segunda-feira, 11 de julho de 2011

E aí, quando volta para o Brasil?

O texto abaixo foi publicado primeiramente no blog Brasil com Z em 1 de Julho de 2011.
Falar mal do Brasil é comprar briga com muita gente. Elogiar os EUA em qualquer coisa é arrumar mais aliados para o lado oposto. Eu sei que os EUA tem muitos defeitos mas consigo ver a diferença do discurso entre, o governo e a população e principalmente consigo ver a diferença entre discurso e atitudes. Porém, no Brazil com Z acabei por ser mal entendido e os comentários viraram um debate! Vai lá pra ver.
Diferente de muitos, eu não tenho medo de passar por "chato". Se eu acho que é errado, mesmo que seja a minha mãe, eu vou falar e muita gente não gosta disso. Evidentemente eu sei a diferença de sinceridade e grosseria e sei defender o meu ponto de vista elegantemente. No entanto, acho hipócrita dizer que o "americano" é consumista e blá, blá, blá. Quem tem dinheiro no Brasil e em qualquer lugar lugar do mundo faz igual ou pior. Americanos não vão ao Brasil e trazem 5 malas de compras, o contrário acontece. Não estou defendendo os americanos, não sou consumista e nem vim aqui para isso. Defendo a qualidade de vida, o sossego, a honestidade e igualdade. Espero que gostem do texto e, à propósito, comentário mal educado só foi publicado no Brasil com Z porque o blog não é meu. Aqui, àquele que assim deseja fazer eu dou um conselho: Nem perca seu tempo.
Abraço forte a todos os leitores e que "entendem" do que eu estou falando.

***************************************************************************

Essa é a pergunta número um entre meus amigos e parentes. A maioria deles acha estranho quando eu digo que não pretendo voltar ao Brasil. Então eu preciso explicar. Mas sabe que eu fico sem jeito de explicar? Porque ao explicar, tenho que mencionar os motivos que me fizeram decidir pela saída definitiva do país. Motivos estes que são a realidade do dia a dia do brasileiro e que, infelizmente, meus amigos e parentes ainda têm que lidar com eles. Explicar a minha recusa de voltar é expôr os problemas do Brasil e lembrá-los de que, diferente de mim, eles não têm muita opção senão aceitar essas condições. É difícil. Sei que muitos devem criticar mas eu entendo.

Os últimos anos que passei no Brasil foram muito difíceis para mim. Já não suportava mais a violência da cidade de São Paulo e não tinha perspectivas de arrumar um emprego com a mesma faixa salarial em uma cidade do interior. Se bem que a onda de violência já está chegando a pequenas cidades do interior bem como os traficantes de drogas. Aliado a isso, os altos preços e impostos esmagadores me deixavam cada vez mais desanimado e descontente. Para ter um padrão médio de vida eu cheguei a trabalhar 14 horas por dia. Além desses motivos, impostos e preços altíssimos, existe também algo no Brasil que me incomoda profundamente: algumas características do Brasil e boa parte da população brasileira.

Eu costumo dizer que a diferença do brasileiro e do americano é a seguinte. “Os americanos querem o melhor para o país deles. O brasileiro quer o melhor para ele”. Os americanos pensam na sociedade, os brasileiros pensam em sí mesmos e o resto que se…dane.

Quando você visita os EUA percebe que tudo aqui tem qualidade e preço justo. Não é à toa que um carteiro vive aqui como uma pessoa rica vive no Brasil. Pode, se quiser, ter uma casa de 250m² com ar condicionado e piscina em um bairro arborizado. É óbvio que isso não é a realidade de 100% dos habitantes desse país mas pelo menos aqui isso é possível, no Brasil não. Eu acho que isso se deve à dois fatores. O governo brasileiro corrupto que coloca altas cargas tributárias nos ombros dos brasileiros e o próprio brasileiro que por ganância quer ganhar 100% ou mais de lucro em qualquer produto ou serviço. A cultura do ”levar vantagem” me mata... Vou dar dois exemplos. Nos EUA não existe imposto para a compra da gasolina. No Brasil o imposto é quase 60%. A empresa aérea TAM cobra dos americanos 700 dólares por uma passagem ida-volta Orlando-SP sem escalas. A mesma passagem a TAM cobra “4 mil reais” dos brasileiros! Eu considero isso uma vergonha e algo malígno com respeito à nossa sociedade. A sociedade americana jamais permitiria que tal coisa ocorresse. A mídia identificaria coisas assim, as pessoas reclamariam e pode ter certeza que em pouco tempo, essas empresas iriam à falência. Eu vejo uma sociedade mais justa com muitas oportunidades para todos independentemente da raça ou condição social. Nos EUA é quase impossível uma pessoa rica conseguir uma bolsa de estudos integral. No Brasil os ricos estudam de graça na USP, a classe média paga altas mensalidades e os pobres não estudam de jeito nenhum.

Outro motivo que me faz não querer voltar ao Brasil. O Brasil já é o 6º país mais violento do mundo ( http://acessa.me/fqve ) e a moda agora em SP é ter carro à prova de balas. Quando eu conto isso aqui as pessoas pensam que eu estou brincando. Aqui em Orlando as janelas da minha casa não têm grades e eu posso ver o gramado das casas ao redor. Nos finais de semana os carros ficam abertos em frente às casas e os pedestres sequer olham no seu interior. Eu ando pelas ruas sem medo, sem ter que olhar para trás ou certificar-me que minha carteira está no bolso da frente e o mais impressionante: não tenho medo da polícia como tinha no Brasil.
Da janela lateral, do quarto de dormir...
As ruas da cidade são seguras e limpas. As pessoas respeitam umas às outras no trânsito ou na calçada. Ninguém incomoda o sono de ninguém. Os vizinhos respeitam uns aos outros e se não respeitarem a lei persegue e pune os transgressores, sem sombra de dúvidas. Tem festa sim mas tem lugar e hora para isso sem contar a organização. Na cidade de São Paulo eu via 2 ou 3 acidentes de carro por semana, sem contar os acidentes com os terríveis motoqueiros. Em Orlando eu vi um pequeno acidente (uma batida) entre dois carros em 2 anos. As pessoas respeitam às leis primeiramente pelo bem comum e em segundo lugar porque aqui a lei é pesada para os transgressores.
Veja esta outra comparação. No Brasil meu pai estava vendendo um carro e o comprador pediu para dar uma volta no quarteirão. Meu irmão o acompanhou. O fulano acelerou a quase 80 km/h e destruiu o carro na esquina batendo de frente em outro carro. Meu irmão se machucou, a polícia foi chamada e apareceu depois de 3 hs. O fulano estava com a habilitação caçada e não aconteceu absolutamente nada com ele. Não pagou nenhum centavo do prejuízo e o seguro recusou-se a cobrir as despesas do meu pai. Meu pai arcou com tudo e não teve nenhuma ajuda das autoridades brasileiras. Aqui nos EUA uma pessoa bateu na trazeira do carro atrás de mim que bateu em mim em seguida. O carro de trás ficou um pouco danificado e meu carro nada aconteceu. Só o susto e o barulho. Em 5 min 5 carros de polícia estavam entre nós e um carro de bombeiro. Todos os oficiais um a um vieram me perguntar como eu estava. O rapaz que bateu no carro atrás de mim (o culpado) estava com a habilitação vencida e foi algemado e levado à delegacia em frente aos meus olhos. O boletim de ocorrência foi feito (e impresso!) dentro do carro da polícia e no mesmo dia a seguradora do motorista atrás de mim me ligou para saber se eu estava bem e me ofereceu um chek up gratuito em um hospital de minha escolha. Me fala o que você pensa sobre isso? É ou não é um lugar sério?
Além do fato de terem chegado em 5 minutos, todos, um a um, vieram perguntar
como eu estava...
Eu poderia ficar horas aqui falando sobre as diferenças e da qualidade de vida que melhorou incrivelmente desde que cheguei. Poderia falar do sistema de justiça, educação pública, etc mas acho que já está bom. Consegue entender porque acho difícil explicar para amigos e parentes o por quê de não retornar ao Brasil? Por este motivo eu simplesmente digo que gosto muito dos EUA e que não pretendo voltar.
Eu acho que sinceramente mais da metade dos brasileiros gostaria de sair do Brasil. Não me leve a mal, eu amo o Brasil e uma parte dos brasileiros. Mas saí do Brasil porque esse amor infelizmente não era correspondido.

165 comentários:

  1. Acho que você disse tudo! Concordo e penso da mesma forma e já tentei algumas vezes argumentar e defender a minha opinião e sempre ouço um discurso de que tenho que amar meu país e que nos EUA tem serial killer nas escolas, pessoas consumistas e outras coisas do tipo. Meu sonho é ir morar aí e não sei nem por onde começar, não consigo fazer planos aqui porque não importa quanto dinheiro eu ganhe, esse dinheiro não vai me trazer qualidade de vida e segurança. Já fui sequestrada, levaram meu carro e já fui assaltadas algumas vezes. Saio na rua com medo e ainda tem gente que ri e me chama de paranóica. Me incomoda o jeito como o brasileiro encara (ou não encara) os problemas.

    Belíssimo texto, espero conseguir um dia morar aí também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu acho tudo isto verdade,e triste nao ter sonhos,ai no brasileu estou aqui em philadelphia,e esta tao dificil pra mim,mais quando eu lembro da violencia no brasil,eu volto atraz morava na praia grande na minha casa,mais era bandido todos os dias,nao pudia sair a noite,pq era perigoso,porem se ia na padaria de dia,era assaltada isto era sempre,vi tantas coisas,que estava muito mal.

      Excluir
    2. Imagino. Meu sonho era comprar um apto na praia grande para minha mãe morar, mas os relatos de violência de lá me fizeram desistir :(

      Excluir
    3. sabe mais sinto,tanta falta do brasil,aqui as pessoas sao frias,e nao sinto alegria,no brasil vc conversa ate no ponto de onibus,mais aqui e muito diferente,a cultura o lugar ,a seguranca e otima,nao ter medo e bom ,mais como tudo tem os dois,lados que bom que vc nao comprou um ap pra sua mae,o lugar que eu morava ,era caicara a 100 metros da praia,um lugar lindo ,porem perigoso .

      Excluir
    4. Oi Renato hoje,eu moro aqui em Philadelphia,e olho minha janela,nao tem nada alem do vidro,consigo ver tudo,ando na rua sem medo isto e tao bom,estou aqui a 1 ano e muito diferente,mais e bom lutei tanto pra esta aqui,agora e seguir ,e pedir forca pra deus,obrigada por responder ,

      Excluir
    5. Prezado Renato,

      Me chamo Buzeto e, realmente o seu relato é exatamente o que penso em gênero, raça e cor. Estive nos EUA pela primeira vez em 2010, o que foi para mim uma surpresa pelo fato de ser sempre aveso a cultura americana (pura ignorância de conhecimento), não resisti e voltei no ano seguinte sempre como turista, mais logo percebi o real motivo de sua segurança a nível nacional, extremamente preocupada com as imigrações clandestinas o que se dá pelo seu relato de segurança, seridade, justiça e ao bem estar e respeito com o próximo. Sou engenheiro e trabalho á anos na área, mais com toda a certeza estou disposto a me mudar em definitivo para Orlando, não importando qual for a oportunidade pois o que procuro é qualidade de vida o que não tenho onde moro aqui no ABC-Paulista (Santo André. Estou falando com possíveis pessoas que poderiam me auxiliar para possível migração e conto com seu apóio se possível é claro. Fico feliz em ler sempre seus relatos, sucesso e quem sabe poderei relatar assim como vc, de forma direta e muito proveitosa suas ações. Ah gostaria de deixar um pequeno relato aos seus leitores sobre minha experiência ao chegar na Flórida, fui a locadora de carros do qual havia feito uma reserva via Brasil e ao fazer o Check in o atendente disse-me que o veículo estava em determinada vaga. Pois bem, fui até o local indicado mais o veículo não estava lá, portanto voltei ao atendente e ele consultou minha reserva que era um carro médio e verificou que seu sistema havia sofrido uma falta de atualização e que tal modelo não estava a disposição pelo fato de todos estarem locados naquela ocosião, IMEDIATAMENTE o atendente de forma muito cordial disse-me que poderia retirar qualquer veículo da frota com exceção da Ferrari e Lamborguini, pois o equivoco era da empresa e detalhe, sem taxas extras. O que pensar sobre isto ! Abraços

      Excluir
    6. Muito bom seu relato Buzeto. Relamente vemos mais seriedade nas coisas aqui. Infelizmente né, porque tenho saudades do Brasil.
      Abração e bo sorte!

      Excluir
  2. Pelo jeito você não pretende mesmo voltar hem... Hehehe!
    Eu concordo plenamente com você e gostei do seu exemplo, comparando o Brasil e uma mãe...
    Acho que devemos sim ser patriotas, mas acima de tudo, temos que ter amor próprio e reconhecer que existem diferenças absurdas entre alguns paises. Eu no seu lugar, tenho ctza que pensaria da mesma maneira... Eu realmente imagino o quão bom deve ser poder chegar em casa de noite, sem medo de ser assaltado, parar no semáforo sem medo de um sequestro relâmpago, ir ao banco sem se preocupar com quem olha por trás, comprar carros com preços justos e ter condições de ter uma vida com dignidade... Enfim, se eu tivesse a oportunidade também, não sei se voltaria a morar no Brasil!!! Como você disse, Eu amo o Brasil e uma parte dos brasileiros. Mas "saíria" do Brasil porque esse amor infelizmente não é correspondido.
    Abraços,
    André

    ResponderExcluir
  3. Admiro sua postura e integridade com que compartilhou sua decisão, sabe acredito que temos o hoje como presente, pois então é necessário fazer valer a pena esse presente que se renova dia a dia, qualidade de vida hoje em dia para muitos é artigo de luxo quando não deveria, aproveite a oportunidade, sucesso e bola pra frente,

    boa semana

    ResponderExcluir
  4. Essa sua ida para os EUA (poderia ser também para o Canadá, Cingapura, Dinamarca ou Japão ou...) tem te trazido muita paz mental. Eu quando me mudei para uma casa na Holanda (numa village de 10 mil pessoas) há dez anos atras fiquei um tempo sem conseguir dormir pensando que não tinha portão, nem cerca... Só uma porta de entrada com vidro fininho. Claro que aqui também tem assalto, mas quando o pessoal dá mole: porta dos fundos sem vidro duplo, janelinha em algum quartinho sem tranca forte, ou simplesmente deixa a porta de tras da casa aberta enquanto vai ao supermercado ou dar uma volta por um par de horas... Ou seja: tem que dar muita bobeira.

    ResponderExcluir
  5. Janaína
    Quem não fica paranóico em SP? Meu irmão comprou um carro blindado porque como é figura pública, aparece na TV, etc, tem medo de sequestro e bala perdida. Eu mesmo vi várias pessoas serem assaltadas na minha frente e acha que eu falei alguma coisa? E quem fala? Só se estiver disposto a levar um tiro. Eu acho muito triste...
    Fha
    Obrigado e sucesso pra vc também. Infelizmente é assim, qualidade de vida no Brasil, principalmente nas grandes cidades é artigo de luxo...sad, but true

    Anita
    Eu ainda carrego medos porque como você sabe, gente ruim tem em qualquer lugar. Mas as chances de acontecer algo ruim aqui são muito menores...e ladrão e criminoso vai pra cadeia sim e lá fica muito tempo...

    Abs a todos

    ResponderExcluir
  6. Concordo com você em tudo, aqui no Brasil não podemos confiar em ninguem, eu moro na capital da república e mesmo assim é uma vergonha, há cerca de uns 2 anos atras o carro da minha amiga foi roubado na porta da minha casa e ligamos pro 190 u mas 10 vezes e nada deles aparecerem, e ainda tive que aguentar um atendente louco que me chamo ude histerica e mentirosa, porque agora eles terceirizaram o serviço de atendimento.
    Olha, se eu pudesse e meu dinheiro desse, já estaria fra do Brasil há muito tempo.
    Firme na sua decisão e muita sorte por essas novas paragens.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. André
    Que coisa né? Você me fez lembrar de outras coisas como ir ao Banco, caixa eletrônico e semáforo...e a polícia como a Liz disse não faz muita coisa.
    Da minha casa eu via a polícia conversando com os traficantes e recebendo dinheiro. Sempre tive vontade de filmar e mandar pra TV. Mas sei que não estaria aqui pra contar essa história hoje
    Abs

    ResponderExcluir
  8. Renato, e que tal a marginal congestionada all day?? Agora tem uma quadrilha que está jogando pedra das pontes para assaltar.
    Vou te contar, viu!!! A diferença de um paulista e de um presidiário é que eles tomam banho de sol. A gente tem que ficar cada vez mais trancado dentro de casa. Tá difícil o have fun no Brasil!!
    beijão
    Simone

    ResponderExcluir
  9. Oi , tudo bem ?.

    Um dia desses passou uma reportagem sobre o trânsito de vários países , e o trânsito de Nova York nao era lá essas coisas , o povo passa entre os carros , nao respeitam as faixas , inclusive tem os motoqueiros que nao podia andar no trânsito até pq nao era legais e mesmo assim continuavam .

    ResponderExcluir
  10. Oi Lucas
    O trânsito de NYC é TE-RRI-VEL...você pode morrer atropelado facilmente. A maioria dos novaioquinos não possui carro porque o sistema de transporte público é excelente. Mas você tem razão, carro lá nem pensar. E ouvi dizer que os motoqueiros brasileiros estão invadindo NY. Que pena...
    abs

    ResponderExcluir
  11. O que se esperar de um governo retardado que abriga terroristas? O pior é que, como você disse, a imensa maioria da população simplesmente não tem condição nem de se manter. Só duas dúvidas(se não for incômodo, claro): mesmo que se tenha domínio pleno da língua inglesa, o visto de permanência não é permitido a quem tenha somente o 2º Grau? E a crise americana? Ela está grave mesmo ou a mídia anda fazendo parecer pior do que realmente é?
    Obrigado, Renato, e continue assim.

