desde já agradeço pelo apoio.
    Abs,


    Vinicius

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinicius
      Eu não recomendo mais a Fabiana por ela não responder apropriadamente a clientes brasileiros. Estou removendo a menção dela no post e futuramente farei um post com uma outra corretora. Aguarde...
      Enquanto isso você pode entrar em contato com ela pelo email lisom51@hotmail.com
      O nome dela é Elisabete
      Abs

      Excluir
  22. Renato,

    Obrigado pelo pronto retorno. Enviarei um e'mail para a Elizabete. Ela é brasileira ou americana? Se precisar de algo em São Paulo/SP pode contar comigo.
    Abraços,

    Vinicius

    ResponderExcluir
  23. Olá Renato, aí vai uma colaboração: lendo algumas matérias na internet obtive a informação de que quem compra imóvel nos EUA e morre, os herdeiros tem de pagar 47% do valor do mesmo a título de sucessão (PF), daí a importância de, se possível, adquirir o bem em nome de pessoa jurídica. Também li que o lucro imobiliário nos EUA é taxado em 20% e mais 15% no Brasil. Se alguém puder confirmar isso acho que seria relevante para o tópico.
    Abs,

    Vinicius

    ResponderExcluir
  24. Eu tb acho que seria super-relevante saber isso direitinho...já tinha ouvido falar desses 47%, mas até agora não sei se é verdade. Sobre lucro imobiliário, é só qdo vende, não? É assustador ser tributado duas vezes...acho até que isso é ilegal...acho que os impostos se compensam.
    Aguardo respostas também
    abç
    Leila

    ResponderExcluir
  25. Olá Renato, é a primeira vez que entro no seu blog e realmente é bem esclarecedor. Parabéns! Eu e meu marido temos vontade de comprar um imóvel nos EUA. Gostaria de saber se comprando um imóvel é possível levar de repente em um container minha mudança aqui do Brasil, já que morei 1 ano nos EUA e gostaria de manter meus móveis e utensílios adquiridos lá. Não sei se vc sabe algo a respeito disso. Obrigada.

    ResponderExcluir
  26. oiiii Renato..EU E MEU MARIDO TEMOS 47 ANOS E NOSSO FILHO 12 ANOS, MEU MARIDO É FUNCIONÁRIO PUBLICO APOSENTADO, QUANTO TEMOS QUE GANHAR PARA PODER TERMOS O DIREITO DE MORADIA NOS EUA, QUERO MUITO SABER QUANTO CUSTA UMA CASA EM BOM LUGAR PARA SE MORAR COM POUCOS RECURSOS E QUANTO A QUALIDADE DO ENSINO E QUAIS CIDADES VC ME RECOMENDA PERTO DE PRAIA POIS MORAMOS NA PRAIA E NÃO QUEREMOS PERDER VINCULO COM A NATUREZA. CASSIA_ROCHA2007HOTMAIL.COM

    ResponderExcluir
  27. Cassia
    No post tem o link para ver preços de casas.
    Bom lugar para se morar é relativo a cada pessoa, qualidade de ensino, cidades praianas, preços das casas, tudo isso faz parte de uma longa pesquisa que precisa ser feita. Você pode fazer (gastar semanas ou mesmo meses) ou pagar alguém para fazer pra você porque não acho que alguém vá pesquisar 40-50 horas ou semanas só na "amizade" entende?
    Ainda mais se a pessoa que pede nem disse "por favor" ou "obrigado"
    Abs

    ResponderExcluir
  28. olá querido me desculpe esqueci completamente de pedir por favor a vc é que fiquei empolgada com a possibilidade de ir para os USA. mas mesmo assim obrigada por vc me responder,mais uma coisa e quanto a permanência no país,será que poderemos ficar permanente já que meu marido é aposentado? por favor me ajude e antecipadamente muito obrigada.
    Um abraço a vc e sua família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cassia
      Para receber a residência permanente existe um processo longo e complicado. Quem quiser se aposentar nos EUA tem que fazer um investimento de 500 mil dólares em alguma empresa para poder receber o visto de permanência. O que você pode fazer é comprar uma casa, vir como turista, ficar 6 meses, voltar ao Brasil para visitar, ficar mais uns meses e assim por diante.
      Green card só por família e casamento.
      Você pode também abrir um negócio nos EUA que o investimento mínimo é de 50 mil dólares.
      Em todo caso seria bom você consultar um advogado de imigração para ver todas as possiblidades porque eu também não sei tudo a respeito.
      Abs e boa sorte
      R

