segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Mercado das Pulgas em Orlando

http://www.fleaworld.com/
         
           Esqueça Celebration. Esqueça Baldwin Park, Winter Park, Dr. Phillips e Windermere. Orlando não é composta somente do glamour da Disney World e dos bairros citados acima, que mais parecem cenários do seriado Desperate Housewives.

          Outro dia li um princípio que me tocou muito em um dos livros que estou lendo no momento. Um rei chama seus sábios e faz um pedido: "Necessito que vocês trabalhem juntos para conseguir um remédio, uma poção ou uma palavra mágica que me ajude a não ser tão absurdamente otimista que não enxergue os fatos, nem tão ridiculamente pessimista que oprima e prejudique aqueles de quem eu gosto."(Deixa eu te Contar uma História, Jorge Bucay, pag 27). Otimismo é bom, mas é fundamental ser realista. Não tenha medo, ser um não anula o outro. Afinal, como já aprendi de um professor mestre na UNESP-SP "estatística é como biquini, mostra tudo mas 'esconde' o essencial." Cabe a quem tem discernimento, descobrir o que está escondido. E bairros pobres e feios em Orlando, não se encontra sequer "bad" fotos no google. Eles estão escondidos do público, assim o turista pensa, na sua ingenuidade e ignorância (do verbo ignorar; não conhecer), que Orlando é feita de conto de fadas...acorda Alice, isso aqui não é o país das Maravilhas.


A terra da magia também tem uma "porta dos fundos"

         Uma prova disso é o Mercado de Pulgas de Orlando (o nome em inglês seria Mundo das Pulgas). Se há turistas estrangeiros no Brasil que desejam ver as favelas porque você, turista brasileiro, não vai incluir o Mercado das Pulgas no roteiro? Mesmo que você não compre absolutamente nada (e eu duvido), pode ser muito bem um passeio cultural. Uma ótima oportunidade de observar "o bom, o mau e o feio" da sociedade americana e ver que aqui também existem coisas que no Brasil sabemos exatamente o que são. Lembra do post que escrevi sobre "white trash e red necks"? No mercado das pulgas de Orlando é o que mais se vê. Mas tem também figuras interessantíssimas como, por exemplo, autênticos cowboys (que vão à cavalo, vestidos com a roupa e o maço de cigarro do comercial da Marlboro!) e bonitos rapazes e moças de fazenda (que depois dos 40, provavelmente não terão a maioria dos dentes, infelizmente). 


Add caption

          O lugar é imenso, gigantesco, um labirinto difícil de entender e que me fez andar em círculos por mais de uma vez. Tudo é descartável, lixo? Absolutamente. Há coisas que eu compraria, algumas barganhas, mas 80% é lixo descartável, o mesmo das lojas de 1 dólar. Tem quase tudo o que se possa imaginar. De absorvente feminino a armas de fogo, de bijouterias a peças de carro. Por exemplo, encontrei uma loja de quadros pintados e posters bem interessantes em molduras consideravelmente boas por 1/5 do preço das lojas de Orlando. Tudo novo, nada de segunda mão. Tendo olho bom e paciência, dá para garimpar coisa boa.










Loja de quadros interessantes. Este grande da foto custava apenas 139 dólares
No shopping ou no centro de Orlando já vi similares por 750.

          Eu gostei muito de uma loja que tem demosntração de todos os produtos tipo "polishop". Dava para tocar e ver se funciona mesmo. Gostei de uma loja de posters só de comerciais americanos antigos. Outra de fotos de antigas celebridades (Elvis, Marilyn, James Dean, etc), discos de vinil, e por aí vai.


Loja dos produtos anunciados na TV
Dá um desconto vai? Pelo menos não é frito e boa parte da gordura
sai no cozimento. Pensei que para preparar pratos que usam bacon,
seria bom para tirar boa parte da gordura.

          E comer por lá é uma boa ideia? Olha, uma boa ideia é você comer na sua casa! Digamos que o risco de você pegar uma infecção se comer um daqueles salgadinhos, deve ser parecido ao de você comer um bolinho de bacalhau na Rodoviária do Tietê em SP. Embora, olhando por cima eu achei tudo muito limpo (limpo mesmo!), não me arrisquei. Mas para não morrer de fome depois de umas 3 horas de bate-perna (saí de casa sem café da manhã) comprei uma pizza congelada que foi assada na hora. Joguei fora os peperones e comi só a massa com o queijo e o molho.