    ResponderExcluir
  12. Fábio
    A crise não é tão preta como divulgam. As pessoas estão vivendo normalmente, reclamando dos preços como sempre mas todos que eu conheço tem emprego, casa, etc. Muitos estão perdendo seus imóveis mais do que antes porque fizeram dívidas que não podiam pagar. O pior é já passou e as coisas estão voltando ao normal.
    O visto de permanência não tem nada a ver com escolaridade. Mesmo tendo faculdade é difícil de conseguir. Só mesmo casando ou tendo pais ou irmãos que são americanos. Todos os ilegais aqui estão ansiosos esperando por uma anistia do governo como houve no governo do Bill Clinton. Quem vive aqui ilegal quando uma possível anistia sair vai poder se legalizar independentemente de escolaridade.
    Abração

    ResponderExcluir
  13. Caro Renato,

    Voce ja dever saber que sou um grande admirador de seu blog, gosto do que escreve e de seu estilo.
    Por favor, nao me entenda mal, com todo respeito acho que lhe devo no minimo honestidade quando comentar em seu blog.
    Primeiro, acho que grande parte deste post sao generalizacoes que nem sempre sao verdades para todos os casos, nem nos exemplos negativos quanto ao Brasil and nem quanto aos exemplos positivos em relacao aos EUA.
    Entendo que seus exemplos sao validos, mas sao validos para voce, nao para todos os Brasileiros e nem para todos os Americanos.
    Vou ser mais especifico, no exemplo do seu acidente de carro, vale lembrar que voce esta em uma cidade turistica, Orlando, uma das mecas do turismo nos EUA, este cidade e infestada de estrangeiros do mundo inteiro, pessoas de outros paises e que nao conhecem direito as leis de transito Americanas. Orlando tem muito mais acidentes do que outras cidades Americanas, e por consequencia MUITO mais policias e equipes de resgate, pois a cidade precisa cuidar bem de seus turistas.
    Nao e o caso em outras partes dos EUA, minha secretaria sofreu um acidente ano passado em Jacksoville, na Florida, ela estava de ferias, um individuo bebado e drogado passou no farou vermelho e bateu com tudo na lateral do carro dela. O amigo dela que estava no banco de traz teve a mao amputada pois ficou muito tempo preso as ferragens aguardando resgate. Minha secretaria teve problemas serios na coluna, ainda esta fazendo tratamento para dores cronicas que ninguem consegue descobrir a origem nem achar solucao. O individuo que bateu no carro dela nao tinha seguro, carteira suspensa, nao foi preso, pagou uma multa e responde pelo processo em liberdade. Minha secretaria ja gastou 86 mil dolares em tratamentos medicos, tudo pago pelo seguro dela. Agora ela tentou renovar o seguro e foi negado a renovacao, pois o seguro dela disse que ela ja causou muita perda para eles, mesmo considerando-se que o acidente nao foi culpa dela.


    continuando no proximo comentario

    ResponderExcluir
  14. Continuando...

    Eu e meu parceiro fomos assaltados quando moravamos em Dallas, Texas. Estavamos sentados no carro comendo um lanche quando senti o gelado do cano de um revolver na minha tempora. Os bandidos levaram nossos telefones e nossas carteiras. Nos estavamos em Carrollton, Texas, pode pesquisar, supostamente e uma cidade segura de classe media ao norte de Dallas. Nos dirigimos dois quarteiroes e encontramos um carro de policia. Quando informamos os policias sobre o assalto, nos disseram que haviamos passado a linha divisoria do municipio a um quarteirao atraz e que nao poderiam nos ajudar. Fiquei super frustrado.
    Detalhe, nasci e sempre vivi em Sao Paulo, capital, NUNCA fui assaltado em Sao Paulo ou em qualquer parte do Brasil. Nem conheco ninguem que ja tenha sido assaltado. Minha familia toda vive em Sao Paulo, ninguem e rico, mas todos vivem bem e sao felizes. Meu irmao e engenheiro, minhas irmas sao dentistas, meu pai engenheiro aposentado, minha mae professora aposentada, todos classe media, todos vivem super bem, sao felizes e nao lhe faltam nada.
    Talvez a sua experiencia no Brasil nao tenha sido das melhores, e sua experiencia nos EUA pode ser fantastica, mas eu acho que nos, eu e voce, como formadores de opiniao temos uma responsabilidade com nossos leitores. Temos que considerar e ter muito cuidado com as generalizacoes.
    Lendo este post, da vontade de chorar por ser Brasileiro, se fossemos considerar que tudo que voce disse e uma verdade universal, o que nao e. O que voce escreveu, e valido, mas valido para voce, e talvez para outros em situacao parecida.
    O Brasil nao e tao horrivel e sem esperanca quanto voce faz transparecer para todos e muito menos os EUA sao um paraiso como voce faz parecer no seu caso.
    Poderia realmente escrever um livro sobre as coisas negativas e iguaizinhas ao Brasil que acontecem aqui nos EUA no dia a dia, mas nao curto ficar reclamando muito e nem criticando nem o Brasil nem os EUA.
    Acho que o importante e deixar claro que sua experiencia nos EUA esta sendo muito positiva e que isto lhe faz nao querer voltar, entendo e respeito totalmente sua escolha.
    Mas tambem nao podemos acabar com o Brasil de uma forma tao generalizada sendo que muito de seus leitores e meus tambem escolheram o Brasil para viver e estao tendo experiencias de sucesso e felicidade la tanto quanto sua boa experiencia aqui.
    Espero que nao leve meu comentario a mal, continuo lhe admirando e respeitando como sempre.

    Forte abraco

    Ray

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ray,

      Concordo com voce tambem. Eu moro aqui nos EUA ha 8 anos. Ja vivi na Georgia, em New Jersey, Boulder Colorado, e agora estou em San Jose, California. Nem todos os lugares aqui no EUA sao uma maravilha. Eu nao trocaria minha cidade natal Sao Paulo por Georgia, nunca. Mas, ja onde vivo agora na California vale a pena! Aqui ha mais seguranca, em todos os sentidos: ha mais policiais honestos na rua e as pessoas, em geral, tambem sao mais honestas. Eu sei que se eu perder minha carteira, com documentos e dinheiro, aqui ha um agrande chance que vao devolver-la pra mim. Ja no Brasil, nao sei se isso aconteceria. Mas, no Brasil eu poderia estar perto da minha familia e amigos, ja aqui por mais que eu tenha um "close friend" nunca eles vao substituir essas relacoes que eu teria no Brasil.
      Eu e meu marido demos entrada no processo de green card. Ele trabalha como engenheiro.Aqui nos pagamos todos os importos, estamos sempre em dia com nossos "immigration status". Alem, de sempre ter nossos vistos em dia, quando vamos visitar nossas familias no Brasil. Ainda assim, todo o processo e bem devagar e muito caro. As vezes me pergunto se vale a pena! Todas as vezes que tenho que ir ao consulado americano no Brasil, sinto o desprezo que eles sentem pela a gente. Como se estivessem fazendo algum favor.
      E muito dificil viver legalmente aqui nos EUA, o processo e longo e caro. Alem de imporem muitas condicoes para pessoas que possuem vistos. E eu nao vejo essa situcao mudando num futuro proximo.

      Excluir
    2. Ana
      Quem fala é o Renato. É uma coisa a se pensar como você falou. Também pelo motivo das condições do nosso amado Brasil. Pelo que parece, Ray e Gil já se mudaram para o Brasil. Mas parece que, principalmente o Gil, está muito irritado com tudo que, antes da mudança, não consideraram. A violência, a roubalheira, os altos preços, os impostos e a falta de educação
      ABs

      Excluir
  15. Ray
    Li seu comentário e tive a sensação de que você se ofendeu com o que eu disse. Eu sou totalmente contra generalizações e se, por um acaso essa foi a impressão que o texto passou, me desculpe. Assim como você disse, nossas opiniões acabam sendo fruto de nossas experiências. Algumas de nossas observações são opiniões sim, outras são fatos. No texto há opiniões e fatos. Talvez você nunca tenha sido assaltado, mas isso não faz de São Paulo uma cidade segura. Assim como conheço cariocas que dizem que nunca foram assaltados no Rio e que a cidade é segura, é só olhar as estatísticas e o noticiário, não é opinião nem generalização, são fatos. Dados coletados pelo próprio governo e mídia brasileiros. Da mesma forma Detroit e outras cidades americanas são um horror. Mas se eu falasse disso aqui, é claro, seria elogiado.
    Eu fui assaltado mais de uma vez, três amigos meus foram seqüestrados e os bandidos limparam suas contas bancárias e usaram o limite dos cartões de crédito. Eu poderia escrever várias folhas de acontecimentos que envolveram pessoas que eu conheço e membros da minha família, mas essa não é a questão. Como mostrei através do link, o Brasil é o sexto país mais violento do planeta e a meu ver, e também essa não é a minha opinião ou uma generalização, a violência está aumentando mesmo em cidades pequenas como a que minha mãe vive. Uma amiga nossa foi seqüestrada lá, em uma cidade de 10 mil habitantes e liberta em uma favela de São Paulo.
    Eu saí do Brasil primeiro pela violência. Depois pelo alto custo de vida e por último falo e repito. A grande palhaçada que é aquela administração do Brasil, onde temos o político mais caro do mundo e um salário mínimo ridículo. Aqui tem corrupção, mas não chega a um bilhão por dia. Desde os políticos, à polícia, o jogo de interesses nem mesmo é velado e sim descarado. Por isso saí de lá e vim para cá em busca de algo melhor e posso dizer que encontrei. E pode escrever na pedra: Se um dia este lugar se tornar algo parecido ou se estiver descontente, não ficarei reclamando daqui como vejo muitos hispânicos e brasileiros que dizem que seu país natal é o paraíso. Eu saio daqui e procuro outro lugar, mesmo que demore.
    Eu já contribuí muito com o Brasil. Ensinei na escola pública em troca de 3 reais a hora/aula. Fiz 18 anos de trabalho voluntário em comunidades carentes e paguei milhares e milhares de reais em impostos e juros indecentes. E olha, ganhava muito bem no Brasil mas via meu dinheiro todo indo pelo ralo para “comprar” segurança. Essa que o governo devia dar aos seus habitantes.
    Por esses e outro motivos digo que minha experiência em Orlando tem sido excelente em comparação com o Brasil. Não devia atacar o Brasil? Não devia expor o que penso, minha opinião e minhas experiências só porque nasci naquele país? E por que não? A própria mídia brasileira o faz e muitos pagam por isso como o caso da repórter da Band que foi demitida por falar mal do Carnaval. Por ter dito que o governo que alega que não pode construir mais hospitais públicos arrumou 16 bilhões de reais para investir nas Olimpíadas e na Copa do Mundo. Ray, assim como eu, já encontrei dezenas de brasileiros ilegais que preferem assim viver nos EUA a ter que voltar ao Brasil onde não tiveram e sabem que talvez nunca teriam as oportunidades que conseguiram aqui, mesmo com tudo de ruim que esse país possui. Encontrei outros que também reclamam do EUA e dizem que no Brasil tudo é melhor. No entanto não têm planos de voltar. Me desculpe se o texto te ofendeu mas não posso deixar de falar das coisas que ouço e vejo e de expor a minha opinião mesmo que ela discorde de muitas outras pessoas.
    Abração pra você!
    R

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato, estou lendo seu blog post por post (inclusive comentários) e cada dia sou mais sua fã...rs
      Se Deus quiser eu e minha família em 2015 estaremos aí. E como você, buscamos qualidade de vida, mais segurança e menos roubalheira afinal temos 2 filhos e não vejo um futuro muito bom por aqui.

      Obrigada pela ajuda!

      Excluir
  16. Bom dia, Renato! Mudaria para os EUA ou Canadá, facinho.....tenho casa própria, tenho a minha pequena empresa, tenho esposa, não falta comida na geladeira, tenho um carro 98 popular que anda a gasolina (gasolina cara e suja) e com tudo isso tenho 32 anos, mas tenho medo de ter filho, tenho medo de andar na minha cidade de 600 mil habitantes, tenho medo de depender do governo, tenho medo de vender para o governo, tenho medo dos brasileiros ricos e pobres que só pensam em si (como eu pensava)...sinceramente eu mudaria facinho para os EUA. Esse nosso país vai precisar de mais 500 anos para melhorar. Agora aqui...quantos vão ficar ricos com a COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS? E NOSSA EDUCAÇÃO PIORANDO, E SEGURANÇA....SOMOS MESMO UM PAÍS EMERGENTE...MELHORANDO CORRUPÇÃO, IMPOSTOS E VIOLÊNCIA. PARABÉNS PELA CORAGEM, HONESTIDADE COM VC MESMO E SUCESSO.

    ResponderExcluir
  17. Oi Renato,

    Sempre acompanho seu blog e nunca deixei nenhum comentario. Mas depois de ler esse post fiquei com vontade. Moro nos EUA desde 2001. Morei em Orlando por 7 anos e adoro ler suas descobertas sobre a cidade e as diferencas entre o Brasil e os EUA. Esse comeco eh tao legal e com cada descoberta a gente se sente forte pra aguentar as saudades.
    Acho que muita gente nao entendeu que esse eh o SEU ponto de vista. Soh isso. Sobre as suas experiencias no Brasil e aqui. Talvez amanha voce mude de ideia, talvez nao.
    O titulo do post eh ja diz tudo. Eu tenho muitos parentes e amigos que sempre me fazem a mesma pergunta. Sempre digo que nao sei, mas quem sabe um dia.
    Acho que esse quem sabe um dia esta ficando cada vez mais longe. Ja percebi que a saudade sempre aperta cada vez mais. Eu achava que o tempo ia atenuar as saudades. Mas qt mais tempo longe mais casamentos eu nao posso comparecer, mais Natais eu passo longe e quantos carnavais eu vou deixar de pular…..
    Estou morando em NYC e sempre que alguem vem me visitar eu explico que tenho uma qualidade de vida que nunca tive me Sao Paulo. Venho de classe media, estudei em colegio particular, fiz uma boa faculdade e tinha um emprego razoavel. Mas enfrentava o transito todos os dias e tinha medo da violencia. Pessoalmente nunca fui vitimas, mas como todo paulistano, tenho dezenas de estorias de parentes e amigos. Soh a minha mae e meu irmao foram vitimas de sequestro relampago, furto e roubo de carro, invasao domiciliar, assalto no congestionamento, roubo de celular…. Sera que eles sao azarados ou a situacao esta complicada??
    Hoje utilizo o sistema de transporte publico – que as vezes eh cheio e nao funciona pefeitamente e nao tenho carro. Caminho pra todo lado de dia e de noite, sozinha com meu Iphone sem medo de assalto. Isso pra mim nao tem preco.
    Tive a oportunidade de estudar e assim conseguir em bom emprego, que paga minhas contas. Nao sou uma pessoa consumista e vejo que as pessoas cada vez mais estao mais preocupadas com a opiniao dos outros, consumindo loucamente e cometendo o mesmo erro que muitos americanos cometeram, de gastar mais do que ganham e afundar se em dividas pra poder ostentar.
    Os EUA tem muitos problemas (falta de saude publica, racismo, corrupcao, terrorismo, desastres naturais, alto indice de uso de drogas e muitos outros), mas pra mim assim como pra voce quando coloco tudo na balanca eu ainda nao tive a certeza de que quero voltar.
    Abracos.
    Tania

    ResponderExcluir
  18. Luiz
    Eu também mudaria para o Canadá se pudesse. Acho ainda mais seguro e lá tem saúde pública de qualidade embora já ouvi muitas histórias. Quem sabe um dia? Talvez uma revolução como a francesa mudasse o Brasil. Decaptaríamos todos os políticos corruptos e traríamos um pouco mais de justiça. Eu tenho amigos no Brasil que saem às ruas, fazem piquetes, apanham da polícia e eu ainda não sei se acho que todos devíamos fazer isso ou se adianta alguma coisa. Realmente não sei. Acho que nesse ponto sou egoísta. Em vez de estar lá brigando como antes saí para buscar algo melhor para minha vida. Se vai valer a pena só o tempo irá dizer...
    Abração Luiz

    Tânia
    Que legal ouvir seu comentário, sua experiência e sua opinião. Não acredito que é azar dos seus conhecidos porque não acredito em sorte ou azar. Se eu fosse alistar todas as pessoas que conheço e o que aconteceram com elas somente em SP dava um livro de 100 páginas de histórias.
    Como você disse talvez eu ainda mude de opinião. Eu não sou cego aos problemas da sociedade americana. Mas vejo muita diferença. E depois de viver 40 anos no Brasil não posso dizer que as coisas daqui me afetam como afetavam por lá e quando coloco na balança sinceramente não penso em voltar. Porém percebo que ser anti-americano, anti-mcDonald's, anti-microsoft para alguns é como a moda entende? Fica bem e é politicamente correto (?)

    Obrigado pelo seu comentário
    Abração

    ResponderExcluir
  19. Renato,

    Nao me ofendi de forma alguma, pois voce nao disse nao de ofensivo, e concordo com todos os pontos negativos que voce disse sobre o Brasil. Infelizmente e nao uma triste realidade do nosso pais.
    Meu objetivo era deixar claro que os EUA nao e tao maravilhoso assim, e que o Brasil nao e tao horrivel assim.
    Na verdade os crimes so diminuiram no Brasil progressivamente desde 1998.
    Nao e o seu caso, mas fico surpreso de ver como os Brasileiros acabam com o proprio pais sem do, ate aumentando os pontos negativos ( repito, nao e o seu caso ), e os Americanos, muito pelo contrario, escondem, disfarcam e "fazem de conta que nao viram", qualquer coisa negativa que aconteca por aqui.
    So acho uma pena que o Brasil tenha perdido uma pessoa tao capaz, inteligente e boa como voce, pois o Brasil precisa desesperadamente de pessoas como voce para um futuro melhor.
    Cada um faz a escolha que seja melhor para si mesmo.
    Eu ja vivo aqui nos EUA ha 15 anos, e cheguei a conclusao que a UNICA coisa que este pais tem ( pra mim ) a mais que o Brasil, sao bens materiais.
    Aqui sempre serei um imigrante. Cansei de ser estrangeiro na terra dos outros. Nao vejo a hora de voltar pra minha terra, de estar entre os meus, principalmente familia e amigos. Me adaptei super bem nos EUA, pois e muito facil se adaptar por aqui, ja sou cidadao ha 10 anos, mas continuo me sentindo um estrangeiro em terra alheia. Quero estar em casa e curtir minha terra.
    Esta e minha experiencia, voce talvez mude com o tempo, quando tudo por aqui deixar de ser novidade, ou talvez nao mude, mas sera sua experiencia.

