sábado, 23 de outubro de 2010

O que as pessoas digitam no google?

Sempre tive essa curiosidade desde que comecei a escrever aqui no blog. O que é que as pessoas digitam no google que as faz aportarem por essas bandas? Não faz muito tempo que descobri no blog “Dicas Blogger” da Juliana, um programa que analisa o tráfego do blog.
Até que comecei a escrever o blog eu nunca tinha nem imaginado que isso seria possível para pequenos usuários. Baixei o programa, instalei e começou a diversão. Vocês não tem idéia do que o povo digita e por algum motivo aterriza aqui no Brasileiro na Terra do Tio Sam. Uma coisa boa é que eu já tenho muitas idéias para novos posts. Mas você deve estar curioso com o que as pessoas andam digitando por aí, eu sei. Por isso selecionei algumas coisas e abaixo do negrito vou colocar alguns comentários. Não fique aborrecido se o que você digitou apareceu aqui e eu fiz uma brincadeira. Ria com a gente porque afinal, a vida é muito curta pra ser levada tão a sério.

Design de interiores tem muita matemática?
Bem pouquinho, mais ou menos como a do sétimo ano(antiga sexta série) do Ensino Fundamental.

Wester Junior transferencia de dinheiro para miami
Pessoa, é Western Union... Não se preocupe eu já dei umas assim também. Quer saber uma? Quando eu tinha uns 20 anos falei “picanha saturada” em vez de “picanha maturada”. O namorado da minha mãe falou um dia: Corre no Banco e “assusta o cheque” – eu morrí de rir. Mas esse era o campeão, sempre soltava uma. Um dia ele disse: “O bom mesmo é tv de tela ‘plãina’”... :D

Um dia com um amigo no Banco ele me vira e diz pro gerente: “Como é que o Banco ‘debilita’ isso da minha conta sem autorização?”. O gerente olhou pra mim, eu olhei pra ele e fizémos uma força extra-humana para não cair na gargalhada...

Onde comer em Orlando comida sem pimenta
Olha só. Você talvez esteja pensando que isso seja uma brincadeira. Não se pode imaginar o mal que passa uma pessoa dessa, que não gosta de pimenta como eu, nos EUA. Meu filho, essa é uma pergunta difícil. Quase uma caça ao tesouro. Eu não sei qual é a dos americanos com a pimenta mas, quando vou aos restaurantes já vou logo falando ao atendente: “Please, no hot sauce AT ALL” (por favor, sem pimenta nenhuma!!)

Preciso de habilitacao para dirigir “carro” nos EUA?
Claro né? Tô brincando eu entendi o que você quis dizer. Preciso de uma habilitação especial? Não. Os americanos são bastante tolerantes e permitem que você dirija com a habilitação brasileira. Ter a habilitação internacional(nada mais que uma tradução) ajuda mas não é considerada “obrigatória”. Veja o post Habilitacao da Florida

Aonde comprar mais barato, EUA, miami ou orlando?
Primeiro vamos deixar combinado que Miami e Orlando são cidades dos EUA ok? Orlando tem preços mais baixos porque a cidade em si não tem muitos turistas como Miami. Aqueles que por aqui aportam vêm atrás da diversão artificial dos Parques temáticos. A maioria fica em Kissimmie, uma pequena cidade aos pés dos parques ou em um Resort da própria Disney e só vêm a Orlando para usar o aeroporto. Os americanos não costumam pagar preços altos. Nos Outlets de Orlando a concorrência é grande e pode-se achar coisas muito baratas. Veja o post Compras em Miami e Orlando

Que tipo de feijão comprar nos EUA?
Você pode comprar o feijão que quiser. Tem muitas opções. Procure na seção de ‘comidas étnicas’ que tem feijão que eu nunca nem tinha visto. Veja o post Como eu vou fazer sem arroz com feijao?

Qual a distância do Grand Canyon até a Strip?
Não sei dizer exatamente os quilômetros mas, leva-se de 3 a 4 horas. Veja o post Viagem a Las Vegas

Qual a estrada que eu pego pra ir de Orlando a Las Vegas?
Procure por Interstate 10. Mas saiba que de avião, sem escalas, são cinco horas de viagem. Eu fui no google maps e achei um endereço qualquer em Las Vegas. Cliquei no balãozinho e fui em “directions”, coloquei meu endereço daqui de Orlando e o resultado foi:

2.358 miles (3.795km)– 1 dia e 14 horas sem dizer que deve ser muito perigoso. Cruzar o deserto de carro não é uma boa idéia aqui nos EUA. Assista ao filme “Breakdown” que você desiste rapidinho.

O Tio Sam representa o que nos EUA?
O tio Sam é a própria América. É como se fosse aquele tio rico de cabelos brancos. O termo vem de USA (United States of America) U-uncle(tio), SA-sam(am vem de America). USA – uncle sam. Uncle Sam é o apelido dos EUA.

Abrir uma conta corrente na lotérica
Desculpe mas acho que você ligou pro número errado...