Nem pensar...
          E vale a pena? Da mesma forma que turistas americanos e europeus gostaram de ver os camelôs do Largo 13 de Maio, o Brás e a Ladeira Porto Geral em São Paulo (acredite, eu levei e eles acharam o máximo!), talvez o turista brasileiro goste e saia um pouco mais "culturizado" daqui, do que se limitar sua visita à Disneylândia e a International Drive. Em todo lugar há a porta da frente e a dos fundos e a Pobrelândia pode ser também, muito interessante...



Meu sonho de consumo é ter um tapete "Shena Rainha Guerreira" na sala
daqui de casa...né?

Add caption




Carros interessantes no estacionamento


         

Endereço: 4311 South Orlando Drive, Sanford, FL 32773
Aberto de Terça a Domingo e paga-se 10 dólares por carro.         

video

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

A Desorganização da Gol nos EUA

Inteligentes...jura??
       

            Sábado de manhã, às 7:45hs, lá estávamos nós colocando as malas do André no carro para ir ao Aeroporto Internacional de Orlando. Chegamos na fila (depois de muito procurar, porque no aeroporto não havia nenhuma sinalização da cia aérea GOL), exatamente às 8:10hs. Nenhuma pessoa no check in da Gol ou da Tam, que são adjacentes. Havia já umas 20 pessoas antes de nós, incluindo senhores e senhoras de idade, mães, crianças e até bebês. Quando olhei no relógio e já era 8:55hs pensei que alguma coisa deveria estar errada. Se o vôo foi programado para as 10:30 da manhã, como poderia o check in ainda estar fechado. Comecei a rodar o aeroporto perguntando pra quem fosse sobre o vôo ou com quem eu poderia falar sobre o assunto.

            No canto em que as duas companhias se localizam estava vazio de funcionários. Ninguém do aeroporto sabia informar nada sobre os funcionários da Gol ou o por quê de o Check in estar ainda fechado. Olhei no site da Gol com meu telefone e não encontrei nada que falasse sobre o vôo ter sido mudado. Às 10 da manhã, uma funcionária de uma outra Cia parecia estar tentando ajudar alguns brasileiros com dúvidas. Me aproximei do grupo e tive que colocar ordem na baderna. A funcionária só falava inglês e a maioria dos brasileiros alí, naquele momento só falava português e portunhol. A moça ligava para um, pegava o telefone de uma pessoa. Ligava pra pessoa e recebia outro telefone e assim foi por umas 4 vezes.

           É nessas horas que a gente acaba conhecendo a natureza de algumas pessoas. Era evidente que a moça só estava tentando ajudar. Nem funcionária da Gol ela era. Mas parece que bom senso, falta a algumas pessoas. Uma mulher muito mal educada chegou até a levantar a voz e disse em português para a moça "Eu não quero saber, você vai ter que me colocar em um avião AGORA". Em defesa da moça eu olhei feio pra mulher e disse: "Olha não adianta você fazer barraco, porque ela nem é funcionária da Gol, ela só está tentando nos ajudar, quer ter um pouco mais de educação, por favor?" A mulher saiu bufando e me xingando (claro...).

          Tive uma idéia e perguntei para moça se ela tinha algum telefone do aeroporto onde ela poderia ver qual era o horário de saída do vôo 7725 da Gol. Ela disse que isso era fácil de saber. Ligou na Central e descobriu que o vôo sairia às 22:35hs. Que palhaçada! A Gol mudou o vôo das 10:35 da manhã para as 10:35 da noite e não avisou os passageiros? Nesse momento uma comoção entre as pessoas. Alguns diziam "O que a gente vai fazer? Já fizemos check out do hotel, não temos onde colocar nossas malas (eram muitas, pra variar)!

           Fiquei com dó das crianças e bebês que teriam que ficar no aeroporto por mais 12 horas até a hora do vôo. Considerando que chegaram no aeroporto por volta das 8 horas da manhã, ficariam no aeroporto 14 horas e meia, pra ser mais exato. Que fiasco. Voltamos pra casa, checamos emails, site da Gol e nada. Tentei comprar um passagem da Gol Orlando-SP para o mesmo dia e o site dizia 22:35hs.
Leia o artigo aqui
          Eu comentei com o André, "vamos chegar lá às 19:30 porque vai ter barraco no Check in, pode ter certeza". E não deu outra... Brasileiros revoltados com o tratamento, reclamavam sem sucesso para as funcionárias da empresa, que nem eram funcionárias da Gol. Fiquei sabendo que a Gol terceiriza o check in a uma empresa que não tem sequer uma pessoa que fale português. Somente um representante da Gol estava lá para apagar o fogo e fiquei com pena do pobre homem. Quase foi crucificado. Por causa do papelão, famílias estavam inclusive sendo separadas dentro do vôo. À nossa frente, uma briga com uma família de 4 em que todos seriam separados. O problema é que 2 entre os 4 eram crianças de 3-5 anos.