    Abraco Renato

    Ray

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ray, adorei seus comentários, bem pé no chão, sem deslumbres. Diferentemente do que a gente percebe, facilmente, nos posts do Renato, que até parece estar vivendo na Ilha da Fantasia.
      Amei a parte dos "bens materiais" e, mais ainda, o "Quero estar em casa e curtir minha terra."
      Abraços.

      Danúzio.

      Excluir
    2. Danúzio
      Não só estou vivendo na ilha da fantasia, mas também o período mais feliz de toda a minha vida. Embora muitos falem ao contrário, eu não me arrependo de ter vindo nem um segundo. Encontrei a minha "casa" ao lado de gente civilizada.
      Felicidades...
      R

      Excluir
    3. Nossa, de que Brasil o Ray fala? Eu moro aqui e não conheço este Brasil que a gente "estraga"...rsrs...
      Adoro seus relatos Renato, estive nos EUA uma vez e senti que é SEM COMPARAçÃO com o Brasil...simples assim, infelizmente somos um arremedo de país. Triste.
      Eli Nogueira

      Excluir
    4. Obrigado Eli
      Como disse outro dia em um comentário, o negócio é não ser cego aqui ou aí certo?
      Abração

      Excluir
    5. Muito bem relatado Ray! Eu sinto a mesma coisa, os que os EUA tem a mais que Brasil sao bens materiais, mais especificamente carro e roupas, pq o resto eh tudo bem caro! Moro perto de Nova York e pagamos um absurdo de aluguel! Moradia nas cidades grandes eh bem caro. Saude entao, melhor nao comentar! A parte da seguranca eu tenho que concordar que eh mais seguro que o Brasil, mas nao tao seguro quanto se pensam. A e acho engradado quando vejo turista dizer que veio aqui visitar e pode dizer como tudo eh melhor aqui ha ha ha, pra mim se voce nao mora aqui ha pelo menos uns 2 anos voce nao tem ideia do que os EUA realmente. To aqui ha 3 anos, penso em voltar quando tiver mais dinheiro guardado. Abraco a todos. (desculpa a falta de acento, teclado americano)

      Excluir
    6. Anônimo
      Não sei se você sabe mas o Ray se mudou para o Brasil e abandonou o blog dele American Heart Brazilian Soul onde ele só falava bem do Brasil. As últimas notícias que tive é que estava muito dificeis a adapitação deles no Brasil e que estavam arrependidos e pensavam em voltar.
      Só elogia quem tá de fora né?

      Excluir
  20. Renato,

    Ja vivo aqui por 20 anos, e ja vi muitos Brasileiros que vem para ca e ficam tentando desesperadamente se convencer que aqui e melhor.
    Podem estar na pior situacao possivel, mas dizem pra familia toda no interior de Minas que estao vivendo as mil maravilhas. Saem pelas ruas tirando fotos na neve, tiram foto encostado em carroes e deixam o povo do interior doidinho pra seguir o caminho deles.
    Sem querer te ofender, mas voce ainda parece muito "novo" por aqui e ainda nao conheceu os USA de verdade. Ainda vive uma fantasia de iniciante, deslumbrado com tudo que ouve e tudo que ve.
    Espero que um dia caia a ficha. :)

    Paulo

    ResponderExcluir
  21. Puxa Ray, 15 anos?
    Ai, eu não tenho planos pra 15 anos ainda hehehe.
    Como eu disse a você e em resposta a outros comentários a vida no Brasil já estava insuportável para mim. Tenho amigos que jamais sairão do Brasil e bateriam em mim se lessem o que eu escrevi assim como estou recebendo muitos comentários mal educados. Como escrevi não serão publicados.
    Eu converso com muitos brasileiros e muitos não querem voltar de jeito nenhum. Outros, como você, não vêm a hora de voltar e estão muito deprimidos por ainda não poderem. Eu fico muito chateado quando converso com esses e tenho muita pena porque era dessa maneira que eu me sentia no Brasil. Mas cada experiência é única não é? Cada pessoa sente de um jeito...
    E olha, se deu a entender que eu acho os EUA maravilhoso desculpe mas não é esse o meu ponto de vista. Principalmente aqui na Flórida com esses hispânicos.
    Eu nunca deixarei de ser brasileiro. Nunca deixarei de gostar da música, comida e dos lugares que cresci e fazem parte da minha memória. Só gostaria que a sociedade brasileira fosse um pouco mais justa pra eu poder continuar vivendo lá. Quem sabe um dia? :)
    Abração pra vcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito Renato! No início também me passou a ideia de que estava meio dicotômico Brasil/EUA - a velha história do ruim e do bom. Na verdade respeito as pessoas que resolvem escolher outro país, cada um tem suas razões e não acho nenhum sacrilégio. O que me causa alergia são as pessoas que tem ódio de seu país, que tem vergonha de ser brasileiro (o que não é o seu caso). Ah e outra coisa, estes dias ainda discuti com a minha cunhada que mora há anos no Hawaii por causa disto. No caso dela, a visão ficou congelada no tempo que ela morava aqui,, isto é muito comum nos imigrantes há mais anos. Tudo para ela é ruim, uma porcaria, ainda chegou ao cumulo de achar que o Brasil nem home bank tinha. Enfim...é só isto que me faz confusão e no fundo acho que é o que a maioria das pessoas que não concordam contigo tendem a pensar. É horrível ver alguém que cospe no prato que comeu, mas quem sabe interpretar um texto vai entender que não é o teu caso. ;)
      ps: já fui imigrante em Portugal, agora estou indo para a França. Já tá bantendo um medinho! O marido conseguiu emprego depois de quase um ano sem nada, e nós (eu e o meu filho) vamos nos juntar a ele em agosto!
      beijinhos

      Excluir
  22. Ótimo texto. Dentre diversas coisas que me incomodam no Brasil, duas se sobressaem. A primeira é a mentalidade do brasileiro. Nos EUA, os self made men são motivo de inspiração para que outras pessoas consigam o mesmo, ao passo que no Brasil, bem, só sabem criticar o enriquecimento alheio e falar que o cidadão ficou metido, porque mudou de bairro. Criticam, mas, no fundo, adorariam morar nos Jardins. Parece até uma coisa marxista, a opressão do proletariado pela burguesia e zzzzzzz. Eu quero mais é ser burguesa mesmo. Parece que isso começa a mudar com o novo poder aquisitivo da população, pois eles estão percebendo como é bacana sair do aluguel, ter carro 0km e viajar nas férias com a CVC em 12x. Outra coisa que me incomoda é a escassez de boas oportunidades de trabalho, somada a dificuldade de ter um bom padrão de vida. Por isso que quero fazer mestrado nos EUA, para se, na pior das hipóteses, eu ter que voltar ao Brasil, eu consiga algo melhor. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interessante no seu comentário, Thais, é você criticar a mentalidade do brasileiro comparando-o ao americano e, logo depois, falar em "mestrado", levando-nos a crer, erroneamente, ser você uma pessoa bem aquinhoada de conhecimentos. Em vista disto, talvez seja interessante ler um pouco mais sobre a origem de ambas nações (Brasil e EUA) e de seus povos. Ao lermos, facilmente verificamos que não há como tecer comparações entre os dois, pois a formação cultural tem origens bem diversas. Vale lembrar que todo e qualquer povo não é causa, mas sim consequência dessa formação cultural. Nós, brasileiros, somos o resultado de nossas origens portuguesas que diferem em muito das origens anglo-saxãs dos EUA. Portanto, querida, vá estudar mais. Quem sabe um doutorado na Bélgica ou um PHD na Holanda lhe faça extremamente bem. Infelizmente, é isso...

      Danúzio.

      Excluir
  23. Thais
    Quando eu era bem jovem e não tinha dinheiro no Brasil falava mal de quem tinha. Puro despeito. Quando fiquei "ryco" (hehehe comecei a ganhar muito bem...)é claro, que rodei o mundo e comprei boas coisas. Me vi então objeto da raiva de outros, até mesmo membros da minha família. Por isso entendo os dois lados. Acho que o pobre que critica a burguesia quando enriquece faz as mesmas coisas. Um exemplo disso é o vocalista Charlie Brown Jr que em suas letras criticava o modo de vida dos ricos e assim que ganhou dinheiro fez as mesmas coisas.
    Eu acho que o que você quer dizer com burguesa é o que todos deveriam ter não é? Uma boa casa, um carro seguro, boa alimentação e vestimenta e um pouco de dinheiro para viajar ou se divertir né?
    É uma tristeza saber que existem pessoas que não têm essas coisas. Eu não gosto nem de pensar...
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Paulo
    Eu já não tenho mais idade pra ser inocente, ingênuo e viver no mundo da fantasia. Também não sou estúpido para fazer o que os brasileiros que você conhece fazem. Eu não saí do Brasil com uma mão na frente e outra atrás em busca de bens materiais. Ainda mais sem instrução, capacidade e com perspectivas de vida e trabalho ilegal.
    Tenho parentes que vivem aqui há muito mais tempo que você e que pensam de maneira diversa da sua.
    Se um dia "cair a ficha" (como a sua parece que caiu) e eu perceber que os EUA é ruim, pode ter certeza que eu tenho coragem e capacidade para procurar e me dar bem em outro lugar. Tenho também para onde voltar e não precisarei me "conformar" com a vida daqui como parece ser o seu caso.

    ResponderExcluir
  25. Exatamente, Renato. Falam mal, mas adorariam morar nos Jardins. Bem, eu não tenho nem 30 anos, logo a minha situação financeira não é a das melhores e tenho consciência do longo caminho pela frente. A única forma que eu conheço de melhorar isso é com trabalho e estudo, seja no Brasil ou em qualquer outro lugar. Ganhar na Mega-Sena também é uma hipótese, rs, porém nesse caso é necessário o componente sorte. Abraços

    ResponderExcluir
  26. Olá Renato, primeiramente queria dizer que seu blog é Ó-T-I-M-O (já li todos posts rs.), você escreve muito bem, e consegue expressar um pouco o que você sente em viver nos EUA. Em relação a este post, (apesar de não ter ido para o EUA ainda), acho que você foi muito "correto" em tudo o que disse, se formos falar só do simples fato de discutir sobre impostos do brasil, criminalidade, etc, já compensaria morar aí. Ri muito com a discussão do outro blog e que povo mal educado... "See u!"

    ResponderExcluir
  27. Oi Rodrigo
    Obrigado
    Você viu que baixaria? hehehe
    Abração

    ResponderExcluir
  28. Oi Renato,
    Faz tempo que estou para comentar.
    Parabéns pela iniciativa de expor suas idéias, gostem ou não através do seu blog, sempre com o objetivo de manter seus leitores bem informados.
    É triste ouvir pessoas dizendo que todo lugar existe crimes e a violência que tem aqui, que não existe lugar seguro, e todo aquele palafraseado conformista "enclichesado", mas duvido que existe algum outro país que dê tanto direito para ladrões que nem é aqui
    Só para citar alguns fatos: segundo a Portaria nº 727, de 30/5/2003 todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa de R$ 862,11 por filho, quer dizer, se ele for traficante, assassino, estuprador, ladrão com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social. E o que recebe a família da vítima? Nada, nem mesmo auxílio funeral.
    Se isso já não bastasse, na semana passada passou a vigorar mais uma lei que beneficia os ladrões, a lei 12.403/2011, onde diversos crimes não serão mais considerados graves, tais como cárcere privado, homicídio culposo no trânsito, destruição de bem público, pedofilia, entre outros que antes só davam 4 anos de cadeia, agora não dará nenhuma prisão, somente se for reincidência, e ainda nesse caso o Delegado poderá aceitar fiança diretamente, sem análise do Promotor e do Juiz. Para os políticos com certeza é, porque isso vai resolver o problema das superlotações das cadeias sem precisar construir novas. Com essa lei estima-se que serão libertos só esse ano mais de 200 mil presos no país todo. Não é uma maravilha? Com certeza agora sim o país vai ficar em primeiro lugar no ranking que você citou.
    Admiro muito a decisão de você ter saído do país, para não ter de viver uma vida tolerando tanta falta de respeito pela população como acontece aqui. Espero um dia poder ter as condições necessárias para fazer isso também.

    Um grande abraço,
    Fernando

    ResponderExcluir
  29. Oi Renato, concordo totalmente: “Os americanos querem o melhor para o país deles. O brasileiro quer o melhor para ele”. Não querendo generalizar, mas é óbvio isso, observando o trânsito, os políticos/governantes, os advogados, os policiais, os vizinhos e por aí...não acredito em nenhum paraíso na terra, porém negar que o Brasil é um país complicado pra se viver em segurança seja rico ou pobre, é jogar areia nos olhos, aqui nem as estatísticas dão conta dos casos diários de violência, há muito mais q nem sequer vão para as páginas de jornais. Só PEDIRIA a esses brasileiros que sentem imensa saudade dos seus familiares e amigos e que chegaram a conclusão q só conseguiram por aí bens materiais, q o Brasil é bem melhor, QUE VOLTEM, para dar oportunidades a outros que querem sair e também, agora cientes do valor de seu país, ajudar no aceleramento da melhoria desse povo sofrido que enfrenta trânsito caótico e q só vai em casa pra trocar a camisa porque, acreditem, nem água tem pra jogar no corpo debaixo de um chuveiro, eh!! não há saneamento básico em grande parte das moradias do Rio de Janeiro, imaginem, as outras cidades!! em pleno 2011!! Onde eu cresci até 19 anos é assim até hoje, há quase 6 décadas!! Saí de lá e nunca me arrependi, e só não fui para os EUA pq filha única mulher e com bom salário achei melhor não sentir saudades da minha mãe de tão longe, hoje ela está na morada eterna, no céu, e continuo com vontade de sair do Brasil, por todas as razões acima e outras mais, e plagiando o Renato, amar sem ser amado é pra masoquista, esses governantes não merecem o povo que tem. Eu só fico é muito triste e envergonhada quando vejo no noticiário q mais um imigrante, o Suiço chef de um restaurante paulista foi mais uma vítima da violência aqui, sei q acontece em todo lugar,mas me parece q aqui é normalíssimo, vida segue até a próxima vítima, no dia seguinte...e eu MORRO de medo!! pronto, confessei, e vivo tolhida em ir e vir. AFFEMARIA!!!!

    ResponderExcluir
  30. Fernando
    Depois de um tempo é muita coisa que a gente esquece. E segundo o pensamento do Paulo, quem vive décadas aqui sabe melhor dos EUA que um novato iludido como eu. Pois bem, quem vive décadas no Brasil deve saber melhor do Brasil do que quem vive por aqui. Eu acredito no "freedom of speech" (liberdade de expressão). Respeito os comentários e opiniões de todos, desde que sejam feitos sem grosseria. Mas discordo que a diferença entre Brasil e EUA é só bens materiais. Por tudo o que você disse acima e que eu já tinha até me esquecido. Sim aqui não é o paraíso, tem gente que se safa da cadeia sim mas proteger menor e maior criminosos isso eu não vejo as leis aqui fazerem.
    Obrigado pelo comentário
    Abração Fernando

    ResponderExcluir
  31. Wilma
    Eis aqui um comentário de uma educadora! Fico sempre contente quando você comenta assim como todos os outros. Acho esse "debate" saudável para os que estão aqui e para os que estão aí no Brasil. Abre os olhos de todos. Mesmo o meu porque, embora alguns pensem que eu tenho opinião formada, se enganam. Eu ainda estou observando muita coisa, ponderando e aprendendo. Do Brasil eu sei muito bem pois passei 42 anos lá. Fui pobre e fui classe média alta. Fiz trabalho voluntário em favelas e dei aula particular para filhos de milionários por 200 reais a hora em apartamentos de mil metros quadrados com vidros à prova de balas e segurança particular esperando na garagem, armados até os dentes. Frequentei dois mundos dentro do mesmo Brasil e me indignei com os dois. Vi gente tomando banho em bacia de alumínio no chão de terra na favela e meninos com banheiros de chuveiro duplo, piso aquecido e banheira hidromassagem.
    Depois de tudo o que você disse não é contraditório este país gastar 16 bilhões de reais com Olimpíadas e Copa do mundo? Ou 10 milhões de dólares com Carnaval? Sendo que tem gente que nem água encanada e esgoto tem? O Brasil é a sétima economia do mundo mas vemos este paradoxo no seu comentário.
    Um abraço forte pra você

    ResponderExcluir
  32. Oi Renato,
    Obrigada por responder meu comentario. Sei bem do que voce esta falando do anti-americanismo. As vezes quando comento alguma coisa ja tenho que escutar que ja virei americana. Fico indignada com essa violencia gratuita, com as milicias nas favelas, com a roubalheira de Brasilia e o pior que os brasileiro honestos e trabalhadores, que sao a maioria, tendo que se acostumar e achar tudo normal. Quando comento com meu marido ele nao acredita que possa ser tao ruim assim, apesar dele adorar o Brasil.
    Concordo com as pessoas que comentaram em relacao a Copa/Olimpiada e o fato de que nem havera prestacao de contas sobre os gastos.
    Sempre digo aos meus amigos que aqui a populacao tambem fica indignada com os altos gastos com a guerra e com a falta de saude publica. Principalmente aqui em NYC onde a populacao eh muito politizada e democrata.
    Mas pra mim o pior de tudo eh a falta de educacao das pessoas atacando seus comentarios. Redes socias sao boas quando os usuarios respeitam uns aos outros. Sera que em uma mesa de bar se vc expressasse a sua opiniao as pessoas iriam te atacar? Ainda bem que voce pode moderar os comentarios. Tudo isso eh muito triste. Abracos. Tania

    ResponderExcluir
  33. bem, tenho um amigo que mora a 12 anos em Fort Worth, TX que não vê a hora de voltar...
    Segundo ele EUA é pura ilusão e a sorte dele é que arrependimento não mata !
    Mas...cada um é cada um...