Quantos brasileiros há em Miami?
Aproximadamente 200 mil brasileiros vivendo na Flórida. Não encontrei o número específico de brasileiros só em Miami.

Dicas de como se dar em Miami?
Aí depende não é mesmo? Não tenho muita certeza do que você quis dizer com “se dar”. Se dar bem seria? Tente se dar bem no Brasil primeiro. Se conseguir, pode ficar tranquilo que vai se dar bem em Miami. As coisas aqui não são tão difíceis como no Brasil.
Agora “se dar” no outro sentido eu prefiro não fazer comentários :-)

Feijao dos americanos enlatado.
Os do tipo sem temperos só com água dá pra temperar em uma panela que fica igualzinho ao que fazemos no Brasil. Os temperados são horríveis. Muito apimentados...tem gosto de sopa da knorr.

Se eu sou brasileiro e vou estudar nos EUA eu me daria bem?
Se você for um bom estudante vai se dar bem em qualquer lugar do mundo. O fato de ser estrangeiro muda pouca coisa. Superando-se a barreira linguística tudo fica igual, pra falar a verdade, até um pouco mais fácil... veja o post Estudar nos EUA

Milho verde brasileiro nos EUA.
Tem o americano que é a mesma coisa!

O que os americanos sabem dos brasileiros?
Muito pouca coisa! O que eles sabem se expressam assim: Ah! Brasil!! Carnaval!! Samba!! Futebol!! Mulheres bonitas!! Eu fico me sentindo um retardado. Parece que brasileiro so fica descansando embaixo da bananeira e passa a noite inteira festejando...

10 coisas que você deve comprar quando for para Orlando
1-Roupas de marca 1/3 do Brasil
2-Um laptop
3-Um ipad
4-Um iphone
5-Uma batedeira Kitchen Aid – 2 mil no Brasil e 199 dólares aqui
6-Perfumes
7-Cremes hidratantes da Victoria Secret
8-Um relógio da Guess – 1000 no Brasil, 100 dólares aqui.
9-Uma máquina fotográfica
10-livros

Quanto custa uma calça da Levis?
Na Levis pode ser de 40 a 80 dolares. Se você for na Ross pode encontrar até por 12 dólares (menos que 20 reais!) veja o post Compras em Miami e Orlando

Se um brasileiro estiver com nome sujo no SPC e Serasa n o Brasil consegue abrir um conta corrente na Austrália?
Não tenho a menor idéia! Mas os sistemas de outros países não conseguem obter esse tipo de informação. Mas se quiser migrar para um país que está recrutando, como por exemplo o Canadá, limpe seu nome no Brasil primeiro! Eles pedem cartas de referências bancárias. Os bancos no Brasil não dão se você tiver restrições de crédito.

Onde encontro farinha de arroz em Orlando?
No supermercado brasileiro em Orlando. Pra que serve isso mesmo?? Prepare o bolso, pra variar, eles enfiam a faca...

Quero comprar um blackberry destravado.
Não seria ‘desbloqueado’? Qualquer loja de eletrônicos tem muitas opções de telefones desbloqueados. Na International Drive tem muitas lojas brasileiras de eletrônicos.

Leis da velocidade na Flórida.

Quantos dólar custa o Vitoria Secret nos EUA?
Quantos dólar'es' custam. Plural né gente?? Que eu saiba o Victoria Secret não está à venda ainda. Mas se você estiver se referindo a roupas, perfumes e cremes procure na internet na própria página da Victoria Secret. É só googolar...

Quanto custa a faculdade em Miami bich?
Miami ‘Beach’ é como se fosse um bairro da grande Miami. ‘Bich’ é outra coisa viu?! Mas pode custar de 60 a 120 mil dólares, somente o curso, sem contar os gastos com alimentação e hospedagem. Mais sobre o custo de estudar nos EUA no post Quanto custa estudar nos EUA?

Óculos Miami Orlando 3 por 15 dólares.
Nunca vi, me fala onde tem!!

Como um brasileiro pode ser um policial em Miami?
Nossa, que pergunta! Interessante...Miami é uma das mais perigosas cidades dos EUA. Nos sites especializados consta como mais perigosa até mesmo que Nova Iorque. Para ser um policial em Miami precisa-se primeiro ser um cidadão americano. Pode-se conseguir a cidadania através do processo de naturalização que é bem complicado e só é concedido para aqueles que possuem o Green Card, o passaporte dos sonhos dos imigrantes ilegais. Após 11 de Setembro ficou muito difícil conseguir o Green Card.

Abs a todos!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Como e quanto dinheiro levar em uma viagem ao exterior?

Já me peguei muitas vezes com essa dúvida. Quanto dinheiro levar? Como levar o dinheiro? Dinheiro ou Traveler Checks? Cartão de crédito...quantos? Hoje as opções são muitas. Convém não concentrar toda sua verba em um único modo como por exemplo, levar tudo em dinheiro ou só levar o cartão de crédito. Mas antes disso vamos pensar um pouco em “quanto” dinheiro levar.

Quanto vou precisar?