           No entanto, fiquei curioso porque alguns receberam aviso e outros não. Acontece que nenhuma pessoa que comprou (e pagou mais caro!!) a passagem pela internet no próprio site da Gol foi avisada embora a Gol tivesse o email de cada comprador (cerca de 50 pessoas!). Somente foram avisados aqueles que compraram suas passagens através de agências de viagens. Uma vergonha, se pensar que o André pagou R$ 3.700,00 por uma passagem com escala em Santo Domingo na República Dominicana. Isso em si já é uma afronta, sendo que eu, daqui de Orlando já vi passagem "sem escalas" para São Paulo por menos de 1000 dólares. E depois de pagos todo esse dinheiro não ser, ao menos, avisado da mudança do vôo? 

           Infelizmente isso é uma coisa que acontece muito no Brasil. Não me leve a mal, eu sou brasileiro e sempre serei. Mas no Brasil, a maioria das empresas simplesmente não tem respeito ao consumidor. Não há leis (ou se há não são aplicadas) que realmente defendam o consumidor. Já tentou cancelar um telefone, um cartão de crédito ou uma assinatura de TV à cabo no Brasil? Se não, boa sorte quando precisar! E pense bem antes de usar a Gol para vir aos EUA...


Leia a reportagem aqui
          

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Panela de Pressão x Slow Cooker, quem ganha?




     Desde que cheguei aos EUA sempre ouço a Louise falar da Crock-Pot dela. Como a cozinha da casa é minúscula, quando um cozinha, outros saem do caminho. Só cabe uma pessoa mesmo! Então quando ela usava sua Crock-pot eu nunca via como ela fazia, nem como pilotava a panela. Mas uma coisa posso dizer, a comida ficava deliciosamente macia e com um gosto muito bom. Mas o que é uma slow cooker?


Nossa cozinha de 1 piloto...
     Slow cooker, conhecida aqui nos EUA como Crock-Pot (que é a marca da primeira slow cooker do mercado), é uma panela elétrica que cozinha os alimentos lentamente. Andei pesquisando um pouco sobre o assunto para escrever este post e fiquei impressionado ao saber que a primeira slow cooker foi lançada no mercado com o nome de Crok Pot na década de 70! E eu nunca tinha ouvido falar desse raio até chegar aqui em 2009?!


Ainda existe a Crock-Pot no mercado
          Como americano é preguiçoso na cozinha gosta de coisas práticas e rápidas, a slow cooker caiu como uma luva nas mãos das donas de casa americanas que têm o dia cheio de atividades. O que eu mais escutei a respeito dessa panela foi a seguinte frase (parece que as pessoas decoraram): "É uma maravilha. Você coloca tudo lá antes de ir para o trabalho e na hora que chega em casa a comida está pronta". Verdade? Em partes sim e deixa eu explicar o por quê.

        É verdade que você pode colocar a carne, frango, feijão e outras coisas mais na Slow Cooker de manhã, sair para trabalhar e ela fica cozinhando o alimento pra você até mais ou menos às 5 da tarde quando você volta do trabalho. Mas não queima? Não pega fogo? Não...Como o próprio nome diz, a slow(devagar) cooker cozinha a comida bem devagar. Por isso um pedaço de carne dura que fica 12 horas cozinhando lentamente em água quente (não fervente) se desfaz no prato ao ser servido. Pelo fato de a carne ficar cozinhando por tanto tempo o prato final também tem mais sabor.