    ResponderExcluir
  34. Primeiro: arrasada pq fiz um cometário de 1km e teve queda de energia! #/ Então não vou me delongar... Oi Renato! Tenho seu blog nos meus favoritos e sempre passo poraqui... esse comentário de hoje é pra vc, logo vou me abster sobre os outros comentários. Dei uma passadinha lá no Brasil com Z pra entender o que aconteceu. Imagino a sua chateação e entendo perfitamente, principalmente porque concordo em gênero, número e grau com tudo que você falou! Eu moro em Sobral, conhece? Imaginei, hehe! É no intrior do estado do Ceará! Aí as pessoas questionam: tá esperando oq vivendo no fim do mundo?! E é aí que entro no seu ponto de vista: o problema do Brasil são os brasileiros! Eu não preciso de uma cidade com o Cristo Redentor (apesar de amar o Rio!), ou com um Empire States, ou um Taj Mahal pra ser feliz! Eu poderia ser feliz aqui no fim do mundo se as pessoas fossem diferentes. Os brasileiros vestem uma camisa ridícula (na MINHA opinião) com o lindo e maravilhoso orgulho verde e amarelo e crucificam quem pensa diferente! Se convencem nacionalistas, um nacionalismo fajuto que não convence ninguém! Vim morar no fim do mundo por opção, fugindo da violência, do trânsito e da falta de qualidade de vida de Fortaleza e, pra minha surpresa, em pouco tempo vi chegar as notícias de assaltos, drogas, etc... Aqui se você anda com uma blusa da Tommy e tem uma Hilux (não importa se as prestações estão atrasadas e só tem ovo e água na geladeira!) você tem direito de chegar em um bar colocar o som do carro no último volume e destratar o garçom! O brasileiro (pelo menos uma boa parte!) é arrogante, preguiçoso, acomodado e absurdamente egoísta! Se orgulham do "calor humano" do brasileiro, mas esquecem que o calor humano deveria existir além das mesas de bares. Como você disse, aqui um carteiro vai ser sempre um entregador de cartas qualquer que não merece a sua atenção, nunca o seu vizinho. Sem falsas modestas, sou médica e meu marido advogado e vivemos bem financeiramente falando. Mas não queremos viver bem entre as quatro paredes da nossa casa, e sim em sociedade! Vamos 1 ou 2 vezes por ano aos EUA e volto com todas as malas possíveis sim! Brasileiro é consumista e, além do mais, como disperdiçar a oportunidade de comprar um bom produto pelo terço do preço? As taxas cobradas no Brasil não injustificáveis e até nos ítens de primeira necessidade! As ruas da cidades tem um fotosensor a cada esquina pra te arrancar uma multa porque a alta velocidade pode por a vida de alguém em risco, mas as condições das rodovias não oferecem risco a ninguém! Os parlamentares ganham trocentas vezes o que um professor ganha! Os policias andam de mãos dadas com os criminosos! Os mais pobre acham que as coisas estão melhorando porque recebem mais esmolas do governo (e se contentam com isso!) e os mais abastados acham que as coisas estão melhorando porque podem comprar suas roupas no exterior (e se contentam com isso!) e aí gritam: Brasil, o país do futuro! Quando eu tinha 15 anos o Brasil já era o país do futuro! O brasileiro já se orgulhava de ser o sabidão, espertalhão... tão esperto que vende o voto por uma dentadura e depois não sabe porque não tem merenda nas escolas! Não é a toa que tantos brasileiros vão tentar a vida ilegalmente nos EUA e conseguem viver melhor do que viviam aqui. Isso é vergonhoso. Enfim, esse desabafo todo foi pra dizer que realmente entendo o que você sente e que no seu lugar responderia em alto e bom tom quando questionado: "Nunca mais volto ao país que me expulsou!" Amo o Brasil, mas amo mais ainda a mim e se um dia tiver que escolher entre um dos dois minhas malas já estão prontas! Ps. Imagina se eu tivesse me delongado?!

    ResponderExcluir
  35. Oi. Eu de novo, Isabella, do comentário anterior. Só queria deixar uma obseervação, nem precisa publicar, só mais uma comparaçãozinha boba... sabe aquele sopinha campbells (amo!) que vende em toneladas nos supermercados daí? Em novembro ultimo estive ai e me esbaldei numa sale (ou não?) de $0,79 a latinha e ontem chegou no supermercado daqui pela bagatela de 8,30 a unidade. Cômico se não fosse trágico! =)

    ResponderExcluir
  36. Isabela
    Gostei muito do seu comentário. Eu entendo muito bem a correria para as compras dos brasileiros por aqui. Dá para se comprar roupas de qualidade a preço baixíssimo que vão durar muito tempo. Faz bem de comprar 5 malas! Mas não esquece de doar as velhas para quem precisa hein? hehehe
    Ah, já aconteceu comigo de acabar a luz no meio de um comentário. Por isso agora digito no word e se cai a luz tudo tá salvo. Mas obrigado de digitar tudo de novo! Guerreira você hein?
    Gostei especialmente de duas frases suas: "Um carteiro aqui será sempre um simples entragador de cartas que não merece sua atenção". Ufa, tem gente que entende o que eu falo!?
    E a outra: "Amo o Brasil mas amo mais ainda a mim e se um dia tiver que escolher entre um dos dois minhas malas estão prontas!"
    Sabe, tenho inveja de você. Queria ter sido médico mas meu pai não tinha dinheiro para pagar a faculdade e a USP estava lotada de gente rica estudando de graça. Como não estudei em colégios TOP de SP não consegui dar conta do injusto vestibular brasileiro...
    Mas tudo acontece por uma razão não é mesmo?
    Um abração pra vc!
    R

    ResponderExcluir
  37. Oi Renato,
    Tomei suas dores, fiquei ofendida com alguns comentarios ai.
    Tenho amigos que foram embora pro Brasil com a ilusao de que tudo estava melhor por la e se arrependeram amargamente. Alguns deles, que ainda tem alguma condicao financeira (fruto dos EUA) estao tentando se mudar para outros paises (por medo de virem pra ca e serem deportados). Mas se eles pudessem estariam de volta sem pensar duas vezes.

    Aqui nos EUA, alguns brasileiros vivem somente naquele mundinho rodeado de outros brasileiros, e nao aproveitam a oportunidade de aprender o idioma pra se entrosar mais em outras culturas e aprender a apreciar mais o que o mundo tem a oferecer. Conheco muitos que estao por aqui ha mais de 20 anos e nao falam nada do idioma. Isso realmente desgasta o relacionamento do imigrante com o pais que vive.

    Pra encerrar: o filho de uma ex-chefe minha estudou numa universidade em Chicago. Ele disse que conheceu uns filhos de politicos brasileiros que estudavam la. Os americanos ricos moravam nos dormitorios da universidade, enquanto que os brasileiros filhos de politicos tinham apartamentos em areas nobres da cidade e carroes do ano. Sera que vinha de onde tanto dinheiro pra esses filhos da pu-litica?

    O Brasil e lindo, o que estraga sao certos brasileiros.


    Um abraco forte!

    Eliane

    ResponderExcluir
  38. Simone
    Não tinha visto que você tinha comentado! Nesse mundaréu de comentários o seu, pequinininho porém igualmente precioso ficou sem resposta até este momento. Essa da marginal foi ruim hein!? Obrigado pela visita novamente!
    Bjs

    Tânia,
    Obg pelo segundo comentário. Eu li outro dia que todo aquele que bota a cara na internet recebe algum tipo de crítica o que eu acho muito saudável. Todos os comentários publicados são comentários que eu considero educados e merecedores de publicação. Mesmo o do Paulo. Outros com ofensas e palavrões realmente eu deleto.
    Mas estou gostando de ver as pessoas darem suas opiniões educadamente como você.
    Abs

    Eliane
    Obrigado por partilhar conosco estas informações. Conheci também pessoas que moravam no Brasil e que voltaram dos EUA e se arrependeram. Conheço também uma brasileira na minha escola que faz nove anos que mora aqui e morre de medo de voltar para visitar familiares e ser barrada na volta. Ela trouxe toda a familia dela para morar nos EUA e pelo que conversei com a família eles pretendem ficar aqui.
    Eu sei que é cedo pra eu tomar uma decisão do tipo ficar aqui definitivamente. Acho que nunca tomarei essa decisão mesmo que nunca volte a viver no Brasil. Mas vejo exemplos dos dois lados. Pessoas como o Ray que desejam voltar e outros que não voltam de jeito nenhum. Alguns que se arrependeram de ter voltado e outros e outros que querem sair a qualquer custo. Realmente todas essas decisões são individuais. Eu não critico nenhuma delas. Critico outras coisas como hipocrisia, modismos e clichês.
    Abração!

    ResponderExcluir
  39. Oi,Renato

    gostei muito (como sempre!)desse post. Nao entendo por que tanta gente e' tao radical nas opinioes. O blog e' seu, entao obviamente, e' sua opiniao (impressao) pessoal sobre o assunto.

    Aqui no Japao tambem e' muito comum encontrarmos pessoas que morrem de saudades do Br, acham la o paraiso do calor humano, alegria; metem o pau n japao, mas nao voltam pra la, por que sera ne...rs

    tambem ha os que voltam pra la cuspindo no prato que comeram aqui, depois acabam nao se readaptando e por esse ou aquele motivo (material, na maioria das vezes) acabam voltando pra ca.

    tava lendo seu post e lembrei de um noticiario que vi no Br ha uns 5 anos atras: um rapaz dirigindo bebado destruiu um posto de gasolina, causou uma morte, foi levado pra delegacia, prestou depoimento e foi LIBERADO!! cumequie'?? Bebado, destroi estabelecimento, causa morte e e' liberado?? Meus neuronios ficaram paralisados por um tempo, sem conseguir digerir a noticia!

    Obvio que amamos o pais onde fomos nascidos e criados, onde temos familia (saudade, vontade de estar pertinho), um passado, uma historia de vida, porem com esses e outros fatos , tem que ser muito sortudo ( nunca foram assaltadas, sequestradas,etc) ou ser uma pessoa muuuito positiva pra continuar acreditando que o Br e' o melhor lugar pra se viver...

    bjinhos, bom final de semana

    ResponderExcluir
  40. Olá Renato !!
    Bom,acho que antes de tudo o que deve acontecer é as pessoas pararem de se ofender com uma opinião contrária a sua, afinal, quem é que sabe que motivos um pessoa tem pra não querer voltar para o seu país de origem ?! engraçado... ontem mesmo estava conversando com meu pai sobre o orgulho que eu tenho de ser brasileira,sou carioca e NUNCA fui assaltada, mas mesmo assim eu falei pra ele que moraria fora do país.Embora eu esteja um pouquinho longe de concretizar essa vontade, muita gente me pergunta o porquê dessa decisão.Vou te dar 2 motivos:
    1° A falta de leis decente no BR; Também acho que a violencia está em níveis altos no país, mas tudo se dá por causa de um código penal arcaico;
    2° A passividade do brasileiro;é por isso que o BR não melhora, nós ( e eu me incluo afinal sou brasileira)estamos acostumados a "deixar a vida nos levar", acho que o pior defeito do brasileiro é não acreditar no BR ,é por esse motivo que os politicos continuam a fazer o de sempre: nos roubam e não dão a devida atenção pra saúde, educação e segurança.Pode parecer contrario, eu dizer que quero sair do país mas que mesmo assim acredito nele, mas infelizmente eu não posso muda-lo sozinha, e acredite eu queria isso.

    Enfim...é obvio que o BR tem coisas maravilhosas e é um país rico em todos os sentidos,mas cada um sabe da sua vida e que somos nós , com nosso preconceito e hipocrisia, pra julgar ?!

    Beijos Jéssica

    ResponderExcluir
  41. Rose
    Tem uns absurdos sim. Como o assassino da Daniela Perez que passou somente 6 anos na cadeia. Aqui tambem tem seus casos como o OJ Simpson e o Robert Palmer (acho que eh isso) mas os casos sao menores. Um assassino confesso como ele ficaria o resto da vida na prisao por mais arrependido e cristao que tivesse se tornado. Esta semana vi que o homem que raptou e manteve cativa a Jacey Dougard por 18 anos pegou 432 anos de prisao. Pode ter certeza que ele ira morrer na cadeia. Enquanto isso no Brasil a nossa justica vai colocar muitos criminosos nas ruas.
    Desculpe a ausencia de acentos. Estou em uma Apple Store em Miami :P
    Bjs e obrigado por comentar!

    Jessica
    Eu me orgulho de ser brasileiro quando falo dos pontos positivos do Brasil e me envergonho de ser brasileiro quando penso e vejo o noticiario. Enquanto os brasileiros nao pararem de pular o carnaval, gastar dinheiro com festa e copa do mundo fechando os olhos por tudo de ruim que esta acontecendo e que ainda vai acontecer esse lugar so vai piorar. Eu acredito que algo radical tem que acontecer. Tem muita gente boa no Brasil tendo que viver em meio a essa gentalha que esta destruindo nosso beautiful country. Sad... Mas como foi dito em um dos comentarios, temos que amar a nos mesmos em primeiro lugar.
    Beijao pra vc!!

    ResponderExcluir
  42. Li todos os comentarios, e pelo que entendi, todas as criticas vieram de pessoas que justamente estão morando no USA, e nenhum de pessoa que está morando no Brasil.

    Engraçado né, acho que eles esqueceram como é morar no Brasil, guardaram na memoria só as coisas boas.

    Recado para o Senhor que mora ai a 15 anos, vamos fazer o seguinte, eu moro ai na sua casa e você pode ficar com a minha, volta para o Brasil, aqui vende os mesmos "bens materiais" que vende ai, só custa 10 x mais, hahaha....

    ResponderExcluir
  43. Fabricio
    Tem brasileiro que está no Brasil que até me xinga mas eu não publico os comentários. Respeito todas as opiniões colocadas com educação como o Ray, Paulo, etc
    Baixaria não!
    Eu acredito, sem desmerecer nem criticar a opinião dos outros que, como você disse, muitos esqueceram como é viver no Brasil ou tinham uma vida boa quando vieram. Quando eu tinha 20 anos tive a oportunidade de ficar nos EUA mas voltei ao Brasil porque achava que o Brasil estava melhorando e tinha uma visão otimista. Fechava os olhos para qualquer comentario negativo e só via os pontos positivos. Em 20 anos a situação foi piorando cada vez mais até chegar ao ponto de pessoas comuns comprarem carros à prova de balas. Hoje não acredito que melhore mais depois de tudo que ví nesses desde 1990.
    Quando uma pessoa está no ponto de ônibus em SP (porque é dia de rodízio e não pode usar o carro) e não consegue entrar em nenhum dos ônibus porque estão lotadíssimos e pelo correio chega a conta do IPVA é de querer morrer! Pagar imposto para usar o carro nas ruas da prefeitura, ser proibido de usá-lo com pena de multa e não consegue usar o transporte público? Vejo em tudo isso uma grande contradição e desrespeito. E é claro que quem tem dinheiro compra um terceiro ou quarto carro para usar no dia da proibição...pode?
    Abs

    ResponderExcluir
  44. Só mais uma coisa:
    Um governo sério, "pelo menos" descontaria do IPVA as 288 horas no ano que você é proibido de usar o carro em dias de rodízio rodízio. Eu já saí de casa em dia de rodízio às 6 da manhã para chegar no trabalho às 6:45 e começar a trabalhar às 8. Várias vezes acidentes com motoqueiros causaram congestionamentos que fizeram todos ficarem parados na avenida e...??? Claro, fui multado!
    Sem falar que multa de rodízio conta pontos na carteira. Só devia contar pontos na carteira infrações de trânsito que causam risco a outros motoristas. Rodizio??
    :P

    ResponderExcluir
  45. ola Renato tudo bem ai na terra do tio sam?! Me chamo Priscilla tenho 27
    anos e sou casada a 3 anos 1/2, moro em Brasilia e sou corretora de
    imoveis. Bom, fiquei simplismente em choque quando vi seu blog... :-)
    choque de felicidade!!! hihii sabe aquelas informacoes que vc quer mais
    nao encontra uma linguagem bacana pra vc entender...? sou eu com
    respeito a terra do tio sam... sempre tive esse sonho, de viver essa
    experiencia... e espero em breve se Deus assim quiser morar um tempinho
    ai! Sempre pensei na experiencia de viver uma nova cultura, ver novas
    formas de vida etc... amei de verdade todos os seus posts... e
    principalmente sua honestidade sobre saudades do Brasil.
    Sabe Renato, pra quem tem pelo menos o minimo de consciencia social,
    educacao, consciencia politica e o minimo de visao do que esta ao seu
    redor, ve com certeza que o Brasil esta sim longe de ser um pais de
    primeiro mundo. Gosto muito do Brasil, muito mesmo, mas o meu maior
    desejo e poder vivenciar isso que vc mencionou nesse post da saudade.
    Poder ver as coisas organizadas, funcionando, ter aquela paz em saber
    que onde vc mora tem lei e ordem sabe?!! Saber que as pessoas que
    trabalham mesmo em servicos que nos aqui achamos pequenos podem ter
    coisas boas e viverem bem com suas familias. Para mim infelizmente hoje
    e apenas um sonho, mas com certeza depois de conhecer o seu blog o sonho
    ficou bem maior.

    Que Deus possa abencoar a sua vida e que vc seja muito feliz ai na
    terrinha do TIO viu!