Lógicamente que essa questão varia de pessoa para pessoa. Eu sempre viajei com muito pouco dinheiro e as pessoas sempre ficavam impressionadas perguntando como eu fazia para gastar tão pouco nas viagens. O segredo era: Eu não tinha mesmo! Verdade, não tinha e não podia gastar, mas não queria deixar de viajar. Então me programava pra gastar bem pouco. Confesso que não é a melhor das situações mas não me arrependo de nenhuma das viajens que fiz, mesmo com pouco dinheiro.

Você deve começar pelo número de dias que vai passar viajando. Alguns calculam 100 dólares por dia, o que eu acho muito enquanto outros 30, o que eu acho pouco. Eu prefiro me organizar com o roteiro. Em tempos de internet dá pra se saber o preço de tudo com antecedência. Teatro, museu, restaurante e assim por diante. Tente fazer um roteiro mais o detalhado possível e saiba quais são as grandes despesas que terá. Um exemplo, você vem a Orlando e vai visitar 5 parques. Entre nos sites dos parques, veja o preço dos ingressos e faça um cálculo. Calcule uma base de 30 dólares para alimentação dentro do parque se você, assim como a maioria, vai ficar 10-12 horas lá se divertindo. Uma refeição, na maioria dos lugares que tenho frequentado sai por volta de 15 dólares. Se preferir os fast foods, sai em torno de 6-8 dólares. Fique atento ao tamanho dos pratos. Os americanos comem em grande quantidade. A maioria dos pratos geralmente dá para dividir por duas pessoas. Se achar que está com muita fome peça uma porção de batatas fritas. Os 30 dólares podem ser calculados para quando estiver fora dos parques se alimentando também. Geralmente não se gasta tudo isso em 2 refeições. Se precisar, aumente para 40.

Faça uma lista de tudo que deseja comprar e tente se apegar a essa lista. Eu sei que oportunidades aparecerão e não podemos deixá-las passar, mas tome cuidado para não comprar coisas que não precisa e que não vai usar. Eu já fiz isso muitas vezes. Comprei um casaco na Italia que só usei “na Itália!”. Custou caro e nunca mais usei no Brasil. Comprar por impulso é uma coisa muito fácil, tome cuidado. Eu levo um caderninho pequeno ou uma folha de papel dobrada dentro do bolso e a cada compra anoto o valor e o que foi. Assim vou acompanhando o tamanho da lista e isso me impede de ter surpresas na chegada da fatura. Ver a lista crescendo em tamanho faz a gente gastar mais sabiamente. Eu também, assim como muita gente, já fiquei assustado com o tamanho de uma fatura e nem imaginava que tinha comprado tantas coisas.

Então você já sabe quais as grandes despesas que terá. Tem a lista do que deseja comprar, adicionou a estes valores, a alimentação. Coloque agora o valor de hotéis, transporte, um valor para presentes, souvenirs e você tem aproximadamente o quanto deseja gastar na viagem. Mesmo que você já tenha uma verba para a viagem, por exemplo, 1000 dólares para gastar, seria bom se você fizesse o rascunho das despesas. Assim pode ver se o dinheiro é suficiente.


Como posso levar?


Dinheiro - Não convém, por questões de segurança levar tudo em dinheiro. Muitos compram aquela carteira de pano para dinheiro que amarra na barriga. Colocam 1000 dólares lá e na hora de pagar aquele sufoco, abre a calça, etc e todo mundo vê!. Dinheiro vivo você vai precisar para pequenas despesas. Embora os americanos paguem um cafezinho no cartão de crédito mesmo. Não se preocupe com isso. Mas você vai precisar de dinheiro vivo para taxis, ônibus, metrô, jornais, cartao postal, etc. Eu calculo 20-30 dólares por dia de pequenas despesas. Então se vou ficar 10 dias levo 300 em dinheiro. Se for 21 dias eu levo 400. Nunca levo mais que 500 dólares pois a maioria das coisas pago tudo no cartão. Alguns calculam que 1/3 do que se tem deve se levar em dinheiro.



Pochete...sera?


Cinto que esconde dinheiro



Cartão de Crédito – Ô bendito!! Ou seria maldito? Como eu queria ter um cartão de crédito sem limites e sem faturas!! :-)
Não leve somente um cartão, pode acontecer algo com ele ou pode ser que a loja que você está comprando só aceite VISA, por exemplo. Leve bandeiras (visa, mastercard, etc) diferentes mas, saiba que o Master Card, Dinners convertem a taxa do dólar pelo paralelo e não pelo dólar turismo como o VISA. As compras ficam mais caras. Importantíssimo é não esquecer de ligar para a operadora e “avisar” que você vai viajar. Por medidas de segurança, as operadoras, às vezes cancelam cartões que subitamente apresentam compras em valores significativos fora do Brasil. Aconteceu comigo... hhhrrrrrrrrrr

Não esqueça ainda que existe a cobrança de impostos sobre compras no exterior (IOF) 2,38% do valor da compra.