O Robert colocou um pedaço de carne de porco com molho de churrasco (barbecue)
por 12 horas, depois desfiou para comermos com pão. Ficou MUITO bom

Prato preparado na slow cooker
          Mas o caso é que em 3 anos morando nos EUA eu nunca me atrevi a usar a slow cooker. Com a mente fechada, fiquei repetindo pra mim mesmo que "a nossa velha amiga panela de pressão faz o mesmo trabalho em meia hora". Mas a verdade é que não faz "o mesmo trabalho". Cozinha a carne, é claro, mas não fica como na slow cooker. É a mesma discussão da diferença entre fogão elétrico, fogão a gás e fogão a lenha. Quem já comeu alimentos preparados em fogão a lenha, que demoram horas e horas para ficarem prontos, sabe a diferença que tem no sabor. E isso não é só a minha opinião, é de um monte de gente. O Dráuzio disse que não é por causa do fogão e sim por causa das linguiças e toucinhos colocados no feijão do interior. Será?


Moramos em 2 casas no Brasil que tinham fogão à lenha. É provado que a comida de fogão à lenha
emagrece...porque depois de cozinhar, você gasta umas 500 calorias pra ariar as panelas!!
Infelizmente descobri que o fogão a lenha é prejudicial a saúde. Mais de 800 mill mortes/ano
se devem às pessoas inalarem a fumaça do fogão a lenha.
Veja aqui
          Eu sempre tenho muito medo de panela de pressão. Já tivemos uma panela de pressão que explodiu na nossa cozinha e espalhou feijão pelo teto e tudo o mais. Cada vez que uso a panela de pressão lembro desse episódio. Every single time! E sempre fico pensando se a panela de pressão não vai explodir na minha cara...Daí com uma sobrancelha alta e outra baixa (desconfiado) pensei em usar esse treco de slow cooker. E como eu sou fã de carnes brancas, resolvi fazer um frango ensopado na minha Crock-Pot.



Explosão de panelas de pressão é mais comum do que se pensa. Aposente a velhinha
que você tanto ama e compre uma nova em folha de uma ótima marca!
          Comprei entre-coxas (assim que escreve? kk) sem pele, é claro, e sem osso. Temperei com alho, cebola, azeite de oliva extra-virgem e uma colher de caldo de galinha granulado. Deixei passar a noite na geladeira e no dia seguinte de manhã, por volta das 9 horas da manhã coloquei na slow cooker. E lá o coitado do frango ficou até às 3 da tarde quando, por curiosidade, resolvi remover a tampa e olhar dentro da panela. Mexi com uma colher e frango estava desfazendo. Percebi que estava muito cozido e resolvi desligar e esperar o jantar, às 5:30 (sim, aqui se janta muito cedo). Se fizer frango na slow cooker, não deixe mais que 6 horas. Carnes duras podem ficar até 12 horas.

          Quando o Robert e a Louise chegaram falei com eles "dá uma olhada na panela e vejam se é possível comer aquilo que eu preparei, senão vai ser cachorro-quente mesmo". O aspecto não era dos melhores, o caldo ralo demais e o frango meio pálido. Para minha surpresa eles voltaram dizendo "nossa! Parece uma delícia!"... e é???


Dá pra colocar um frango inteiro dentro da panela

          Tirei o frango com cuidado e tive uma idéia. Coei o líquido remanescente que tinha sobrado (porque tinha algumas gorduras e outras coisas que é melhor não mencionar) e coloquei o líquido em uma panela. Acrescentei 2 colheres de amido de milho, ao que o molho engroussou belamente. Despejei em cima do frango e servi com arroz branco e farofa. Uhumm! Frango com farofa sim senhor! Só eu e o André comemos a farofa. O povo daqui de casa não gostou não...

          Olha...só se você provar...
          O frango derretia na boca. A Louise que não gosta de entre-coxas não parava de repetir "esse frango tá uma delícia!" Até a parte da carne do interior das entre-coxas tinha sabor igual ao das bordas (quando faço na panela isso me irrita que as partes mais recôndidas do frango tem um gosto mais forte e sem sal). O molho parecia aqueles que se compra pronto (e que a gente sabe que tem tudo o que é ruim dentro, conservantes, estabilizantes e outros químicos) e nunca consegue fazer igual. Me lembrou o sabor, o cheiro e a textura das galinhas caipiras que eu comia na minha infância na casa de meus avós no interior. Me rendi completamente à slow cooker. Agora, com um monte de receitas em mãos que eu peguei na internet, cada dia é uma aventura diferente com a slow cooker. Vamos ver no que dá, certo?

          Aqui você encontra um relato de uma brasileira no Canadá que também se rendeu à slow cooker e nesse relato aqui você encontra outra ex-patriada que cozinha com slow cooker. Procurei nos sites do Brasil e só encontrei no mercado livre por 450 reais. Se vier aos EUA, compensa comprar. Os preços estão entre 15-60 dólares. Meu irmão chefe está levando uma de presente na mala para o Brasil.