    Abraco

    Priscilla Barreto
    Brasilia DF

    ResponderExcluir
  46. Obrigado Priscila!!
    Espero que você também consiga ter uma experiência no exterior. Se bem planejado pode ser uma experiência incrível!
    Obrigado pelo comentário!
    Abs

    ResponderExcluir
  47. Oi Renato. Isabella denovo ;) Agora que abri as portas pra comentarios, hehehe... acabei de achar outro pontinho que merece ser ressaltado nos seus comentários... no Brasil só quem tem alguma condição (ou muita!) consegue ter uma boa formação (pelo menos na imensa maioria dos casos!). Estudei em faculdade pública, mas graças a Deus meus pais puderam me proporcionar os melhores colégios a vida inteira... e em um país onde uma boa educação é para poucos (sim, mesmo com todas as benfeitorias do pro-uni e vagas para escolas públicas e etc!) fica a máxima: o rio continua correndo só pro mar, se é que você me entende... ou como diziam aquelas mocinhas poéticas de uma bandinha qualquer "e o rico cada vez fica mais rico, e o pobre cada vez fica mais pobre, e o motivo todo mundo já conhece é que o de cima sobe e o de baixo desce!". E outra coisita: acredite, ou melhor acreditem, o fato de ser médica, ou ter alguma outra profissão "mais valorizada" no país, não melhora muito as coisas... o bom dia do meu facebook de hoje estampa a seguinte frase: que país é esse? Indignação ganha pelo plantãozinho da noite passada... País onde morre uma criança por falta de atendimento devido e se pensa: eh, que pena... #/

    ResponderExcluir
  48. Isabela
    Meu pai também lida com isso no hospital que ele trabalha. Uma mulher morreu devido a erro de anestesia (um médico novo). Não aconteceu nada. A família não foi indenizada e o médico continua trabalhando sem nenhum problema :(
    abs

    ResponderExcluir
  49. Sinceramente,não sei de qual estados unidos estão falando,meu tio morou ai e voltou correndo p/o Brasil
    1-O preconceito,dificilmente vc vai conseguir subir de profissão,até algumas pessoas conseguem,mais não pense que é comum,ainda mais com a grave crise que o eua atravessa
    2-Médicos?Ele,assim como quase todas as pessoas que conheço vem se tratar no Brasil,as que não veem,igual um amigo músico que conheço,estão com uma conta de mais de 50 mil reais e pedindo que os amigos ajudem
    Pq.vem se tratar no Brasil?Pq.a medicina no Brasil é barata e altissima qualidade,enquanto no Eua,é carissima
    Alias,recomendo assistir ao documentario sobre Sos Saude do Michael Moore.
    3-Segurança,casas de sonhos?tudo depende da onde vc vive,meu tio vivia num suburbio de los angeles aonde não tinha nada disso,tinham traficantes,sem esperança de ter upp,como no Brasil,a única diferença,que as armas não eram pesadas,era revolveres,mas todo mundo tinha medo desses traficantes.E isso pq.ele falou que ainda achava a região humilde de los angeles,bem melhor do que Nova York,que ali sim,ele falou que era barra pesadissima.
    4-O valor da comida,dos serviços,como cabeleireira etc,todos valores muito caros se comparavamos com o Brasil,ele dizia que o valor que ele pagava por uma pizza,podia comer num restaurante a quilo no Brasil,alias quem quiser comprovar,veja os sites de comida no eua,a fast food e compare com o valor no Brasil.
    Resumindo,o Eua,já foi interessante p/o brasileiro,agora com a crise que eles estão enfrentando,a ponto,como dizem os economistas no Brasil,antes era o Brasil que devia dinheiro p/o Eua,agora é o Eua,que deve p/o Brasil,a coisa só deve piorar,principalmente p/o imigrante.
    E quando o Obama,chega ao ponto de vir ao Brasil,já que antes,eles não davam a mínima,antes da Dilma ir lá,é pq.realmente a coisa mudou,eles sabem que o Brasil tem dinheiro e terá mais ainda com o pre´-sal,pq.americano ao contrário de brasileiro,é rápido na hora de ver dinheiro.
    E pior,quando a Folha de sp,que é um jornal que odeia o governo do Pt,faz matéria de capa,mostrando o número enorme de brasileiros,que estão voltando,sejam formados ou não,pq.esta dificil viver no Eua,é que algo realmente esta sério.
    Basta ver,como a Disney esta fazendo campanha pelo turista brasileiro,que é o 2 turista que mais passeia na disney
    Inclusive quero ver muito o documentario que ganhou o oscar desse ano,Inside Job,que mostra como a crise no Eua é pior do que imaginam e já falaram que o numero de desempregados,é bem maior e o governo americano esta escondendo.
    Agora quem quiser ir p/o Eua vá,tem gente que deve achar que o desemprego lá é pouco,que todo mundo vive bem,que a desigualdade do Bronx,Nova Orleans,que até hoje tem problemas de reconstrução não existe.
    Acho que qt mais gente for p/o eua,no final das contas é melhor,pq.ai sobra mais p/quem principalmente trabalha em ongs e luta pelo próximo no Brasil
    Termino mudando de ideia ao que comecei escrevendo acho que todo brasileiro,que quiser ir vá e fique lá,não precisa voltar mais,e manda os americanos não ficarem de olho no nosso petroleo e pré-sal..kkkkk

    ResponderExcluir
  50. Oi

    Leio seu blog mais para distracao porque eee divertidissimo o jeito que escreve e respeito sua opniao !

    Leio seu blog porque sinceramente fico cansada de ver tanta NEGATIVIDADE vindo e indo de um pais chamado Brasil...Seja ele por meios de comunicacao ou atravez de pessoas ...

    Na America ha ate uma piada entre brasileiros : brasileiros em ESTADOS DESUNIDOS .....a carencia , a falta de amigos, a saudade da familia, a falta de estimulo para se aprofundar na cultura americana ..o desenteresse pela lingua .. a arrogancia daqueles que nao tinham nada e por sua vez adoram fazer exibicoes ao seu proximo .....enfim ...tornam ' eles " pessoas sem personalidades ,pessoas tristes e sem ambicoes ..arrependidas ( com barriga cheias porque nao se tocam que estao no primeiro mundo) uma serie de fatores que levam essas pessoas tornarem se negativas ..pena:(

    No Brasil ...veja bem ..ha sim varias razoes de se tornarem pessoas tristes, as vezes sem forcas pra seguir caminhos.... ha varios obstaculos que enfraquecem os brasileiros ( violencia , o salario baixo , o governo e as leiss injustas etc)
    Mas perdoem me ..o que dificulta o pais crescer nao ee o governo nao ee a economia nao ee a politica e simm essa massa de negatividade que o brasileiro carrega TODOSOSDIAS ...reclamamm de tudooooo e de todos ..( quando esta dentro nada ta bom ..quanto ta fora nada ta bom ..quando volta nada ee bom ..quando sai nada ee bom ) .....Como ee dificil ouvir uma palavra de gratidao ...

    Pessoas precisam parar de ficar na ponte area USA-BRASIL e de uma volta ao mundo e olhem por vcs ...nossos vizinhos latinos Argentinos ..chilenos ..os cubanosss vcs sabem como vivem os Viertinamistas, coreanos, indianosss???? os africanos ???pessoas de teceiro mundo vcs sabem?? muitos vivem felizes e mal sabem o que ee um TELEFONE ..acreditem ..eu falei : felizes ...e as vezes vivem piorrr que no Brasil ..acreditemmmm eu viajo o mundo ...

    Entao Renato portanto me faca um GRANDEEE favor ..nao deixe seu blog ser contaminado por pessoas master negativas ..seleciona sim respostas interessantes inteligentes como vc e certeza eee um meio que muitos muitoss procuram pra alimentar sua esperanca que ,em minha opniao...ninguem tem o direito de destruir um sonho de alguem atraves de palavras .... ..PS; eu nao tenho profissao por exemplo por agora ...Eu nao consegui ser jornalista ....e nem comissaria de voo ( longas historias ) e ja tenho meus 40 anos ....tive pessimas experiencias mas nao ee por isso que tenho a obrigacao de dizer a alguem seguindo uma dessas carreiras que a tal area eee uma droga sooo por causa da minha MAaaaaa experiencia s) ..nao e mesmo ??

    Faca seu blog divertido sempre ...assim posso voltar e dar boas risadas ..faca sua parte seu espetaculo ..seu palhaco adoravel :D

    PS : Aww respondendo para a Anonima acima muitos brasileiros tentam a vida fora do pais ..nao por motivo de raiva e nem por um orgulho ferido ee sim um modo de GRITAR e chamar a atencao dos governantes brasileiros .. como quem diz : ORDEM E PROGRESSO NA CASA POR FAVOR ..e da certo viu :D

    fiquem bem

    J. F

    ResponderExcluir
  51. Comentário show J.F.
    Concordo com você em tudo o que você disse. Sim, seleciono comentários mas deixo que as pessoas expressem suas opiniões com educação. Acho que a gente sempre aprende e outros que têm o desejo de ter uma experiência fora do Brasil poderão perceber vários pontos de vista, afinal como disse o escritor "O mundo é muito grande para nascer e morrer no mesmo lugar..."
    Um beijo do palhaço Renato
    :P

    ResponderExcluir
  52. Oi Renato, acho que jah deixei comentario aqui antes. Eu concordo plenamente com o que voce disse. Claro existem coisas ruins aqui nos EUA tb. Existe violencia? Existe. Mas nao eh banal (e normal) como eh no Brasil. No Brasil violencia eh regra (aqueles que nunca sofreram com violencia lah sao a excecao), e aqui violencia eh a excecao, os que que sofreram com ela aqui sao as excecoes. Eu como voce, adoro poder sair de casa meia-noite se precisar ir a um mercado sem ter medo de parar no sinal vermelho. No Brasil Deus me livre parar num semaforo vermelho em plena luz do dia. Eu fui assaltada no transito de Sao Paulo, parada, esperando o transito andar, e nao tinha nem pra onde a gente correr, fugir. Agora meu pai disse que estao quebrando os vidros dos carros no transito pra assaltar, ateh acido estao jogando nos motoristas!!! Imagina gente? Eh algo do dia-a-dia. Aquele que nunca sofreu com violencia no Brasil eh SORTUDO.

    Aqui nos EUA o sistema de saude eh ruim? No caso de alguem que comentou ai encima que o plano de saude nao quis mais renovar com a menina que sofreu o acidente porque tinha dado gastos a eles... e no Brasil que quem tem plano de saude tem que esperar 2 anos pra poder comecar a usar para cirurgias e coisas do tipo???

    Tem gente aqui que reclama da demora dos hospitais nos EUA. No Brasil eu levei 24 horas na emergencia (PAGANDO, ERA PARTICULAR!) ateh uma boa alma viva resolver fazer a cirurgia pra retirar meu apendice!!

    Aqui tem defeitos, tem. Mas como uma moca aih falou: quando coloco na balanca, eu prefiro MIL VEZES morar nos EUA.

    Passarei a te seguir. Gosto dos seus pensamentos.

    ResponderExcluir
  53. Quando a selecionar comentarios. Sou da sua opiniao: respeito quem pensa diferente de mim, desde que essa opiniao seja dada com respeito sem degradar ninguem. Tem pessoas que me acompanham que tem pensamentos diferentes dos meus varias vezes, mas sempre exporam suas opinioes de maneira respeitosa. E mesmo que eu nao mude meu pensamento com relacao a certos assuntos, eu respeito que pensem diferente. Pois acredito que nossas opinioes sao baseadas (uma boa parte) em nossas experiencias. As expectativas e modos de ver variam de acordo com as experiencias que cada um de nos vivemos. Acredito que opinioes contrarias muitas vezes nos ajudam a olhar com outros olhos certas situacoes. Por isso sao sempre benvindas. Gosto da forma como voce debate a opiniao alheia com respeito, e tem todo o direito de "bloquear" comentarios maldosos.

    ResponderExcluir
  54. Nani
    Minha avó morreu na fila do hospital público no Brasil. Esperamos mais de 12 horas para ela ser vista pelo médico residente. Quando foi para a sala de cirurgia já não tinha mais jeito. A vesícula dela havia estourado e o líquido já tinha contaminado o corpo todo. Sei que demoras acontecem aqui também mas vai no hospital das clínicas em SP ou no hospital jabaquara pra voce ver a situação dos pronto socorros. Dá medo de cair alí. E agora o governo vai gastar dinheiro que disse que não tinha com as Olimpíadas e Copa...revoltante
    Obrigado por me seguir!
    Bjao!

    ResponderExcluir
  55. À pessoa que comentou como anônima.
    Você falou sobre reconstrução de New Orleans.
    Veja esse artigo da UOL sobre a recontrução (inexistente) do Rio de Janeiro. Em vez de ajudar a população, o governo vai gastar 16 bilhões (grande parte será embolsada, é claro) com a Copa e Olimpíada.
    http://acessa.me/geb9

    ResponderExcluir
  56. Oi Renato tudo bom ?? Bem so to escrevendo para lhe dizer que amo de paixao seu blog :)
    Moro na California a 2 anos , e nao pretendo voltar ao Brasil e muita gente na familia me discrimina por isso , dei o endereco do seu blog para minha familia ler e tentar entender o porq , e eles entenderam um pouco o porque eu nao quero voltar ao brasa . Bjao

    ResponderExcluir
  57. Obrigado Priscila!
    Pelos comentários dá pra ver que tem muita gente que não quer voltar mesmo.A ssim como tem aqueles que não vêm a hora de voltar. Por enquanto eu estou gostando muito e voltar ao Brasil, só a passeio e olhe lá!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  58. Renato você não esta vivendo o sonho americano, esta vivendo o sonho brasileiro. É admirável sua coragem de criticar esse nacionalismo falso que muitos praticam aqui. O Brasil é como aquele filho de família rica, sempre teve acesso a tudo e não soube aproveitar nada, temos os meios para ser uma potencia mas infelizmente não temos povo para isso, é uma triste verdade que tem de ser dita, as pessoas aqui criticam os americanos por inveja, assim como o pobre critica o rico porque queria ter o que ele tem sem trabalhar para isso, não admiro a sociedade de consumo, pelo contrario acho até que ela estraga as virtudes e valores morais das pessoas, entretanto, nós EUA as pessoas tem civilidade e sabem respeitar a individualidade alheia, em quanto aqui se você não pensa igual a todo mundo logo é apontado, digo mais, a maioria das pessoas no Brasil não tem o que dizer porque sofrem de uma profunda ignorância patrocinada pelo governo.

    ResponderExcluir
  59. O pior que eu acho Sulamy é a hipocrisia de quem critica mas que se tivesse dinheiro faria pior. O brasileiro é egoísta e só pensa individualmente. Se puder levar vantagem sobre quem for o fará (claro que nem todos mas a grande parte sim!).
    Eu fico P quando vou aos parques e vejo brasileiros fazendo a maior sujeira nas lanchonetes, nem levam suas bandeijas para o lixo, quem chegar depois que se vire. E gente rica e educada viu?
    Li outro dia que o governo vai usar 23 milhoes de reais do dinheiro público na Copa do mundo...já imaginou quanto dinheiro vai ser roubado??
    Nem faz bem ficar pensando nessas coisas
    Um beijo

    ResponderExcluir
  60. Oi,

    Antes de mais nada gostaria de elogiar o seu blog.Voce escreve muito bem e faz a gente "rolar " de rir! Porem (por favor, nao fica bravo!), acho que todos os brasileiros aqui estao esquecendo de um pequeno detalhe:
    Da responsabilidade que o governo americano tem em grande parte dos problemas do Brasil e do mundo. Quantas criancas inocentes morreram em todas as missoes de "Paz" americanas?Qual foi o unico pais que usou a bomba atomica?E os ditadores financiados no mundo inteiro?
    Eu tambem moro ha 6 anos longe do Brasil, morei 4 anos na Italia e estou em Hong Kong ha dois anos. Tambem percebi que os estrangeiros tem muito mais cuidado com as coisas deles, mas comecei a perceber que para defender isso nao existe muito limite.Haja vista uma crise financeira que todos no mundo vao pagar, mesmo quem nao tenham dado causa a ela.
    Eh verdade que a sociedade brasileira perdeu a liberdade, mas nao pode tambem perder a consciencia, heim!?
    http://www.youtube.com/watch?v=PbTdLFRi-sw

    ResponderExcluir
  61. Antes de mais nada gostaria de elogiar o seu blog.Voce escreve muito bem e faz a gente "rolar " de rir! Porem (por favor, nao fica bravo!), acho que todos os brasileiros aqui estao esquecendo de um pequeno detalhe:
    Da responsabilidade que o governo americano tem em grande parte dos problemas do Brasil e do mundo. Quantas criancas inocentes morreram em todas as missoes de "Paz" americanas?Qual foi o unico pais que usou a bomba atomica?E os ditadores financiados no mundo inteiro?
    Eu tambem moro ha 6 anos longe do Brasil, morei 4 anos na Italia e estou em Hong Kong ha dois anos. Tambem percebi que os estrangeiros tem muito mais cuidado com as coisas deles, mas comecei a perceber que para defender isso nao existe muito limite, infelizmente.Haja vista uma crise financeira que todos no mundo vao pagar, mesmo quem nao tenham dado causa a ela.
    Eh verdade que a sociedade brasileira perdeu a liberdade, mas nao pode tambem perder a consciencia, heim!?
    http://www.youtube.com/watch?v=PbTdLFRi-sw

    ResponderExcluir
  62. Oi guis
    Obrigado por comentar! Fiquei bravo não. Só fico bravo com comentários mal educados e esses nem publico. Sabe, os 1,5 milhão de brasileiros que vivem nos EUA tiveram seus motivos para sair do Brasil e vir para cá. Uns mais nobres outros nem tanto. De qualquer forma, não significa que quem mudou pra cá perdeu a consciência com respeito ao que os americanos fazem ou fizeram ao londo da história. Toda nação tem sua história suja e pode crer que uma boa parte da população americana não concorda com nada que foi feito pelos governantes, mas assim como uma minoria consciente brasileira pouco podem fazer para mudar essa máquina. Você falou da bomba atômica mas também não podemos esquecer que os japoneses bombardearam Pearl Harbor e sabe-se lá o que fariam se tivessem também uma bomba atômica na época. Eu não estou defendendo os americanos, não me entenda errado. Sou contrário a qualquer tipo de guerra ou violência. Assim como sabemos o que os alemães também fizeram...
    Meu objetivo aqui é mostrar como é a vida de um brasileiro que tentou de tudo pelo seu país e não conseguiu sequer respeito por parte das autoridades. Por motivos financeiros e outros vim para os EUA e mostro, com humor, as diferenças, o que é melhor e o que é pior também. Volte sempre!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  63. Queria parabenizar pelo seu blog, muito competo :)
    E concordo em tudo que você disse... Amo meu Brasil, mas nao é por isso que vou esconder as coisas erradas que aqui tem!
    Apesar de eu ser nova, tenho so 16 anos, já faço faculdade de emfermagem e faço curso de ingles, pois meu maior sonho é um dia conseguir sair daqui... Pois nao vejo expectativa nenhuma de vida aqui! Meus pais nao concordam muito pois tem medo, mas sei que isso vai me tornar uma pessoa mais madura para o dia-a-dia!
    E mais uma vez parabens, é pelo seu blog que eu to tirando todas as informaçoes... Bastante completo! Sucesso na sua caminhada e que Deus lhe proteja! Beijos

    ResponderExcluir
  64. Obrigado!
    Com sua idade também tinha esse desejo, mas pensei que as coisas melhorariam no Brasil se eu fizesse uma faculdade. Só pioraram...
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  65. Sou americana, casada com um brasileiro e moro no Brasil ha 3 anos. Acabei de achar o seu blog e gosto muito das suas observacoes! Eu escrevo muitas reflexoes sobre a vida no Brasil e as diferencas culturais, e sempre fiquei curiosa sobre a perspetiva "do outro lado" - de um brasileiro que mora na minha terra. Parabens pelo exelente blog!