Travelers Checks – Muito pouca gente usa. Existem estabelecimentos que nem aceitam. Bancos exigem documentos originais para trocar. Se você não usar tudo, ao vender ao banco na volta, perde na transação. Eu nunca mais usei. Não acho prático.






Visa Travel Money – Está na moda. Você compra ou contrata o cartão em qualquer agência de viagem ou mesmo em alguns bancos. Carrega o cartão com dinheiro e paga tudo na opção débito no exterior. Se precisar de mais dinheiro, pode pedir para alguém no Brasil fazer a trasnferência, ou você mesmo o faz pela internet ou telefone e eles carregam o cartão para você. Não tem taxas de manutenção, é uma maravilha. A grande vantagem é que você não é pego de surpresa se comprou com cartão de crédito com dólar a 1,80 e no dia do fechamento da fatura o dólar estava 2,40. A taxa do VTM é a do dia em que você carrega o cartão então não há surpresas. Vale citar que você paga R$ 2,50 por saque independentemente do valor + IOF de 0,38%

Cartão de débito do seu Banco – A rede visa electron pode ser usada em outros países na opção débito. O cartão múltiplo do Banco do Brasil faz compras à débito no exterior. A taxa é calculada imediatamente e sua conta debitada. Eu saquei dinheiro num caixa ATM em Londres com meu cartão de débito do Banco do Brasil. Informe-se com o gerente do seu banco antes de viajar.


Dicas! Dicas! E mais Dicas...

- Não concentre todo seu dinheiro em uma só maneira. Tenha várias opções assim, se algo errado acontecer, você tem outras opções. Ficar no exterior sem dinheiro é um problema!

- Ao entrar nos EUA você precisa declarar quanto possui em dinheiro “SE” estiver levando mais de 10 mil dólares. Não faça como os pastores da igreja evangélica do Brasil e não esconda o dinheiro na cueca como certo político fez. Você vai preso se descobrirem. Valores menores que 10 mil não precisam ser declarados.

- Ande com o dinheiro e carteira no bolso da frente. Estatisticamente trombadinhas só assaltam pessoas que usam a carteira nos bolsos de tráz.

- Faça cópias(3 no mínimo) colorida dos documentos (passaporte, visto, rg, etc), das passagens de avião e outras. Tenha cópias em vários lugares, diferentes malas, cofre do hotel e ande com os originais. Se algo acontecer você pode viajar com as cópias e boletim de ocorrência. Se não tiver as cópias vai ter muita dor de cabeça.

- Anote em um papel o telefone internacional de todas as operadoras dos cartões em caso de perda ou roubo dos cartões. Não guarde o papel na carteira! Se roubarem sua carteira lá se vão os telefones...

- Fique de olho nas malas especialmente quando o motorista de taxi as coloca e tira do porta malas do carro. Não entre no taxi e deixe ele sozinho com as malas! Verifique se não esqueceu nada no banco do taxi! Anotar o nome do motorista do taxi e a operadora pode ajudar. Tenha cadeado segredo em todas as malas.

- Não fique dando bobeira na rua com sua máquina fotográfica e sempre olhe ao redor. Prefira máquinas pequenas que podem ser guardadas em bolsos. Se quiser levar a grandona, semi profissional, tome cuidado.

- Cuidado ao pendurar a bolsa em cadeiras dos restaurantes, principalmente mesas externas. Trombadinhas passam rápido entre elas e pegam a bolsa sem você perceber!

- Não aceite drinks de “ninguém” que você não conheça em bares noturnos. O drink pode vir com a pilula do estupro - aquela que você apaga e acorda só no quarto do motel no dia seguinte.

- Não adormeça em transporte público, trens, ônibus ou metrô.

- Saiba que, uma vez nos EUA, ao atender chamadas vindas do Brasil no seu celular você também paga e não somente a pessoa que te ligou. A conta pode ser uma surpresa desagradável.

- Não esqueça que nos restaurantes e em taxis paga-se por volta de 15% em gorgetas. Isso se deve ao fato que o salário dessas pessoas é composto de 80% só de gorgetas. É maldade não dar "tip" e fazer a pessoa trabalhar quase de graça para você.

- Leve pouca bagagem...
Um abraço e boa viagem!



Leia o explicativo sobre as Novas Regras de Bagagem

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

American Pie – a queridinha dos americanos.

 
Photo by James Carrier
        Levou um tempo para eu entender porque o americano venera sua American Pie. Eu sou apaixonado por culinária mas nunca coloquei um post aqui sobre o assunto.
Navegando eu pela internet e lendo os blogs que costumeiramente visito, encontro, no La Cucineta, uma referência ao filme “Waitress” de 2007. Após pesquisar exaustivamente - dois cliques no google - descubro que o nome dado ao filme “Waitress” em português é...pasmem: "Garçonete". Mas o que é isso hein? Um surto de originalidade? Quando o filme ficaria excelente com a tradução literal do nome original 'eles' mudam o nome para algo idiota. Como fizeram em Portugal com o filme “Brokeback Mountain”. O nome foi mudado para “O Segredo dos Homossexuais da Montanha”. Como assim??? Me desculpem portugueses mas depois dessa não é mais segredo não? Quando a tradução literal do nome original nao cai bem eles deixam a tradução literal como no caso deste que estamos falando. Garçonete... Quem alugaria um filme que se chama “Garçonete”?