         Ou então faça uma encomenda com os milhares de brasileiros que estão fazendo o "sacolão Brasil-Miami-Orlando" porque os preços do Brasil estão de matar não é verdade? :(

         E você tem uma slow cooker? O que acha? Quer compartilhar sua experiência conosco?

sábado, 5 de janeiro de 2013

Celebration – a cidade da Disney



            Meu irmão o Chefe André Meana virou fã dos EUA. Sempre que está de férias do programa de TV da Band vem me visitar em Orlando. Infelizmente as férias dele coincidem com as férias escolares do Brasil, assim ele sempre paga mais caro por voos SP-Orlando. A vontade dele é pegar o voo da TAM SP-Orlando sem escalas. No entanto, dificilmente conseguimos essas passagens por menos de 4.500-7000 reais. Ele acaba vindo mesmo por outras Cias com passagens mais acessíveis. A GOL recentemente abriu uma linha SP-Orlando com escala em Santo Domingo, na República Dominicana e desta vez foi o seu voo escolhido. Segundo ele, foi a pior de suas passagens pela imigração americana. 

Só por curiosidade fui no site do Submarino pra ver o preço e ó com o que me deparo?
8270,00 + taxas voo direto CLASSE ECONÔMICA
Me fala, não é imoral isso?
:(
            Não há muita coisa para se fazer com o irmão além de descansar, andar de bicicleta, frequentar os restaurantes e parques da cidade. Parque temático NEM PENSAR! No entanto, essa semana eu tive a ideia de ir a Celebration com ele. Afinal, eu mesmo nunca fui à “Cidade da Disney” e todo mundo diz que é muito bonita. Para saber mais detalhes sobre Celebration, um bom começo é o artigo publicado na Wikipédia em português, tem a história e tal. Fazendo umas pesquisas e lendo algumas coisas interessantes sobre Celebration, descobri que brasileiros famosos têm casas em Celebration.

            A palavra que eu acho que melhor descreve a cidade é “charme”. Não pense que somente ricos e famosos podem viver em Celebration. A cidade tem complexos de apartamentos com preços entre 150-200 mil dólares. Mas é longe... Aproximadamente 40 km daqui do centro. O meio principal e mais rápido para se chegar a Celebration daqui é pegar a I-4 que tem congestionamento em horas de rush. Por isso morar em Celebration e trabalhar em Orlando é querer passar bastante tempo em congestionamentos da I-4 (not an option pra quem já não pega trânsito há 3 anos).

o centrinho de Celebration



Lojas caras. Vi uma polo Lacoast po 80 dólares e achei um absurdo. Ao que o Andre
me disse que no Brasil custa 380 reais...o quê????

            Celebration foi projetada, desenvolvida e construída pelas empresas Disney em 1994. Alguns aspectos da visão que Walt Disney tinha para uma cidade do futuro foram incorporados na cidade como uma intranet só para moradores (que eu duvido que Disney tenha pensado nisso, naquela época) e outras coisas mais. No entanto, decidiu-se que os estilos das casas não seriam futuristas, como queria Walt Disney, mas seriam clássicos da arquitetura americana e europeia. Hoje Celebration tem uma população de 9000 habitantes e, ao contrário do que li em sites brasileiros, não é um “condomínio fechado” não, é uma cidade que qualquer pessoa pode visitar, andar, se hospedar, comprar e até mesmo viver, se esse for o desejo.

            As empresas Disney não controlam mais a cidade e há um projeto para que a cidade passe inteiramente ao controle governamental como qualquer outra cidade. Uma coisa interessante que eu aprendi estudando sobre a cidade é que, qualquer pessoa que decida comprar um imóvel no local, tem que assinar um contrato com inúmeras cláusulas que controlam aspectos externos do edifício como as cores das propriedades, altura, arquitetura, estacionamento (não se pode, por exemplo, estacionar um carro sobre o gramado da própria casa), decoração para feriados e até a altura que o gramado pode atingir. O contrato ainda rege horário de festas, propósito da compra (por exemplo, jamais pode-se alugar a casa para turistas). Quebra no contrato resulta em avisos e depois pesadas multas. Eu concordo com isso sabe? Se deixar, vai ter gente que vai desmontar o carro na frente da casa, sujar a calçada com óleo, fazer festa até de madrugada incomodando os vizinhos, alugar a casa pra gente estranha e “coisa pior”.