    ResponderExcluir
  66. Obrigado!
    Estou curioso também de ver a perspectiva "do outro lado" de uma americana que mora na minha terra. :-)
    Você escreve melhor em português que eu escrevo em inglês!!
    Abs!

    ResponderExcluir
  67. Renato gostei o seu post, apesar de nao conhecer os EUA, entendo os seus sentimentos, porque já passei essa fase, pois moro na Europa da 16 anos, agora estou atravessando uma fase igual a de Ray and Gil e penso como ele... e nao sou pessimista em relação ao Brasil... nos primeiros anos eu preferia nao responder essa pergunta do título do post. Hoje respondo: tenho duas casas uma de inverno e outra de verão... vou e volto... porém tenho certeza que você ama o Brasil.

    ResponderExcluir
  68. Sou eu de novo ;-) Quero explicar, que nao sou pessimista, porque o Brasil de hoje é um país em grande desenvolvimento(ah eu tb sempre ouvi isso desde criança!!!), com um crescimento do PIB de 7%, pelo menos em 2010, com uma inflação controlada, com as finanças públicas em ordem, com fortes reservas naturais e com uma forte posição de credito e não mais a de um devedor do FMI. Um gigante econômico e um importante protagonista político internacional, em um mundo multipolar. Abraço

    ResponderExcluir
  69. Oi
    Eu acredito que nunca é uma palavra forte para ser prununciada. Sei lá como vou pensar em 5, 10, 15 anos não é mesmo? Mas para vocês que estão longe faz tempo, tomem cuidado. As coisas não são essa maravilha que o governo pinta. Mesmo tendo subido ao patamar de sétima economia do mundo, os impostos dificilmente vão baixar. São os mais altos do mundo! O salário nunca acompanha a inflação desde a época dos militares. O custo de vida é altíssimo. Eu li que uma pessoa que ganha 5 mil reais (é difícil chegar a esse patamar) fica no fim do mes somente com 750 reais após impostos e serviços que tem que pagar do bolso pois o governo não fornece como saúde, educação e segurança.
    Por isso tenha um plano B. Porque depois que o Carnaval acaba e as contas chegam é uma tristeza só. Sem falar na violência...
    Contudo eu amo tudo de bom que o Brasil tem...
    Abração!!

    ResponderExcluir
  70. olha entrei no site decolar.com e achei pasaagens tam ida e volta reservada com 32 dias de antecedencia sem escalas por 4.081 reais e nao 4.000 dolares como vc postou,ha mais baratas de outras companhias aereas e tambem se a reserva for feita com mais de 60 dias ,ai o preco e menor.com relacao a carga tributaria,em 2010 foi de 35 por cento do pib a vigesima segunda do mundo segundo wikiedia.nos eua ,em torno de 29 por cento do pib.ah ,ah e outra coisa brasil em sexto no ranking das maiores economias em 2011.amo o seu blog ,mas as vezes acho que vc e pessimista demais em relacao ao Brasil e isso me irrita,mas respeito sua opiniao.BYE

    ResponderExcluir
  71. acabei de achar uma passagem pela tam pelo preco de us1,800 dolares ja com impostos e taxas inclusas ida e volta com reserva de 65 dias de antecedencia da r3100 reais.com 30 dias de antecedencia da para comprar por esse preco por outra companhia aerea ou pela tam mesmo ,isso depende do dia e da sorte conforme minha pesquisa aqui na net bye

    ResponderExcluir
  72. Da próxima vex deixe o nome ok?
    Eu escrevi 4 mil reais e não 4 mil dólares. A carga tributária pode ser de 35% de impostos diretos que ficam com o governo. No entanto, o valor dos impostos sobre produtos e serviços é simplesmente uma afronta. Enquanto não se paga imposto sobre a gasolina aqui, no Brasil paga-se 50% de imposto, isso porque o Brasil é independente na produção de Petróleo. Não sei se você se lembra, mas há 25 anos o governo dizia que o dia que fôssemos independentes na produção de petróleo, a gasolina teria um preço justo da população. Qual é a desculpa agora? A Petrobrás está tendo récorde de lucro todo os anos.
    Não é só você que se irrita com a minha opinião. Outros também se irritam, mas é a minha opinião e eu não seria honesto se deixasse de dizer o que eu penso. Eu não me irrito se alguém defende o Brasil.

    Quanto as passagens, o ponto que eu queria expor não é o preço em si. Já vim para Miami por 1200 reais pela Avianca
    O que eu quero salientar é a empresa TAM, "brasileira" cobrar menos da metade do preço da MESMA passagem para os americanos e mais que o dobro dos próprios conterrâneos, gente da sua terra. Isso não acontece por aqui. Americano nao beneficia estrangeiro e extorque dos conterrâneos.
    Enquanto as pessoas sao cegas patriotas no Brasil, empresas como a Tam nem tanto.
    Obrigado por visitar o blog
    Espero que entenda a minha posição. Quando eu critico tanto o Brasil (especialmente o governo) faço isso porque amo a população e me revolto com a cara de pau dos governantes brasileiros e com a população que aceita mansa, ser tratada dessa maneira
    Abração!

    ResponderExcluir
  73. a carga tributaria sobre a gasolina nos eua e de 13 por cento segundo minhas pesquisas na net ,nao sei se cobram na florida ,mas foi o que eu li ,nao estou inventando nada e no Brasil varia conforme estado de 45 a 53 por cento e depende do icms,e a carga tributaria do alcool varia de 23 por cento ate 41 por cento e depende do estado.a gasolina aqui esta em torno de 2,81 reais o preco medio do litro.na europa o preco medio e de 3,50 reais e no japao 3,17 reais.o Brasil atualmente tem que importar gasolina e mais recentemente alcool anidro ,exatamente 1,1 bilhao de litros,que e o alcool que se mistura a gasolina.esse negocio de independencia ainda e uma mentira ,nao somos independentes em petroleo.e se o preco da gasolina for muito barato ,o programa de biocombustivel ,tanto falado pelo governo,naufragaria,pois o alcool e menos economico que a gasolina.o alcool aumentou muito de preco devido a varios fatores e so agora o governo tomou medidas para incentivar a producao por meio de reducao de impostos para as usinas produtoras de alcool. e tambem o governo vai reduzir o ipi de carros ,que hoje varia de 7 a 11 por cento,para que as industrias invistam em inovacao e fabriquem carros flex com motores mais economicos e modernos. no estado de sp o icms do alcool e o mais baixo do pais ,e de 12 por cento e mesmo assim aqui o alcool esta caro ,em torno de 1,88 ate 1,99 e so motores mais modernos e economicos pode ajudar o Brasil a se consolidar como um pais que investe em biocombustiveis.entendo a sua revolta ,pois tambem sou revoltado com o governo,mas acho que o culpado somos nos ,porque nao nos mobilizamos para mudar mais as leis ,assim como fizemos na lei da ficha limpa,essa mobilizacao poderia ser feita para mudar outras leis e diminuir a impunidade.abracos

    ResponderExcluir
  74. aqui no estado de sp ,a gasolina ta em torno de 2,59 reais ate 2,74 reais ,e mais barata que a media nacional ,o alcool ta entre 1,87 ate 1,99 reais.bye

    ResponderExcluir
  75. estados da pb e mt tem a gasolina mais barata do pais ,um pouco mais barata que em sp bye

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gasolina dos EUA amigo, faz você andar por 20km ou mais... com 4 litros voce anda pacas....faz isto aqui.

      Excluir
  76. As an American living in Brazil, I found this very interesting to read...
    but I had to stop to make a comment. NO WAY is it possible that "Em Orlando eu vi um pequeno acidente (uma batida) entre dois carros em 2 anos". I lived in that city for 6 years and I saw 2 accidents every 2 hours!
    I agree with a lot that you say, but I guess you're like me, we see what we want to. I mean, we see the good side of the city/country we're living in because we are tired of certain aspects of our countries and/or because our current situation fits us fine.

    ResponderExcluir
  77. Meredith
    Muito bom encontrar o lado contrário desta minha experiência. Eu brasileiro aqui nos EUA, você americana, aí no Brasil.
    O que você disse tem muito sentido, no entanto eu estou bem "aware" dos truques que mente nos dá. Principalmente tendo estudado psicologia por 7 anos.
    Por isso eu te digo que eu não vejo só aquilo que eu quero. Eu vejo muita coisa ruim aqui em Orlando que já pretendo escrever sobre.
    Mas quanto aos acidentes de trânsito, eu realmente vi so 2 em dois anos no caminho que faço de casa à faculdade. Não que só foram dois, mas só os que eu vi.
    Pesquisando um pouco (pra não ser tapeado pelo inconsciente, como você alertou :-) )
    descobri que em 2009 houve em Orlando 23 acidentes com vítimas fatais. Em SP no mesmo ano houve 20.000 acidentes com vítimas fatais.
    É claro que SP é imensamente maior que Orlando
    Mesmo assim a taxa de acidentes com vítimas lá é de 41/100 mil habitantes. Como Orlando tem 238 mil habitantes, se tivesse o índice de SP, teria 97 acidentes com vítimas por ano, 4 vezes mais!
    O que eu acho muito perigoso em Orlando é a I-4
    a velocidade em que os carros vão é um absurdo, o que já não acontece muito em SP por causa dos radares...
    Espero de coração que você seja feliz no Brasil assim como eu sou aqui.
    Um abração
    R

    http://www.city-data.com/accidents/acc-Orlando-Florida.html

    http://www.cesvibrasil.com.br/seguranca/biblioteca_dados.shtm#mortalidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo J. Paccola14 de março de 2012 18:00

      Ola Renato tudo bem! Parabens pelo seu Blog, muito chic!!!
      Assisti uma reportagem no programa CQC(11/03/2012)e eles passaram uns dados muito interessantes sobre o problema relacionados a acidentes de transito, vamos lá:
      De 2002 a 2012 no Brasil morreram 324.714 pessoas em acidentes de transito (isso equivale a uma pessoa a 15 minutos). Isso Equivale a: 01 gerra no Iraque, 01 Bomba Atômica lançada na ciade de Hirowima e 16 ataques ao WTC. Agora que vem a parte interessante. O Governo Brasileiro (si é que a gente tem isso aqui), só considera morte no transito quanto a vitima morre no local do acidente; acredite se quiser. O Resto das vitimas que morrem em Hospitais e a caminho destes não são contabilizados, para assim poder maquiar as estatisticas sobre esse assunto. Pessoas que matam ao dirigir bêbadas se quer vão presas, mesmo em casos gravíssimos como oque aconteceu final de Dezembro, quando um motorista totalmente bêbado subiu na calçada em alta velocidade e matou mãe e filha. Se recusou a fazer o teste do Bafômetro e momentos depois estava em sua casa!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Nossa Marcelo, eu não sabia disso!!
      Uma vergonha total!
      Obrigado pela informação, vou usar no futuro com certeza!
      Abração
      Renato

      Excluir
  78. Makes sense. Brazilians are worse drivers than Americans :).
    I just was also aware of all of the accidents in Orlando, mainly on I-4.

    And you really like Orlando? I liked it, but didn't love it. Even though I'd say it's a better city than Brasilia (even though I am happy here). But Orlando has so many Brazilians. That doesn't bother you?

    ResponderExcluir
  79. Meredith
    Glad you came back. It is not that they are worse drives. Brazilians don't care about others, especially in the traffic. It's always this way of "levar vantagem" wherever you go. That's piss me off!

    What I like about Orlando is that it is clean, it has a lot of birds and trees. But I don't like the people here in Florida. It is too hot and this spanish people are similar to some brazilians, very rude.
    I wanted to live in DC or Boston, where we can see the changes of the seasons and people are more educated. There's more cultural things and places to visit. Orlando has nothing...
    :P
    Bye!

    ResponderExcluir
  80. Alguns dias atrás ouvi do meu professor do curso de legislação para tirar a carteira de motorista que, se ele pudesse, pegava as coisas dele e ia para um país de 1º mundo ser cidadão, por que no Brasil ele não se sente cidadão.
    Ainda não viajei para um país de 1º mundo, mas pelo que tenho pesquisado, infelizmente, começo a ver que ele tinha razão.

    ResponderExcluir
  81. Quando se viaja para países mais desenvolvidos vê-se que as pessoas têm mais qualidade de vida. Mas o que irrita no Brasil é o desrespeito do governo com a população e a violência. Tirando isso o Brasil é um país de pessoas maravilhosas...
    Abs

    ResponderExcluir
  82. Fala Renato, Esse post foi importante para frisar que realmente você tem a sua escolha de ficar bem(EUA) ou voltar ao zero(Brasil), você tem seus motivos acredito eu que até familiares para pensar em voltar ao Brasil, mas na minha opinião o ser humano tem que buscar primeiramente o que é melhor para ele, e nesse caso o que é muito melhor para você é permanecer ai. Abçs

    ResponderExcluir
  83. "Não me leve a mal, eu amo o Brasil e uma parte dos brasileiros. Mas saí do Brasil porque esse amor infelizmente não era correspondido." Essa última frase resume bem o sentimento do brasileiro em relação a atual situação em que o nosso país se encontra. Conheci seu blog hoje e já li vários posts, pois ñ consegui ler um só. Parabéns pelo trabalho e que Deus continue te abençoando!

    ResponderExcluir
  84. Meu nome é Luis e gosto muito desse blog. Não concordo de jeito nenhum com o Sr.Ralf, por isso não vou dar opinião, mas me limitar apenas aos FATOS!
    Antes de mais nada, nenhum lugar é 100% bom nem 100% ruim, mas ao se comparar duas culturas, Brasil e USA, há que se levar em consideração a diferença cultural imensa que existe, que vem lógico da diferença economica. Sabemos que o fator economico está por tras de todos os fenomenos politico sociais e religiosos(exceto os religiosos autenticos, como Jesus ou Buda etc). Os USA com toda a sua crise economica ainda são a maior economia do Mundo, com a China em 2o lugar com menos da metade do PIB americano, e com mais de 4 vezes de população.

    Fatos:
    1-Brasil: voce tem que pagar escola porque não tem educação publica para todas, além de ser de péssima qualidade. Universidade é só para os ricos, as publicas e as outras muito caras. Além disso voce não pode descontar do Imposto de Renda a Instrução que voce paga porque o Governo nõa lhe da e não existe nenhum politico para fazer um projeto de Lei par acabar com essa injustiça terrivel, porque todos tem medo do IR...
    2-Fato: impostos iguais aos do 1o. mundo e serviços iguais ao do 3o(4o.,5o. 6o. sei la!).
    3.fato; a sgurança publica aqui é minima, embora o Governo diz que gaste muito com ela...
    4.Fato: Povo mal acostumado onde o folgado impera e não respeita ninguém. O Pais não é civilizado e infelizmente também não é SERIO o Bastante! Carros com som muito elevado incomodando todo mundo!
    5-Fato: Industria da multa e dos impostos vigorando dia e noite.
    6- Fato: politicos ladrões são pegos e nada acontece??? Mentira? até agora a lei da ficha limpa não está em vigor; 6 ministros do governo se demitiram ou foram demitidos por corrupção,
    etc. etc.
    7- Um amigo meu inventou o nome de Brasileirão para o folgadão que larga o carro no meio da rua, liga seu som até 3 h da madrugada para incomodar os outros etc etc. Creio que a diferença fundamental é na porcentagem de brasileirões: não sei a correspondência exta, mas em Sao Paulo o Brasileirão predomina sem nenhuma duvida. E em Orlando as pessoas educadas predominam, ou em todo o pais tem muito mais brasileirão aqui, que nos EEUU. Eu tinha um colega que conhecia muito bem as 3 culturas, America Latina, America do Norte e Europa. Ele costumava dizer: a Europa é Berço da civilização e os EUA ~soa um pais civilizado.
    Já os paises da AL são totalmente incivilisados.
    NÃO VOU CONTINUAR PORQUE ACHO TUDO ISSO MUITO ÓBVIO, QUERER NOS CONVENCER DO CONTRÁRIO É FALSEAR A VERDADE!
    Quem quizer ver as raizes das diferenças leia o Estudo do General Vianna Moog: bandeirantes e Pioneiros, publicado em portugues, ja que o citado é brasileiro!
    Abração a todos sem exceção!!!

    ResponderExcluir
  85. Ola Renato,primeiro quero dar meus parabens pelo seu blog,muito completo e maravilhoso,Eu estou precisando de alguns conselhos,ja tentei com muitas pessoas mas a maioria não me responde ou só enrrola e complica mais ainda,Eu tenho 19 anos e estou querendo ir morar nos Estados Unidos,O primo do meu avô mora em Boston,Gostaria de saber qual o modo de eu conseguir ir legalmente para ai,e se é possivel,não tenho muitos vinculos com o Brasil,posso bancar a viagem e alguns meses de estadia,mas gostaria de saber se é muito dificil eu conseguir o visto?Obrigado e parabens pelo seu sucesso,um Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex
      Existem algumas maneiras de vir e ficar legalmente. O visto de turismo não é difícil de conseguir, ainda mais agora que os brasileiros estão gastando milhões e milhões de dólares por aqui.
      Para ficar legalmente nos EUA você pode vir como estudante, bancar uma faculdade e depois tem grandes chances de ser contratado por uma empresa. Daí depois de alguns anos pode aplicar para o Green Card ou...casar-se com uma americana. As outras alternativas são remotas como asilo, pedido de visto de trabalho, abertura de empresas nos EUA, etc. Chega perto do impossível. Portanto estudo ou casamento. Na verdade eu preciso pesquisar mais sobre isso porque muita gente tem me perguntado
      Abração

      Excluir
  86. Obrigado pela rapida respota Renato,Quase não falo ingles,Você me recomendaria primeiro fazer um curso aqui pelo Brasil,ou fazer um curso intensivo ai nos EUA,em média quanto tempo de curso de ingles para mim conseguir estudar em uma faculdade ai(que eu entenda as materias e me comunique bem?).Obrigado de novo.

