quinta-feira, 4 de junho de 2015

O Transgender Bruce Jenner-Caitlyn Jenner


          Nos Eua existe uma certa liberalidade, consciência aberta e aceitação, mas que na realidade não é bem assim. Deixa eu explicar melhor. Por exemplo, quando eu estava na faculdade em 2010 fiquei abismado de ver um homem na minha sala de aula, ir receber a prova na mesa do professor, de salto alto. Depois, fiquei meio envergonhado porque afinal é só um par de sapatos, se ele se sente feliz assim, porque é que eu tenho que olhar torto pra isso? Então, aqui "parece" que as pessoas podem fazer o que desejam que não há maiores repercuções, com respeito à sua aparência e sexualidade. Realmente é muito difícil alguém se levantar e fazer alguma coisa ou dizer algo ofensivo. As pessoas são mais aceitas pelas suas escolhas. Era de se esperar que uma nação mais desenvolvida, tivesse mesmo uma sociedade mais liberal. Por exemplo, o beijo das idosas gays na novela Babilônia, não seria um escândalo como foi no Brasil. 

              No entanto eu percebo que há esse respeito, essa aceitação pois há leis que protegem as pessoas de serem discriminadas e se tem uma coisa que o americano tem medo é de cadeia. Muitas coisas que pensamos ser civilidade, às vezes é mesmo medo das consequências da lei. Na vida privada, tenho certeza que as pessoas criticam, xingam e dizem o que bem entendem. Isso se dá também com o racismo e a briga centenária entre brancos e negros nos EUA. Publicamente ninguém jamais usaria a palavra "niger", pois ela já provou que seu uso em público destrói carreiras de Hollywood e políticas também. Mas nas conversas entre amigos, pode ter certeza que o racismo aparece. Porém, com todas as pessoas que eu tenho contato, a grande maioria pensa como eu, ou seja, eu não me importo com as escolhas que as pessoas fazem contanto que a pessoa seja feliz e que não prejudique seu próximo. Em algumas porém eu vejo claramente que a fachada liberal é pura falsidade.

Bruce Jenner na época em que foi campeão olímpico



              E esta semana eu fiquei surpreso com a trasnformação do Bruce Jenner em Caitlyn Jenner. Bruce Jenner foi duas vezes medalha de ouro no atletismo em 1975 e 1976. Virou celebridade nos EUA, casou-se com Kristen Mary Houghton, que já tinha filhos do primeiro casamento e teve outros filhos com ela também. Kristen foi casada com o famoso advogado Kardashian que defendeu o ator O J Simpson no julgamento pelo assassinato de sua mulher e do namorado dela. Alguns anos atrás a família toda ficou famosa no seriado "Keeping Up with the Kardashians". E Bruce aparecia no seriado também. Eu nunca entendi direito o objetivo desse reality show, afinal quem quer saber da vida de uma família rica nos EUA? Muita gente, infelizmente. 

                Acontece que em 2014, Bruce contou em entrevista que guardava um segredo por mais de 50 anos. Ele se sentia como uma mulher presa em um corpo masculino. Ele disse que desde que criança, achava que era menina. Por causa da pressão da sociedade ele se viu obrigado a agir da maneira como todos esperavam dele, como homem. Primeiro seus pais, depois treinadores, a mídia e por fim a esposa Kristen. Contou que sofreu a vida inteira tendo a certeza que era uma mulher que nasceu em um corpo masculino. Pode imaginar? Depois de muitos anos de terapia e também testes que provaram que o cérebro de Bruce é igual ao do sexo feminino e não masculino, ele resolver fazer a mudança de sexo e se tornou Caitlyn Jenner. Conseguiu até mesmo que pesquisas sobre seu nome na internet, apontassem agora para Catlyn Jenner e não Bruce Jenner. 