      Excluir
  29. Na florida eu sei que os imoveis sao mais barato do que nos outros estados. Renato sera que eu e minha familia queriamos imigrar para la mais levar um capital para montar um negocio e depois comprar um imovel qual e o visto que nos possamos pegar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor deixe seu nome da próxima vez. A única coisa que eu sei é que o mínimo de dinheiro que precisa para abrir um negócio aqui nos EUA é 50 mil dólares, mas eu não sei mais detalhes, inclusive que tipo de visto a família recebe. Se você tiver dinheiro pra vir é melhor consultar um advogado de imigração.
      Abs

      Excluir
    2. De onde você tirou essa de que o mínimo para se abrir um negócio aqui é 50.000? Sei que o investimento para green card é de 500.000, mas até onde eu sei, qualquer um (mesmo estrangeiro) pode abrir uma empresa pelo preço da incorporação (menos de 500 dólares).

      desculpe a chatice, cara!

      abraço,

      Carol

      Excluir
    3. Eu li na página do consulado americano no Brasil. Se fosse tão fácil assim, aqui já estaria cheio de brasileiros. Aliás, tá ficando né?
      Abs

      Excluir
  30. Caro Renato.
    Meu nome é Mauricio moro no Brasil e possuo um cunhado que mora em Deerfield beach, FL. E o mesmo está precisando de uma ajuda minha...
    ele mora numa casa e esta casa fora financiada a anos atrás, houve a queda do valor das casas porém o financiamento dele não tem acompanhado a desvalorização da mesma. Com isso ele está por perder a casa.
    Uma opção que ele tem seria que ele entregasse a casa e uma nova pessoa financie a casa por um valor mais barato! Neste caso o novo financiador seria eu, porém eu não entraria com nenhum dinheiro, entrada e as prestações seriam todas por conta dele, eu NÃO entro com dinheiro nenhum, estou emprestando apenas o meu nome como financiador! A minha pergunta é a seguinte Quais os RISCOS que eu corro?
    Você acha que a Receita federal do Brasil pode cruzar estas informações e me considerar investidor fora do Brasil e me colocar na malha fina???
    Tem como a receita ficar sabendo destas transações uma vez que eu não estarei enviando dinheiro para o exterior.
    Se meu CPF não é valido nos EUA como vão cruzar estas informações?
    Como vou abrir uma conta no Banco nos EUA, se eu não vou para lá assinar as papeladas???
    Tem como vc me orientar em algo que eu possa fazer para ajudar o meu cunhado sem me prejudicar???
    Grato
    Mauricio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maurício
      Eu não sei, é melhor você consultar um advogado.
      O que eu sei é que eu vejo todos os dias propaganda na TV de escritórios de advocacia que estão brigando pelas pessoas na exata situação do seu cunhado. Há grandes chances de se conseguir pois 1/3 da população americana está na mesma situação e os juízes estão reduzindo o valor do financiamento ao valor venal da casa. É o jeito legal de agir e as pessoas estão conseguindo.
      Mesmo que você compre a casa do seu cunhado por Short Sale ou Foreclosure, o banco ainda vai processar seu cunhado pela diferença que ele deixou de pagar. Pode demorar até 20 anos para ele ter o nome limpo e nunca poderá ter nada no nome dele ou da mulher porque o banco pode reuisitar a dívida.
      Procurar um advogado é sempre melhor. Uma negociação com o banco é sempre melhor, uma vez resolvido não há resquícios e ele terá o crédito limpo após o final do processo.
      Quanto a você, não sei se a receita te pega, mas se te pega, como você faz?
      Você vai dizer que o imóvel não é seu? Como, se estará no seu nome?
      Sei não...
      abs

      Excluir
  31. Renato
    Muito obrigado pela resposta!!!
    Gostaria então de saber se você tem algum contato com advogados em Deerfield Beach, que poderiam ajudar o meu cunhado.
    Grato
    Mauricio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço Maurício, mas na TV e na internet está cheio de advogados que brigam por esta causa.
      Ele deve saber melhor porque mora na cidade
      Abs!

      Excluir
  32. Ola Renato, Boa noite..quero saber se ainda hoje os preços dos imoveis na florida continuam baixos, pois o mercado esta dando sinais de recuperação, ainda é u bom negocio comprar uma casa na florida? e qual documentacao é necessaria para que eu compre um imovel lá sendo brasileiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIm, os preços ainda estão muito baixos e para voltar ao que era a previsão é de alguns alnos. Eu acho um ótimo negócio porque quando o mercado voltar, os imóveis valerão 100% mais e aí será quase impossível comprar com esse dólar. Esta semana mesmo uma brasileira que comprou um apto aqui veio me visitar e está adorando Orlando.
      Quanto à documentação, você precisa consultar um corretor. Eu conheço um corretor brasileiro chamado Diogo. Escreva pra ele e diz que fui eu quem indicou. Abs
      desteves17@hotmail.com

      Excluir
  33. Oi, tudo bem?
    Estou interessada em comprar imovel em Miami e gostaria de saber se vc conhece algum Advogado de confianca e um bom corretor...
    Obrigado, Milene