    ResponderExcluir
  87. Minha opinião
    Um bom curso no Brasil vai custa por um ano o que custaria aqui para um 14 semanas. Ao final de um ano talvez você não fale inglês fluentemente. Em 14 semanas aqui você fala, ainda mais se ficar em uma casa de família americana. Acho que se pensar no custo benefício, você vem cursar o ingles aqui.
    Um curso de 14 semanas intensivo é o que basta para você entrar na faculdade. O resto você aprende lá no dia a dia. Os portoriquenhos quase não falam nada e estão matriculados na faculdade então não se preocupe muito.
    Abs

    ResponderExcluir
  88. Ola, aqui e a Tania,

    Entendo seu ponto de vista e compreendo seus medos. Moro e estudo nos USA, Louisiana e aqui nao e muito diferente do Brasil. Acho que NUNCA devemos generalizar sou da cidade de Blumenau, SC. Estou vendo coisas aqui que antes so via no Rio e em Sao Paulo quando morei nestas cidades a trabalho. Aqui nos Estados Unidos, existem estados muito bons e limpos, mas tambem existem estados corruptos sujos e pobres onde a policia tambem e muito corrupta. Entao vai uma dica minha. Antes de falar do Brasil assim, visite estados como Louisiana, e tantos outros. O pais e muito grande e tambem tem grandes problemas, lembra do furacao Katrina? Acho que vale a pena nao pensar que a vida em estados ricos americanos representam todo o pais. A realidade nao e bem assim! Beijos e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  89. Tânia
    Não precisa nem mencionar estados. Alguns bairros de Orlando são sujos e perigosos. Geralmente (e infelizmente) de negros e hispânicos. Mas nada chega perto das favelas do Brasil. Existe um abismo entre a condição de vida neste país e no Brasil. Eu pesquisei muito antes de redigir alguns posts. A exclusão social, descaso do governo brasileiro e a quantidade da população que está abaixo da linha da probreza no Brasil (sem falar nos impostos brasileiros) é infinitamente maior que as deste país.
    Como eu disse em um dos posts. Não é porque falo mal do Brasil que não sou patriota. Tem é que ter coragem pra falar mal. Você não sabe a quantidade de comentários mal educados que recebo. Mas é justamente o contrário. Falo mal porque amo o Brasil e gostaria muito que a população toda abrisse os olhos e parasse de pensar que está morando no paraíso e fizesse alguma coisa, mesmo que seja só falar
    Fique com Deus você também!
    Abração!

    ResponderExcluir
  90. Renato, pensei mto antes de vir aqui postar especificamente "nesse" assunto q vc postou e q está repleto de comments. Acabei achando q posso dar a minha opinião pois sou Brazilian by birth and American by choice. Vc já ouviu uma frase q diz q amigo a gente escolhe, parente não. Então, o q vou dizer é por aí. Alguém tb já disse q o mundo é mto gde pra se nascer e viver num só país. Não tenho a intenção de chocar ninguém mas digo tranquilamente q não gosto do Brasil. E já não gostava antes de sair daqui pq senão não existiria a vontade imensa de ir embora (desde os 6 anos de idade). Aos 11 anos comecei a estudar inglês na escola e me apaixonei, viver nos EEUU passou a ser minha meta. Estudei a história e a geografia do país. Aos 18a meu pai me proporcionou a possibilidade de realizar meu sonho maior. Pq ñ fiquei é uma longa estória e ñ interessa a ninguém o q quero dizer é q ninguém é obrigado a amar seus pais pq são seus pais. Vc ama pq e qdo é por eles amado. Tb ñ é obrigado a amar seu país pq nasceu ali. Nunca senti saudades do Brasil. Sentia do meu pai e escrevia quase todos os dias mas viver nos EEUU foi tão gratificante q na véspera de voltar chorei a noite inteira e meus olhos incharam tanto q ñ podia abrí-los pela manhã. Minha mãe americana me levou ao aeroporto chorando tb e foi difícil nos separar. O interessante é q minha mãe biológica nunca me amou e eu nunca a censurei por isso. Sempre fui assim, respeito as pessoas e as aceito como elas são(exceção a bandidos claro).Tive portanto mtas razões p/ amar minha pátria do coração, tenha ela os defeitos q tenha e sei q as qualidades superam esses defeitos. "Gosta-se de alguém porque e ama-se alguém apesar de". Bjs (amo seu blog)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Judy
      Entendo bem como você se sente. Eu saí até um pouco revoltado do Brasil por uma série de fatores. Mas agora estou em paz aqui em Orlando
      Espero que você realize seu sonho
      Obrigado pelo ótimo comentário e por ter compartilhado sua experiência.
      Bjs
      Renato

      Excluir
  91. Eu Simplesmente Amei esse post,Você disse que o eu penso,o que sinto, Com certeza vou mostrar esse post para meus amigos,familiares, incrível! Parabéns! Que Deus te Abençoe!

    ResponderExcluir
  92. olá Renato, gostaria de dizer ue seu blog é o melhor que eu já vi, e que vc me parece ser uma pessoa maravilhosa e fantástica,
    Gostaria de saber quantas línguas vc fala e p quais países vc já viajou, se vc puder é claro rs,
    Ganhei uma bolsa de 70% p fazer graduação na University of Califórnia, e estou muito feliz, e ansioso é claro,
    eu consegui esse milagre graças a uma empresa americana que ajuda estudantes internacionais a estudarem pagando pouco nos estados unidos, se vc quiser que eu fale mais um pouco sobre isso é só vc me da permissão rsrs
    Desde já agradeço pela resposta

    ResponderExcluir
  93. Alef
    Eu falo Portuguessss ehehhe ingles e italiano. Me comunico em Espanhol e entendo françes
    Já fui para Italia, Portugal, Espanha, França, Austria, Suica, Argentina, EUA, Canadá, Bolívia, Colombia e Paraguaaaaaai hehe
    Se você quiser escrever a sua experiencia para publicar aqui no blog ajudaria muita gente saber como você conseguiu
    Abração!

    ResponderExcluir
  94. Perfeito, expôs de uma maneira clara e esclarecida tudo que eu sempre digo aos meus amigos, espero um dia ter essa oportunidade de sair e só voltar pra ver os amigos

    ResponderExcluir
  95. Gostei do seu blog. Sou dos EUA e moro em Salvador, Bahia. Estou aqui há 4 anos. Só queria dizer que tudo é subjetivo. Com a globalização vem o crescimento da economia brasileira e com isso acredito que há muitas oportunidades para os brasileiros crescerem profissionalmente e finaceiramente tb. Inclusive, todo ano tá ficando mais comúm ver gente estudando nas faculdades. Todo lugar tem seus problemas, né. O que é interessante é ter uma atitude positiva em diante de nossas circumstâncias. Também, se há alguma coisa que vc não gosta, então tome a coragem para mudá-lo. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você acredita que o Brasil é um bom lugar para se viver, bom pra você. Se você acredita que pode mudar as coisas no Brasi, mesmo o país sendo o 73 no IDH vc realmente tem uma atitude positiva e acho que o Brasil é seu lugar. Meus bisavós (e provavelmente os seus) saíram da Europa pelos mesmos movitos que eu saí do Brasil. Não critico a decisão deles porque tomei a mesma decisão. Há um momento na vida que a gente cansa de tentar mudar um sistema corrupto que nunca vai mudar e decide viver melhor pelo pouco tempo que ainda resta nessa vida. Eu amo o povo brasileiro, mas o país está nas mãos de bandidos e a cultura da sociedade brasileira vai demorar muito mais que meu tempo de vida para mudar. Assim como meus avós foram atrás de uma vida melhor, assim também eu fiz. E não me arrependo por um segundo sequer. Viver em um lugar em que as autoridades respeitam o cidadão e que as pessoas respeitam umas às outras e a violência não te persegue todos os dias não há dinheiro pague ou patriotismo que supere.
      Abs

      Excluir
  96. Eu gosto dos EUA tb. Mas cuidado, viu, porque existe aí autoridades que abusam do poder. Olha isso:

    http://www.youtube.com/watch?v=yoSD79o0cOc

    Por isso digo que tudo é uma questão de perspetiva (e experiência individual).

    =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo video, mas nao precisa se preocupar. Quem vive aqui sabe mais que quem olha de fora, porque as coisas aqui sao mais claras.
      Eu, em primeiro lugar, vivo aqui...segundo, assisto noticiarios e leio jornais todos os dias. Nao ha nada que vc possa me falar que eu ja nao saiba. Talvez coisas do Brasil...
      Eu realmente nao tenho disposicao mais para debates sobre BrasilxEUA. O que importa eh estar feliz aonde se vive nao eh? Satisfeito tambem. Espero que vc esteja satisfeito ai assim como eu estou aqui.

      Excluir
  97. Fala cara,

    Eu sou do Rio de Janeiro e estou estudando e morando na Philadelphia. Eu acho muito interessante como as pessoas são diferentes e ao mesmo tempo não são né. Eu estou aqui, louco para voltar pro Rio (adoro os EUA e adoro a Philadelphia) e você ai feliz da vida que está fora do Brasil, morando em Orlando. Você já esteve por aqui pelo nordeste americano? Eu não sou muito fã da Florida não, apesar de não ir a Orlando desde que era bem mais jovem. Aqui no nordeste Americano, Philadelphia, Nova York, Boston, DC e etc é bem diferente do que voce retrata Orlando. Diria até que bem mais parecido do como você retrata São paulo sabia. Eu concordo plenamente com os argumentos sobre os governos e sobre as coisas serem mais justas por aqui. Mas eu acho um pessoal muito sem cultura, um tanto quanto frio, e uma sociedade pobre de caráter/vida. Eu acho a vida no Rio mais feliz, mais "cheia de vida." Gostaria de ter a habilidade de escrever tão boa quanto a sua para poder me explicar melhor, mas gostei do seu blog apesar de não concordar com muitas coisas. Parabéns e grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kevis
      Pode ser que eu de esta impressao que a Florida eh maravilhosa, mas nao eh a realidade. Mesmo quem eh americano concorda que a Florida eh terra de ninguem ehehe
      Eu pretendo morar no Noroeste americano futuramente. Utah, Iowa, Claifornia ou Washington (state). A costa oeste eh mais conhecida mesmo pelas pessoas terem pouca educacao secular. A costa oeste eh completamente diferente.
      Abs e boa sorte!!

      Excluir
  98. Parabéns pelo blog Renato, eu venho acompanhando cada novo post e sempre q posso leio algum dos mais antigos. Sobre os motivos que tem para querer ficar, é algo que já ouvi de muitos outros Brasileiros que moram por aí. Eu estive na Flórida ano passado e consegui ver muito do que você disse, foram só 20 dias, mas percebi tudo isso. Tenho me preparado para ter uma experiência no exterior e será nos EUA, termino meu curso de Engenharia da Computação ano vem e aí... USA!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  99. Olá,
    Passei aqui só para dizer que gostei muito do seu texto e principalmente dos comentários... Foi muito bom ver diferentes pontos de vista. Isso enriquece a discussão e nos faz refletir em opiniões diferentes da nossa. Abraço!

    ResponderExcluir
  100. Olá Renato,
    gostaria de dizer que adoro seu blog, o seu jeito de expor suas visões e idéias...
    Hoje lendo este post, lembrei do dia que visitei Orlando e fiquei realmente pasma em ver tudo largado (ex. carteira, bolsa, camera fotografica, filmadora e mtas outras coisas)nos carrinhos de bb, dentro dos parques de diversões, enqto os pais iam aproveitar os brinquedos com os filhos... na hora, pensei, que loucos! mas depois de vários dias, vendo essa normalidade, meu marido e eu percebemos que no Brasil, ninguem faria uma coisas dessas. Infelizmente nunca iremos ver uma cena dessas no Playcenter ou no Hopi Hari... imagine?! tristeza total.
    Parabens pelo blog!!! um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lu!
      Infelizmente é assim mesmo. Mas olha aqui também tem que tomar cuidado viu? Não é toda essa maravilha que muitos brasileiros pensam. Leia o post "fomos roubados em Orlando"
      Abração!

      Excluir
  101. Só discordo em uma coisa que uma americana falou aí>>>> americanos são melhores motoristas? A maioria nunca colocou a mão numa marcha (stik) e nem sabe o que é embreagem(clutch)...Assim é fácil demais, até menininhas de 16 anos dirigem esses carros!
    P.S :) sou leitora assídua do seu blog! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI!
      Olha, eu não acho que eles sejam melhores motoristas porque sobreviver em um trânsito de SP, muitos americanos jamais dirigiriam por lá.
      Também não acredito que seja o fato do carro ser manual ou automático. Eu acredito sim que os americanos respeitam mais as leis, mas somente porque pesa diretamente no bolso. Uma multa sequer, faz com que o seguro do carro aumente horrores. POr isso talvez de a impressão que são melhores motoristas, porque o transito é mais organizado e seguro, sem dúvida. Mas não devido à habilidade e sim ao medo de ser punido
      Abração!!

      Excluir
  102. Pois é... costumo dizer que o Brasil não é para os fracos!!!!
    Concordo totalmente com você e um dia ainda pretendo sair do Brasil, mas no momento não sei como "operacionalizar" isso. Já estive nos EUA duas vezes. Na primeira, em 2006, fui estudar inglês e fiquei em San Diego com uma família americana, por 4 semanas. Um ano antes, eu havia passado por um sequestro relâmpago e aliada a isso, essas 4 semanas me fizeram um bem danado. Mas e a volta????? Fiquei deprimida quando voltei. Olhava em volta e pensava: "porque eu fui entrar naquele avião e pisar aqui de volta???". Era difícil explicar para a minha host family como funcionam as coisas aqui. Normalmente a pergunta que eles me faziam era: "How come?". E eu respondia: Não sei... só sei que é assim (tem horas que dá até vergonha de explicar). Você entende o que eu quero dizer... Recentemente, em abril de 2012, estive nos EUA de novo, mas desta vez como turista. Fiquei uma semana em Orlando com o meu namorado, conhecendo os parques e comprando como loucos. Aqui em SP eu não compro nada, mas eu Orlando eu literalmente PIREI. Meu namorado já morou no Japão, mas também adorou os EUA. Conhecemos Celebration (que aliás você deveria conhecer também e escrever um post. É lindo), e ficamos sonhando em morar naquele lugar... Quem sabe um dia... Todos os dias eu fico pensando em como podemos "botar o nosso desejo pra acontecer". Mas enfim, concordo com absolutamente TUDO que você disse, exceto por uma afirmação. Não acho que 50% dos brasileiros gostariam de ir embora daqui. Eu acho que 100% dos brasileiros gostariam de o nosso país fosse um lugar justo, assim como acontece nos EUA. Eu, como boa libriana, sofro demais com as injustiças, mas no dia-a-dia super corrido que a gente tem aqui, a gente acaba se "acostumando" e fazendo vistas grossas pra muita coisa. Uma vez, fui assaltada na porta de casa, chegando do trabalho, e o bandido me chamou de vagabunda. Quem era o vagabundo nessa história??????
    Na volta desta última experiencia em Orlando, a volta também foi dura. Demorei muito tempo pra me re-adaptar. Incrível!!!!
    Boa sorte pra você por aí!!!
    Cláudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia
      Te entendo perfeitamente. Nos meus últimos anos no Brasil, fui 4 vezes à Europa e vim aos EUA 3 vezes. Eu queria fazer faculdade na Inglaterra mas o custo era altíssimo em comparação com os EUA. Aqui tem seus problemas também, mas é inegável que a vida é mais tranquila, mais fácil e mais prazeirosa. Só de me livrar da violência e outras coisas de SP já valeram à pena. A única saída que vejo para vocês é economizar uma boa grana (eu poupei por anos!) e virem como estudantes universitários, conseguirem um sponsor, green card, etc ou abrir um negócio nos EUA que pode começar a partir de 50 mil dólares. Consulte um advogado de imigração e veja suas opções. O Canadá também é um lugar maravilhoso de se viver e como a população de lá decresce é infinitamente mais fácil de se legalizar. Muitos brasileiros estão conseguindo no consulado canadense green cards, porém o processo demora de 2 a 3 anos. Mas vale a pena!
      Concordo com você, se o Brasil fosse seguro e justo, nunca teria saído de lá porque o Brasil é o meu país. Embora estivesse bem revoltado ainda quando escrevi esse post, hoje vejo qualidades no nosso povo que não vejo em povo nenhum da face da Terra. Mas acredito que demorará (e talvez eu nem viva para ver isso acontecer) muitas décadas para o Brasil pelo menos ter o IDH que países como os EUA e outros da Europa tem. Mesmo tendo uma culinária fantástica, beleza natural e povo maravilhos, o Brasil ainda é o 73º no IDH (índice de desenvolvimento humano) que mede a qualidade de vida e oportunidades que um país oferece. Mesmo ricos (como o amigo do meu irmão que esteve aqui no mês passado) dizem que a situação é ruim, porque mesmo podendo viver bem e comprar o que quiser, o medo do crime e da violência é constante e gasta-se milhares e milhares de reais com segurança. Mesmo assim, nada é garantido, porque sabemos que a polícia é corrupta. Não vejo solução à curto prazo, infelizmente.
      Abs e boa sorte para você também!
      Renato

      Excluir
  103. Gente, para tudo! Eu quero me mudar pra Orlando já! Ô pai, emite aí minha passagem pro mês que vem. Quero morar nesse paraíso chamado Goiânia, ops, Orlando.
    PS: Sabia que Orlando e Goiânia tem a mesma quantidade de letras? Iss não é uma coincidência promissora? rs

    Brincadeiras à parte, penso sim em morar fora do país, mas não agora. Fui assaltada recentemente, a mão armada, e a lembrança daquele dia de pânico me leva a colocar essa ideia em prática. Os bla bla blas de corrupção, saúde, educação, democratização de rendas, infraestrutura, etc, são molas que impulsionam todos os brasileiros a correr daqui. Mas são muitas decisões a serem tomadas antes de colocar o pezinho no avião e partir rumo à nova morada. Entre um dia e outro, vou lendo aqui seu blog. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danada, encontrou o post né?
      hehehe
      Uma experiência internacional enriquece qualquer pessoa. Mas eu nunca imaginei que seria tão bom quanto tem sido. Planeje-se e concretize seu sonho
      bjs!