Revoltas “aside” resolvi assistir ao filme por recomendação da dona do blog. Gostei muito viu Ana? Principalmente porque acabei entendendo o motivo de os americanos adorarem a American Pie. Realmente essa sobremesa é famosa nos EUA. Os americanos gostam mais da Pie (torta) do que dos bolos e pudins. E um feriado como o “Thanks Given” sem American Pie é o mesmo que um Natal sem perú.

 
Blueberries
Fiquei babando durante o filme porque a personagem principal faz, no mínimo, umas 10 tortas. Totalmente inspirado pelo filme perguntei, no jantar, para a família, qual era a torta preferida deles ao que eles responderam: “Blueberry Pie”. O que? O que é blueberry? Tentaram me explicar mas eu não entendi. O google images conseguiu explicar melhor. Blueberry parece uma uva pequena, mancha como a amora e não tem um gosto que posso descrever. Parece uma amora sem açúcar com um pouco de limão, entendeu? Deixa pra lá...

Disse a eles: “Amanhã teremos blueberry Pie após o jantar” pensando que seria uma moleza fazer a Blueberry Pie. Eles responderam: “Wohoooooo!!” Olha a responsabilidade...

No dia seguinte me danei pro supermercado atrás da fruta que fui saber, no local, que está fora da estação, ou seja, raríssimo de encontrar. Telefonei para meu amigo e ele disse: “Compre congelada, é a mesma coisa”. Comprei e deixei descongelar sobre a pia. Claro que mesma coisa não deve ser, mas enquanto não chega a estação...congelada, vai tu mesmo.

Peguei no site da Joy a receita para a massa que aqui se chama “crust”. Tem também um vídeo de como se faz a massa do “crust”. Assistir ao video ajudou muito porque muita coisa na receita eu não entendia. A receita do recheio de Blueberries eu peguei em um outro site. Prometi a mim mesmo seguir a receita ao pé da letra, pois metido como sou sempre mudo alguma coisa e às vezes sai errado.

Tempo total de preparo 3 horas. Passei uma tarde prazeirosa na cozinha. A casa se encheu do perfume da Blueberry. Enquanto a torta assava no forno, sentei na varanda e fiquei observando a disputa entre os esquilos por um punhado de sementes que eu coloquei no comedor. Ficamos todos ansiosos para experimentar a torta após o jantar. Aprendi que se come a Blueberry Pie com sorvete de creme.

Preço de uma Blueberry Pie feita em casa: 8 dólares
Preço de uma Blueberry Pie feita no supermercado: 15 dólares
Ver a família americana babando por uma legítima Blueberry Pie feita por um "brasileiro" e ouví-los dizer: “A melhor Blueberry Pie que eu já comi”: Não tem preço!

(Há coisas que o dinheiro não compra. Para todas as outras, existe Mastercard... :P)

-Para aqueles que ficaram com vontade aí vai a receita que minha amiga Rose Teixeira teve a paciência de traduzir.
-Para aqueles que acham que estou misturando as bolas colocando uma receita americana aqui: Pessoal, se faz parte da cultura americana, porque não falar aqui sobre isso, concorda?
Abraço a todos!

Blueberry Pie


Ingredientes Recheio

• 1 xícara de açúcar branco
• 5 colheres de sopa niveladas de amido de milho
• 1 / 4 colher de chá de sal
• 1 / 2 colher de chá de canela em pó
• 5 xícaras de blueberries frescas (pode usar amoras)
• 1 colher de manteiga

Montagem.
• Misture o açúcar, a maisena, o sal e a canela e misture nas frutas(reserve)

Massa de torta Buttermilk (receita de joythebaker.com)

Ingredientes para massa

226 gramas de manteiga sem sal, gelada
2 1 / 2 (340 gramas) copos de farinha de trigo
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
1 / 2 xícara (162 ml) leitelho (buttermilk) Pegue a receita de Buttermilk no La Cucineta

Como fazer
1. Corte a manteiga em pedaços de 2,5 cm. e coloque no freezer para esfriar por 15 minutos. (Meça o buttermilk e guarde na geladeira para mantê-lo frio, você pode até colocá-lo no freezer por alguns minutos também).
2. Peneire juntos a farinha, o açúcar e o sal numa tigela grande. Pegue a manteiga gelada do congelador e misture-a com a mistura de farinha.
3. Despejar os cubos de manteiga gelada e a mistura de farinha em uma grande área de trabalho para rolar. Com um rolo, abra a mistura, achatando os cubos de manteiga com a farinha em longas e finas folhas de manteiga enfarinhada. Trabalhe rapidamente para garantir que a manteiga permaneça fria.
4. Coloque de volta manteiga achatada e a farinha numa tigela grande e leve ao freezer por 10 minutos. Quando a manteiga estiver fria, retire a tigela da geladeira.