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milene
      COnheço sim um corretor brasileiro, amigo meu que vive aqui nos EUA há mais de 10 anos. Embora jovem ele tem muito conhecimento e experiência
      O email dele é
      desteves17@gmail.com I nome dele é diogo. ELe pode também te indicar um bom advogado
      Abs

      Excluir
  34. I'm not sure where you are getting your information, but great topic. I needs to spend some time learning much more or understanding more. Thanks for magnificent information I was looking for this info for my mission.
    Feel free to visit my web page televisiones baratas en madrid

    ResponderExcluir
  35. Fala Renato, tudo beleza?
    Adorei essa matéria, eu jamais imaginei que seria possível adquirir qualquer bem fixo nos EUA, alías, que seria uma proeza so conquistada por barões rsrs...
    Moro em Fortaleza no Ceará e estou no ultimo período do curso de Arquitetura e Urbanismo. Quando tenho tempo passou horas na internet (principalmente na Google Streetview) observando a arquitetura americana em diferentes regiões do país, e me encanta muito esse ecletismo que acontece na Flórida, parte americana, parte Hispânica.
    Me surgiu então essa dúvida sobre adquisição de imóveis por aí e resolvir fazer uma busca na internet, não precisei procurar muito. heguei no seu blog e retirei acho que uns 80% de dúvidas iniciais.
    Bom, pretendo em 2013, com o curso concluído, retirar meu visto e visitar os Estados Unidos. Minha noiva prefere New York, eu prefiro a Flórida. Vamos ver no que dá. Quando um da isso se realizar espero fazer algum tipo de contato sobre a aquisição de uma casa simples na faixa dos $150,000. A aquisição da casa em sí so pretendo realizar em alguns anos, depois de me estabilizar por aqui.
    Mas me permita uma pergunta indiscreta, voc~e mora e trabalha na Flórida? como foi que vc conseguiu visto permanente?

    Grande abraço, parabéns pelo blog e muito sucesso na sua carreira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel
      Quando chegar a hora de investir na Florida contate o Diogo corretor, as pessoas gostam muito dele.
      Eu estou sob o visto de estudante fazendo faculdade e não trabalho. Minha trajetória toda está descrita no blog, é só ler
      Abs!

      Excluir
  36. Olá Renato tudo bom?

    Li a sua matéria e os comentários, e achei muito útil e esclarecedor.
    Gostaria se possível, que com sua visão atual, pudesse nos informar se ainda é um bom momento para se comprar imóveis ai nos EUA(preço é compensador), se já iniciou o movimento de recuperação dos imóveis ou ainda há tendência de quedas.
    Seria muito útil a todos, e me desculpe se por acaso eu não tenha visto no blog tal informação, eu confesso que li muito, porém não encontrei algo atual, falando sobre esse tema.
    A impressão que temos aqui no Brasil, é que ainda é um bom momento para investir.

    Agradeço a atenção e obrigado.


    Emerson Campos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emerson
      O processo de recuperação da economia já recomeçou e os imóveis tiveram uma pequena alta em meio a grande queda desde 2008. Ainda é ótimo negócio porque eles, na maioria ainda custam só 50-60% do valor de 2007. No entanto como o mercado está se recuperando em alguns anos estarão bem mais caros. Por isso todos dizem aqui que o momento é de compra, mas não vai durar muito tempo
      Abs

      Excluir
  37. Olá Renato, parabéns pelo seu site! E ótimo! Já tenho a casa comprada financiada em Orlando , agora estou em busca de adquirir um negocio, uma empresa, ou franquia. Vc teria alguma indicação , contato ou site onde posso procurar esse negocio? Muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe um consultor de negócios brasileiro em Orlando chamado Paulo Maia. Procure no google que vc acha ele.
      Ou contate o Diogo Esteves que anuncia aqui no blog
      abs

      Excluir
  38. Renato, primeiramente parabéns pelo blog! Eu sempre tive vontade de conhecer alguma cidade dos EUA e finalmente esse ano consegui e aportei em NY. Fiquei encantado com a cidade, quero voltar ainda esse ano, mas dessa vez pretendo visitar Miami. A minha pergunta, que deve ser recorrente pra você é a seguinte: vou me aposentar em 3 anos, se tudo correr bem, e nessa situação (aposentado) eu teria como conseguir um visto para morar em definitivo lá, vivendo dos meus proventos da aposentadoria ou para tal eu teria que trabalhar em algum lugar para conseguir visto de imigrante? Antecipadamente grato pela atenção. Mário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mário
      Infelizmente nos EUA não há a possibilidade de vir se aposentar com proventos de outro país. É necessário um visto. Pessoas que vem da Europa e fazem isso investem 500 mil dólares para conseguir o visto.
      As únicas maneiras de imigrar são essas
      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2013/02/como-imigrar-para-os-eua_16.html

      Consulte um advogado de imigração
      Abs!!