Brasileiros em Celebration

            Existem brasileiros famosos em Celebration. Talvez os mais famosos sejam o apresentador e milionário Silvio Santos e o cantor e compositor Jorge Bem Jor. Outros brasileiros não tão famosos, mas com certeza com capacidade financeira igual ou talvez melhor, também residem em Celebration. Nos sites por aí "a boca pequena" fala que se você começar a frequentar o Publix de Celebration, vai esbarrar com Silvio Santos, seus filhos e parentes ou até mesmo com a Domingas (quem??), esposa do Jorge Bem Jor, cujos filhos cursam a Universidade na Flórida. Mas quer um conselho? Visite a cidade porque é realmente algo que vale a pena pela sua beleza, limpeza e organização. Mas deixe os VIPs em paz, porque eles já vêm pra cá em busca do anonimato e a coisa mais desagradável deve ser você finalmente conseguir dar uma de “anônimo” (um paradoxo porque se trabalha tanto pela fama e depois se almeja tanto o anonimato) e ser assediado por tietes e macacas de auditório. Faça como os Novaiorquinos, finja que não reconheceu, que não tem ideia de quem seja...

Deixa o homem em paz gente!

Casa do Silvio Santos em Celebration. Nem é das melhores da cidade, mas tem
6 dormitórios. Eu sei onde fica mas não falo tá! :P
O engraçado é que tiramos fotos de muitas casas, depois na internet que vi
que essa era a casa do Silvio. E a bandeira americana é pra despistar
???

A casa do Jorge Ben Jor, separada da casa do Silvio Santos por apenas 1 vizinho.

            Eu, que sou apaixonado por arquitetura e design residencial, leitor diário do Hoocked on Houses, não pude deixar de fotografar as belas casas de Celebration. E dentre as 180 fotos que eu tirei, deixo aqui pra você, que com certeza tem o que fazer, mas que decidiu usar seu tempo precioso pra ler as besteiras que eu escrevo, algumas das melhores fotos.


A todo momento o André dizia pra si mesmo
Meu Deus e não é condomínnio fechado!?!?






















          A próxima casa eu acabei por encontrar à venda em um site de uma imobiliária. A casa está no mercado por 2.999.900,00. Mas saiba que se quiser comprar, uns 200 mil serão só de imposto e ainda tem as comissões dos corretores. A casa por fora é realmente linda. Tem a fachada e o telhado em estilo europeu. No entanto, olhando as fotos do interior no site, o design interior da casa é uma decepção só. Nessas horas eu fico pensando que isso só pode ter se dado pelos seguintes motivos:
      - O proprietário contratou um interior designer ou decorador com um péssimo gosto e sem conhecimento teórico e deixou que o designer fizesse o que bem quisesse.
          - O proprietário não contratou um designer, achou que tinha muito bom gosto e que saberia muito bem decorar a sua própria casa (acredite, muita gente pensa assim e eu também pensava, mas a verdade é que são raros os casos que isso é verdade. Depois dos 4 anos de curso é que eu me dei conta de que eu não sabia NADA. Por trás de um design maravilhoso estão os princípios do design, os elementos do design, teoria das cores, e muito mais. A gente só vê o resultado final e acha que é tudo fruto de bom gosto).
          -  O proprietário contratou um designer, no entanto não deixaram que o designer fizesse seu trabalho, decidiram o estilo e fizeram que o designer projetasse o que eles quisessem sem abrir a mente para novas possibilidades. 
              O resultado disso são as fotos que você vê no site. Se você olhar outras casas de Celebration é a mesma coisa. Infelizmente não vi nenhuma em que pensei, "nossa essa sim hein!" . Tem casas sendo vendidas por 2 milhões que tem balcões e pia da cozinha de fórmica marrom imitando granito. Pode??? Sabe o que parece? Que a quantidade de dinheiro que a pessoa tem é diretamente proporcial ao mal gosto. Estou falando dos americanos...



Foto da sala que eu peguei no site. Olha só o "filme de terror":
Aberturas na parede (chamadas de niches) cobertas com
cortinas inclusive "por dentro" e "sobre" a cortina de dentro, um espelho e
na frente do espelho um vaso enorme. Concorda comigo?









             Se eu não estivesse "por aqui" de escola, fazia Arquitetura, mas outra faculdade não dá...senão acabo me aposentando de estudar, já viu?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...