Faça um pequeno buraco no centro da mistura de farinha e manteiga. Adicione o buttermilk de uma só vez. Comece a trazer a massa em conjunto com uma mão (mantenha a outra mão livre para atender o telefone). Umedeça toda a farinha com o leite, usando sua mão para acabar com as grandes aglomerações de leite e farinha. A massa ficará bastante embolada, mas você pode adicionar uma outra colher de sopa de buttermilk, se você notar que a farinha não está umedecida por inteiro.


Divida a massa em dois montes iguais, embrulhe em papel plastico e leve a geladeira por uma hora, eles ficarão mais fáceis de enrolar.

6. Estenda a crosta superior grande o suficiente para cortar um círculo de 30,5 cms. Forre uma assadeira de torta. Coloque o recheio.











Umedeça a borda da crosta inferior escovando-o levemente com água e coloque a crosta superior sobre o recheio. Aparar o excedente da crosta superior, de modo que sobre apenas 1,2 cm de saliência.
Dobre a saliência sob o disco inferior e aperte para baixo em toda a volta para selá-lo.

Faça frisos nas beiradas com um garfo ou com os dedos e ....essa parte eu não entendi (nao tem problema Rose o povo se vira!!!)...1 cm do centro da torta e irradiando para a borda.




Fotos: Renato e seu celular :P
Trailler do filme Garçonete - Assista ao Bônus - Tem uma revelação sobre o filme que você  não vai acreditar!

video


Livros e material escolar, custam caro nos EUA?

Custam! Pelo menos para mim que não tenho financiamento externo. :-(

Na faculdade que estou matriculado, cursa-se 3 matérias por vez. Cada matéria tem a duração de 10 semanas. As aulas de uma matéria têm duração de 5 horas com intervalo de 10 minutos a cada hora. Você pode escolher cursar as 3 no mesmo dia, manhã, tarde e noite(o que não é aconselhável) ou ir à escola 3 dias por semana o que é bem tranquilo. Iniciando o curso no começo do ano pensei que seria uma moleza assistir aula somente 3 vezes por semana, fiquei pensando o que faria com todo o tempo livre que teria entre as aulas.

Bobagem! Para cada 5 horas de aula assistidas na faculdade tem-se, no mínimo, 10 horas de trabalhos e estudos em casa. Alguns trabalhos demoram dias para ficarem prontos, alguns trabalha-se 30-40 horas até a finalização. Posso dizer que fico o tempo todo ocupado, das 8 da manhã até a noite! Principalmente no final do bimestre com os projetos finais! Assim que o bimestre termina, ficamos uma semana descansando. Alunos e professores! :-)


Projeto final Design Fundamentals - Outdoor Kitchen
50 horas de trabalho

Muitos destes trabalhos têm de ser feitos na escola porque eu não tenho os matcutters (cortadores) e a aparelhagem que está à disposição dos alunos. Nos trabalhos usa-se muito material e quanto custa todo esse material? Antes mesmo de aportar aqui em Orlando os representantes da escola haviam me informado que o custo total de livros seria de 5 mil dólares. Somente “em livros” sem contar todo o resto. Tintas, uma infinidade de lápis, lapiseiras, marcadores, canetas, pincéis, réguas, cadernos, papéis de todos os tipos enfim, tudo o que se pode imaginar em termos de material de arte. A faculdade tem uma lojinha onde os alunos podem comprar todo o material de que precisam. Já no primeiro dia de aula fui buscar o “kit” para aula de Introdução ao Desenho. Preço do kit – US$ 105.00, quase caí de costas. Pouca coisa vinha dentro do kit. No segundo bimestre tive que comprar mais 2 Kits para outras matérias – US$ 350.00 pelos dois, fiquei pensando, onde vai essa brincadeira?

Mais decepcionado ainda fiquei quando, no primeiro dia de aula a professora falou mal do livro que compramos que estava incluído nos 350 e que custou 98 dólares. Usamos o livro 2 vezes em dez semanas. Outras matérias, a mesma coisa. A gota d’água foi no bimestre passado que comprei o livro de AutoCad por 105 dólares e o livro foi usado 1 vez. Em todas as aulas a professora distribuiu seus próprios textos e explicações e as lições de casa estavam em meio a estes. Por que o livro então? Tolinho, você acha que a faculdade ganha dinheiro somente com as mensalidades? Não! A escola ganha muito dinheiro na venda de livros também.

Poucos alunos estão preocupados com isso. Simplesmente aportam na lojinha, pedem os livros e materiais e ponto final! Isso se deve porque 95% dos que estudam na IADT têm financiamento do governo americano para estudar. O governo deposita o dinheiro em uma “conta” que eles têm na escola. Desta conta, a escola debita a mensalidade, material, livros e até sobra algum para lanches. Moradia também pode ser financiada pelo governo. Que moleza hein gente! Já pensou se no Brasil fosse assim, quanta gente estaria matriculado nas faculdades? Isso mesmo, aqui só não estuda quem não quer, oportunidade tem pra todos. Os pagamentos iniciam-se 1 ano após a formatura.