      Excluir
  39. Ok amigo, grato pela sua presteza e pronta resposta.

    Abs,

    Mário

    ResponderExcluir
  40. Olá Renato! Tudo bem? meu nome é Nathália e eu e meu marido estamos programando nos mudar para Orlando ou Miami, ainda não sabemos , por conta de transferência de trabalho do meu marido.
    Eu sou advogada e também tenho formação de design de interiores .Vi que vc é arquiteto de interiores e , se não for incômodo para você responder as perguntas,gostaria de saber como é o mercado de decoração, design de interiores e arquitetura de interiores por aí. É uma profissão valorizada? Paga-se bem? Há brasileiros trabalhando nesta área? Vc trabalha em alguma empresa ou tem seu próprio escritório? Abraços Nathália

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nathalia
      Designer de Interiores aqui estão mudando o nome para arquiteto de interiores porque a gente pode assinar plantas, tem que fazer exame para tirar licença etc.
      O mercado está aquecendo. Eu me formei no mês passado e estou procurando emprego. Se vc tiver bacharel, é só estudar para o exame e validar seu diploma. Se não tiver bacharel vc pode trabalhar como decoradora em várias empresas, tendo a autorização pra trabalhar tá ok.
      Quando vc vem para Orlando? Tem um dono de uma empresa de decoração de casas de veraneio precisando de uma designer que fale portugues
      ABs
      rs_alves@hotmail.com

      Excluir
  41. Olá Renato,
    Obrigada pela atenção e informações!
    Aqui no Brasil eu tenho diploma de técnico em design de interiores reconhecido pelo MEC e carteira profissional da ABD( associação brasileira de decoradores). Posso validar esse diploma aí???
    Eu ainda não tenho data marcada , pois ainda estamos aguardando a transferência de trabalho do meu marido que é engenheiro na BauschLomb.
    Mas assim que tiver alguma previsão eu te falo. OK? Boa sorte na busca do emprego!Abraços Nathália

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei Nathalia, vc teria que ver isso aqui. Trabalhar como decoradora vc pode. Para trabalhar como designer teria que fazer o bacharel eliminando tudo que vc já cursou no Brasil
      ACHO!?
      Abs

      Excluir
  42. OK Renato! De qualquer forma obrigada pela atenção. Abraços Nathália

    ResponderExcluir
  43. OLÁ, RENATO. MEU NOME É MÉRI JANE ESTOU AMANDO O SEU BLOG ESTA SENDO BEM ESCLARECEDOR PARA MIM POIS ESTOU PRETENDENDO COMPRAR UM IMÓVEL NO VALOR DE 150.000,00 MIL DÓLARES É O QUE EU TENHO CONDIÇÕES NO MOMENTO. VOCE CONHECE ALGUM PROFISSIONAL QUE POSSA ME AJUDAR. DESDE JÁ MUITO OBRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se vc viu, na barra lateral tem um corretor brasileiro...

      http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2012/09/corretor-brasileiro-em-orlando.html

      Excluir
  44. Oi Renato,Meu nome é Rozania e tb estou pensando em comprar um imovel em Orlando para morar durante 6 meses aqui e6 meses aí. Queria saber sobre um comentaria que vc fez , que para conseguir visto de permanencia uma das possibilidades é ter uma firma e a outra e se você recebe uma pensão aqui no Brasil. Meu marido é aposentado engenheiro de Furnas, tem 60 anos, isso facilita ou dificulta? Temos casa propria,enfim, ...Consigo financiar um imovel em Orlando? Não quero gastar o dinheiro todo que tenho,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprar imóvel não é problema
      Fale com o Diogo Esteves anunciado na barra lateral que ele te dá o caminho das pedras
      Abs

      Excluir
  45. Olá,
    Perante à bolha imobiliária brasileira e a baixa qualidade de qualquer imóvel aqui no Brasil, estou pensando seriamente em comprar um imóvel nos EUA porque tenho dinheiro para comprar à vista aí nos EUA, enquanto que aqui no Brasil, tenho poucas opções.

    Você pode me informar se os preços do aluguel compensa o investimento? Se ao menos conseguiria alugar por uns 400 dólares uma casa que vale mais ou menos 50 mil dólares?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mande um email que eu converso com vc.
      renato@drimproperties.com
      abs!

      Excluir
  46. Sou brasileiro e tenho a cidadania americana e procuro uma mulher que queira se casar e morar lá.
    Sou divorciado e sem filhos.

    ResponderExcluir
  47. Olá Renato.
    O que vou perguntar pode ser uma pergunta estupida, mas você sabe me enformar se mesmo quem vive ilegalmente nos eua consegue realizar financiamentos?
    Obrigado!

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...