      Excluir
  104. Amigo - voce falou tudo. Gracas a Deus eu nao sou a unica que tem coragem de dizer o que penso - doa a quem doer. Como se diz por aqui: SUE ME! lol. Moro nos EUA por mais de 15 anos e nao trocaria isso aqui por lugar nenhum do mundo - e olha que eu conheco boa parte do mundo ou deveria dizer a melhor parte do mundo? O problema do Brasil esta na colonizacao. O Brasil foi explorado desde o comeco dos tempos enquanto os EUA foi sempre tratado como a Terra Prometida. Os EUA nao e' perfeito mas aqui nos esforcamos para chegar a perfeicao um dia. Agradeco todos os dias a Deus que ainda bem jovem na adolescencia entendi que a saida do Brasil era o aeroporto internacional mais proximo! Agora que bom pra voce que os acidentes automobilisticos ai em Orlando sao tao poucos - moro em Aventura no sul da Florida e nao posso dizer o mesmo. Nos dois deveriamos trocar uma ideia - nada como falar com quem fala a mesma "lingua". E vai aqui uma dica pra voce: quando lhe perguntarem quando vai voltar para o Brasil responda - engracado eu ia te perguntar exatamente o contrario! hahahha. God Bless America!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel
      Você não sabe o quanto já me xingaram por causa disso!!! Achei ótimo e bem humorado seu comentário. Sim, vou começar a perguntar "E aí quando vc sai do Brasil?" hehehe
      Me acha lá no facebook!
      Abs

      Excluir
  105. Realmente, lendo o seu texto, fiquei com muita vontade de morar em um lugar tão civilizado!

    ResponderExcluir
  106. Realmente, lendo o seu texto, fiquei com muita vontade de morar em um lugar tão civilizado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iara
      Aqui também tem problemas, mas não chegam perto do descontrole e desafronte de alguns lugares do Brasil.

      Excluir
  107. oi Renato bom dia , o que posso falar é o seguinte , todos nos buscamos a felicidade , e a aqui no brasil e mais facil ser feliz do que nos estados unidos , porque?
    em um país onde todos tem acesso a educação bens materias , alimentação, segurança , a vida se torna monotona sem sentido. tanto faz ter um corolla ou bmw , vc continua sendo a mesma coisa.
    já aqui no brasil não , esse calor humano que os incautos pregam nada mais é que a bajulação , o puxa-saquismo.
    a felicidade aqui eu ter e voce não.
    meu filho estuda em escola particular e seu não.
    eu tenho carro e vc trasporte publico
    eu tenho casa no guaruja e vc não
    eu posso ir passear em miami e vc não .
    isso que nos torna tão felizes aqui , infelizmente a desgraça do outro traz felicidade.
    e o brasileiro que mora ai a bastante tempo , sente falta deste calor humano ( bajulação e puxa - saquismo )
    e duro andar de BMW , e as mina nem da bola.
    de bmw aqui , vc vira simbolo sexual facil, ai não, praticamente todos iguias.
    na primeira oportunidade que eu tiver , cheque mate bye bye brazil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei indignado com as primeiras palavras do seu comentário, depois percebi o tom irônico e dei risada. Infelizmente é isso aí. Até mesmo a idiota da Danuza Leão falou que não tem graça mais ir a Miami e NY porque o porteiro vai também. Como pode uma coisa dessas?
      Abração!
      Renato

      Excluir
  108. E a causa de toda violencia no nosso país esta ai . eu tenho e vc não. mas quem não tem não deixa barato , vai pra cima , e te toma .
    e sobre o calor humano , acabou o dinheiro irmão , acaba tambem este calor humano , as mina já perde o interesse os parceiro some , dependendo da familia só sobra pai e mãe.
    aqui tem um jovem que se chama NEYMAR o muleque parece lavador de carro ou um frentista de posto , sem hipocrisia , coisa sem valor aqui no brasil , pois bem ele e rico muito rico, já pegou a rede globo inteira.
    pois bem amigo se vc tem duvidas da sua escolha de morar em um lugar onde sua , faxineira , pedreiro , caixa de super mercado , pintor , carteiro , veste a mesma roupa, compra a mesma comida , anda no mesmo carro , o filho dela estuda no mesmo lugar que seu filho estuda , e ninguem precisa bajular ou puxar o saco de ninguem vc esta no lugar certo , caso cinta falta do calor humano , vem para cá , mas saiba que excluidos , tem os seus meios pra tirar essa diferença , aqui quem nunca sofreu com a violencia , esta no sorteio , e um dia premiado chega

    ResponderExcluir
  109. E disso que eu estou falando , não precisa publicar amigo abraço.
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1238026-homem-de-70-anos-leva-tiro-no-rosto-ao-reagir-a-assalto-no-jardim-europa.shtml

    ResponderExcluir
  110. Convida os patriotas que ai estão , para voltar a terrinha , precisamos de mais 666s para poder pagar o salarios dos nossos , deixa pra lá.
    http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/the-new-york-times/2013/02/28/pais-dos-supersalarios-brasil-tem-juiz-que-recebe-em-um-mes-o-que-colega-de-pais-rico-ganha-em-um-ano.htm

    ResponderExcluir
  111. Oi Renato! Achei seu Blog procurando dicas sobre Orlando. Como odeio passeio de pacote turístico, queria saber mais coisas sobre a cidade (na minha cabeça não passava de um grande parque temático...me desculpa a ignorância, mas também nunca tive muita curiosidade em conhecer...só agora com uma filha de 6 anos...) Entendo o que se passa com você...Voltei para o Brasil em Junho do ano passado, morava em Londres. Fiquei mais empolgada de visitar os USA pois pelos teus relatos os Nativos sao bem semelhantes aos Ingleses (que eu adoro) até a descrição dos problemas com negros e hispânicos, que insistem em se manter num mundo só deles...acontece lá também...com os muçulmanos e com nigerianos...Alem disso, se você um dia tentar voltar você não vai se readaptar...eu falo sempre que a vida na Inglaterra é muito mais simples, eles não se incomodam com a roupa que vestem, muito menos com o q você veste, não te tratam diferente se você é doutor ou caixa de supermercado....todos trabalham por um bem comum...logo todos sao dignos e merecem respeito...a escola é fantástica, as crianças sao crianças, Ensinadas a respeitar o q é publico...não é como aqui em que no colégio da minha filha eles competem pela mochila mais bonita...lá todos podem comprar boas roupas no supermercado e todos têm direito a educação gratuita de óptima qualidade (achar uma escola particular aqui que fosse parecida com q a minha filha frequentava foi muito difícil e mesmo assim me dói o coração todos os dias) Além de você se sentir respeitado como cidadão segurança, transporte de boa qualidade, serviços bons sem serem extorsivos, saúde gratuita de qualidade (sou medica e durante a minha pós passei por vários hospitais em Londres e periferia)...bom...se vc algum dia tiver qualquer duvida...venha ao Brasil, tente comprar um carro ou alugar uma casa...pegue o metro ou onibus pela manha...aí vc vai lembrar o que é morar aqui...como é difícil e injusto ser um honesto trabalhador e pagador de impostos...Parabéns pelo Blog e obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir
  112. Olá! Meu nome é Dalila e quero parabenizá-lo pelo post!!! Concordo plenamente com tudo o que você disse,pois tive a oportunidade de viver nos EUA como estudante de intercâmbio por 06 meses(2° semestre de 2012). Confesso que está sendo muito difícil a adaptação e até chorei a viagem toda de volta pra cá.No Brasil,estudamos e trabalhamos muito para não receber nada. Essa ganância nesse país também me mata. Pensei até esperar terminar a graduação para voltar aos EUA, mas tem sido difícil fazer isso. Mais uma vez, parabéns pelas postagens e pelas ótimas contribuições! :)

    ResponderExcluir
  113. Olá meu nome é Karina e a pouco tempo achei seu blog, pois temos a intenção de se mudar para a America... estamos batalhando por isso... enfim isso não vem ao caso, mas uma coisa que tenho curiosidade em te perguntar é, se você usa os cupons para comprar, pois aqui estamos assistindo o programa Extreme Couponing e vemos os descontos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karina
      Eu uso de vez em quando, não sou coponista compulsivo. Mas conheço muitos brasileiros que são!
      Abs

      Excluir
  114. Ola Renato

    Tenho visto que voce esta muito encantado rsrs com essa terra. Sou casada com um Americano, portanto ja cidada Americana, moro aqui a cinco anos. Nao me formei no Brasil, penso em fazer faculdade aqui. Agora em nenhum momento vi esse pais como pais facil, e acho que vc exagera um pouco no seus comentarios, apesar de concordar que o Brasil nao e facil em nenhum aspecto, sobreviver no brasil e uma arte, mas para um imigrante fazer vida no exterior hoje em dia esta muito difico, alguns e que fazem, outros nao. O que eu acho e o seguinte a vida de imigrante e dificio e se voce nao tiver bons diplomas entao nem se fala. Na verdade acho que tanto aqui como o Brasil sao ruins, e se vc nao estudar e der duro, nao tera nada nem aqui nem no Brasil.

    Um abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha
      Sem diploma no Brasil a vida é infinitamente mais difícil do que aqui. Com diploma já é difícil. No Brasil, me diz quantas pessoas sem diploma que tem casa com piscina? Como são os preços no Brasil em comparação com os EUA? Quanto custa um carro? Quanto é o IPVA e Seguro? Que carro se compra com 30 mil reais? Que carro se compra aqui com 30 mil dólares? As recentes manifestações no Brasil mostram que a vida lá está a beira do insuportável. E nem vou começar a falar sobre a violência. Acredito que "encantado" não seria a palavra correta para descrever meu estado de espírito. Isso você pode ver lendo outros posts do blog ou o blog inteiro onde eu falo de vários problemas nos EUA, assim como qualquer americano.
      Para um imigrante fazer vida no exterior, inclusive ilegal é difícil mesmo. Mas eu conheço pelo menos duas dúzias de brasileiros ilegais que dizem que voltar ao Brasil está fora de questão. Que a vida que eles tem aqui nunca teriam no Brasil. No meu caso nunca sequer pensei na hipótese de vir a este país ou qualquer outro ilegalmente. Eu tenho 3 faculdades (que consegui a muito, muito, muito custo no Brasil) e mais uma aqui. Enquanto as pessoas estavam se divertindo, assistindo novelas ou pulando o Carnaval eu estava estudando e trabalhando ao mesmo tempo. Como dizia meu ex-professor da faculdade, a vida é dura pra quem é mole, em qualquer lugar, seja aqui seja no Brasil.
      Acho que você está certíssima em cursar uma faculdade aqui. Embora haja bons empregos que podem ser conseguidos sem faculdade e o salário rende 5 vezes mais que no Brasil, é bom estudar, e trabalhar na profissão.
      Te desejo tudo de bom
      Abs
      R

      Excluir
  115. Engraçado vc dizer que brasileiro só pensa em si, pq é exatamente o que vc faz ao achincalhar seu país de origem e dizer que não volta de jeio nenhum. Em que vc está colaborando para melhorar? Nada, está vivendo nos EUA feliz e contente, em vez de estar aqui lutando pela melhora do seu país. O Brasil tem mesmo muitos problemas, mas, se for ver bem, é porque somos um país pobre. E isso tem um porquê: países como EUA e diversos outros na Europa são ricos. Estando aí, vc só está alimentando o problema. Quem é o egoísta agora? Bem-vindo ao capitalismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo
      Eu trabalhei na escola pública ganhando 3 reais por hora aula, para ajudar pessoas pobres, não por causa do salário, por causa de uma "causa". Eu fiz 18 anos de trabalho voluntário em comunidades carentes, de 1990 a 2008. Mas sabe que chega uma hora, que a gente pensa que a vida é curta que a gente tem que cuidar um pouco de nós. Eu vendi uma casa que eu demorei 15 anos pra construir por 60% por a minha vizinha abriu um buteco na garagem dela e fez a vida de todos um inferno por 5 anos (até eu sair de lá). Todas as casas desvalorizaram e a prefeitura, a polícia e nenhum político me ajudou em nada. EU poderia passar horas aqui digitando como eu fui maltratado no Brasil e desrespeitado pelas autoridades, como por exemplo, minha avó que morreu esperando na fila do hospital público 7 horas para ser atendida. E morreu!
      Então meu amigo, você que não sabe nada da minha vida, não sabe o que eu já passei no Brasil. Já fiz a minha parte, agora preciso cuidar de mim. De que adianta amar um país, quando o amor não é correspondido? Você deixar uma pessoa que não gosta de você é egoísmo da sua parte?
      Você se negar a ser roubado, esfoliado, desrespeitado, enganado, etc é egoísmo da sua parte? Tenho certeza que seus avós ou bisavós fizeram a mesma coisa, deixaram o país deles por acreditavam que podiam ter uma vida melhor em outro lugar. Como eu te disse, a vida é muito curta e o meu protesto é esse. Deixei o país, como quem se abstém de votar por protesto também.
      Ninguém é obrigado a nascer e morrer no mesmo lugar, graças a Deus. E ninguém é obrigado a se sujeitar a coisa alguma. Por esse motivo me neguei a continuar a ser desrespeitado. E sinceramente, não é só por causa do governo não. O brasileiro é um dos povos mais mau educados e que desrespeita seu próximo. Pelo menos aqui, as pessoas se respeitam.
      Se aqui piorar, vou pro Canadá, pra Europa, pra puta que pariu, mas eu quero respeito e qualidade de vida. Infelizmente o Brasil não estava disposto a me dar isso.

      Excluir
  116. MEU DEUS, CONCORDO PLENAMENTE...VOCE DISSE TUDO...

    ResponderExcluir
  117. Renato eu gostaria de dizer muitas coisas.Ah... eu vou dizer.vc tem razão.vc é um abençoado pq saiu desse inferno.vc é lutador.fique ai.vc faz ideia da M que é o Brasil. vou te contar o que aconteceu comigo: familia pobre.Não tive pai engenheiro.Não pude estudar.Tive que me virar e ainda assim consegui alguma coisa. Me dá ódio de não poder ir embora daqui.Agora já to velha, deixa prá lá; mas aconselho meu filho a se mandar daqui.Outro dia ele foi assaltado quando chegava na escola. ele é magrinho, so tem 15 anos e eu fiquei imaginando a cena... Meu coração doeu...Já morei em palafita.hoje tenho alguma coisa pq nunca fiquei em hotel, não vou a cinema, não como fora, nunca, nunca. Piso nos meus sonhos pra poder deixar algo pra meu filho ter um futuro melhor.Olha meu filho, se vc está bem ai, seja muito, muito feliz e realize seus sonhos e cresça e prospere... Tudo de bom prá vc. Viva o que gostariamos de viver, seje o que gostariamos de ser, mas o Brasil não nos permite.

    ResponderExcluir
  118. Oi Renato,

    estou procurando o post sobre "Compras" e não encontro. Não está mais no blog?

    Abraços,
    Maurício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maurício
      É uma página, fica acima no blog logo abaixo do nome. Chama-se Onde Comprar
      abs!

      Excluir
  119. Oi Renato, eu sou corretor de imoveis .

    Me formo no fim do ano no curso de TTI e já tenho imobiliárias me 'disputando' agora, no meio do curso ( que é reconhecido como o melhor do RS, é do IFRS).

    Como está o mercado aí? Aquecido? Ou a crise de 2008 cagou tudo?

    Tá aí desde quando? Também penso no EUA, mas seria + fácil Portugal pela Cidadania (tenho Inglês intermediário).

    ResponderExcluir
  120. Concordo com seu post

    Aliás nem precisa ser país de primeiro mundo

    Basta comparar o Chile aqui do lado que possui condições bem melhores que o Brasil.

    Já visitei a passeio o Chile por 03 vezes.

    O Brasil é um dos países mais violentos do mundo. Do que adianta emprego se o risco de morrer aqui no BraSIL é 04 a 05 maior do que no Chile.

    E SP e tenso, puta lugar propício para levar uma bala perdida. Seu irmão faz mais do que certo em ter carro blindado.

    Eu moro em PoA, RS e a violência aqui aumentou muito. Nos anos 90 a cidade era mais tranquila. Agora eu conheco varias pessoas que ja foram assaltadas aqui no meu bairro

    Atualmente temos uma média de 30 homicidios por ano.....

    Passei num concurso que ganharia um pouco mais mas teria que ir para SP..... tá bom, descartei na hora a possibilidade

    Realmente o Brasil pelo menos nos próximos 50 anos não há expectativa de melhoras consideráveis. O crime cada vez mais organizado e em alta.

    ResponderExcluir
  121. Ei Renato, tudo bem?

    Eu comecei a ler o post e antes de chegar no texto principal eu cliquei no Brazil com Z. Por alguma razão, antes de subir ate o texto do post eu li mtos comentarios, uns ate muito grosseiros... Pensei, "nossa o Renato deve ter exagerado no texto dele"... fechei o blog e voltei aqui pra ler o texto no seu blog. Estou chocada, porque sinceramente voce nao falou um A a mais ou a menos que a verdade. Parece ofensivo dizer "nao, nao quero voltar". Como se tudo que voce construiu, sonhou, plantou e esta colhendo aí fosse menos mérito só porque não é aqui no Brasil. E como se você tivesse fazendo tudo isso aqui no Brasil, voce iria ter sua recompensa por ser o Brasileiro que nao desiste nunca. Eu hein... Salve-se quem puder/quiser e quem não quiser/puder se salvar, podia fazer a gentileza de respeitar quem quis/pôde.
    Pretendo ter filhos, mas nao sei se terei coragem de fazer mais um brasileirinho, na terra da esperteza e bandidagem. Mentem pra tudo aqui, da carteirinha falsificada ao seu vizinho que mora num apto de 500.000,00 e nao sabe respeitar sua vaga de garagem, e depois vem dizer de Patriotismo?! Ahh façam o favor! Eu construo meu futuro e cada gota de suor minha aqui é destinada a nao morar no Brasil num futuro bem proximo. Parabens a voce que trilhou seu caminho da felicidade e ainda escreve isso "em rede mundial". Isso é para poucos! Abs, Juliana Assreuy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana
      Por isso que eu saí daquele blog, as pessoas são muito grosseiras e não respeitam a opinião de ninguém. É isso tudo aí que você falou.
      Meu conselho: A única saída do Brasil é o aeroporto. Programe-se e vá viver em um local onde as pessoas se respeitam.

      Um grande abraço pra vc

      Excluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...