Na primeira aula desta semana – Textiles(tecidos) – todos com o livro "Fabric for Designed Interiors" menos eu. A professora veio me perguntar porque eu ainda não tinha o livro. Expliquei que eu estava pagando a faculade e os materiais em “cash”e que o livro, na lojinha da faculdade, custava 150 dólares - o que assustou muito a professora que não tinha noção de que o livro era caro assim. Expliquei para ela que encomendei na Amazon.com um exemplar usado por 55 dólares mas, que este demoraria 6 dias úteis pra chegar. Por enquanto, para as lições e trabalhos, tenho que usar o exemplar da biblioteca, que não pode ser levado para casa.

A diferença de preços entre a faculdade e a Amazon.com é incrível. Mesmo exemplares novos podem ser adquiridos por 50% do preço da faculdade. Outra opção que já tentarei esse bimestre é visitar as turmas que estão mais a frente e me oferecer para comprar os livros usados deles. A maioria pega o livro com o empréstimo do governo, depois o vende para financiar gasolina, lanches etc. Livros comprados por quase 200 dólares usando financiamento com juros, são vendidos por 40 dólares na faculdade mesmo. Pequenas empresas, montam seus quiosques em determinados dias e compram livros usados dos alunos. Depois revendem. Mal negócio para os alunos que após os 4 anos de curso terão que devolver esse dinheiro ao governo com juros de 4,5% ao ano. Um curso como o meu que custa no total 60 mil dólares pode facilmente, pelos descuidados, terminar na casa dos 100 mil. Muitos não dão o devido valor ao empréstimo. Repetem matérias que têm que ser cursadas novamente ao custo de 1500 dólares por matéria. Compram lanches, materiais em demasia etc. Imagine que a cada 100 mil, paga-se 600 dólares em prestações por 30 anos! A bênção se transforma em maldição. Prefiro a minha situação, mesmo com toda a dificuldade.

A dificuldade está em encontrar maneiras de driblar o sistema enriquecedor da “lojinha” da faculdade. Tenho que pegar as listas de materiais antecipadamente, fazer pesquisa na internet, procurar por usados etc. Encontra-se também muita doação de material de arte por gente que não tem mais onde guardar em suas casas. O Craighslist é um site onde encontra-se de tudo. Precisei de uma mesa de desenho que custa 250 dólares em qualquer loja. Comprei no Craighslist por 50. Fico também de olho nas “sales”, ou seja, as promoções das lojas de materiais de arte. E também procuro por “cupons” de desconto, 10% e algumas vezes até 40% de desconto!

Visito também outras lojas. O Foamcore (um tipo de cartolina mas bem mais grosso) custa na faculdade 5,99. Nas 1 dollar Store (lojas de 1 dólar) encontra-se o mesmo papel por 1 dólar. A qualidade é inferior. Em trabalhos que o foamcore é usado só como suporte ou que vai ficar escondido, pode-se usar o de 1 dólar muito bem. Tenho comprado livors na Amazon.com, tenho consultado a internet e colegas da faculdade que estão interessados em vendê-los. Quase todas as vezes pago 50% do preço do novo. Aqueles livros que considero péssimos acabo vendendo na faculdade por 30% do novo. Porém como paguei só 50% minha perda não é muito grande e posso usar o dinheiro para financiar novos livros. E assim se vai...

Quando o curso terminar, terei a minha biblioteca por 50% do valor que a faculdade me propôs no início, ou seja, 5 mil dólares. É importante ter livros em casa ou mesmo no escritório para consultas. Outra vantagem é terminar o curso sem prestações. Estudantes internacionais não podem pedir financiamento do governo americano para seus estudos embora, possam participar de competições por bolsas de estudo na própria faculdade. É difícil agora mas lá na frente, quando todos estiverem recebendo seus boletos de pagamento, o mesmo não acontecerá comigo. A dificuldade de pagar tudo em “cash” (dinheiro vivo!) agora, estes sentirão no futuro não tão distante assim.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Credit Score

Toda pessoa que vive nos EUA e tem um número de seguro social (SSN - Social Security Number) e tem um Credit Score relatório de crédito. A qualificação é medida por pontos. Existem, basicamente 3 empresas que calculam o credit score. A Equifax, a Experien e a TransUnion.

A empresa Fair Isaac Corporation, conhecida como FICO, foi a primeira a criar um sistema de credit score em 1958. Pelo sistema da FICO, a pontuação mínima é 300 pontos e a máxima é 850 pontos, sendo que 60% dos relatórios de crédito estão entre 650 e 799. Um bom crédito gira em torno dos 700 pontos. Abaixo de 600 é considerado um crédito ruim. Basicamente o credit score diz o que você pode comprar e em quantas vezes. Também vai contribuir ou não para o valor da taxa de juros, baseado no risco que seu relatório representa.