No ano passado quando começou o tratamento com hormônios
               Eu sei que é difícil entender o que leva uma pessoa a tal mudança. Principalmente se alguém é "normal". Nasceu hetero-sexual e é bem aceito pela sociedade. Casou-se entre os 20 e 30, teve filhos e mantém sua família. Para esses, isso não passa de uma aberração. É realmente um salto muito grande quando alguém, apesar de seus conceitos e pre-conceitos, consegue se colocar no lugar de outra pessoa. Existem pesquisas, feitas por médicos e cientistas das mais conceituadas universidades do mundo que provam que há mesmo a possibilidade de alguém nascer com o cérebro de um sexo em um corpo do sexo oposto. Não é coisa do Diabo não. É sim um erro genético (e eu digo erro pois este ser vai sofrer com este engano da natureza). Imaginou de repente se dar conta que está dentro de um corpo do sexo oposto? Até filmes de Hollywood e brasileiros trataram do assunto.  

                 Quão bom seria se todos nascessem com o sexo que escolhessem e que ninguém jamais fosse infeliz nesse mundo. Pelo menos, aos 65 anos, Bruce teve a coragem de mudar de sexo e tentar ser o que sempre sentiu que era no íntimo, uma mulher. Claro haverá muitas críticas e a comunidade religiosa jamais o aceitará pois eles também acreditam em algo e é direito deles fazer assim. Eu acredito de coração que se a pessoa for boa e honesta, ela é digna, não importa como veio a este mundo. E lembre-se, da maneira como julgamos, seremos julgados um dia. Eu acredito nisso.

Caitlyn Jenner capa da revista Vaniy fair 2015



11 comentários:

  1. Muitos estão comparando a Caitlyn com a veterana de hollywood Jessica Lange que se aposentou recentemente da dramaturgia, e realmente elas estão semelhantes. Há um documentário americano explicitando bem esse problema que é o Transtorno de Identidade de Genero( My Secret Self, da ABC)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Nicholas, vou procurar. Adoro estes temas de psicologia
      Abs

      Excluir
  2. Caitlyn, que mulher! Ninguém nasceu para ser infeliz ou se sentir desconfortável na própria pele. Que bom que ela teve a coragem de se assumir! Mesmo com a hipocrisia da sociedade, mesmo sendo uma pessoa pública e pai de 10 filhos. O importante é ser feliz. Por mais pessoas com essa coragem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É esquisito como ela se sentia mulher, tinha atração por mulheres e é pai de 10 filhos. Viva o século 21! :-)

      Excluir
  3. Está batendo um bolão depois das cirurgias (implante de silicone e feminização do rosto). Uma pena que não tenha chutado o pau da barraca há mais tempo. Porém, compreeendo que deva ter tido muita confusão mental, luta interior, terapia, etc. Isso porque Bruce/ Caitln sempre teve atração por mulheres. Ou seja: Caitlyn é lesbica. Deve ter sido difícil ter nascido num corpo de homem, e décadas mais tarde tomar coragem e assumir tudo isso. Vai servir de referência para outros(as) na mesma situação se situarem. Se bem que há pais com cabeças mais amadurecidas hoje em dia que já percebem e apóiam os filhos que dizem ter nascido "num corpo errado". Deve ser uma situação difícil para todo mundo, porém o que vale é cada um ser honesto consigo mesmo, sempre. E se sentir bem dentro do corpo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, realmente não á algo fácil de se lidar...

      Excluir
  4. Renato esse caso me fez lembrar em muito ,a historia do grande cartunista Laerte,que viveu 65 anos como homem ,se casou teve filhos e até netos e a poucos tempo se transformou em mulher .Sinceramente eu não conseguiria me casar com mulher ter filhos etc sem gostar,provavelmente era muita pressão que existia no passado,hoje em dia acho que pouquissimos jovens fariam isso,ser gay é normal ,só é diferente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo André
      Só tem que respeitar a vontade dos outros desde que não prejudique a si e a outros. Infelizmente mesmo nos EUA os transsexuais ainda sofrem preconceito, desemprego, etc...
      Abs!

      Excluir
  5. Engraçado que eu estava lendo sobre ela hoje num outro blog, mas o foco era outro, era sobre atletas transexuais poderem ou não competir como mulheres e se teriam vantagem no esporte por terem nascido homens (ligao ao nível de testosterona e tal). Aí mencionava a Caitlyn (que nem compete mais, pelo que entendi) e a Fallon Fox, que recentemente massacrou outra mulher numa competição de MMA. Muito interessante a discussão sobre transexuais no esporte, por sinal, se algum dia vc tiver a curiosidade de pesquisar. :)

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...