Cada vez que um americano ou alguém que tenha um SSN (CPF do Brasil) compra uma coisa a prazo e paga em dia até o fim, pontos são adicionados ao relatório. Cada vez que não paga pontos são descontados. Mas não somente isso, muitas informações são usadas para compor o credit score, como por exemplo, o número de vezes que a pessoa tem procurado adquirir crédito, cartões de crédito, ou mercadorias a crédito.


Com o passar dos anos, seu relatório pode ser favorável e isso vai ajudar na compra de uma casa ou de um carro com taxas de juros baixas. Ou o contrário. Vai mostrar pra quem está te vendendo que você é um comprador de risco que as taxas de juros neste caso, devem ser mais altas ou que você não pode compra absolutamente. Na minha opinião, o sistema é muito melhor que o SPC do Brasil, porque não mostra simplesmente aquilo que você não pagou, mas também se você agiu com responsabilidade por muitos anos.

Até mesmo para arrumar um emprego, muitas vezes o relatorio de crédito é consultado. Porque mostra o grau de responsabilidade do indivíduo com respeito a finanças pessoais. Claro que se você, por motivos econômicos, como a crise financeira de 2008-2009, acabou arruinando seu crédito, você pode fazer uma revisão no tribunal e retirar os pontos negativos, como está acontecendo com muita gente agora. Se você quiser saber mais a respeito, consulte sites na internet como por exemplo esse da wikipedia

http://en.wikipedia.org/wiki/Credit_score_(United_States)


Como melhorar meu Credit Score? Artigo do Msn.com de 27 de junho

http://articles.moneycentral.msn.com/Banking/YourCreditRating/YourCreditRatingDyn.aspx?cp-documentid=23673803>1=33001

domingo, 10 de outubro de 2010

Decoração de Halloween

Abobora
Decoração de Halloween
Voce ja viu uma casa com decoração de halloween? Eu nunca tinha visto. Pois caminhava eu tranquilo pelas ruas do bairro desfrutando o clima do outono, já que no verão foi quase impossível fazê-lo por causa da temperatura em torno dos 40˚C, e eis que me deparo com um esqueleto pendurado em uma das árvores plantadas na calçada. Desatento como sempre pensei que se tratava de um animal caindo da árvore diretamente sobre a minha cabeça. Sorri...nada mais era que decoração de Halloween.

Observando de perto a peça e olhando ao redor observo a rua totalmente decorada para o dia 31 de Outubro - o Halloween ou Dia das Bruxas. Caveiras, fantasmas, túmulos no gramado, aranhas gigantes e abóboras com luz instalada no interior. Que estranho! Porque o americano dá tanto valor ao Halloween e o que o faz decorar até mesmo a calçada com monstros e fantasmas? Fiquei pensando observando a decoração de halloween mas não descobri a resposta.

Teias e aranhas gigantes
Na era google e wikipédia fica fácil encontrar informação sobre quase qualquer coisa. Googolei então... Meu primeiro pensamento foi o de que, assim como se faz no Natal, do mesmo modo o americano o faz no mes de Outubro. Porém, uma pesquisa mais aprofundada me levou ao artigo escrito por Steve Olson sobre o motivo de os americanos gostarem tanto do Halloween. Aqui vão alguns dos motivos que Olson expôs:“Halloween não tem nenhuma conotação religiosa para mim. Vejo simplesmente como uma chance de fugir da mesmice das nossas vidas e fazer algo criativo, divertido e engraçado. Eu gosto tanto do Halloween porque:
- Me traz lembranças felizes da minha infância
- traz alegria para as crianças

- traz alegria para minha esposa”

fantasias de halloween
A decoração do Halloween atrai as crianças em suas fantasias batendo na porta e dizendo: “Trick or Treat!!” (doces ou travessuras!!). Esta saudação tem um significado: Se não quiser ser vítima de travessuras    é melhor amainar o espírito triqueiro dos pequeninos com doces e guloseimas. No malfadado dia 31 de Outubro, os supermercados e lojas venderão um absurdo em doces e guloseimas afinal, ninguém quer ser vítima de pequenas almas fantasmagóricas que baterão à sua porta após o por do sol.


fantasmas adoraveis!
 O Halloween é o feriado que o americano mais gasta dinheiro. Milhões de dólares são gastos em decorações, fantasias, guloseimas e coisas assim. Talvez tenhamos a tendência de pensar que, em épocas de terrorismo, desastres naturais, economia em crise, nada mais fútil do que gastar dinheiro se divertindo com um feriado pagão. Mas lembre-se que, comemorações existem ao redor do mundo e no Brasil não somos diferentes com o nosso “Carnaval”. Portanto, despido de qualquer julgamento, aprecio a brincadeira afinal quem sou eu para julgar a cultura de uma nação. :P

Leia mais no blog da Julia


abororas com iluminacao

fantasmas


monstros gigantes

pendurados as vezes

ai ja virou palhacada

fantasmas bonzinhos

aranha gigante

cemiterio no jardim


nao gostei

muito bom!

pensei que a caveira grande fosse uma estatua!

assustador...

ate na frente do trailer?

decoracao interna de halloween

odeio aranhas...


eu nao entrava aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...